Bancada estadual do PMDB rejeita pressão de Requião | Fábio Campana

Bancada estadual do PMDB rejeita pressão
de Requião

Elizabete Castro do Paraná Online

A bancada estadual do PMDB decidiu que não irá se submeter a nenhum tipo de interferência da executiva estadual do partido que, sob a influência do senador eleito Roberto Requião, tenta convencer os deputados a articular uma chapa de oposição ao deputado tucano Valdir Rossoni, que concorre à presidência da Assembleia Legislativa.

O presidente estadual do PMDB e líder da bancada, Waldyr Pugliesi, disse que a bancada tem autonomia para decidir sobre sua participação na Mesa. “A bancada do PMDB é autônoma. E decide por si mesma. Nós podemos até fazer uma ‘audiência pública’ para ouvir a opinião de fora. Mas a bancada é soberana para decidir”, afirmou Pugliesi, que disse representar o partido na discussão.

De acordo com o presidente estadual do partido, o PMDB tem condições de montar uma chapa para concorrer com o PSDB se conseguir convencer o PT, PDT e PSC a entrarem nessa articulação, mas as chances de sucesso são quase nulas, avaliou. “A possibilidade de montar existe, mas é fácil prever que seremos derrotados”, declarou.

A apreensão de Requião e do deputado federal eleito João Arruda, secretário geral do partido, é que a composição do PMDB com o PSDB seja o primeiro passo para que a bancada se incorpore à base de apoio do governador eleito Beto Richa (PSDB) na próxima legislatura.

Como entre os treze deputados que estarão em plenário a partir de 2011, pelo menos a metade já demonstrou, aberta ou discretamente, algum tipo de interesse em participar da base aliada de Beto, os temores de Requião e Arruda são justificáveis.

Porém, o presidente estadual do PMDB disse que a eleição da Mesa e a relação da bancada com o futuro governo tucano são compartimentos distintos. “Apoio ao governo de Beto Richa é uma coisa. Eleição para a Mesa é outra”, afirmou o dirigente do PMDB.

Outro impasse dentro da bancada do PMDB é quanto ao nome que seria indicado em caso de acordo com os tucanos. Ontem, o deputado Alexandre Curi confirmou que não está disputando a reeleição para a 1ª secretaria, o cargo desejado pelo PMDB.

Curi disse que, neste próximo mandato, pretende se dedicar aos estudos, a percorrer o Estado e a cuidar dos filhos gêmeos que vão nascer. Ele também afirmou que não há necessidade de disputa interna e que o partido pode chegar a um entendimento.

Além de Luiz Claudio Romanelli, o nome que mais agradaria a Rossoni, há outros peemedebistas interessados na 1ª secretaria. Os deputados Stephanes Junior e Artagão de Mattos Leão Junior também já disseram que estão postulando a indicação.

O DEM resolveu também postular a 1ª.secretaria depois que o presidente interino do partido, Durval Amaral, abriu mão de concorrer à presidência a pedido de Beto que avalizou a candidatura de Rossoni.

O secretário geral do DEM, deputado Elio Rusch, disse que se o partido abdicou do principal cargo da Casa, o natural será que reivindique o segundo principal cargo se a chapa de Rossoni se consolidar.


8 comentários

  1. Borduna
    quinta-feira, 11 de novembro de 2010 – 17:20 hs

    Olha, tem um caminho mais curto. É a bacada do PMDB apoiar a inciativa do Escarpelini pela impugnação do Bob Req. via lei da ficha limpa Que tal?

  2. Alberto
    quinta-feira, 11 de novembro de 2010 – 19:32 hs

    Precisamos relembrar ao ilustre ex-governador o velho d(e)itado:
    ‘Quem foi para Portugal (Brasília) perdeu seu Lugar (Curitiba)’.
    E quem achava que a Maria Lôka iria sossegar o “facho”… se mudando para Brasília
    ledo engano…. dá-le GARDENAL!!!!

  3. antonio carlos
    quinta-feira, 11 de novembro de 2010 – 19:34 hs

    O ex-desgovernador está todo prosa, agora que não corre o risco, pelo menos nos próximos oito anos, de se encontrar com a Justiça, e está falando pelos cotovelos. Como sempre. A turma do velho de guerra, que nunca coseguiu ficar na oposição, agora corre atrás de uma boquinha na mesa da Alep. Como lhe é de costume. O citado deputado é velho mas não é burro, como o senador também não é. Ele pode ser covarde e mentiroso, mas burro não é, o que ele quer é só perturbar o sono dos ex-asseclas. ACarlos

  4. TONHÃO 2012
    quinta-feira, 11 de novembro de 2010 – 19:44 hs

    O DR GARDENAL ESTÁ DELIRANDO, NUM SONHO ESTÁ SE VENDO AINDA GOVERNADOR! ACORDA DR GARDENAL, E FICA NA SUA. NÃO SE METE ONDE NÃO É CHAMADO. DEIXA QUE DORAVANTE O GOVERNADOR DOS PARANAENSES CHAMA-SE BETO RICHA 45. APROVEITA O FINAL DE TEMPORAD E VAI TOMAR BANHO DE MAR NO IORAL DOI PARANÁ E OBSERVAR AS OBRAS QUE VC REALIZOU. APROVEITA PARA VISITAR PARANAGUÁ, VER O PORTO EM QUE SITUAÇÃO SE EONCONTRA OBRA DOS 8 ANOS QUE FOI GOVERNADOR. QUE VERGONHA REQUIÃO, COMO ENVERGONHAS OS PARANAENSES. ..

  5. comandante
    quinta-feira, 11 de novembro de 2010 – 20:42 hs

    Reqião e sobrinho querem ainda mandar no Paraná….

  6. Pedro Malazartes
    sexta-feira, 12 de novembro de 2010 – 13:09 hs

    E pensar que um doido nos enganou tanto tempo.

    Só nos resta pregar na parede o diploma de loque que ele nos concedeu.

    Deve nos olhar e pensar: Enquanto existe trouxa, malandro vive!

  7. Ammarante mello rego
    sexta-feira, 12 de novembro de 2010 – 14:11 hs

    quem bate na imprensa via grana ,quem desemprega colunistas,e quem tem coragem de confrontar a onipotencia que pensa que sao o nosso judiçiario,acontece isso ai em cima ,apesar de tudo isto teve quase tres milhoes de votos, va explicar isso

  8. JACARE DO MAL
    sexta-feira, 12 de novembro de 2010 – 14:12 hs

    SINDROME DO IMPERADOR BABACÃO ACHA QUE AINDA MANDA, APROVEITA ,PEGA O PANO DE PRATO E VAI EXUGAR A LOUÇA, LAVA O RESTO QUE FALTA, VARRE A CASA, VAI FAZENDO OS SERVIÇOS DE DOMESTICA EMQUANTO VOCE NÃO É CASSADO, KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK , BAZINGA, KKKKKKKKKLKKKKKKK

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*