Dilma quer um terço de mulheres no ministério | Fábio Campana

Dilma quer um terço de mulheres no ministério

Gleisi Hoffmann, eleita senadora pelo Paraná, é cotada para o ministério do Planejamento, ocupado hoje pelo marido Paulo Bernardo.

Por Natuza Nery da Folha.com

A presidente eleita Dilma Rousseff estabeleceu como meta que um terço do seu futuro ministério seja ocupado por mulheres. A determinação foi dada em reunião com o presidente Lula e a equipe de transição anteontem.

Segundo a Folha apurou, a petista quer uma busca nos partidos aliados por indicações de nomes que tenham “estofo” para ocupar vagas no primeiro escalão. O percentual, disse ela, não é rígido, mas deve ser perseguido para garantir maior participação “delas” no poder.

Também discutiram o assunto os coordenadores da transição Antonio Palocci, José Eduardo Cardozo e José Eduardo Dutra –além do ministro Franklin Martins (Comunicação Social) e de Gilberto Carvalho (chefe de gabinete do presidente).

A lei já estabelece normas para que partidos indiquem 30% de suas candidaturas às mulheres, mas não há regras para ocupação de cargos.

Foi de Lula a recomendação de ampliar o comando de mulheres em ministérios.

Quando assumiu, ele criou a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres. A iniciativa, porém, não foi suficiente para garantir uma presença forte do grupo no governo. Hoje, há só três ministras no Executivo. Se depender de Dilma, a marca vai quadruplicar.

A principal dificuldade é a oferta de quadros nos 12 partidos que integram a base aliada. As opções mais naturais brotam nos partidos de tendência mais à esquerda: PSB, PC do B e no próprio PT.

O problema é que dois terços das opções apontadas nos bastidores vêm do Legislativo, o que desidrataria as bancadas governistas.


14 comentários

  1. Kassiana Rinaldy
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 15:04 hs

    Espero que a Dilma não transforme isso em uma obrigação, afinal precisamos de gente competente, tecnico e disposto a trabalhar. Se é mulher ou homem, isso é o que menos importa para produtividade do País.

  2. divonsir martos
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 15:34 hs

    Vamos trabalhar

  3. celso
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 15:38 hs

    Seja homem ou mulher o que vai importar é muita competência e capacidade de articulação política. Lula quando assumiu em 2003 a economia mundial estava “bombando” e Lula só surfou na onda. Dilma irá assumir com o EUA e a EUROPA em crise e o pior a capacidade de investimento do BRASIL é de tão somente 17% do PIB ao contrário da CHINA que é de 47% do PIB
    Em resumo: aguardem um forte ajuste fiscal e aumento de impostos ….

  4. terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 16:18 hs

    QUE NÃO PASSE DE SUPOSIÇÃO. ESSA MULHER MESMO SEM ASSUMIR O CARGO DE SENADORA JÁ SE ACHA A DONA DO MUNDO. E A OUTRA PRINCIPAL SITUAÇÃO. NÃO TEM COMPETENCIA, NÃO TEM EXPERIENCIA, POBRE POVO BRASILEIRO, NAS MÃOS DO PT E SUA TURMA. COMEÇOU BEM: PRIMEIRO A VOLTA DA CPMF, AGORA A MELOSINHA MINISTRA DE PLANEJAMENTO. NÃO SABE PLANEJAR A SUA VIDA PESSOAL. QUE VERGONHA PT. AGORA AFUNDA TUDOP DE VEZ. POBR POVO, QUE NÃO MERECE ISTO.

  5. antonio carlos
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 16:23 hs

    A companheira Dilma já está tratando de arrumar emprego para as companheiras, como a companheira Ideli, fragorosamente derrotada nas urnas. E que a partir de primeiro de janeiro vai ficar desempregada. Não sou feminsta nem contra o feminismo, mas querer que 1/3 do ministério seja composta de mulheres, me parece algo machista, melhor dizendo, feminista. Então por que não nomear um ministério só de mulheres? Se a idéia é fazer média, então que a mulherada fique com o poder, pois além de serem a maioria da população, compõe também a maioria do eleitorado. A coisa promete no governo da companheira. ACarlos

  6. CRITÉRIO DUVIDOSO
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 16:38 hs

    A ULTIMA MULHER INDICADA PELA DILMA FOI A ERENICE… ESCOLHER PELO SEXO É COMPLICADO. INFELIZMENTE AS MULHERES BRASILEIRA NÃO VEM TENDO BONS PAPÉIS NA POLÍTICA VIDE ERUNDINA, MARTA SUPLICY, ANGELA AMIN E IEDA CRUSIUS. NÃO É PRECONCEITO É UM FATO.

  7. Gena
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 16:40 hs

    E o Requiao se fu… Sergio Souza , suplente da Gleisi é apadrinhado do desafeto do Requiao, o Pessutoso…

  8. Joãozinho
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 18:56 hs

    PORQUÊ SÓ 1/3 ????? Serão só as comadres ?

    O que importa é o carater e competência.

    Que coisa mais MEDIOCRE essa de escolher por sexo.

  9. ammarante mello rego
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 19:14 hs

    geena ,tonhao voces nao gostam de mulheres ne

  10. CAÇADOR DE PETISTAS
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 19:51 hs

    Aguarem, tanto a galega, filhote de Ditador populista quando a “coisa”, cândidata virtual do imbecil Lula da Silva, não se elegem mas, sequer a síndica de prédio.

    PT, o câncer do Brasil.

  11. quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 8:48 hs

    Idem acima.

  12. S.R.
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 9:58 hs

    A partir de janeiro a eleita vai ter que se contorcer para explicar as demissões nas indústrias. Culpa de quem? Quem considerou a China economia de mercado? Quem inundou o mercado com cacareco chinês? Ele mesmo. Aquele que dá entrevista atacando os EUA. Vamos nos entupir de dólares que no final das contas não valerão nada. Acabou o sonho moçada. Vão ter que pagar mais impostos para girar esta máquina do século 19.

  13. Eleitor decepcionado
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 10:54 hs

    Pelo amor de Deus não, já chega o marido incompetente. Ela que fique no senado fazendo tricô e rindo do povo que votou nela…

  14. HENRY
    quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 12:40 hs

    ISSO SÓ PODE SER UMA PIADA E DE MUITO MAL GOSTO. AGORA, PARTINDO DE UM (des)GOVERNO incomPeTente COMO O QUE AÍ ESTÁ, NADA CHEGA A SER NOVIDADE. MAS QUE É UMA PIADA, PODE TER CERTESA QUE É.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*