Dilma aceita Jobim na Defesa | Fábio Campana

Dilma aceita Jobim
na Defesa

Da Folha.com

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, continuará no posto no governo de Dilma Rousseff. A Folha apurou que Jobim recebeu e aceitou o convite da presidente eleita em reunião na sexta-feira.

Dilma e Jobim acertaram, nesse encontro, a retirada da área de aviação civil do Ministério da Defesa.

O objetivo de Dilma é remodelar o setor, abrindo o capital à iniciativa privada e acelerando a construção de aeroportos para a Copa-2014 e a Olimpíada-2016.


Como a Folha revelou ontem, será criada uma secretaria especial, provavelmente com status de ministério, para cuidar desses assuntos.

Responderão à nova pasta a Infraero, estatal que administra aeroportos, e a Anac, agência reguladora do setor.

O presidente Lula sugeriu a Dilma a manutenção de Jobim, que conduz uma reforma da política de defesa.

Para Lula, o passado de guerrilheira de Dilma precisava ser levado em conta. O presidente avalia que uma substituição nessa área poderia gerar atritos com as Forças Armadas –e que Jobim tem perfil conservador e agrada aos militares.

Tanto Lula como Dilma acham, também, que Jobim tem atuado bem nas tratativas com as Forças Armadas para dar apoio ao governo do Rio de Janeiro no combate ao crime organizado.

MAIS NOVIDADES

Dilma e seus assessores retomam hoje as negociações sobre o primeiro escalão com os partidos aliados –ontem a presidente eleita descansou em Brasília, sem agenda.

Já foram anunciados os quatro principais nomes da área econômica –Guido Mantega (Fazenda), Alexandre Tombini (BC), Miriam Belchior (Planejamento) e Luciano Coutinho (BNDES).

Antonio Palocci e Gilberto Carvalho aceitaram convite para o núcleo político –provavelmente na Casa Civil e na Secretaria Geral, respectivamente. Outro nome confirmado é José Eduardo Cardozo, quase certo na Justiça.

Alexandre Padilha, das Relações Institucionais, é outro ministro que deverá continuar em seu posto.

Lula pediu a Dilma que mantenha Fernando Haddad na Educação. A presidente eleita pretende atendê-lo.

No atual desenho do ministério de Dilma, o atual ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, comandará as Comunicações. André Barbosa, assessor especial da Casa Civil para assuntos de radiodifusão, deverá ser o secretário-executivo da pasta.

Fernando Pimentel, ex-prefeito de Belo Horizonte, também é nome certo no governo. Está cotado para a pasta da Previdência ou para a do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.


8 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 29 de novembro de 2010 – 11:15 hs

    E não privatiza prá ver…Se demorar, aeroportos vão servir de pouso só prá cesninha, avião de rosca e quero-quero…

  2. boca de sabão
    segunda-feira, 29 de novembro de 2010 – 12:58 hs

    e não esqueçam q ainda existe a licitação BILIONÁRIA dos novos caças que a aeronautica vai adquirir da FRANÇA…

  3. Jose
    segunda-feira, 29 de novembro de 2010 – 13:19 hs

    Realmente a DILMA não tem mando próprio, o LULA está definido que serão os Ministros. Neste caso, ele tem interesse e a compra dos aviões da França deve acontecer como ele planejou com o JOBIM. Pra que dividir comissão com outra pessoa? quem nem participou das tratativas.

  4. JK
    segunda-feira, 29 de novembro de 2010 – 14:22 hs

    Por falar em ministro da defesa, alguem viu alguma declaração dele nos ultimos dias sobre o que vem acontecendo no RJ? Ou pelo menos ouviu falar dele? É, eu tambem não vi nem ouvi nada…Tendo em vista que as forças armadas(Exercito, Aeronautica e Marinha) auxiliaram de maneira brilhante a Secretaria de Segurança do RJ o minimo que se esperava era um pronunciamento dele, mas só vi os Oficiais dessas forças dando entrevistas, o Ministro falar problemas de atrasos da aviação civil é facil, mas parece que na hora que o pau comeu ele ficou com medinho, ficou com medo de por a cara a tapa pra falar de traficante e bandido…

  5. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 29 de novembro de 2010 – 15:11 hs

    …mas o segundo ex-marido da preposta não dizia que quem pensasse que iria monitorá-la, iria se decepcionar?

  6. ROMÃO MIRANDA VIDAL
    segunda-feira, 29 de novembro de 2010 – 21:39 hs

    O Brasil não merece tal.
    De inicio andou travestido de soldado, com farda de combatente.
    Depois resolveu dar uma de entendido em avição civil e se intrometeu no assunto da aviação civil.
    Não satisfeito se imiscuiu na compra dos aviões franceses, de uma fábrica que jamais vendeu uma aeronave para outros países. Lógico que está implicito o interesse do atual presidente do Brasil em que a Dassaut Aviation venda suas aeronaves para nós brasileiros. Sabem por quê? Aguardem….
    Poucas pessoas sabem que a Dassaut Aviation que desenvolveu o Rafale, investiu 39 bilhões de Euros na sua planta industrial para fabricar o caça francês e que só o governo francês os comprou até o momento. Nenhum país dos cinco continentes fez alguma aquisição

    Fonte: http://www.webartigos.com/articles/30986/1/OS-AVIOES-FRANCESES-E-O-AGRONEGOCIO/pagina1.html#ixzz16iYavcEK

  7. analista
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 8:10 hs

    o ministro jabá…ops jobã..

    compra aviões rafale. paga o preço de 3 gripen suecos

    ahh os rafale enfrentaram nenhum combate, e tem uma coleção de acidentes com os dito cujos.

    quanto o cachaceiro leva nessa, para por nosso país servir de bocó e cobaia para os franceses???????????????

  8. CAÇADOR DE PETISTAS
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 9:16 hs

    Que Dilma o que. O Fascista Lula, continua mandando afinal, Dilma não foi eleita pelos seus próprios méritos. Não fosse a muleta de Lula, esta desqualificada não seria eleita a Vereadora então, Lula continua mandando.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*