Corregedor do TRE vota pela cassação de João Arruda | Fábio Campana

Corregedor do TRE vota pela cassação de João Arruda

Requião e o sobrinho João Arruda foram acusados de uso indevido da máquina pública em benefício de suas candidaturas

O corregedor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Irajá Prestes Mattar, votou a favor da cassação da candidatura e declaração de inelegibilidade por oito anos do sobrinho de Roberto Requião, o candidato a deputado federal João Arruda (PMDB) a decisão deverá ser publicada na segunda-feira (27).

Os demais juízes do TRE mantiveram a candidatura, mas a forte argumentação do corregedor e o parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE), que descreveu com detalhes mais de 60 fatos irregulares, deve ser levada em consideração no recurso a ser apresentado no TSE.

A ação, inicialmente proposta pelo PRP e depois assumida pela coligação Pacto da Vitória, questiona a utilização indevida dos bens, cargos públicos e da Agência Estadual de Notícias, órgão oficial de comunicação do Governo, para alavancar a então pré-candidatura de João Arruda a deputado federal e de Roberto Requião a Senador.

Em seu voto, o desembargador afirmou que “é óbvio ululante que seu único objetivo seria eleitoreiro, de promoção pessoal a sua candidatura ao cargo de deputado federal nas próximas eleições, ou seja, tornar-se conhecido por todo o estado, incutindo na população, ainda que de forma subliminar, a vinculação de seu nome ao da administração estadual do seu tio, Roberto Requião”.

Ao final, concluiu que, o que “ocorreu foi sim uma campanha antecipada, ainda que dissimulada, com o objetivo de promover pessoalmente o investigado João Arruda, beneficiando sua candidatura ao cargo de deputado federal nas próximas eleições”.

ESQUEMA – O esquema funcionava com a entrega de bens e serviços pelo Provopar, presidido pela mãe de João Arruda e imã de Requião, Lucia Arruda.

Nos eventos, João Arruda se fazia presente e tentava assumir para si a honra e a responsabilidade pela prestação dos serviços públicos que originariamente seriam obrigação do Estado e o serviço social voluntário prestado pelo Provopar.

MAIS UM PROCESSO – Em outro processo, que trata dos mesmos fatos, mas que por tratar da realização de condutas vedadas aos agentes públicos deve tramitar separadamente, o juiz federal Marcelo Malucelli e o próprio corregedor Irajá Prestes Mattar votaram pela aplicação da pena de multa no valor de R$ 50 mil.

Prestes Mattar votou ainda pela cassação do registro de candidatura de João Arruda pelo benefício irregular na utilização da máquina estatal.

Por maioria o TRE rejeitou as ações. Mas o procurador regional eleitoral, a coligação Pacto da Vitória e o PRP já afirmaram que vão recorrer ao TSE, baseados nos votos divergentes e na jurisprudência do TSE, que não admite o descumprimento da lei para beneficiar qualquer candidato.

Processos números: RP 159535 e AIJE 155468.


24 comentários

  1. Rosi
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 15:25 hs

    E quanto a Requião?
    Quando sai a sua inelegibilidade pelos mesmos motivos?
    Gustavo nele!

  2. eleitor
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 15:30 hs

    Parabéns ao Desembargador Irajá Prestes Mattar, pois o abuso de poder da família Requião, o uso da máquina do estado como se fosse uma empresa particular e famíliar deve ser combatida com medidas energicas. Bem como o uso da sanepar e outras estruturas do Estado para fazer campanha para o novo amigo da turma , o Osmar que garantiu a sua nova famiglia que manterá as regalias existentes hoje .

  3. Requião tem razão
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 15:55 hs

    Na disputa pelo Senado o terceiro colocado será o próximo senador, porque Requião será cassado.

  4. Revoltado
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 16:00 hs

    Pessoal, não esqueçam que o João Arruda é aquele do acidente de carro que o titio interferiu para que não fosse indiciado, recebendo, ainda, como prêmio, estudos nos Estados Unidos.

  5. marcelo ferreira
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 16:09 hs

    ESTE TRIBUNAL DO PARANA NÃO TEM CULHÃO PARA PEITAR O REQUIÃO, ELE MANDA LÁ, DUVIDO QUE MANTENHAM ESTA DECISÃO.
    EM TEMPO SE FOREM OUVI LO PERGUNTEM DOS DOLARES DO SEU IRMÃO

  6. coveiro de governo obsoleto
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 16:09 hs

    È bom relacionar na investigação o uso indevido da Companhia de Habitação do PR nas campanhas de Requião e Arrudinha.
    Arrudinha como Superintendente da Cohapar utilizou a estrutura, funcionários, verbas e a “doação” de casas aos pobres em nome do governo do titio e da famiglia.. Uma boníssima alma este garoto tem, pena que carrega na mesma a responsabilidade etílica por duas vítimas de acidente de carro.
    Além de incompetente este casanova é um vagal, quase nunca aparecia para trabalhar.

  7. Prof. Bonin
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 16:46 hs

    Requião e seu sobrinho João Arruda, serão cassados pela Justiça Eleitoral, seria muito bom para moralizar esse nosso Paraná.

  8. sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 17:16 hs

    Taí o desespero do” Rei”, se não se eleger,,,cadeia.

    E tem bobo ou oportunista que ainda gruda nessas “peças”

  9. FILET MIGNON
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 17:44 hs

    Mais ainda não cassaram as candiaturas desses dois METRALHAS?
    Eita justicinha lerda, sô!

  10. Anônimo
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 17:45 hs

    tinha que ser sobrinho do requiao.

  11. wagneralvessilva
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 18:20 hs

    Pura verdade, foi um ano de entrega de onibus ambulancias, e outros itens do provopar.Inclusive em uma cidade do interior, deixaram a ambulancia e proibiram de usa-la antes, que os dois João Arruda, e Requião estivessem presentes.E um senhor foi furado pelo chifre de um boi, sangrando muito necessitou de que fosse usada ambulancia foi negado, so seria usada depois da ENTREGA OFICIAL CRIANÇAS DA ESCOLA PROFESSORAS ETC. e assim foi feito O senhor acidentado foi levado a Londrina com forte hemorragia em um carro de viSinhos.Foi em Sao Sebastiao de Amoreira. Visitem senhores juizes TRE PR, que votaram contra o procurador Mattar, esta cidadee esta cheia de propaganda dos dois.E o Hermas entra dando certidões para os prefeitos que colocaram a mao no jarro, em troca de apoio ao filho caso do ex prfeito,cassado que não pode assumir por ter as contas rejeitadas, da mesma cidade e o povo no cabresto,tristeza de ver o povo humilde usado.

  12. Pina
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 18:35 hs

    Mais processo para cima do assassino João Arruda e para o seu titio “Maria da Penha Requião”…..

  13. O Povo
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 22:55 hs

    A música feita pelos meninos cantores de Angola até ficou boa, para homenagear Requião. É um grupo de meninos deficientes visuais angolanos, residentes no Brasil a 9 anos. Como não enxergam, infelizmente não puderam ver o que Requião faz como político, daí a admiração. No Paraná, Requião vai comer o pão que ele amassou, para ganhar a disputa pela segunda vaga do Gustavo Fruet. Mas em Angola Requião já passa dos trinta por cento… “Só cego mesmo para ainda acreditar nesse cara”……

  14. Pina
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 23:20 hs

    Com dificuldade que vem enfrentando em campanha o sobrinho do Requião, o piá de prédio João Arruda, cujo nome é lembrado mais por um acidente com morte que causou no passado do que pelas qualidades políticas que insiste em promover, estaria já de antemão pleiteando junto ao candidato Osmar, se eleito fosse, dar-lhe o cargo de Diretor do Detran, pois alega ter conhecimento na área!!!!!! “Etâ família de Nepotistas folgada”!!!!!!

  15. ANALISTA
    sexta-feira, 24 de setembro de 2010 – 23:41 hs

    O MINISTÉRIO PUBLICO E TODOOS OS PARTIDOS E CANDIDATOS, partes legitimas para impugnarem o registro da candidatura do nepote do REIquião, comeram barriga ao não mostrarem à Justiça Eleitoral que efe foi criminalmente condenado pela morte daquelas duas meninas.
    Mas ainda resta uma oportunidade que é o RECURSO CONTRA A DIPLOMAÇÃO se o nepote se eleger.

    Vai ser fogo amigo que vai cassar o registro do nepote, porque os suplentes da coligação passarão a ter interesse direto nesta cassação, isso se o proprio Ministério Público não comer mais barriga e ele mesmo RECORRER CONTRA A DIPLOMAÇÃO, por ser FICHA SUJA.

    Portanto, alem destes casos todos de abuso do poder, que ja obtiveram um voto pela cassação, com certeza haverá um apensamento destes autos com a questão do ficha suja que vai ser apresentada depois da eleição.

    Crime e castigo, velha formula da literatura que vai ser aplicada ao nepote, porque o castigo de não poder ser candidato agrega-se ao prejizo financeiro dos milhoes que esta gastando na campanha.
    Ou será que são as verdinhas do VovoNaná, que está pagando a campanha milionãria do TIO e SOBRINHO?

  16. Vitoria
    sábado, 25 de setembro de 2010 – 10:42 hs

    A Justiça Eleitoral está considerando somente o aspecto eleitoral; qdo. o Ministério Público vai observar o lado criminal da ficha do Arruda? E o atropelamento seguido de morte de duas jovens? o sobrinho do ex governador estava ou não estava na direção? Se não era ele, quem estava dirigindo?

  17. FILET MIGNON
    sábado, 25 de setembro de 2010 – 11:46 hs

    Nunca é demais falarmos sobre a sapiência do povo…
    O comentarista demonstra isto com todas as letras…
    A voz do POVO é a voz de DEUS!
    O pior CEGO é aquele que não quer enxergar!
    E por aí vai…
    Bola pra frente GUSTAVO FRUET!

  18. vera
    sábado, 25 de setembro de 2010 – 15:00 hs

    Jão Arruda foi cassado:??? O Doático tava na boca maldita pedindo votos pra ele.

  19. Guilherme Gonçalves
    sábado, 25 de setembro de 2010 – 15:56 hs

    CARO FÁBIO:

    A informação está distorcida e equivocada, posto que a verdade é que, além do Nobre e Competente Des. Prestes Mattar ter restado vencido em sua tese – inquestionavelmente muito bem defendida – por TODOS os demais juízes do TRE/PR nas duas ações julgadas, ainda foi aplicada MULTA POR LITIGÂNCIA DE MÁ-FÉ no PRP, autor da represantação.

    A vitória foi retumbante e inquestionável, e a manchete dá a impressão que João Arruda pode ser cassado, hipótese que inexiste. Mal jornalismo, lamento informar.

  20. Rosa
    domingo, 26 de setembro de 2010 – 0:45 hs

    O TRE deveria fazer uma visita ao Provopar Estadual, comandado pela mamãe do moço, Lucia Arruda, irmã do Requião. Não é segredo para ninguém que ela comprou e distribuiu uma ‘frota’ de veículos e os distribuiu – coincidentemente ‘ aos municípios onde o filhote faz campanha! Grana de origem governamental: venda das sobras de soja do Porto de Paranaguá, receitas oriundas das escolhas de placas no Detram, venda de aparas de papel originadas nas diversas Secretarias de Estado para um conhecido comprador da capital que repassa os valores diretamente ao Provopar – sem controle do Tribunal de Contas… Grana que deveria ser usada para situações emergenciais dos 399 municípios do Paraná, utilizadas para a campanha eleitoral do filhote e do irmão.
    Ministério Público e TRE, fiquem atentos!

  21. LUC
    domingo, 26 de setembro de 2010 – 15:04 hs

    Todos esse ataques ao Requião e a seu sobrinho João Arruda a partir de
    ato de Má fé e oportunismo barato do PRP (atitude clara de desespero pré eleitoral), o qual foi condenado pelo TRE a multa por litigancia de má fé , vem demonstrar que até os opositores à Requião reconhencem subliminarmente em seus ataques que realmente o Requião, mais uma vez, como todas as vezes em que esteve a frente do executivo estadual, fez muito por todo o Paraná através de investimento em infraestrutura em saúde (postos de saude, ambulancias, etc), educação, bem estar social, etc… motivo pelo qual o reconhecimento do Povo está refletido nas pesquisas de intenção de voto, onde Requião, Osmar e João Arruda seguem na liderança. Parabéns ao Requião e que João Arruda tenha sucesso e se espelhe na capacidade e competencia administrativa do Tio.

  22. Inácio Trackmann
    segunda-feira, 27 de setembro de 2010 – 23:50 hs

    Gostaria que pelo menos uma vez fosse feita a verdadeira justiça neste Brasil. De nada adianta bradar aos 4 cantos do país, falando da possibilidade de cassação de fulano ou beltrano, se na verdade as coisas que acontecem por trás dos panos, não veem a público.
    Amanhã sabe-se que tal candidato entrou com sabe-se lá que recurso e derrubou a impugnação dada pelo corregedor, ou presidente ou quaçquer outro cargo. É hora de começarmos a exigir atitudes mais transparentes, imparciais e honestas destes que, na verdade, não executam a lei como lhes é apresentada e como deveria ser cumrpida. Cabe aos juízes,desembragadores e corregedores exigir que tais leis sejam cumpridas. E não só na área eleitoral. Usando o pensamento de Adrian Rogers, de 1931, acho que é possível imaginarmos o que seria um Brasil justo, honesto e verdadeiro: É impossível levar o pobre à prosperidade através de legislações que punem os ricos pela prosperidade.
    Por cada pessoa que recebe sem trabalhar, outra pessoa deve trabalhar sem receber.
    O governo não pode dar para alguém aquilo que não tira de outro alguém.
    Quando metade da população entende a idéia de que não precisa trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação.
    É impossível multiplicar riqueza dividindo-a.”

  23. MARCIO FERREIRA
    terça-feira, 9 de novembro de 2010 – 14:23 hs

    SERIA UMA VITORIA PARA A JUSTIÇA CASSAR ESTES DOIS SO ASSIM A JUSTIÇA SERIA RECONHECIDA COMO UM VERDADEIRO ORGÃO DE RESPONSABILIDADE, SO AGORA QUE VIRAM QUE ESTES DOIS VEM USANDO A MAQUINA PORQUE NÃO VIRAM ANTES CASSAÇÃO NELES PARANA

  24. Thatiana
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 – 15:45 hs

    A grande obra de Requião em seu governo foi enriquecer o irmão Eduardo Requião, que chegou quebrado no Porto de Paranaguá, com um carro velho, caindo aos pedaços,e em poucos meses já comprava um big apartamento na R. Gutemberg, no Batel. Além dos dólares inexplicáveis estocados no guarda-roupa da Vovó Naná…
    As obras super-faturadas no Porto têm que ser investigadas, não precisa nem ir a fundo. O descalabro está explicito pra qualquer um verificar. É só ir até o início da BR-277, e ver a porcaria do pátio de veículos que foi feito pela bagatela de 7 milhões de reais. É bloquinho de concreto acentado em cima da terra. É isso mesmo… Não custa lembrar de outras obras super-faturadas e sem condições de funcionar, como o Terminal de Álcool, Terminal de Fertilizantes.
    Alguém tem que fazer alguma coisa. Onde está o Ministério Público para investigar toda essa lambança com o dinheiro público?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*