Gleisi: "O Senado não é um espaço de oposição sistemática, mas de construção coletiva" | Fábio Campana

Gleisi: “O Senado não é um espaço de oposição sistemática, mas de construção coletiva”

Na manhã desta terça-feira (21), a candidata ao Senado pelo PT Gleisi Hoffmann participou de um encontro com acadêmicos da PUC, em Curitiba. Durante o evento, organizado pelo Centro Acadêmico Sobral Pinto, do curso de Direito, Gleisi apresentou suas propostas e sua trajetória política.

A candidata destacou a importância da participação dos jovens no universo político e contou que é a sua experiência que a leva a disputar essa eleição. “Tenho colocado meu nome à disposição nessa caminhada, para fazer uma política diferente baseada no diálogo, porque entendo que o Senado não é um espaço de oposição sistemática, mas de construção coletiva”.

Gleisi respondeu uma série de perguntas relacionadas aos mais diversos setores, envolvendo Saúde, Segurança, Agricultura, Previdência, entre outras questões.

Saúde

A candidata declarou ser favorável à regularização da Emenda Constitucional 29, já que a perda de arrecadação por conta da extinção do CPMF foi grande.

Ela elogiou o Sistema Único de Saúde (SUS), mas reconheceu a necessidade de estruturar a gestão. “É preciso agilizar o atendimento de consultas eletivas e de exames. Precisamos também investir na revitalização da infraestrutura e na compra de equipamentos”. Gleisi defendeu também a criação de políticas que visem contratar mais médicos.

Segurança

Gleisi ressaltou que irá lutar pelo combate às drogas, trabalhando pela estruturação das polícias, pela aprovação do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), pela prevenção nas escolas e pelo tratamento dos dependentes químicos.

Agricultura

Ela lembrou que é preciso reestruturar o Código Ambiental, debatendo a questão junto aos pequenos agricultores. Para ela, é necessário aliar a produção agrícola à preservação do meio ambiente.

“Defendo também que as regiões que exigem preservação permanente, e que não podem funcionar como propriedades produtoras, recebam um serviço ambiental, para que famílias sejam pagas para fazer a preservação. Assim como acredito que determinadas cidades que nos abastecem de água precisam receber royalties”.

Pedágio

É necessário criar uma comissão com usuários, o Poder Público e concessionárias para que seja feita uma revisão dos contratos, reavaliando preços e a limitação do tempo de convênio.

“Devemos trazer a experiência das negociações do Governo Federal, que traz preços justos e condizentes com as condições das estradas”.

Previdência Social

Para Gleisi, seu projeto de conceder aposentaria para donas de casa acima de 60 anos não afetará o ciclo da previdência, pois o Brasil está arrecadando mais, porque investiu em programas sociais que disponibilizou mais renda às famílias.

“Além disso, essas mulheres merecem reconhecimento. É o mínimo que a sociedade brasileira pode pagar. Se não formos capazes de oferecer isso, não teremos condições de fazer justiça”.


8 comentários

  1. Diego
    terça-feira, 21 de setembro de 2010 – 15:35 hs

    Acho estranho o Sr. defender e apoiar a candidatura da Gleisi ao Senado, pois sabe-se perfeitamente que ela será eleita apenas para dizer amém aos desmandos do governo do PT no Senado.

  2. Leonardo
    terça-feira, 21 de setembro de 2010 – 15:50 hs

    Essa mulher tem garra e merece um cargo no Senado. Gleisi Hoffmann
    Vamos Paraná, vamos!

  3. fabi
    terça-feira, 21 de setembro de 2010 – 16:11 hs

    vale lembrar que a dona loira aí disse que nao derrubaram o sarney porque a base do governo lula nao deixou ou seja o senado com ou sem ela tá sem moral e com ela sera pior ainda!

  4. Zangado
    terça-feira, 21 de setembro de 2010 – 16:22 hs

    Eis Gleise, a enciclopédia política !
    Sabe tudo de tudo !
    Tem a solução para todos os problemas !
    Mas porque será que ela não sabe que o Tribunal de Contas da União entende que o preço do pedágio federal foi subestimado ?
    Porque será que ela não sabe que o sistema de segurança foi proposta de Lula e até hoje não foi implantado, as fronteiras do tráfico e armas continuam abertas e a criminalidade se expande em todo território nacional ?
    Porque será que ela não sabe que existem os royalties ecológicos desde muito tempo para municipalidades que preservam os recursos ambientais ?
    Enfim, que discursa não precisa saber de nada … basta discursar … acredita quem quiser …
    A ganância por um cargo senatório não tem medidas …

  5. Vivi
    terça-feira, 21 de setembro de 2010 – 16:28 hs

    Há quase oito anos que nós brasileiros estamos tratando de assunto de uma nota só:

    Corrupção, assassinato, ignorância, chulice e os destemperos dos psicopatas que desgovernam o país.

    Poucos homens interessados no Brasil, não poderão discutir a agenda do país, devido aos incômados diários com essa gente fuleira, desonesta e sem competência nem para empregar-se como gari. Movcc/Gabriela

  6. Aguave
    terça-feira, 21 de setembro de 2010 – 17:30 hs

    Não é fofa!

  7. Pablo Calvo
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 7:33 hs

    Não de oposição sistemática, mas de oposição sim. Ou é só para apoiar a roubática instalada lá dentro e em toda a vizinhança?
    E que trajetória, dona Gleisi? Uma sinecura aqui, outra acolá…

  8. ACORDA PARANÁ
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 10:55 hs

    FABIO CAMPANA COLOCA SOMENTE COMENTÁRIOS FAVORÁVEIS PARA GLEISI.
    DEVE TER ALGUM CONCHAVO COM ELA E COM O PT.
    GLEISI É DA MESMA QUADRILHA QUE LULA, ZÉ DIRCEU, DILMA, REQUIÃO, PAULO BERNARDO, OSMAR DIAS, QUE ESTÃO MENTINDO E ROUBANDO DO POVO À TEMPO.

    FORA PT !!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*