Dilma segue na frente, mas vantagem sobre adversários cai 5 pontos, diz Datafolha | Fábio Campana

Dilma segue na frente, mas vantagem sobre adversários cai 5 pontos, diz Datafolha

Alec Duarte na Folha.com

Nova pesquisa presidencial Datafolha divulgada nesta quarta mostra que a diferença entre a candidata do PT, Dilma Rousseff, para os demais adversários somados caiu cinco pontos percentuais (de 12 para 7 pontos) com relação ao levantamento anterior, realizado nos dias 13, 14 e 15.

A petista agora aparece com 49% (tinha 51% há uma semana), contra 42% de todos os outros postulantes (que apareciam com 39%). José Serra (PSDB) está em segundo, com 28% (tinha 27% na semana passada), enquanto Marina Silva oscilou positivamente dois pontos percentuais e passou de 11% para 13%.

É o primeiro levantamento do instituto após as revelações de tráfico de influência e a consequente crise que culminou com a demissão da sucessora de Dilma na Casa Civil, Erenice Guerra –52% dos entrevistados disseram ter tomado conhecimento do caso, mas apenas 13% julgam-se bem informados sobre o episódio.
Brancos e nulos somam 3% na nova pesquisa (ante 4% da semana passada), enquanto 5% dos eleitores entrevistados se declaram indecisos (dois pontos percentuais a menos do que o cenário dos dias 13, 14 e 15).
As movimentações estão dentro da margem de erro da pesquisa, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Segundo o Datafolha, pesquisa a ser feita na próxima semana deverá mostrar se trata-se de uma tendência ou apenas um registro do momento em que o levantamento foi realizado.

Dilma caiu principalmente nos segmentos dos que possuem renda familiar mensal entre 5 e 10 salários mínimos (10 pontos), nível superior de escolaridade (três pontos) e têm entre 35 e 44 anos (quatro pontos).

O crescimento de Marina Silva se deu entre os mais escolarizados (onde a verde cresceu quatro pontos) e os que têm renda de 5 a 10 salários mínimos, faixa em que a candidata do PV saltou de 16% para 24% (Serra subiu de 28% para 34%).


VOTOS VÁLIDOS

Considerados apenas os votos válidos (excluindo-se, portanto, brancos e nulos), a candidata petista, que figurava com 57% no levantamento anterior, lidera a corrida presidencial com 54% das intenções de voto. José Serra (PSDB) está com 31% (tinha 30%), e Marina Silva (PV), chegou a 14%.

Quanto menor a diferença entre o líder das intenções de voto e os demais candidatos, maior a probabilidade de um segundo turno (para ser eleito numa única rodada de votação, um candidato precisa de 50% mais um dos votos válidos ou superar a soma de seus rivais).

Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Rui Pimenta (PCO), Ivan Pinheiro (PCB) e Levy Fidélix (PRTB) não atingiram 1% (porém foram mencionados e, juntos, equivalem a essa parcela da votação).

SEGUNDO TURNO

O Datafolha também perguntou aos eleitores como eles se comportariam num eventual segundo turno entre Dilma e Serra. A petista receberia 55% (dois pontos a menos que no levantamento da semana passada), enquanto o tucano ficaria com 38%, três pontos percentuais a mais do que exibia na semana passada.

A pesquisa, contratada pela Folha e pela Rede Globo, foi realizada nos dias 21 e 22, em 444 municípios de todo o país, com 12.294 eleitores. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 31.330/2010.


23 comentários

  1. Duval Simões Araújo-Londrina
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 20:46 hs

    É o efeito corrupção da Casa Civil do governo Lula. Vai cair muito ainda e a chance de dar 2º turno é grande.
    Ainda mais com o discurso nazista de Lula contra a liberdade de imprensa.

  2. Marcos Pop
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 21:09 hs

    É o sul e sudeste se unindo de novo contra a corrupção do governo do PT.
    Nem o nordeste e as favelas do RJ seguram Dilma lá encima.
    Vai dar 2º turno!

  3. Marcos Paulo
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 21:20 hs

    Estava vendo o comicio pela internet em um blog, NOSSAAAAAAAAAAAAAAA ME DEU ANSIA DE VOMITO VER O OSMAR E REQUIAO NO MESMO PALANQUE, LEMBRE DA CAMPANHA PASSADA, MEU DEUS O Q O PODER NAO FAZ

  4. joao do feijao
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 21:30 hs

    essa dilma ainda vai para o seg turno.eu vou de serra e beto richa.

  5. Jeferson
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 21:34 hs

    Estamos prestes a ver a derrota de Beto Richa nas eleições para governador! Em Castro “tentaram” através do cabresto angariar votos para ele. Já passou o tempo em que o povo deixava-se colocar tal artefato. Na pasta de Educação (leia-se falta dela) conseguiram o maior fiasco, usaram de maneira errada a máquina e pela mesquinharia ha de verem o barco afundando. O tempo passa e muitos ficarão desempregados, afinal o “S” do patrão é o corrimão do sucesso! Starbene pessoal, digo, hasta la vista.
    Agora, marmelada na hora da morte mata!! Vir com essa de que Secretário de Osmar será Álvaro e de Beto Flávio Arns, o vira casaca, “kekeilson”, vão chamar os professores de laranjas podres lá nos “q dos i.”!!!! Isso é coisa quem tá com o nariz lá no fundo do poço! Vabene

  6. Maria Gorete Manoel
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 21:40 hs

    O Comicio Vamos que Vamos ta bombandooooooooooooooo… Yuhuuuuuuuuuuuu….

  7. Adalberto Jardim
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 21:42 hs

    À deriva –
    Dora Kramer

    Publicado em 17/09/2010 | Agência Estado • dora.kramer@grupoestado.com.br
    É o que dá o Congresso despir-se de suas prerrogativas, a oposição não funcionar, a sociedade se alienar, a universidade se calar, a cultura se acovardar, o Ministério Público se intimidar e a Justiça demorar a decidir: perde-se a referência do que seja certo ou errado.
    Chega-se ao ponto de uma testemunha dizer com todos os efes e erres que uma quadrilha de traficantes de influência funciona a partir da Casa Civil da Presidência da República e que a segunda pessoa na hierarquia, substituta da ministra hoje candidata a presidente do Brasil, intermediava contatos mediante o pagamento de R$ 40 mil mensais.
    Foi essa quantia que o consultor Rubnei Quícoli disse ao jornal Folha de S. Paulo que o filho e o afilhado da ministra cobraram dele para “apressar” a liberação de recursos do BNDES.
    Antes disso, a revista Veja já apresentara outro caso ¬– menos contundente até – de venda de influência na Casa Civil, com a mesma família da mesma Erenice Guerra, até ontem ministra e, na época da transação denunciada agora, secretária executiva e braço direito de Dilma Rousseff.
    Se Dilma não sabia quem era Erenice, trabalhando com ela desde o Ministério de Minas e Energia, e se Erenice não sabia o que faziam seus parentes é ainda pior. Duas ineptas a quem se pode enganar facilmente, sendo que uma delas se dispõe a dirigir a República, a fazer escolhas estratégicas e a se responsabilizar por milhares de contratações.
    Quando se trata de escândalos é arriscado falar em superlativos. Sempre pode haver um maior e um mais grave no dia seguinte. Mas o governo habitualmente dá um jeito de encerrar o assunto, jogar a sujeira para debaixo do tapete de maneira a tornar tudo banal e absolutamente sem importância diante dos benefícios que recebem os mais pobres, o crédito dos remediados e as benesses dos mais ricos.
    Será udenismo, farisaísmo, tucanismo, direitismo ou golpismo considerar grave a Casa Civil – o gabinete mais importante da República depois do presidencial – ser o centro de três escândalos, um pior que o outro, no período de seis anos?
    No primeiro, em 2004, descobriu-se que o braço direito do ministro era dado à prática da extorsão; foi filmado pedindo propina a um bicheiro. Waldomiro Diniz foi demitido “a pedido” e nada mais aconteceu.
    No segundo, em 2007, descobriu-se que fora produzido na Casa Civil um dossiê com os gastos de Fernando Henrique e Ruth Cardoso para chantagear a oposição na investigação sobre gastos da atual Presidência. Um funcionário de baixo escalão foi devolvido ao “órgão de origem”.
    Na época, a desfaçatez chegou ao ponto de a então ministra Dilma Rousseff dizer que telefonara para se desculpar com a ex-primeira-dama e que fora uma boa conversa. Ruth, falecida pouco depois, não desmentiu Dilma em público, mas nem houve pedido de desculpas nem a conversa foi cordial.
    No terceiro, em 2010, é o que se vê e ouve. Erenice Guerra, era mais do que evidente, precisava sair para preservar a candidatura de Dilma e acalmar a grita. Não fosse a proximidade da eleição, a amiga Erenice continuaria sendo defendida como foi até horas antes de aparecer uma testemunha da tentativa de extorsão e enterrar os argumentos sobre golpes, factoides e armações.
    Mesmo que seja verdadeira a inverossímil versão de que ela redigiu uma nota de resposta sem consultar nenhum capa preta do palácio, Erenice apenas seguiu o exemplo que vem de cima e carregou nas tintas eleitorais como tem mandado o figurino.
    O governo fez uma conta de custo benefício e, pelo jeito, achou que sairia mais barato afastá-la. De fato, por pior que seja a repercussão e por mais que a demissão evidencie o fundamento das denúncias, a manutenção da acusada no cargo seria injustificável. Haveria três problemas: rebater as acusações, defender a ministra e explicar o que ela ainda estava fazendo na chefia da Casa Civil.
    A respeito do impacto eleitoral, assim como no caso das quebras de sigilo na Receita Federal, este é o aspecto menos relevante, embora seja de espantar a indiferença geral. É que a eleição passa, o Brasil continua e toda conta um dia é cobrada

  8. Leandro
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 21:46 hs

    E a gente tem que ouvir o Lula fazendo o discurso do rico contra o pobre.ë demisa prá cabeça. O filho dele hoje é um fazendeiro em São Paulo de uma propriedade que vale mais de R$ 30 milhões! Ele fala que é o político tradicional, os coronéis contra eles os trabalhadores. E o sarney Lula? E o Collor? Estão todos com vocês.
    Por isso que a Mentira tem uma hora que é desmascarada!

  9. MAURÍLIO VIANA
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 21:50 hs

    DEUS queira que a eleição siga para o 2º turno, pois será uma nova campanha e aí os ALOPRADOS DO PT, vão fazer mais besteira ainda e irão perder o pleito, somente assim teremos mais qualidade em saúde, segurança, habitação e transporte. Fiz, estou e continuarei fazendo a minha parte, espero que um número maior de liderança política façam a sua até as 17:00 hs do dia 03 de outubro, vamos mostrar que a humildade é a mãe da sabedoria e que não se pode contar com o ovo no fiofó da galinha.

  10. DILMA - VIDA BÂNDIDA
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 22:31 hs

    Oa brasileiros não cairão
    nesta besteira de eleger este lixo.

  11. Mario
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 22:32 hs

    O pessoal nem disfarca mai: O portal RPC (tudoparana) transmitiu ao vivo o comicio do Lula. Agora da detalhes minuto a minuto do evento.

    Isso nao eh ilegal. Que vergonha

    muito $$$$$$$$$$$$$$$$ rolando.

  12. Caio S
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 22:41 hs

    Chegou a hora da virada: REAGE DEMOCRACIA!!!!

  13. O Povo
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 22:58 hs

    Vamos com José Serra para Presidente, Beto Richa para Governador e Gustavo Fruet e Ricardo Barros ao Senado, pois acreditamos no Segundo Turno com Serra x Dilma, e no Primeiro Turno vamos calar a boca de Osmar, Requião, Dilma e Lula, vamos mandar essa petezada corrupta para a cadeia que é o lugar de ladrões do dinheiro público de todos os brasileiros!
    Vamos construir o Novo Paraná que queremos com Richa!!!!!

  14. lucy andreola
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 22:58 hs

    Até que enfim o povo brasileiro está caindo na real! Chega de eleger mensaleiros e sua quadrilha. Vamos juntos eleger Serra presidente do Brasil e expulsar a quadrilha do poder.

  15. Regio
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 23:09 hs

    Eu vou de Serra, Beto Richa, Ricardo Barros e Gleisi!

  16. Prof. Luiz Gonzaga
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 23:11 hs

    No mesmo ritmo de crescimento estar o Candidato a Dep Federal pelo PSC, Edmar Arruda com o nº 2023. Desde que resolvi apoia-lo tem sido uma vitória antecipada, pois há uma facilidade muita grande em defender seu nome. Particularmente asumi sua campanha porque o mesmo assumiu o compromisso de lutar pela Escola Técnica Federal para Maringá e região o atual Instituto Tecnológico do PR de ensino Técnico e Tecnológico iniciando pelos cursos de Técnico em Edificações, Agrotécnico e outros. Como professor sempre sonhei com esta escola para Maringá, creio que agora vai.

  17. UM ANTONINENSE
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 23:48 hs

    – C A R C A A M A N O!

  18. DILMA E ERENICE JUNTINHAS
    quinta-feira, 23 de setembro de 2010 – 14:07 hs

    Vamos la senhores de bem. Vamos levar esta eleição para o segundo turno e colocar Lula e Dilma na cadeia.
    Muito podre virá a tona se a eleição for pro segundo turno.

  19. vera
    quinta-feira, 23 de setembro de 2010 – 14:09 hs

    Gente eu não acredito em pesquisas, eles só entrevistão o reduto da PETEZADAS. Nunca me entrevistaram e não conheço ninguem que vote nela .O Brasil tem milhões de brasileiros e eles entrevistam 2 mil pessoas que é isso , papo pra boi dormir.

  20. Jose III
    quinta-feira, 23 de setembro de 2010 – 14:29 hs

    Quem assistiu o filme A Queda sabe doque estou falando, ela ja começou a despencar…ainda da tempo de acordar brasil!!!

  21. Rasa Pereira
    quinta-feira, 23 de setembro de 2010 – 15:39 hs

    Fabio.. olha que mensagem interessante acabo de receber.

    Análise da pesquisa Datafolha

    É MUITO INTERESSANTE A ANÁLISE FEITA PELO SITE “COTURNO NOTURNO” SOBRE A ÚLTIMA PESQUISA PARA PRESIDENTE FEITA PELO DATAFOLHA . VALE A PENA LER E TAMBÉM FAZER A SUA ANÁLISE. PELO SITE ESTÁ DANDO O SERRA PRESIDENTE.

    Os 11 estados abaixo representam 76% do total dos eleitores do Brasil;
    • Todo o Sul e todo o Sudeste estão computados;
    • 49% do Nordeste está computado;
    • 30% do Centro-Norte está computado;
    • Estes 11 estados representam praticamente 100 milhões de votos;
    • Ficam faltando cerca de 32 milhões de votos para serem computados;
    Vejam a tabela e a diferença de votos em favor de José Serra(PSDB):

    O colégio eleitoral do Brasil é da ordem de 132.000.000 de votos. Acima, estão computados 100.000.000 de votos. Os dois candidatos disputarão 72% dos 32.000.000 de votos que ainda faltam, pois os demais 28% serão brancos, nulos e votos destinados a outros candidatos. Marina Silva, por exemplo, leva 10% deste total. Os nanicos uns 2%. E 16% são de brancos e nulos. Assim, resta contabilizar 23.000.000 de votos a serem divididos entre Dilma e Serra.

    Os estados que não entraram na conta acima apontam para um equilíbrio. Serra vai bem no Acre, Rondônia, Roraima, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará. Dilma abre vantagem no Amazonas, Maranhão, Piauí, Ceará e outros pequenos estados. No máximo, Dilma vai fazer 55% e Serra 45% dos votos restantes. Vamos aos números:
    • Dilma = 55% de 23.000.000 de votos = 12.650.000 + 33.258.000 = 46.178.000 de votos
    • Serra = 45% de 23.000.000 de votos = 10.350.000 + 39.001.000 = 49.351.000 de votos
    Diferença a favor de José Serra = 3.173.000 votos (cerca de 3% a mais nas pesquisas)
    Querem mais um ponto a favor de Serra?
    A abstenção é muito maior nas regiões onde Dilma lidera e este fator deve aumentar em cerca de 2 milhões de votos a vantagem do tucano. Querem provas? Em 2006, o Nordeste teve 73% de votos válidos, enquanto o Sul teve 79%. O Sudeste teve 75% de votos válidos e o Centro-Norte 76

    Uma luz brilha no fim do tunel….Talvez nem tudo esteja perdido….Vamos à luta….
    .

  22. vera
    quinta-feira, 23 de setembro de 2010 – 15:47 hs

    Enviou a mensagem:
    http://www.youtube.com/watch?v=sHK-7JyNHEM nao percam esse video…kajuru detona ibope, datafolha, voxpopuli…

  23. Lafitte
    quinta-feira, 23 de setembro de 2010 – 17:25 hs

    Vamos aguardar outras pesquisas. Quem sabe eu volte a acreditar em duendes !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*