Alvaro Dias confessa ter "expectativa reduzida" em relação à eleição de Serra | Fábio Campana

Alvaro Dias confessa ter “expectativa reduzida” em relação à eleição de Serra

Do Jornal de Londrina

Senador, que votou em Londrina, demonstrou confiar nas tendências anunciadas pelas pesquisas, que apontam vitória de Dilma. Ele disse ainda que as principais questões do país não foram debatidas na campanha

O senador Alvaro Dias (PSDB) votou por volta das 10h40 deste domingo (31), em Londrina, e confessou não estar otimista em relação à eleição do candidato do seu partido à Presidência da República, José Serra. “Como as pesquisas trabalham na véspera, a expectativa é reduzida. É claro que fica o mistério final das urnas, mas sempre já há uma tendência de resultado anunciada na véspera”, afirmou.

Dias votou no Colégio Mãe de Deus, em Londrina. Ele conversou com eleitores e não enfrentou filas, já que o movimento estava tranquilo na seção.

Para Dias, os dois candidatos à presidência não debateram as principais questões do país durante a campanha eleitoral. “Essa eleição oferece muitas lições, e elas têm que ser aprendidas. Agora, é esperar o resultado das urnas para analisar o que podemos melhorar no processo eleitoral”, avaliou.

Sobre as perspectivas para o próximo governo, Dias afirmou que não espera “um mar de rosas”, já que o presidente eleito não vai encontrar o mesmo cenário que o presidente Lula.

De Londrina, o senador embarca para São Paulo para participar da cobertura das eleições em uma emissora de televisão.


12 comentários

  1. Calunga
    domingo, 31 de outubro de 2010 – 15:43 hs

    Alvaro, o seu fim político está muito próximo.

  2. domingo, 31 de outubro de 2010 – 15:46 hs

    sempre falando na hora errada, fisgando-se pela boca.

  3. cesar
    domingo, 31 de outubro de 2010 – 16:08 hs

    Creio que o valter nao sabe o que fala, ele é muito bom no que diz, pena ter ido para o tucanato….
    o resto….

  4. ELIANE
    domingo, 31 de outubro de 2010 – 16:09 hs

    Nunca mais Álvaro vai ter meu voto, ele não trabalhou por SERRA no Paraná , e olha que eu era eleitora de carteirinha. To fora dos Dias

  5. TONHÃO 2012
    domingo, 31 de outubro de 2010 – 17:48 hs

    OS DIAS DO DIAS (ALVARO) politicamente já acabou. se tivesse um pouco de discernimento cumpriria a lei eleitoral. seria fiel e teria participado ativamente da cndidatura do serra, afinal é fidelidade partidária. pede aposentadoria e deixa o lugar para que quer trabalhar pelo povo do Paraná. Voce nunca mais Alvaro Safado Dias e os Demais e o outro dias seu irmão que levou uma surra que jamais esquecer´no governo do Paraná.. Vai fazer compania para os Requião, bando de improbos do dinheiro público.

  6. domingo, 31 de outubro de 2010 – 17:59 hs

    Dias finais da vida

  7. CLARISSA
    domingo, 31 de outubro de 2010 – 18:45 hs

    ALVARO PERDEU MAIS UMA VEZ A CHANCE DE FICAR QUIETO!!!!!!!!!!!!!!!ACABOU A “ERA” DOS DIAS!!!!

  8. João Pedro
    domingo, 31 de outubro de 2010 – 20:10 hs

    Alvaro Dias não presta igual ao irmão, joga o jogo da conviniência, do próprio bolso.
    Família Dias não presta, melhor sair do PSDB seu canalha.

  9. OS DIAS LONGE
    domingo, 31 de outubro de 2010 – 22:52 hs

    A dupla DIAS AQUI NO PARANÁ – Osmar e Álvaro que ja mereceram meu voto (talvez nao, acho q errei em ter votado nos dois um dia), devem ser banidos da política paranaense. O fim político dos dois deve estar mais próximo do que eles pensam. Alvaro Dias é um canastrão etc… e Osmar sangue do mesmo sangue é outro canastrão, traidor do Povo paranaense… e burro também. O Dias têm de ir embora para o Tocantins …

  10. José Diniz
    segunda-feira, 1 de novembro de 2010 – 12:14 hs

    O Álvaro acabou?
    Não, ele continua vivo!!!

  11. Eduardo
    segunda-feira, 1 de novembro de 2010 – 15:51 hs

    Pois é Senador Álvaro Dias.
    O eleitor não gostou muito do que viu. A omissão também é pecado.
    Não queremos julgá-lo e submetê-lo a nenhuma saia justa, mas, não ficou muito elegante se distanciar do pleito que envolveu muita gente.
    Deu para notar que a campanha se transformou num verdadeiro cabo de guerra e faltou gente de força para exercer maior pressão. Tem explicação para o que aconteceu? Agurdamos manifestação de Vossa Excelência.

  12. segunda-feira, 1 de novembro de 2010 – 21:12 hs

    A Fidelidade partidária deveria ser respeitada, o bom exemplo o PV deu nessas eleições. Como será que o Senador irá se explicar como a Executiva Nacional do PSDB ou vai pedir para se desligar do partido, o que na minha opinião seria o mais correto possivel.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*