O futuro já era? | Fábio Campana

O futuro já era?

Artigo de Luiz Geraldo Mazza na Revista Ideias deste mês analisa as campanhas eleitorais. Diz um trecho. “É preciso uma dose extrema de boa vontade para descobrir algum vestígio de inteligência na recente campanha eleitoral: ela é chocante em todos os aspectos por haver colocado em conflito duas figuras que estavam irmanadas nos dois pleitos anteriores e, de repente, se viram colocadas em posição adversa e a despeito de ambos se conhecerem tão bem não tiveram habilidade para apurar críticas às respectivas deficiências”.

Leia mais na Revista Ideias de outubro.


3 comentários

  1. O Povo
    segunda-feira, 11 de outubro de 2010 – 18:39 hs

    Os textos do Jornalista Luiz Geraldo Mazza, para não faltar a regra, são sempre irreverentes, inteligentes e com uma sacada sempre a mais para os leitores, e delicioso encontrar tanta gente boa nesta revista Ideias!!!!!

  2. lontrax
    segunda-feira, 11 de outubro de 2010 – 19:53 hs

    Concordo com o POVO.Aliás “vox populi …vc sabe…”

  3. Para Mazza responder
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 11:23 hs

    Ainda há uma luz no final do tunel vai depender da liderança do governador e principalmente da composição do seu secretariado, pois se entregar o poder a membros dessa nossa classe política, com raras exceções ( tem muita gente boa… Maurício Fruet e outros), faustosa, alienada, omissa e auto-suficiente que vão trabalhar tão somente para as próximas eleições, concordo que o futuro já era. Agora se optar por um primeiro escalão de perfil estadista tecnocrata e pragmático (choque de gestão) , verbi gratia Belmiro Valverde Castor Jobim e outros do mesmo nível, Beto Richa poderá ter um Governo de desempenho similar ou superior ao de Aécio Neves e se tornar uma nova liderança nacional e o Paraná poderá avançar 20/30 em apenas 4 anos.
    ,

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*