Turismo terá R$ 100 milhões com fim da multa do Banestado | Fábio Campana

Turismo terá R$ 100 milhões com fim da multa do Banestado

O candidato ao governo da coligação A União Faz Um Novo Amanhã, Osmar Dias, planeja investir cerca de R$ 100 milhões para fomentar o turismo em Foz do Iguaçu e em outros municípios que têm na atividade sua principal fonte de renda.

“Temos possibilidade de fazer empréstimo porque resolvemos o problema da inadimplência do Paraná junto ao Tesouro da União, acabando com a multa que afligia o Estado. O empréstimo é de US$ 100 milhões, do Banco Mundial. Com isso, vamos fomentar o turismo de Foz do Iguaçu e de todo o Paraná”, disse Osmar, explicando a fonte dos recursos.

O candidato ressaltou a importância do turismo como atividade que gera emprego e renda. E, segundo ele, o Paraná tem recursos naturais belíssimos que podem fomentar o turismo.

“Temos que colocar um terminal de passageiros no Porto de Paranaguá, para que os navios de turismo possam ser recepcionados. Mais gente aqui, mais renda para a região”, afirmou Osmar a cerca de mil líderes regionais que se reuniram com ele em Foz do Iguaçu.

Segurança – Osmar frisou que graças à parceria com o governo federal será possível dar mais segurança aos municípios de fronteira. “Já conversei com o Lula e a Dilma e a região de Foz vai receber pelo menos duas unidades do programa de policiamento específico para a fronteira, com homens, armas e veículos para combater a entrada de armas e drogas”, explicou.

Eleito governador, Osmar também vai reivindicar presença maior da Polícia Federal e do Exército na região e mais unidades Vant (veículo aéreo não tripulado), que está sendo utilizado experimentalmente para o combate ao tráfico. “Nossa fronteira é a porta de entrada para drogas e armas e vamos intensificar o combate aos criminosos e traficantes”, garantiu.

Segundo o prefeito de Foz, Paulo McDonald Ghisi (PDT), a parceria do município com o governo Lula precisa continuar para que Foz receba mais investimentos.

“Lula trouxe o programa que nos permite construir 5 mil casas e muitas outras obras que estão mudando a cara de Foz. Esse trabalho precisa continuar e é por isso que apoiamos Dilma presidente e Osmar governador. Só Osmar representa a continuidade dos bons programas do governo Lula e o de Requião-Pessuti. Só ele poderá avançar mais, fazer melhor, porque terá todo o apoio da presidente Dilma e dos senadores Requião e Gleisi para trazer recursos e investimentos”, disse McDonald._


12 comentários

  1. O Povo
    sexta-feira, 20 de agosto de 2010 – 16:20 hs

    O clima não anda muito bom entre o senador Osmar Dias e o ministro Paulo Bernardo. O coisa tá tão brava que alguns ouvidos atentos pegaram um bate-boca via telefone entre os dois daqueles de arrepiar. O problema é o obvio. A cumpanherada não engole Osmar e só está fazendo campanha para Gleisi Hoffmann.
    Pra piorar Lula já cancelou mais um comício que faria no Paraná.

    Quando Osmar exigia que Gleisi Hoffmann, mulher de Bernardo, fosse sua vice, não escondia o temor de ser abandonado pelo PT na campanha. Foi convencido a disputar sem Gleisi pelo próprio Lula que assegurou que seria o fiador que todas as promessas feitas seriam cumpridas. Com o início da campanha Osmar percebeu que os seus piores receios estão virando realidade.

    A campanha de Osmar também sofre com conflitos paralelos. O governador Orlando Pessuti não esconde de ninguém que seu principal projeto é deixar sem mandato seu correligionário Roberto Requião. No momento, Pessuti se empenha em cortar o oxigênio financeiro para expelir da Provopar Lúcia Arruda, irmã de Requião, que se agarra ao cargo feito uma ostra.

  2. Colorado
    sexta-feira, 20 de agosto de 2010 – 16:31 hs

    Engraçado quando o Requião era governador o Senador Osmar não fez nada para acabar com a multa do Banestado, agora é o mocinho que resolveu tudo, vao plantar banana cambada de oportunistas. Chega de palhaçada ontem era inimigos ferrenhos hoje são pessoas de bem e estão mais unidos que nunca, fora requião,osmar,paulo bernardo e tantos outros que se dizem do povo mas não deixam de olhar somente para os seus umbigos, tipo Paulo Rossi.

  3. heracleto
    sexta-feira, 20 de agosto de 2010 – 16:54 hs

    SERÁ QUE O ESTADO TEM CAPACIDADE FINANCEIRA PARA BANCAR O EMPRESTIMO E TEM DE PASSAR PELO SENADOR, CHEIRA DAMAGOGIA.

  4. sexta-feira, 20 de agosto de 2010 – 17:09 hs

    Quanto a investir R$100 milhões em Turismo só para Foz do Iguaçu,me desculpem ,posso não entender nada de turismo,mas, em meu entendimento, nesta área, Foz é auto suficiente,não tem a necessidade de tamanho investimento,são mais de um milhão de visitantes por ano,que cada turista deixe em Foz R$200,00 serão no total R$200 milhões ao ano no comércio local, com os impostos municipais ,vamos dizer que fiquem em Foz de R$ 50 a 60 milhões só com o turismo,fora IPTU,royalties de Itaipu,Parque Nacional do Iguaçu,Hotel das Cataratas,taxa de turismo cobrada pelos hotéis,e outros,portanto,muito dinheiro para um município que já tem diversas fontes de renda,realmente o que falta é uma boa administração que saiba o que fazer com este dinheiro.Me desculpe ,mas, é muita grana que poderá virar uma farra,e, quem acaba pagando o pato é os contribuintes,Foz se virou até hoje com o que tem de melhor,que é o turismo,agora elevar a grana para eles nesta área já é demais,esta grana seria muito bem vinda para salvar o nosso litoral,isto sim que é investir em turismo.
    Sr.Osmar,sua boa vontade “política” não resolveu até hoje,o Ministério do Turismo sempre investe em Foz,então esqueça é tiro no pé.

  5. joao do brejo
    sexta-feira, 20 de agosto de 2010 – 17:39 hs

    imagine bem., o lula pula do barco o pessuti,vai viajar,o requiao da ordens,a gleise sai fora ., dá até dó do osmar, no mato sem cachorro comfiar em quem. o BETO VAI GANHAR NO PRIMEIRO TURNO>

  6. Euclides
    sexta-feira, 20 de agosto de 2010 – 21:16 hs

    Como esse cara é chutador! Se gosta tanto do Paraná porque não investiu no Paraná e escondeu que tem fazenda no Tocantins!
    Sai fora barbado!

  7. Antonina Sobre-Viva
    sexta-feira, 20 de agosto de 2010 – 21:48 hs

    O Osmar não é nem um pouco modesto R$ 100 milhões é 20% do que o Ministerio do Turismo tem de orçamento para investir em todo o Brasil.
    Pra mim isso não passa de promessa eleitoreira!

  8. Jc
    sexta-feira, 20 de agosto de 2010 – 22:18 hs

    Ainda bem que o Paraná tem um eleitorado inteligente, mias escolarizados que estão apostando em ideias novas. O Osmar além de demagogo é incoerente.

  9. Jc
    sexta-feira, 20 de agosto de 2010 – 22:21 hs

    Ainda bem que o Paraná tem um eleitorado inteligente, mais escolarizados que estão apostando em ideias novas. O Osmar além de demagogo é incoerente.

  10. Pipoca
    sábado, 21 de agosto de 2010 – 0:26 hs

    Aqui em Foz do Iguaçu o Osmar ganha com larga vantagem em relação ao Beto Richa, até porque o Beto Richa e o seu Vice Flavio Arns são de Curitiba, fato que não poderia acontecer na campanha, dois Candidatos de Curitiba e por cima do mesmo partido não soma nada, não ganha força no Interior e não tem o que dizer a não ser a Capital Curitiba eu conheço e o interior eu pretendo conhecer não é andando na campanha que é conhecer o Interior, se falar que já conhece todo o interior é mentira ou falta de compreentimento com os Curitibanos, deixar a prefeitura para conhecer o interior é fatal, o Beto Richa tinha que ser Senador primeiro depois postular o Governo, ser referência a todos os Paranaenses no Congresso Nacional defendendo o Estado.

  11. CLAUDEMIR
    sábado, 21 de agosto de 2010 – 15:24 hs

    SÓ ACREDITO VENDO, ESTE DINHEIRO É IGUAL O DO PAC ATE AGORA SO PROPAGANDA, AQUI NO PARANA E NO RESTO DO PAIS VEJO O QUE ACONTECEU HOJE NO RIO DE JANEIRO OS BANDIDOS SE ESCONDENDO DENTRO DE HOTEL ESTE É O BRASIL DO LULA E DA DILMA.

  12. Vigilante do Portão
    domingo, 22 de agosto de 2010 – 9:45 hs

    Chego a ter PENA do Osmar.
    Deixou de ser um bem votado Senador e agora vê sua candidatura naufragar.
    Os novos aliados, Requião e o PT, vão abandonar o barco, assim que perceberem que o candidato não emplacou.
    A fracassada aliança, espantou tradicionais eleitores do Osmar.

    Juntar Ruralista com invasores de terra, bem, não foi uma boa idéia.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*