Alvaro diz que tucanos entrarão com 2 'pedidos de investigação' | Fábio Campana

Alvaro diz que tucanos entrarão com 2 ‘pedidos de investigação’

Do Josias de Souza

Conforme noticiado aqui, o alto comando da campanha de José Serra reuniu-se neste sábado (4), em São Paulo. No encontro, lideranças do PSDB, DEM e PPS esboçaram a reação do comitê oposicionista ao caso da Receita.

Decidiu-se protocolar dois novos pedidos de investigação, ambos no Ministério Público Federal. Num, vai-se requerer uma apuração de cunho eleitoral, para apurar se houve motivação política na quebra do sigilo fiscal de Verônica, a filha de Serra.

Noutro, o tucanato acusará Otacílio Cartaxo, secretário da Receira, e Antonio Carlos Costa D’Avila, corregedor do órgão, de improbidade administrativa. Por quê? Para a oposição, a dupla age para obstruir a apuração do vazamento de dados sigilosos do fisco.

“O corregedor e o secretário estão acobertando os responsáveis por esse crime,” disse, ao final da reunião, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR).

Na prática, a oposição vai reiterar no Ministério Público pedidos que constavam da representação que protocolara no TSE e que o tribunal mandara ao arquivo.

Dias atribuiu a reiteração a “fatos novos”. Entre eles o que chamou de “simulação de assalto” no diretório do PT em Mauá (SP).

Mencionou também a revelação de que o contador Antônio Carlos Atella Ferreira, o falso procurador que apalpou os dados fiscais de Verônica, filiara-se ao PT.

Segundo informação divulgada na véspera pelo TRE-SP, Antonio Carlos era filiado à legenda quando obteve, em setembro de 2009, declarações de IR da filha de Serra.

Também neste sábado, o presidente do PT-SP, Edinho Silva, disse que a filiação do personagem incômodo não chegou a se consumar.

Na versão de Edinho, o sobrenome de Antonio Carlos fora anotado no cadastro do diretório do PT de Mauá com a grafia incorreta: em vez de Atella, “Atelka”.

Nos arquivos do TRE-SP, o personagem constou como filiado do PT até novembro de 2009, dois meses depois da retirada dos dados de Verônica Serra.

Na última quarta (1º), ocomitê petista de Mauá informou ter sido assaltado por homens armados. Teriam levado duas armas telefones celulares.

Álvaro Dias fustigou: “Foi um roubo simulado, roubaram a si próprios. Desapareceram com fichas de filiações para esconder quem as abonou. Foi queima de arquivo”.

Como se vê, a depender do time de Serra, o caso da violação de sigilos fiscais continuará freqüentando o epicentro da campanha.


22 comentários

  1. Nelson
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 10:52 hs

    Dá um tempo senador. O senhor terá 4 anos para fazer oposição ao governo DILMA.

  2. antonio francisco da silva
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 10:53 hs

    È o juris esperniandi.Factoide não ganha eleições.quanto mais alvaro abre a boca o Beto Richa agradece.

  3. gilberto
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 11:00 hs

    tivemos 08 anos com a policial federal com redeas soltas, um número grande de investigações é reflexo desta orientação, mas isso não ocorria no governo de fhc…

  4. domingo, 5 de setembro de 2010 – 11:04 hs

    Bravo Alvaro Dias !!!

    SE elles estão pensando em ivadir nossa casa. nossa conta e nossa vida TEM QUE DAR UM BASTA

    Por isso SERRA Nelles nas URNAS

  5. Pedro Antunes
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 11:30 hs

    Álvaro Dias não consegue ajudar seu candidato a Presidente,Serra, nem seu irmão, a quem só atrapalha. Álvaro, honre seu currículo: FIQUE QUIETO!

  6. domingo, 5 de setembro de 2010 – 12:07 hs

    Estou com Mainardes, Dilma faliu com lojas de 1,99, vai quebrar o Brasil, num relance, vou embora para a Biafra AF

  7. Tuku Nare
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 12:18 hs

    Esse nosso senador e uma gracinha. como fala a sua contenporania Hebe camargo.

  8. PT - DILMA - SÓ CRIMES
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 13:06 hs

    Vocês abem porque os eleitores do PT perdoam todas as falcatruas do Lula e sua quadrilha?

    Se percebessem a realidade com um olhar mais crítico, veriam que a nossa qualidade de vida poderia estar bem melhor.

    Todos os ladrões que cercam o Lula foram ou estão na beira de serem descobertos e exonerados.

    O que falta para se convencerem de que já chega, que está na hora de deixar que outro faça o Brasil crescer?

    Assim, os brasileiros perdoam as roubalheiras do PT pelo fato de serem comprados com míseros reais através do bolsa família, do bolsa escola e de tantos outros programas populistas que o mesmo incentivou ou desenvolveu.

    Perdoam por que têm os seus votos comprados entre os mais pobres, miseráveis que não possuem, ou pensam não possuir, voz ativa para ajudar a mudar o que está aí.

    Perdoam por que têm interesse na continuidade da roubalheira no caso dos abastados, dos deputados ladrões, dos ministros sem caráter, dos senadores corruptos enfim, perdoam. Ou por se beneficiarem da roubalheira ou por serem beneficiados com as esmolas dos programas sociais que só existem em repúblicas bananeiras como a nossa.

    Percebem porque o PT EXISTE?
    Porque o povo pobre se vende, não é honesto e a classe média que batalha, estuda é quem paga esta merda chamada PT.

  9. OSSOBUCO
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 13:52 hs

    A campanha de Serra está sem noção do ridículo, e de delinquência.

    Hoje acusou o PT de ter simulado um assalto ao comitê do partido em Mauá (SP) para “queimar arquivo”.

    O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) deu essa pérola de declaração ridícula e delinquente:

    “Foi um roubo simulado, roubaram a si próprios. Desapareceram com fichas de filiações para esconder quem as abonou… Foi queima de arquivo”.

    Ora, se o PT de Mauá quisesse sumir com qualquer ficha, era só fazê-lo. As fichas estão sob seu total controle. Seria só procurar no arquivo, rasgar, queimar, jogar no vaso sanitário. Acabou.

    Não há nada mais idiota do que acusar de simular roubo a si mesmo para desaparecer tal ficha.

    Além de idiota, a declaração é delinquente, porque é caluniosa.

    Polícia Federal precisa intimar Álvaro Dias a depor, urgente.

    A Polícia Federal deve tomar depoimento do senador Álvaro Dias, para ouvir direitinho o que ele tem a dizer, sobre essa história de roubo.

    No último episódio de roubo de informações da Casa Civil, a Polícia Federal descobriu que o receptador foi um funcionário do gabinete do senador demo-tucano.

    O que o senador sabe que está por trás desse roubo em Mauá, que o Brasil ainda não sabe?

  10. Vanessa
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 13:54 hs

    Isso aí Senador, não deixa este País que já motivo de orgulho para nós virar a casa da mãe Joana.

  11. Vanessa
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 13:54 hs

    Isso aí Senador, não deixa este País que já FOI motivo de orgulho para nós virar a casa da mãe Joana.

  12. OSSOBUCO
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 13:55 hs

    Não é a toa que os tucanos vão perder a eleição!
    Se o Álvaro e o Serra pensassem antes de falar besteiras, teriam ido a TV apresentar propostas de governo e não novelas mexicanas.

    Quanto ao Mainardi, lembro que o beócio fugiu do Brasil para não ter de pagar as indenizações por danos morais à várias pessoas.

  13. OSSOBUCO
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 13:58 hs

    O mais ridículo foi o argumento do Álvaro Dias no JN:” você acha que o sigilo de Verônica teria sido quebrado se ela não fosse filha do Serra?”.

    A resposta é simples: sim, pois foram quebrados cerca de 140 sigilos, a não ser que sejam todos filhos de Serra.

    Ali havia um quadrilha trabalhando em proveito próprio, mais ou menos como os Vampiros da Saúde que operaram no Mistério durante todo o período de Serra, que se diz o melhor ministro da saúde do universo.

  14. aparecida enes de campos
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 14:28 hs

    senador Alvaro Dias FALAR MENOS E AGIR MAIS,´POIS ELE SÓ FALA E NÃO RESOLVE NADA.

  15. Cético
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 15:00 hs

    Tudo bem que os tucanos estejam indignados e exijam providências judicialistas, mas em termos eleitorais isso será de pouca ou nenhuma valia… lembrem do caso do “dossiê dos aloprados” e do esforço do Alckmim para transformar aquilo em benefício eleitoral… nada valeu…
    Por isso é importante o SERRA, que a meu ver é o melhor candidato, transformar os rumos de seus programas eleitorais televisivos, senão a vaca vai pro brejo mesmo.
    A popularidade do LULA é tão grande, que só destacando os PROGRAMAS SOCIAIS que os TUCANOS têm em mente é que poderão fazer frente a tal popularidade lulista.

  16. OSSOBUCO
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 15:26 hs

    A Globo mentiu sobre a filiação de Antonio Carlos Atella ao PT

    O TSE disponibiliza um site no qual é possível consultar os filiados de todos os partidas em qualquer cidade do Brasil. Os nomes estão disponíveis no seguinte endereço:

    Vasculhei todos os filiados do PT com o status de cancelado nas quatro sessões eleitorais de Mauá e não encontrei o nome do referido procurador, Antonio Carlos Atella Ferreira.

    Para mim estamos diante de mais uma fraude armada pelo PSDB, Globo e cia. Estão tentando escandalizar a eleição para levar para o segundo turno, nem que para isto seja preciso fraudar uma declaração do TRE.

  17. Luis Gringo
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 15:35 hs

    O Senador Alvaro Dias poderia aproveitar e madar investigar o Des- Governo de RS, fato que a imprensa nada diz sobre este caso de quebra de sigilo.

    Arapongagem tucana: preso sargento que espionava políticos

    Uma força-tarefa do Ministério Público de Canoas e da Brigada Militar do Rio Grande do Sul prendeu na manhã desta sexta-feira em Porto Alegre um sargento da Brigada (Polícia Militar do Estado) no Departamento de Inteligência da Casa Militar do Palácio Piratini.
    O sargento era investigado por ter ligações com contraventores de máquinas caça-níqueis na cidade de Canoas, na região Metropolitana da Capital.

    Mas, durante as investigações, foi apurado que o sargento teria acessado dados sigilosos de políticos gaúchos, entre eles um ex-ministro e um senador.
    Entre políticos as especulações são de que o ex-ministro em questão pode ser o candidato do PT ao governo no Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e o senador seria o também petista Paulo Paim, candidato à reeleição.

    O promotor criminal do MP em Canoas, Amilcar Macedo, escreveu em seu Twitter que dados sigilosos de várias autoridades foram acessados. Entre elas, além do senador e do ex-ministro, também delegados de polícia e um oficial de inteligência das Forças Armadas. “Dados sigilosos de várias autoridades foram acessados, inclusive para tentar inviabilizar investigações. Altas autoridades foram bisbilhotadas”, escreveu em seu perfil @amilcarmacedo.

    Por favor gostaria ver as explicações dos tucanos que sempre comentam neste blog sobre este caso de arapongagem de bico comprido.

  18. SYLVIO SEBASTIANI
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 18:20 hs

    Se violar dados da Receita Federal for crime, deve ser apurado quem mandou e que é o autor. Se deixar como está a vida de todos os brasileiros. nossa vida, está à mercê de qualquer malandro, vigarista.Se for para abrir, abram de todos, de Presidente ao vereador da menor cidade do país. Que país é esse? O Chefe supremo é Hugo Chaves?

  19. salete cesconeto de arruda
    domingo, 5 de setembro de 2010 – 19:56 hs

    Serra usa a filha para sair do 24.
    O pior é que Serra tortura até a filha do Lula em nome do seu projeto de ser presidente.
    Que pai nojento!

  20. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 6 de setembro de 2010 – 10:22 hs

    Salete: Continuas com catarata? Glaucoma? Estigmatismo? Miopia?

  21. Falando Sério
    segunda-feira, 6 de setembro de 2010 – 13:48 hs

    DEDO DURO DIAS.
    Que delicadeza.

  22. marcio linfon
    segunda-feira, 6 de setembro de 2010 – 17:06 hs

    é crime sobreposto por crime.
    parece uma teia gigante, capaz de segurar até mesmo o homem aranha.
    Força, AD. O Brasil grita pelo fim da bandalheira!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*