Lula autorizou elevação do tom de Dilma | Fábio Campana

Lula autorizou elevação do tom de Dilma

Do Josias de Souza

Consultado antes da realização do debate de domingo, Lula deu sinal verde à adoção do timbre agressivo de Dilma Rousseff contra José Serra.

Ouviu argumentos a favor e contra a tática do ataque. Alinhou-se à primeira corrente.

Dilma e os operadores petistas da campanha avaliaram que era preciso sair da defensiva, inquirindo Serra sobre a “boataria” que corre a internet.

Levaram em conta o último Datafolha, que estimou em oito pontos a vantagem de Dilma sobre Serra na conta que considera os votos válidos.

Em privado, o marqueteiro João Santana ponderou acerca dos riscos da estratégia. Lembrou que agressividade, por vezes, resulta em prejuízo.

Com o aval de Lula, Dilma abriu o paiol diante das câmeras da TV Bandeirantes. Seguiu o script delineado nas horas que antecederam o debate.

Para reforçar o vínculo de Serra com os boatos que a rodeiam, Dilma mencionou a frase atribuída à mulher do rival, Mônica Serra.

Como antídoto ao veneno do ‘Erenicegate’, citou Paulo Vieira de Souza, o ex-diretor da Dersa acusado de sumir com R$ 4 milhões da campanha de Serra.

Contra as promessas continuístas de Serra, mencionou a interrupção de dois programas do antecessor tucano Geraldo Alckmin no governo de São Paulo.

De resto, reforçou a tática do plebiscito, ressuscitando a cantilena de 2006, que vincula o presidenciável tucano de plantão a FHC e ao privatismo.

Embora levasse em conta a hipótese de Dilma elevar o timbre, o comitê de Serra a considerava improvável.

Serra foi aos estúdios da Bandeirantes imaginando que sua antagonista privilegiaria o debate programático, não o contencioso.

Sob o comando de Luiz Gonzalez, o time de marketing da campanha tucana avaliava nesta segunda (11) que o novo estilo de Dilma favorece Serra.

Por quê? No ataque, Dilma assustaria o pedaço do eleitorado que ocupa a coluna dos indecisos.

O petismo aposta em coisa diferente. Imagina que a Dilma de domingo tende a ser vista não como agressiva, mas “firme”.

A impressão é compartilhada por Michel Temer. Advogado, o vice de Dilma acha que a candidata respondeu à altura às acusações que lhe fazem “impunemente”.

Para Temer, o eleitor verá em Dilma não uma agressora, mas uma pessoa que, indignada, reage defensivamente.

Temer recorda, de resto, que Serra não adotou no debate o comportamento de agredido. Ao contrário, investiu contra Dilma.

Pelo sim, pelo não, Dilma não deve repetir a dose. Nos debates que estão por vir, ela deve retomar um diapasão mais moderado. O estratégia “anti-boato” será mantida nos comícios e entrevistas.


14 comentários

  1. ANALISTA
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 12:14 hs

    O SERRA comeu barriga quando a Dilma acusou um dos seus assessores de campanha de ter levado a grana do partido e escafeder-se.

    Deveria ter dito e respondido que mais grave foi o caso do PREFEITO CELSO DANIEL, assassinado por ser COORDENADOR DA CAMPANHA DO LULA e cujo caso esta escondido embaixo do tapete como uma grossa sujeira do PT.

    Consequências do caso de Santo André: dois personagens principais do drama de Santo André fugiram do país e receberam asilo político da França, que reconheceu que os mesmos estavam sob perseguição política e, se continuassem em terras tupiniquins, poderiam ter suas vidas ceifadas.

    Além de produzir dois refugiados políticos, o caso de Santo André vitimou todas as testemunhas do caso. Nenhuma sobreviveu.

    Qual a moral do PT em criticar um afano na campanha tucana?

    Os milhoes de reais mostrados na investida dos aloprados para comprarem dossies contra os tucanos e nada foi apurado até agora. A roubalheira do mensalão e dos correios.

  2. Carlos Honorato da Silva
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 12:31 hs

    Dilma, Lula e Cia acusaram o golpe. Como o peixe morre, em geral, pela boca, trataram de posar a candidata de algo que ela não é. Vou dar um exemplo: ao longo da campanha ela se colocou como uma pessoa afável e calma. Agora, mais recentemente, voltou a prática agressiva, inerente à sua real personalidade. Outro aspecto mortal para os planos da Dilma: posar de religiosa, algo que não faz parte de sua personalidade nem sem de seu histórico de vida. Passa flagrante falsidade e o povo percebe isto. A realidade impõe uma coisa: a eleição está aberta e, como vimos este filme antes, não é de se estranhar que Serra seja, em 31 de outubro, o próximo Presidente da República, apesar dos muitos erros cometidos.

  3. CONCEIÇÃO
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 13:13 hs

    vai continuar se ferrando. varias caras isso o que ela é.
    teleguiada. se saisse candidata sozinha como o SERRA sem ter o cabo eleitoral em penhado a qualquer custo para ajudá-la duvido que faria 100 mil votos essa impostora.
    e no parana nao vem que nao tem.

  4. Cornélius/Londrina
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 14:33 hs

    É O DESESPERO TOMANDO CONTA DA DILMA TERRORISTA !
    AGORA QUE NÃO CONSEGUE MAIS ASSALTAR BANCOS FICA ATACANDO OS OUTROS INVENTANDO FATOS QUE NÃO EXISTEM !

    DILMA A BRUXA QUE QUER O ABORTO !

    FORA DILMA COISA DO MAL !

    O BRASIL É SERRA 45 !

  5. SYLVIO SEBASTIANI
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 16:24 hs

    CARLOS HONORATO DA SILVA, você esperava uma santinha, meiga, docê,um sorriso eterno para as pessoas ?Ora,
    Ela, a Dilma Roussef, com 16 anos foi guerrilheira, assaltante de bancos, sequestradora, planejou o roubo de um cofre lotado de dolares de um homem poderoso, ficou presa 3 anos, aprendeu o que na cadeia? O que a cadeia ensina em nosso Brasil, principalmente em época de ditadura. Casou a segunda vez com 19 anos de idade, morou em diversos lugares.Agora que o Lula, todo poderoso mandou fazer nela um transformação momentanea, para vencer a eleição, arrumando com excelente plastica, seu sorriso, sua boca, seus cabelos, mas a vóz é a mesma, o andar é o mesmo, e a alma? O pensamento, a opinião, a razão, o espirito, na certeza e foi provado no debate, o Lula não conseguiu modificar!

  6. Marta
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 16:36 hs

    O Serra foi pegho de calças curtas. Ainda mais coma dona Mônica falando besteiras ….. Ficou feio. Dona Mônica, dona Mônica!

  7. Duval Simões Araújo-Londrina
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 17:30 hs

    A água certamente está no pescoço e se o cego e manipulado pobre povo do nordeste (pelo menos uma pequena parte) abrir os olhos. Ano que vem estaremos livre dessa corja que assalta o país a luz do dia a quase oito anos.

  8. Marcos Pop
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 17:36 hs

    Será que o povo brasileiro está acordando da hibernação mental e finalmente vai fazer a limpa do kPTa em Brasília?
    Dia 31 de outubro vamos saber!
    Que Deus nos ajude!

  9. RST
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 18:06 hs

    A Dilma colou o Paulo Preto no pescoço do mentiroso, e agora ele quer jogar seu arrecador aos leões? Não. E é tão mentiroso que disse não conhecer Paulo Preto.

    Caixa dois da campanha de José Serra ameaçou contar os podres do tucano. Imediatamente, Serra lembrou quem é Paulo Preto

    Ontem Serra disse:Eu não sei quem é o Paulo Preto. Nunca ouvi falar. Ele foi um factóide criado para que vocês (imprensa) fiquem perguntando”. Serra disse ainda que não iria gastar horas de um debate nacional discutindo “bobagens”. (Portal Terra)

    Para a Folha Paulo Preto disse: “Não somos amigos, mas ele [Serra] me conhece muito bem.”Não se larga um líder ferido na estrada a troco de nada. Não cometam esse erro”, afirma ele a dirigentes do PSDB (aqui)

    Agora a noite, Serra…O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, saiu nesta terça-feira em defesa do ex-diretor de engenharia da Dersa (estatal paulista responsável por obras viárias) Paulo Vieira de Souza.

    “Acho curioso dar ao fato uma importância que de fato ele não tem”, disse Serra. “A acusação contra ele é injusta. Não houve desvio de dinheiro de campanha por parte de ninguém, nem do Paulo Souza.”

    Não foi isso que disse para a Revista IstoÉ, o ex-ministro Eduardo Jorge, vice-presidente nacional do PSDB: “Não podemos calcular exatamente quanto o Paulo Preto conseguiu arrecadar. Sabemos que foi no mínimo R$ 4 milhões, obtidos principalmente com grandes empreiteiras, e que esse dinheiro está fazendo falta nas campanhas regionais”,…. confirma um ex-secretário do governo paulista que ocupa lugar estratégico na campanha de José Serra à Presidência. Veja aqui

  10. salete cesconeto de arruda
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 19:30 hs

    He
    He
    Serra continua tentando esconder suas caras.
    Hoje ele sabe quem é o Paulo.
    Zé tá apanhando bonito de “muié”!
    Será que Soninha vai ajudar o Serra em mais essa?
    Sei não!
    E o Zé que não defendeu nem a própria “muié”?!
    Que coisa!
    Esse Zé que prefere Índio a uma “muié” também faz parte do boneco – roubado do folclore russo?!
    Pois é.
    Se Dilma já é uma VENCEDORA ganhando ou perdendo.
    Dilma deu a MAIOR SURRA no Zé das mil caras!
    Melhor o Beto ficar longe desse Zé.
    Como faz o Aécio “assopra e apaga”.
    Aécio é garoto esperto!

  11. mario joao tavares
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 19:50 hs

    mostra a verdadeira cara da campanha da Dilma.\

    Lulla, sempre sabe tde tudo………

  12. Carlos Alberto
    terça-feira, 12 de outubro de 2010 – 20:06 hs

    Esta Dilma parece um boneco,vai e faz como o mala do Lula fala.E ainda o povo quer votar nela, por favor.

  13. valdir izidoro silveira
    quarta-feira, 13 de outubro de 2010 – 10:49 hs

    Sou da opinião de que Dilma não deva ir ao ” debate” da Globo. Por que? Porque a Rede Globo não deu umanpoticiasobre o DEBATE da BAND; foi um DEBATE sim onde os candidatos puderam se expressar livremente. A Globo gosta de pegadinhas, das fofocas para desviar as discussões políticas. A Dilma só deve participar da programação da Globo se for nos moçldes do da BAND; senão não vá. A Globo tem lado: está com Serra. Seráque a Rede Globo aprovaria concessão paraTVs Comunitárias? Com a resposta os amiguinhos do plim plim?!
    VIS

  14. Pina
    quarta-feira, 13 de outubro de 2010 – 11:16 hs

    Dilma deu um tiro no pé ao atacar SERRA, pois demonstrou seu desequilíbrio, sua truculência e confirmou sua tendência de comer pelas mãos dos outros, portanto é carta fora do baralho, o candidato JOSÉ SERRA saiu fortalecido do debate da BAND e vai a cada dia ganhando a preferência da população brasileira que não quer ver baixaria e sim Propostas para o futiro de nosso Brasil!!!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*