Gleisi quer trabalhar pela saúde e pelas redes voluntárias | Fábio Campana

Gleisi quer trabalhar
pela saúde e pelas redes voluntárias

Na manhã desta terça-feira (14), a candidata ao Senado pelo PT Gleisi Hoffmann reuniu-se com voluntárias da Rede Feminina de Combate ao Câncer. O grupo, conhecido como Anjos de Rosa, é ligado ao Hospital Erasto Gaetner e tem como objetivo mobilizar a sociedade sobre os meios de prevenção e combate à doença.

Ela explicou que já foi voluntária no Hospital de Base em Brasília e, por isso, sabe o que o trabalho representa na vida dos pacientes. “O voluntariado dá sustentação e conforto às pessoas em tratamento”, afirmou.

Gleisi comentou que sempre visita o hospital, assim como outras instituições, porque tem um firme propósito em contribuir com a saúde dos paranaenses. “Penso que temos no Brasil um sistema de saúde que é um dos melhores do mundo. Mas precisamos melhorar a gestão. Um dos desafios é trabalhar com o conceito preventivo e não somente curativo. É preciso investir em assistência básica para trabalhar a prevenção”.

Uma das maneiras de fazer isso, de acordo com ela, é disponibilizando psicólogos nas unidades de saúde. “Muitas doenças, inclusive o câncer, podem ter origem emocional. Por isso, quero intervir na concretização do projeto”, complementou.

A candidata ainda defendeu a união da bancada paranaense no Congresso Nacional na busca de mais recursos para a Saúde do Estado. “Devemos unir esforços para que possamos ter emendas parlamentares que viabilize verbas não somente para o Erasto Gaetner, mas para todos os hospitais de referência do Paraná”, ressaltou.

O candidato a deputado federal Angelo Vanhoni (PT) acompanhou Gleisi no encontro. Eles foram recebidos pela presidente da Rede, Walkyria Gaertner, pelo superintendente da instituição, Flávio Tomasich, e pelo diretor de relações institucionais do hospital, Mário Bosso.


5 comentários

  1. Theodoro
    quarta-feira, 15 de setembro de 2010 – 12:37 hs

    Quem conhece o PT não vota em gente do PT e nem nos seus aliados, pois tem corrupção e dinheiro sujo por traz!!!!!!!!!
    Campanha milionaria da Gleisi não explica de onde vem tantos milhões!!!!!!!

  2. Piter
    quarta-feira, 15 de setembro de 2010 – 13:51 hs

    Essa Gleisi está realmente queimando muito dinheiro em sua campanha, dá para descofiar de alguém que nunca exerceu cargo eletivo algum, e que tenha tantos milhões a sua candidatura!!!!
    Vamos de Gustavo Fruet e Ricardo Barros, para um Novo Paraná que todos queremos!!!!!

  3. Tonto
    quarta-feira, 15 de setembro de 2010 – 14:03 hs

    Com raras excessões, os políticos desvirtuam a sua atuação para os cargos que são candidatos. Quase todos falam em dinheiro para programas diversos, sem considerar qualquer coisa, a não ser o oportunismo de momento de campanha. Lamento que o hospital Erasto Gaetener seja envolvido nisso, pois é uma instituição respeitável e competente, que não pode ser usado demagogicamente.

  4. MARIANE SILVA
    quarta-feira, 15 de setembro de 2010 – 18:15 hs

    GLEISI vai firme companheira vc vai ser a primeira senadora representante das mulheres!!!!!!

  5. João Paulo
    quarta-feira, 15 de setembro de 2010 – 19:56 hs

    De que jeito Gleisi quer trabalhar pela saúde e redes voluntárias depois do que presenciei:
    Estou deixando um recado para quem pensa em votar em Osmar Dias como eu estava pensando, mas infelizmente presenciei no Bairro Alto em uma reunião deste candidato a pouca vergonha que se pode chegar.Fomos convidado para uma palestra e acabamos recebendo um envelope com R$ 40,00 que foi dado a cada participante.Que você eleitor achou deste cara de pau e quadrilheiro deste cidadão e de toda sua coligação? E ainda a candidata ao senado Gleisi vem dizer que esta coligação irá melhorar a vida da população,por favor pessoal, está muito escancarada a campanha do seu Osmar Dias, chega disto.Osmar vc nunca gostou do PT,só faltou ser estuprado pelo Requião na eleição passada,olha realmente você aprendeu a ser bandido também.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*