Maurício Requião X Hudson Kalef: O "pau comeu" … | Fábio Campana

Maurício Requião X Hudson Kalef: O “pau comeu” …

Do blog do Molina

Na coligação do Osmar ninguém se entende e na vigente “fogueira das vaidades” que se tornou a coordenação a sua campanha é o que menos importa.

Quanto mais se aproxima o dia da eleição mais se agravam os desentendimentos entre os coordenadores da campanha osmarista, o que fortalece cada vez mais a desagregação no topo do comando da campanha, que tem mai caciques do que índios, já que nesta conta a tropa paga não pensa e assim não conta. Entre eles já começa a procura pelos “culpados” do fracasso que se tornou a estagnada campanha, onde hoje o Osmar tem menos votos do que os obtidos no primeiro turno da campanha de 2006, quando não contava com todos estes “apoios”, no caso os do PT, do PMDB, etc..

O último grande entrevero se deu entre o Hudson Kalef e o Maurício Requião, que aos berros quase foram a via de fato. O irmão do ex-governador, que se intitula o coordenador mor da campanha na região metropolitana de Curitiba, não aceita o “comando paralelo” exercido pelos dirigentes do Sanecom, que é o Comitê financiado pelo Hudson, o hoje todo poderoso dirigente da Sanepar e um dos principais arrecadadores da campanha majoritária, mas que antes na política era subordinado ao irmão do ex-governador.


Quando ocorreu a ruptura entre o Requião e o Pessuti, o esperto Hudson não teve nenhuma dúvida para mudar de embarcação, e assim o que era “o grande e fiel amigo” do dia para a noite se tornou um péssimo adversário, já que hoje “é Pessuti desde criancinha”.

O viajado Pessuti, que durante a campanha esteve fora do país por mais de vinte dias, ao retornar dos EUA por ser o governador de plantão exigiu e exige ser reconhecido como o comandante em chefe da armata eleitoral e o Hudson o segue enquanto seu fiel operacional.

Até no comício de Foz as bandeiras estavam assinadas pelo Sanecom, o que claramente demonstra o poder exercido na campanha pelo Hudson Kalef.

Está disputa não se dá apenas pelo fogo da vaidade, mas principalmente pelo fato de que o Pessuti e seus apaniguados abertamente torpedeiam a candidatura Requião usando tanto a máquina do Estado como a estrutura da campanha majoritária, já que o Pessuti dentro da coligação para o senado só apóia a Gleisi.

Para a ex-família imperial do Requionicus I isto toma o ar de alta traição, mas para aqueles que estiveram durante tanto tempo sob o tacão do “ex-despota do Canguiri” é apenas um prazeroso e doce momento de acertos de contas e tudo isto ocorrendo dentro deste amontoado de feudos que se tornou o comando da campanha do Osmar.

É este motivo e outros que levaram o Osmar ficar aos prantos no comício de Foz, pois para a maioria de “seus coordenadores” , que são verdadeiros coronéis sem tropa, o que menos importa é a campanha majoritária.


16 comentários

  1. Benedicto Mello
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 13:07 hs

    O blog do Molina virou o comite de defesa do neoliberalismo e do tucanato. É só acessar pra confirmar: http://molinacuritiba.blogspot.com/

    Ex-comunista na juventude, na maturidade passou a defender as teses de Adam Smith, Hayek, Mice e Popper. E pra não esquecer do FHC.

  2. Professor Maurício
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 13:53 hs

    De fato… quem anda pelas ruas está acompanhando uma batalha entre Comitês Rodoviário, Sanecom e outros do Osmar. O absurdo é a identidade visual confusa. Na bandeira dos rodoviários o nome do Comitê é maior que o do Osmar. Na bandeira do Sanecom é quase maior. Na bandeira 12, vermelho com branco, não aparece o nome do Osmar. Tem bandeira com Osmar em Verde, Tem bandeira com Osmar em vermelho.
    Na fazendinha, ontem tinha 30 bandeiras do Osmar. Mas as 6 do Beto apareciam mais pois respeitam uma identidade visual amarelo e azul…
    São detalhes que mostram a bagunça da campanha do Osmar. O que será de um governo com essa linha?

  3. B.
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 14:21 hs

    Dá-lhe Hudson! E o correto é Calefe.

  4. Viajado
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 15:39 hs

    O pessuti ficou 9 dias viajando entre os dias 21 e 29 de Agosto.. não foram 20 dias.

    Seria justo corrigir tal informação.

  5. Audir Antunes
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 15:41 hs

    ESTE MOLINA ABANDONOU O PCDOB, DEPOIS DE SER PREGADOR FERVOROSO DO JOÃO AMAZONAS, DA GUERRILHA DO ARAGUAIA E DO HENVER HODXA COM SEU SOCIALISMO ALBANES E VIROU DEFENSOR DO NEOLIBERALISMO……..
    PODERIA SER ESTRELA DO FILME: ADEUS LENIN….VIVA REGAN E TATCHER….VIVA BUSH……POIS FOI SALVO DO ESPIRITO DO COMUNISMO QUE FOI EXPULSO DO SEU CORPO E DE SUA MENTE….
    ALELUIA….

  6. alberto
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 16:12 hs

    Claro que o Kalef não quer ingerencia do irmão do ex! Ele tem bala na agulha hj por conta do muito que foi enterrado no PR através da cia. Em PG teve empreiteiro e chefes de poder q sabem do q falo!

  7. MARIZA QUADROS
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 16:40 hs

    well – eu avisei o Osmar… ele não quis enteder… tai… sendo cozido de vagarinho neste fogo das vaidades… tadinho!

  8. Também deu no Molina!
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 16:57 hs

    Rei morto, rei posto!!!! Núncio Mannala ou anúncio da mala?

    O sindicalista Nuncio Mannala, que até a pouco dizia que era “requianista de carteirinha desde criancinha”, dirigente da Força Sindical e do PMDB trabalhista, até a pouco em defesa do Requião dizia “cobras e lagartos” contra o governador Pessuti, mas ontem foi nomeado pelo mesmo como Secretário Especial de Governo do Estado, cujo salário líquido se aproxima de onze mil reais.

    Núncio, que por ser opositor interno declarado ao governo Pessuti, pois após a posse do mesmo até nas ruas desacatava com o novo comandante em chefe, recentemente por este motivo havia sido afastado da Secretaria de Estado do Trabalho, agora vai coordenar os projetos do movimento sindical no Palácio das Araucárias. A sua primeira missão será aprovar o projeto de pagamento do salário mínimo regional para todos os funcionários terceirizados do Estado.

    Núncio é um coordenadores do movimento sindical na campanha a governador de Osmar Dias(PDT)até ontem despachava, o que nada tem a ver com os trabalhos do Chick Jeitoso, as suas “bondades eleitorais” do imponente casarão localizado no Alto da XV.

    Neste “admirável mundo novo”, onde os inimigos de ontem serão os amigos de amanhã, e vice versa, e tudo acontecendo pelas verdes razões, tudo é mutável e fica o dito pelo não dito. Falando em dito, pelo jeito é só esperar mais um pouco para podermos ver o Benedito Pires ser recontratado e o Requião fazendo as pazes com o Pessuti, pois com o Osmar ele já fez.

    ESSE NÚNCIO NUNCA TRABALHOU NA VIDA!! E AINDA VAI GANHAR MAIS DE 11 PAUS POR MÊS? QUE VERGONHA!! CUIDADO GOVERNADOR!! ESTÃO QUERENDO MACULAR SEU GOVERNO EMPURRANDO ESTES TRASTES PARA PERTO DO SENHOR!!! QUEM AVISA AMIGO É!!!

  9. Eduardo Winter
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 17:38 hs

    De fato Benedicto… mas é como aquela máxima atribuída a Bertrand Russel: “Se você não foi socialista até os 30, é porque não tem coração. Se você continua socialista após os 30, é porque não tem cérebro”

  10. Dego
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 19:01 hs

    Maurício, continue fazendo e falando merdas, vc só tem a ajudar o Osmar.
    Teu nome já diz tudo, Mau ( rício ).

  11. kowalski
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 19:30 hs

    Maurício Requião só tem tamanho, porque por dentro continua sendo um gurizão, o caçula da família Requião. O ex-governador se preocupa com ele, em protegê-lo e encontrar um emprego vitalício, como o de Conselheiro do Tribunal de Contas, nomeação bloqueada pela justiça. Maurício é professor da Universidade Federal do Paraná, deveria ficar lá mesmo, pois é o que sabe fazer bem. Uma bela profissão, um emprego decente, respeitado. Por que vai se meter em política? Isso é para o irmão mais velho, notoriamente um doidão varrido…

  12. Gilberto
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 20:54 hs

    Agora esta tudo claro porque a campanha do Osmar vai mal este tal de Hudson Calefe é um grande incompetente igual ao botinudo do ex presidente da Sanepar, sou ex gerente da Sanepar aposentado e conheço esta tropa de incompetentes colocados na direção da empresa pelo Requião….desta maneira o Osmar está num beco sem saída.

  13. Carlos .
    sexta-feira, 3 de setembro de 2010 – 21:56 hs

    Benedicto Mello

    Quer agrupamento mais neoliberal do que a frente capitaneada pelo Osmar Dias, que não passa de um apêndice, um reflexo, do que ocorre em Brasília, onde pela desculpa da governabilidade vendem a mãe e entregam?

    Este monstro mensaleiro, mistura de raposa, cobra, hiena e urubu possui a cara do Lula e o rabo do Sarney e por este defecam sobre a nação conhtratos superfaturados!

    Est á frente nacional, que de progressista não tem nada, quem de fato controla é o Sarney e as suas crias políticas empresariais da época ditadura civil e militar. Estas empresas, em sua maioria empreiteiras que estão abrigadas em diversos consórcios, tais quais o Interpar (Setal, Mendes Jr. e MPE) e o Conpar (Construtora Norberto Odebrecht, OAS e UTC), hoje muito faturam por todo o país, inclusive no projeto da Repar em Arucária . O contrato com a Conpar é do valor de R$ 2,48 bilhões e o realizado com Interpar foi de R$ 2,25 bilhões.
    No Senado, no Congresso e até boa parte do Supremo quem dá o tom são os antigos amigos do Sarney, hoje também amigo do Lula e do PT.

    A OAS pertence ao ex-genro do falecido ACM, o mesmo que como homem da Globo que era foi o ministro das Comunicações do Sarney.

    Na Operação Navalha, quando foram apurar as falcatruas da OAS e da Gautama no Maranhão, a PF encontrou sérios indícios de superfaturamento nas obras para a Companhia de Águas e Esgotos do Maranhão (Caema). A OAS e a Gautama dividiram meio a meio o bolo. A OAS pegou um trecho de R$ 151 milhões, a Gautama outro, de R$ 149 milhões. A União seria a principal fonte do desvio, não fosse uma ação cautelar movida pelo Ministério Público Federal que embargou pagamentos em favor das empreiteiras.

    Dados oficiais indicavam que a OAS e a Gautama receberam R$ 31 milhões antes que a Justiça mandasse interromper os novos repasses. A parceria das empreiteiras, que Roseana acolheu, revela que, apesar das suspeitas de que a Gautama teve origem em briga interna da OAS, as duas andavam lado a lado quando estavam de olho em obras de grande porte com recursos do erário.
    O esquemão ficou mais evidente com a comprovação de que no período as duas empreiteiras indicaram um de seus diretores para assumir a presidência da Companhia de Águas e Esgotos do Maranhão.

    O Tribunal de Contas da União identificou “indícios de irregularidades graves”, como superfaturamento.

    Os auditores alinharam o que encontraram de errado: “Projeto básico deficiente, sobrepreços, valores e composições inadequados de BDI (benefícios e despesas indiretas), ausência de licitação autônoma para aquisição de equipamentos.”

    Eles também apontaram “fortes suspeitas” sobre a regularidade do licenciamento ambiental. Em fevereiro de 2003, a Justiça Federal mandou parar tudo.
    Além das grandes empreiteiras este esquemão do Sarney também envolve os bancos nacionais e internacionais e o grande agronegócio. Estes formam o tripé que no controle das bancadas do Senado e do Congresso acabam por diretamente controlar o governo.

    Para o Lula estes oligarcas patrimonialistas são “heróis e agentes do desenvolvimento”!

    No Brasil o grande agronegócio, o setor que o Osmar representa, é cada vez mais dominado pelas multinacionais, um dos braços do capital financeiro internacional. No caso do Brasil, é a Monsanto, a Bunge, a Cargill, a Sadia, a Nestlé, etc., entre as maiores. Sobre os usineiros o Lula disse:

    “Os usineiros de cana, que há dez anos eram tidos como se fossem os bandidos do agronegócio neste país, estão virando heróis nacionais e mundiais, porque todo mundo está de olho no álcool. E por quê? Porque têm políticas sérias.”

    Em relação ao grande agronegócios e as suas ramificações o Lula também tem algo em comum com o Osmar, pois ambos reforçaram o lobby pela regulamentação dos nocivos transgênicos.
    Com o governo Lula o grande capital especulativo nunca ganhou tanto dinheiro como ganha hoje o que não é diferente do que ocorre com as grandes empresas multinacionais e nacionais, com os meios de comunicação, sendo que com estes o Lula gastou em publicidade mais de 1,17 bilhão, e os bancos e o Lula pouco se importando com o alto grau de endividamento dos brasileiros defende isto:

    “eu sonho com o dia em que as empresas, bancos e a imprensa possam ganhar uma pouco mais no Brasil”

    O governo federal tem se aliado a figuras políticas cuja ligação com a corrupção é notória. As operações da polícia federal não as atingem, pois embora a PF cumpra a sua função o que acaba acontecendo é o fato de que no final quem acaba perseguido são os policiais, já que não podemos esquecer do que aconteceu com os delegados Protógenes e Castilho. Os interesses políticos do governo são tais que estas figuras são protegidas e apoiadas publicamente pelo presidente, pelos líderes do governo, por seus ministros, mesmo quando há todas as evidências de improbidade administrativa.

    Outro ponto importante é em relação as privatizações, que antes o PT combatia e hoje também as faz. O governo Lula privatizou as rodovias, as florestas nacionais, os campos de exploração de petróleo, as Florestas Nacionais, etc. e o próximo passo vai ser a privatização dos aeroportos. Uma das empresas que mai s doa para o caixa do PT é a privatizada Vale do Rio Doce. Também não podemos esquecer de que os fundos de pensão controlados por pessoas ligadas ao PT, tal qual o Gushiken, ex-ministro do Lula, participaram ativamente do processo de privatização no governo FHC.

    E EU É QUEM SOU ACUSADO DE SER O NEOLIBERAL?

  14. sábado, 4 de setembro de 2010 – 1:00 hs

    Guelão Londrina
    As vezes quando fazemos a diferença ,incomodamos ,mas quando entendemos ,que , de grão em grão a galinha enche o papo, vemos que não somos os reis do mundo!……….

    É isso ai Companheiro Kalefe ,eu sei o quanto os funcionários da te respeitam!……………………

  15. Mandiga Fim Pedágio
    sábado, 4 de setembro de 2010 – 15:56 hs

    Pedágio da vida de requiãozinho o re re
    http://www.chikjeitoso23777.com.br/index.php?main=noticias

  16. FILET MIGNON
    sábado, 4 de setembro de 2010 – 21:16 hs

    Peraí!
    O MAURICIO IRMÃO METRALHA AINDA ESTÁ SOLTO?
    PRENDAM-NO!
    AO CALABOUÇO!
    TRINTA DIAS A ÁGUA E PÃO (MOFADO).
    EIS A SENTENÇA!
    Bem que poderia ser assim não é mesmo?
    Na China a família desse “pulha” teria que pagar a bala que levaria na nuca!
    Judiação… Iria diminuir os dólares do armário do Metrlha II – Eduardo Vovó Naná!
    Votem Requião:
    Seu número: 171

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*