Beto Richa confirma os presidentes das estatais | Fábio Campana

Beto Richa confirma os presidentes das estatais

O governador eleito Beto Richa confirmou na tarde desta terça-feira (30) os nomes dos três integrantes da equipe de governo que vão presidir as três estatais mais importantes do Paraná. Fernando Ghignone será o diretor-presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Lindolfo Zimmer será o diretor-presidente da Companhia Paranaense de Energia (Copel) e Mounir Chaowiche, diretor-presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar).

Fernando Ghignone — SANEPAR

Formado em Administração de Empresas pela Faculdade de Administração e Economia da Universidade Católica do Paraná. Foi Secretario da Cultura, Esporte e Turismo do Estado do Paraná (1983-1986), secretário de Atividades Sócio Culturais do Ministério da Cultura (1986). Presidente da Embrafilme S.A. (1987-1988) e secretário Municipal de Comunicação Social de Curitiba (2005). É diretor de Transportes da URBS S.A., em Curitiba.

Lindolfo Zimmer — COPEL

Engenheiro mecânico e economista (UFPR), com pós-graduação em administração industrial, é servidor público concursado da Copel desde 1965. Foi diretor de Marketing (2000-2003), diretor de Operação (1995-1999), diretor de Engenharia e Construções (1979-1982), presidente do Comitê de Gestão da Copel Telecomunicações e Copel Transmissão, membro do Comitê de Gestão da Copel Geração e Copel Distribuição, gerente da Divisão de Manutenção Mecânica da Diretoria de Operação, gerente da Divisão de Engenharia Mecânica da Diretoria de Engenharia e Construção, entre outros cargos de gerência e direção na empresa.

Mounir Chaowiche — COHAPAR

Natural de Joaquim Távora, Norte Pioneiro. Administrador de empresas com especialização em consultoria empresarial e gestão pública. Funcionário de carreira da Caixa Econômica Federal, onde foi gerente e superintendente em diversos municípios do Paraná. Presidiu a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), de 2005 a 2010.


30 comentários

  1. maria
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 18:22 hs

    como sabe que sao esses nomes ai???

  2. layla
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 18:39 hs

    OH Fabio campana, nenhum comentario da mesa diretora da
    camara? não vai nos dar as novidades das mudanças que houve??

    .

  3. antonio carlos
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 18:44 hs

    Será que o chororô dos copelianos foi atendido? Deve ter sido sim, pois o Beto nomeou um empregado da empresa para presidí-la, mostrando asism confiança no quadro funcional. Então copelianos, parem com esta estória de privatização. E, por favor, mãos a obra, porque a empresa está precisando voltar aos estandares do passado. O recado também vale para as estatais da água e das moradias populares. ACarlos

  4. Roberto
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 18:56 hs

    Time de primeira. Agora so falta a Celepar.
    Esperamos alguem em especial. Se vier sera recebido com tapete vermelho, assim como o Fernando na Sanepar.

  5. Lineu
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 19:09 hs

    Belas escolhas, especialmente pelo nome do Mounir Chaowiche.

    Fez um excelente trabalho na Prefeitura de Curitiba.

  6. o cara
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 19:25 hs

    bom dentre estes ressalto o senhor Munir, retrato da competência.

  7. guiomar
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 20:06 hs

    Os copelianos eleitores do Beto Richa lamentam profundamente que o novo governador tenha prestigiado na Copel um eleitor e cabo eleitoral do Osmar Dias. O Bretas coordenador de energia da campanha Osmar pressionou a tarde toda várias instituições em prol do Lindolfo. Vamos esperar agora que venha o resto da coordenação da campanha do Osmar Dias para as demais diretorias, tais como Gregorio, Miguel Schunemann, Bruel e outros.

  8. Moraes
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 20:35 hs

    Como copeliano só tenho a lamentar.
    Esse Senhor foi diretor do Ingo, será que o Beto não sabe???
    Mas nós temos memória e lembramos muito bem tudo que fizeram na nossa empresa.
    Só não venderam porque o povo se mobilizou e foi às ruas.
    Beto, foi pra isso que eu te elegi?
    Estou profundamente arrependido.
    Só nos resta lamentar….

  9. terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 20:45 hs

    Parabéns Mounir, Joaquim Távora se sente orgulhosa emê-lo como representante na administração do governo do Paraná. Parabéns Beto pela escolha, não tenha dúvida da dedicação e fidelidade desses profissionais….

  10. George
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 20:51 hs

    Muito sucesso ao Mounir.
    Conseguiu transformar a Cohab Curitiba na mais produtiva do Brasil, arrancando elogios de todas esferas, inclusive do governo norte americano.

    Mas vai ter muito trabalho, a Cohapar, aqui, está quebrada.

    Beto, mais uma vez, pensando antes na população do que nos amigos políticos. Parabéns!

  11. COELHO DA PREFEITURA
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 21:17 hs

    PARABÉNS AOS TRÊS INDICADOS, PESSOAS DE ALTO GABARITO.
    PARABÉNS AO GOVERNADOR BÉTO RICHA!!!!!

  12. Lembrança
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 21:22 hs

    Parece que se quisermos ver uma mulher na equipe de governo do estado, teremos de eleger Gleise da próxima vez.

  13. Enfim
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 21:50 hs

    Mais uma vez a Sanepar vira cabide de emprego. Qual a qualificação técnica que o sr. Ghignone tem para gerir uma empresa de saneamento se mal dava conta da distribuidora dele?
    Fico triste que uma empresa com quase 7.000 funcionários, referencia na area de saneamento, sucumba às determinações de um Governador que pouco importa para a empresa (a indicação dele mostra claramente isto). Infelizmente, os saneparaianos, se vendem por muito pouco. É só colocarem um carguinho de coordenador em suas mãos que aceitam tudo.
    Nem quero imaginar qual será a diretoria da empresa… Espero que eu esteja errado.

  14. terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 23:01 hs

    Sr. Fernando Ghignone, sei que esta chegando agora, desejo toda a sorte do mundo nesta sua grande empreitada que será reconduzir a Sanepar ao lugar que ela merece, a titulo de informação creio que nem o Sr. Nem o Governador Beto Richa sabem mas já existe dentro da SANEPAR um grupo que se intitula “grupo de transição” dentro deste grupo existe inclusive um ex diretor (diga-se de passagem que trabalhou e muito para eleger Roberto Requião) que foi afastado por má gestão e acusações de recebimentos ilicitos.
    Neste pseudo grupo existe também um atual coordenador da área de informática que está lá a 8 anos e que para não perder a oportunidade mudou de lado, enfim peço encarecidamente sua atenção no sentido de verificar o passado de cada um e observar sua conduta, verificando quem mudou de lado! Quem era o que no passado!
    Precisamos moralizar a SANEPAR colocando gente honesta, com vontade e competência para realizar o trabalho de reconstrução. Chega de Domingos, Hugos, Azolines… A limpeza tem que ser feita! Não há mais tempo, a gordura que existia foi consumida.
    Sua credibilidade estará diretamente ligada aos nomes de sua equipe.

  15. ALBERTO DA LITIS
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 – 23:01 hs

    Quem disse que navegar em duas canoas não chega a lugar nenhum se enganou, pois o futuro presidente da COPEL, durante a campanha eleitoral, esteve com um pé na canoa do Osmar Dias e outro na canoa do Beto Richa e aí está o resultado. Sem medo de ser feliz, vai levar de quebra os principais coordenadores da campanha derrotada??? do Osmar.
    E a turma do PSDB, ficou a ver a comemoração deles. Nada mais.

  16. Futuro da Copel
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 0:10 hs

    Espero que o Beto coloque alguém muito sério e competente na Fundação Copel! Olho vivo no dinheiro dos copelianos!

    Beto, queremos pessoas sérias na Fundação!!! Não me ponha aventureiros ou puxa-sacos lá!

  17. Ammarante mello rego
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 0:12 hs

    SEI LA NAO TEM UM JOAO DASILVA ,PARECE QUE ESTOU NOLIBANO OU ISRAEL,SO” TEM ISMAELITA E ISRAELITA DAQUI A POUCO PODE OCORRER UMA INTINFADA EM CURITIBA,E VAI SAIR PENA DOS BRIMOS PRA TODO LADO

  18. John James Preston
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 1:24 hs

    O Ghignone e o Mounir sao excepcionalmente bons.
    Beto acertou em cheio nesses dois nomes.

    Fabio, e a seguranca publica?! O Beto vai agir contra a guerra civil instalada em Curitiba? A coisa ta’ feia demais por estas bandas.

  19. brigitte chaurais
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 1:42 hs

    O Zimmer foi uma escolha lamentável… medíocre e comprometido com todos os desmandos da gestão Ingo Hubert, que até na cadeia passou algumas noites de tanto que roubou… o Beto vai mesmo entregar a nossa Copel ao Jaime Lerner, que quis vender a empresa duas vezes e só não conseguiu por causa do 11 de setembro, quando as multis recolheram seus investimentos? Por favor, Beto, ainda é tempo de trocar esse nome péssimo na maior empresa do PR e uma das melhores do Brasil.

  20. camuca
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 8:22 hs

    Campana, e a CELEPAR, quem poderá ou será o presidente?

  21. Norton Moreira Neves
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 13:07 hs

    Profunda decepção que Lindolfo Zimmer seja ressuscitado pelo governador eleito. Deve estar sendo apoiado por grandes empreiteiras, pois não possui os requisitos mínimos para o cargo, a começar pelo comprometimento com todos os desmandos protagonizados pela gestão de Ingo Hubert nos oito anos de governo Lerner, cuja diretoria Zimmer integrou, sendo “homem de confiança”. Dentro da empresa é um nome desmoralizado, pois virou diretor de marketing sem entender nada do ramo só para manipular as verbas de propaganda. Como sempre, a Copel sendo esbulhada.

  22. MARIZA QUADROS
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 15:08 hs

    Esclarecendo – Anónimo é igual aos corajosos Teixeiras, Zoccos, Anuares, que já são velhos conhecidos intrigueiros de plantão e que já passaram pela SANEPAR com baixa performance administrativa, faziam parte do grupo que tentou vender a empresa em 1998… fiquem de olho! eles estão querendo voltar…

  23. João B.
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 18:08 hs

    ‘Cause this is thriller
    Thriller night
    And no one’s gonna save you
    From the beast about to strike
    You know it’s thriller
    Thriller night

    A escolha do Beto Richa para a presidência da COPEL foi “excelente” estou até vendo o clip Thriller do Michael Jackson… os mortos-vivos voltando e dançando!

  24. João Evangelista
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 18:33 hs

    Eis, homens de pouca fé, o primeiro milagre do Governador… ressuscitou Lázaro… espereis agora o milagre da multiplicação… multiplicação dos aditivos contratuais, dos contratos furados e das falcatruas da Fundação.

  25. Robson Cascavel
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 18:41 hs

    É companheiros copelianos, preparem-se para um longo e tenebroso mandato do sr. Richa!

  26. Davi Aparecido
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 21:29 hs

    Corte nas despesas das empresas do Estado. Meta poderia iniciar com a redução do numero de gerentes em pelo menos 100% , sabemos que tem estatal com um gerente para cada cinco servidores. um vergonha que o pessutao deixa de saldo. Fundação Copel kkkkkkk! Olho vivo no dinheiro dos copelianos, fala serio……. deve estar igual paranaprevidencia. os aposentados estao la dando (tirando) sangue kkkkkk.

  27. Julio Cézar
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 22:30 hs

    Fui funcionário da COPEL entre 1993 e 1996, ocasião em que tive a oportunidade de conhecer indiretamente o profissional Lindolfo Zimmer, o qual na ocasião já demonstrava um ótimo conhecimento da empresa, como também um grande reconhecimento dos funcionários.

    Parabéns ao Governador pela escolha!!

  28. FCH
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 – 22:44 hs

    Espero que o Beto e os dirigentes do PSDB não se esqueçam do estatuto do partido e também da RESOLUÇÃO CEE Nº 001/2007
    de 02/07/2007:
    -” 2. Proibir que qualquer filiado ao PSDB/PR ocupe cargo ou função de confiança em Governos não apoiados pelo Partido, sem a devida autorização da Comissão Executiva Estadual.”
    Se os filiados não podiam ocupar cargos comissionados no governo Requião então entendo que nenhuma pessoa que ocupava cargo comissionado e, consequentemente, apoiava a gestão do Requião, possa assumir cargo no governo do Beto… Será no mínimo incoerente com a determinação do partido.
    Vamos ver se isso acontece mesmo… até porque muitos ficaram “mamando” no governo por quase 8 anos e no apagar das luzes virou a casaca e começou a apoiar o Beto, isso é ridículo.

  29. brigitte chaurais
    quinta-feira, 2 de dezembro de 2010 – 9:28 hs

    Ótima metáfora, será um thriller na Copel. Foi uma grande decepção para todos que votaram em Beto Richa e esperavam por um gestor inovador, jovem, com ideias modernas – e principalmente uma pessoa íntegra. Qual não foi a surpresa ao vermos estupefatos a volta de um sujeito aposentado que compactuou com todos os absurdos que o Governo Lerner cometeu na empresa. É mesmo muito lamentável e frustrante saber que teremos mais do mesmo.

  30. aparecida nogueira
    domingo, 12 de dezembro de 2010 – 22:34 hs

    O nome da presidência da Copel que era “quase uma certeza”, Lindolfo Zimmer, está sofrendo resistência de alguns setores e ainda não se sabe quem será o indicado. Caiu a ficha do Governador. Pensa bem Beto, renovação choque de gestão com as raposas do pasado! Se copelianos aprovam…. tem coisa!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*