Polícia Civil do Paraná: 'Instituição passa por sucateamento assustador' | Fábio Campana

Polícia Civil do Paraná: ‘Instituição passa por sucateamento assustador’

Folha de Londrina/Luciano Augusto

”A Polícia Civil passa por um processo de sucateamento assustador,” analisa o sociólogo Pedro Vodé, coordenador do Centro de Estudos em Segurança Pública e Direitos Humanos da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ele comenta que a instituição se ressente de maior força política e que a comparação com a Polícia Militar a deixa ainda mais fragilizada.

Vodé observa que as polícias Militar e Civil, teoricamente forças complementares, passaram a atuar de forma competitiva, concorrente. ”Isso é um problema sério, porque esse tipo de organização em nível estadual abre espaço para a perda de recursos, para investimentos de forma dupla, para a perda de agilidade administrativa. Ou seja, tudo aquilo que uma moderna organização deveria ter”, pontua. Para ele, as duas forças deveriam ser reunidas em uma só, da mesma forma que acontece na esfera federal com a Polícia Federal.

A Polícia Civil do Paraná perdeu metade de seu efetivo em oito anos

Enquanto governo faz promessas, reforço dos aprovados no último concurso fica para 2011

Na última década, o efetivo da Polícia Civil do Paraná que era de quase sete mil policiais em 2003 foi sendo reduzido e atualmente soma menos que a metade. O resultado disso é que o policial de hoje se desdobra para registrar ocorrências, vigiar carceragens superlotadas, cumprir a burocracia interna e, quando sobra tempo, concluir investigações e representar contra suspeitos de crimes à Justiça. Quando consegue prestar um serviço de qualidade é mais pelo empenho individual do que por contar com uma estrutura que garanta a excelência no atendimento.

Este cenário em nada vai mudar até o final do ano porque os 500 novos policiais civis anunciados pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) só assumirão em 2011. Ao contrário do que o Governo tem dado a entender desde junho, as nomeações aconteceram apenas ontem. Os nomeados (381 investigadores, 90 escrivães e 29 papiloscopistas) iniciam o curso na Escola da Polícia Civil em outubro e só começam a trabalhar a partir de fevereiro, após conclusão do curso de formação de mais de quatro meses.

Segundo a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), a drástica redução do efetivo aconteceu na última década. Há sete anos, a Polícia Civil no Paraná tinha um efetivo de 6.704 servidores para uma população de 8.413.593 milhões (1 policial para cada 1.255 mil pessoas). Hoje, a população estimada é de 10,6 milhões para um total de pouco mais de 3,2 mil policiais civis, conforme os sindicatos (1 policial para quase 3,4 mil pessoas). O efetivo de delegados segue mesma tendência: de 357 em 2006 para os atuais 313, conforme citou o secretário estadual de Segurança Pública, coronel Aramis Linhares Serpa, há algumas semanas. Lembrando que o Paraná tem 399 municípios.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Londrina e região (Sindipol), Ademilson Alves Batista, diz que o serviço prestado pela instituição reflete tal situação. ‘‘Na última década perdemos em quantidade de efetivo, os salários baixaram, não há regra definida para aposentadoria e falta aperfeiçoamento principalmente no interior. Tudo isso gera descontentamento e reflete na qualidade do trabalho,’’ diz.

O presidente do Sindicato das Classes de Policiais Civis do Paraná (Sinclapol), André Luiz Gutierrez, reforça que o quadro beira o impraticável. ‘‘Foram feitos concursos e foram contratados policiais nos últimos anos, mas foi o suficiente só para suprir os que haviam saído. Hoje, não chega a 180 o total de municípios com policiais civis’’, denuncia Gutierrez, que fala em nome de dois mil filiados. Ele lembra que a Lei Complementar 96 definiu em 2002 que o efetivo da Polícia Civil paranaense deveria contar com, no mínimo, 6.245 policiais. ‘‘Falta gestão à Polícia Civil. Quem a gere, e geriu nestes anos, não tem visão administrativa. Em consequência, ficamos, de certa forma, abandonados’’, compara o sindicalista.

Os dois representantes concordam que o Estado deveria agilizar a contratação de mais policiais civis, chamando todos os candidatos que atingiram a nota mínima no último concurso. Eles também reiteram que é urgente a aprovação do plano de cargos e salários da Polícia Civil. A medida, dizem, é necessária para definir regras salariais, promoções e aposentadorias.

Procurada, a assessoria da Sesp informou apenas que não há previsão de novos concursos até o final do ano porque o último (concluído no primeiro semestre) é válido por dois anos, prorrogável por mais um.

Ele diz ainda que, na comparação, a Polícia Militar parece ter muito mais força política do que a Civil. De outra forma, a disciplina militar facilita o controle da tropa, o que possibilita um maior controle do servidor militar em relação ao civil. ”É uma forma de exploração dos governos dessa condição do militar, que é muito mais passível de ser submetido como trabalhador do que o civil. O efeito que isso produz é que, na ponta, a política se torna mais militarizada e atua com mais violência. É um processo que quer enfraquecer a Polícia Civil.” Apesar disso, o professor valoriza que a Polícia Civil do Paraná tem méritos, por exemplo quando se avalia o trabalho do Grupo Tigre, que atua nos casos de sequestro.

O coordenador afirma que as perspectivas futuras, no entanto, são pouco animadoras. Segundo ele, os principais candidatos ao Governo do Estado repetem o que já existe sem promover mudanças estruturais. (L.A.)


37 comentários

  1. CAIÇARA
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 10:50 hs

    Nota 10 para a montagem!
    Pena que a foto irá desiludir muitas “crianças” que ao invés de imaginar Batman e Robin como heróis, vão tê-los como bandidos…

  2. analista
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 10:58 hs

    violência nao tem nada a ver com a condicao de militar. O que é fato que a PM é bem mais disciplinada. Todas as grandes polícias do mundo tem hierarquia e disciplina, por que só no Brasil tem que ser esculhambadas?

  3. antonio francisco da silva
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 11:05 hs

    pelo menos requião fe uma boa coisa para os policiais civis, ativa,aposentados e pensionistas,deu um salario digno.

  4. fred
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 11:18 hs

    bom, na época dos tucanos os delegados tinham que fazer vaquinha com os comerciantes pra colocar combustível nas viaturas, não acredito que vá mudar muita coisa daqui pra frente…

  5. ronaldo
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 11:37 hs

    Perguntar não ofende, alguem com o mínimo de proteína na cabeça esperava uma Polícia Civil a nível de Países de primeiro Mundo comandada por essa duas gracinhas??

  6. Duval Simões Araújo-Londrina
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 11:37 hs

    Campana de cada 4 municípios do Paraná, quase 3 não tem delegado. É um absurdo. No atual governo até o combustível e a manutenção das viaturas da polícia tem que ser paga pelas prefeituras e pela população. No Paraná não existe segurança.
    E essa gente ainda quer ficar governado o paraná através do fraco e traíra Osmar Dias. Pode?

  7. Chico russo
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 11:38 hs

    A Folha de Londrina, do Zé Eduardo Vieira, tucano roxo, desandou a criticar a atual governo, e apoiar o Betinho Lerner…porque?…porque $erá?

  8. Jacarezinho
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 11:48 hs

    Santa Isabel do Ivai tem dois, às vezes três abnegados policiais para atender uma população de dez mil habitante. É sede de Comarca. Tranquila, é verdade. Mas o tráfico de drogas é assustador e precisa ser combatido com mais rigor, o que não se permite com o diminuto contingente.

  9. Juka
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 11:49 hs

    Triste realidade…

  10. Zangado
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 11:52 hs

    O que poderiam esperar do Rei “Aprés moi le Dèluge” Quião ?
    A grande questão, no entanto, é: porque não responsabilizam exemplarmante esse demagogo pelos prejuízos caudados à administração pública estadual e à sociedade com suas renitências, bobices e desmandos ?

    Respondo: de um lado, o compadrio estabelecido entre os poderes públicos e as ditas autoridades de controle público estaduais até hoje o protegem, até porque se protegem a si próprios, escandalosamente; de outro lado, a sociedade tomada pela anomia geral não reage a este quadro, submete-se mansamente ao pagamento de todos os micos, patos e prejuízos.
    Hoje mesmo a Gazata do Povo traz reportagem com Gilson Dipp, do Conselho Nacional de Justiça, atestando que o nosso Tribunal de Justiça é um piores do país; o escândalo dos Diários Secretos colocaram nossa Assembléia entre os antros mais vezaminosos da corrupção e a sua Mesa Diretora ainda está aí dando as cartas; e temos o imenso rol de denúncias públicas sobre a gestão diluviana do Rei Quião nunca apuradas, nem sequer a das tv laranjas e seus indefectíveis pen-drives … E ele ponteia a eleição para uma cadeira no Senado …

    Podemos esperar o que disso tudo senão estarmos sendo arrastados pelo dilúvio da incompetência, do desmando e improbidade públicas … Aqui, este Paranazão, é o paraíso dos gestores e dos mandatários públicos irresponsáveis e irresposabilizados e também de uma sociedade que perdeu todas as suas propriedades organolépticas, é incolor, insossa, inodora e insípida …

  11. jorge salazar
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 11:59 hs

    A policia civil do Paraná ainda existe? Prq de tão ruim é quase impossível vc ter notícia de algum policial. Particularmente eu achei que só existia a PM no Paraná. Os bandidos agradecem ao Governo!

  12. FISCAL DE REALEZA
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 12:36 hs

    SERA QUE ESTA QUASE IGUAL NOS TINHAMOS O LERNER QUE O ARMAMENTO NEM DETONAVA AS VIATURAS ERAM ALUGADAS
    NO INTERIOR SO RODAVAM SE OS EMPRESARIOS DAVAM COMBUSTIVEL
    COLETES ERAM PARA DIVIDIR NEM QUE TIVESSEM SUADOS SUJO TERTIAM QUE USAR POIS NÂO TINHAM OUTRO
    E ESSES CAMARADAS NÂO DIGAM QUE É MENTIRA PORQUE EU VIVI ESSE MOMENTO RUIM DE SEGURANÇA PUBLICA
    COM O GOVERNO LERNER
    NOSSO SALARIO ERA DE FOME SE COMPRAVA COMIDA NÂO TINHA DINHEIRO PARA COMPRAR UM CALSADINHO PARA NOSSOS FILHOS IREM PARA A ESCOLA

    É FABIO ERA VIDA DURA

    QUASE IGUAL A GUARDA MINICIPAL QUE O BETO DEIXOU EM GREVE QUANDO SE AFASTOU PARA SER CANDIDATO A GOVERNADOR NEM VOU FALAR MAIS
    FABIO ESSA É A VERDADE
    HOJE ESTAMOS APOSENTADOS MAS NOSSO SALARIO AINDA ESTA RUIM MAS MELHOROU MUITO

  13. eleitor atento
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 12:39 hs

    Uma correção: o nome do sociólogo e do professor da UFPR é PEDRO BODÊ.

  14. quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 13:05 hs

    UMA VERGONHA!!!! resume assim, hj a Polícia Civil lementavelmente primeiro sai da sua funçao constitucional de Polícia Judiciaria investigativa e doa maior parte de seus servidores a cuidar e zelar pela segurança, proteçao, e guarda de presos condenados e provisórios que se amontoam dentro de delegacias, ja começa ai a falta de estrutura do estado, depois a Polícia que tem o dever de investigar nao tem estrutura e organizaçao e nem metas a cumprir, ou seja a maioria nao tem uma preparaçao ideal e nem condiçoes de materiais para conduzir uma investigaçao.. a PC está sucateada.. LAMENTÁVEL.. caso for dar sequencia nas minhas consideraçoes, muitas e muitas linhas seriam acrescentadas.. espero que o futuro Governador BETO RICHA, nao abandone a nossa centenária instituições.

  15. Iran1951
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 13:25 hs

    Mas o Requejão diz que o melhor secretário de segurança do Brasil é o Delazarento !!!!!!
    O que esperar de quem leva droga para o irmão dentro da prisão?

  16. O Povo do Paraná
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 13:40 hs

    Requião quebrou quase tudo no estado, na área de Segurança Pública então nem se fale, ele e o incompetente Delazari instauraram o caos em matéria de violência!
    Vamos de Beto Richa ao governo do estado, para reverter essa situação triste que encontra-se o nosso Paraná.

  17. Edu
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 15:05 hs

    vc tá maluco……Beto Lerner Richa pra governador.
    esse playboy não sabe administrar nem a guarda municipal.

  18. Policial
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 15:25 hs

    Essa é a politica de insegurança adotada pelo atuais Governantes, eles acreditam que combater a criminalidade é aumentar o policiamento ostensivo, por isso que aos longos dos oito anos, o Governo Estadual acabou com a PC e só investiu na PM. Resultado da falta de conhecimento técnico da área, aumento astrônomico da criminalidade no Paraná. Nos ultimos 10 anos, foram criados em relação a Segurança Pública, Força Alfa ” com viaturas que custam mais de R$ 80.000.00 cada”, Força Samurai ” que nem vou comentar, porque é uma piada de mal gosto”, Agora estão criando Batalhão de Fronteira, graças a deus apesar de não ser simpatizante ao ilustríssimo Presidente Lula, teve um lapso de pesamento que se aproveite. O Exercito, com a Justiça Militar de verdade, com Ministério Publico Militar de Carreira, Juiz Militares de Carreira tem sim competência e aprovação da população em realizar o serviço que a PM não sabe fazer, por esta totalmente corrompida e inoperante, podem botar 40 mil policiais militares no Paraná, que o Problema continuará o mesmo. Agora se o objetivo da Politica de Segurança é pegar ladrão pé de chinelo e de galinha, vamos aumentar sim o numero de PMs.
    Agora se o objetivo é apurar fatos, produzir provas, identificar e levar ao conhecimento da Justiça a pratica de crimes, cometidos por quadrilhas, crime organizado, trafico de drogas, roubo de cargas, quadrilhas especializadas e furtos roubos e receptação de veiculos. Temos que justamente investir na Policia Judiciária, valorizando o policial, para evitar que a corrupção o envolva, dá estruturas fisicas e tecnológicas para o desenvolvimento das investigações.
    Sabe qual é a diferença entre a PM e a PC, na PM 80% dos policiais realizam o patrulhamento ostensivo, com turnos de 12 horas por 48, acabou o turno do policial ele vai para casa e dane se o mundo, os outros 10% estão em serviços burocraticos e sobram 10% os quais estão em desvio de função lotados nos GAECOS e na P2 e Força Samurai.
    Ja na PC 30% dos investigadores são plantonista 24 horas por 72 horas, mesmo saindo do Plantão constantemente ultrapassam as escalas, e são chamados para da apoio. 20 % estão em serviços burocráticos, 20 % em desvio de função como carcereiros, e os outros 30% estão espalhado no Parana para justamente realizar aquela função descrita acima de “produzir provas, identificar e levar ao conhecimento da Justiça a pratica de crimes, cometidos por quadrilhas, crime organizado, trafico de drogas, roubo de cargas, quadrilhas especializadas e furtos roubos e receptação de veículos, homicídios, grupos de exterminios”
    Agora basta escolher, querem prender ladrão de galinha pé de chinelo, viciado, e viver com uma pseudo segurança ou investir realmente em uma Polícia que sua função primordial e lutar contra a impunidade.

  19. Renato
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 15:26 hs

    Conheço esse “mestre”, ela sempre odiou as policias e se tornou um fantico defensor dos direitos humanos principalmente de bandido.
    ´É um mala sem alça

  20. Nobre Cristão
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 15:57 hs

    Para completar, a Polícia Civil ainda mantém confronto constante com Ministério Público que deseja usurpar-lhe as funções de polícia judiciária e de apuração das infrações penas. A Polícia Militar é a maior aliada dos Promotores nesta empreitada. Fazem de tudo para desgastar a imagem da Polícia Civil. Neste exato momento os candidatos a Governador do Estado estão rodeados de PMS já lhes fazendo a cabeça contra a Polícia Civil. A Polícia Civil não tem pessoal para nem para realizar seu trabalho, que dirá bajular Governador. O Governador assume e o Chefe da Casa Militar, Coronel PM, imediatamente, inicia a fofoca contra a Polícia Civil. E, depois, o povo não sabe porque não tem segurança.

  21. Pedro Malazartes
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 16:38 hs

    Lembrando ainda que o ex acumulou a Sesp pelo menos por seis meses.

  22. LEONARDO
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 16:51 hs

    A POLICIA CIVIL DEVERIA SER EXTINTA…COLOCAR CIVIL SEM N ENHUM PREPARO,PARA DEPOIS FICAR SO RECLAMANDO DO SALARIO….TRABALHAR QUE E B OM NECA.

  23. JR
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 17:47 hs

    Não se esqueçam que o Beto fez com a guarda municipal de Curitiba. tiveram que fazer muita greve para conseguir um misero aumento.
    Isto pode se repetir com o Estado ai a Segurança pública vai para o brejo.

  24. Nobre Cristão
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 17:52 hs

    Pois é, meu caro PM Leonardo, mas, quem vai ser extinta é a PM por excesso de corrupção somada ao excesso de mortes contra os cidadãos inocentes, principalmente, aqueles que por estarem sem habilitação para dirigir, ousam desafiar a “otoridade” do PM na blitz de trânsito e levam um tiro pelas costas.

  25. Prof. Luiz Gonzaga
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 18:28 hs

    Infelizmente o requião detonou com a segurança ao nomear aquele secretário Mauricinho e também não contartou efetivo de PM suficiente , sem dizer que há uma defasagem no quadro de agentes penitenciários de mais de 60% em relação ao efetivi inicial. Portanto desta Vez Requião pisou na Bola e traiu o Pessuti que vem resolvendo pouco a pouco estes problemas.

  26. Maria Aparecida Santos
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 19:23 hs

    Sou mãe de Francisco dos Santos Neto, de 22 anos morto com um tiro na cabeça numa tentativa de assalto a 5 meses no bairro do Agua Verde em Curitiba. Até hoje nada foi feito para descobrir quem matou meu filho , apesar das imagens da moto que o perseguia que quase mostra o assaltante dando o tiro. Mas a Secretaria de Seguarança pública na época comandada por essas duas ‘figuras” esta totalmente sucateada para qualquer tipo de trabalho investigativo. O Requião sabe muito bem quem eu sou , e aproveito para mandar-lhe uma mensagem para ele, que enquanto não acharem quem matou meu filho ele é o único responsável por isso! Pois o índice que o Paraná alcançou em homícidios no Brasil se deve único e exclusivamente a Ele.
    Falo em nome também de mães que perdem seus filhos para o crime, porque ninguem tem filho pra ser bandido , essas mães tambem sofrem, nenhuma mãe merece ver seu filho morto num caixão na flor da idade.
    Meu filho não fumava, não bebia, era Publicitário, tinha aberto uma empresa com dois amigos. Mas isso era a obrigação dele ter uma vida certa , só gostava de sair a noite para estar com os amigos, mas quem tinha que lhe dar segurança para ele voltar para casa em segurança acabou com sua vida de 22 anos e agora acabo de ver que dispara na pesquisa para Senado.Fez muitas coisas boas, talvez mas para mim acabou com a vida da minha família!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  27. antonio carlos
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 22:35 hs

    Ontem era a foto do governador com as orelhas do Mickey, agora esta, só pode ser brinadeira. Mas o nome da dupla é outro, o Nada e o Coisa Nenhuma, porque que somarmos os dois não dá um. Um acreditava que era Deus. E o outro que no Paraná não havia bandidos. Pelo amor de Deus Campana, odeio levar sustos. E tenho verdadeiro horror de freak show. Tenha dó. ACarlos

  28. Anjo do bem
    sexta-feira, 27 de agosto de 2010 – 0:24 hs

    É uma das grandes obras de Requião e seu “Reizinho! o total sucateamento da polícia civil do parana. Hoje a policia civil, vive apenas da colaboração de estagiários de direito que exercem funções de escrivaes “adhoc” Para eles, Batman e Robin, aniquilar o poder dos policiais civis era uma questão de honra, conseguiram. hoje a poícia civil está falida, graças a oito anos de total incompetencia dos dois.

  29. joao
    sexta-feira, 27 de agosto de 2010 – 2:58 hs

    Não caiam nessa besteira de PM x PC. É exatamente esse tipo de disputa que a bandidagem quer. Polícia contra polícia. Ninguém se entende e não há um trabalho integrado e baseado em inteligência. Cada um tem a sua função e todos são necessários.
    Quanto aos nossos governadores e secretários:
    O Menino Maluquinho foi muito, mas muito ruim mesmo. Só se manteve no cargo porque o papai dele bancava. O Serpa já fez mais pela segurança pública nesse pouco tempo que o MM em todos esses anos.
    O Requião foi muito ruim, mas nem se compara com o Lerner. No tempo do Lerner as coisas eram muito piores. Os salários eram menores ainda e a falta de recursos raiava o absurdo.
    E o futuro não é alentador para a segurança pública paranaense. O Osmar é fraco, carrega a corja do Rei com ele e mais uma parte da corja do Lerner. O Beto tem o resto da corja do Lerner e a situação da guarda municipal mostra bem qual é a política de segurança pública que ele vai aplicar: arrocho salarial e poucos recursos.

  30. FISCAL DE REALEZA
    sexta-feira, 27 de agosto de 2010 – 8:44 hs

    LEONARDO

    VOCE É UM TREMENDO DE UM BOBALHÂO
    ACHO ATÉ QUE VOCE FAIS ESSA CAMPANHA PARA
    ESTINGUIR A POLICIA CIVIL
    PARA TER O TRAJETO LIVRE PARA TRAFICAR DROGAS E COMETER CRIMES IDIONDOS
    POIS AI NÂO EXISTEM INVESTIGAÇÂO CONTRA VAGABONDOS COMO VOCE

    CALA BOCA LEONARDO

  31. Ricardo
    sexta-feira, 27 de agosto de 2010 – 9:17 hs

    Cada comentário que até parece que são especialistas em segurança.
    O tal do policial é o sabe tudo que mesmo que aumente o policiamento não vai adiantar nada, só que no nobre policial (sic) esquece que a PM não é só policiamento ostensivo ( é trânsito, bombeiro, batalhão de guarda, ambiental, rodoviária etc..)
    e se existe esses grupos que vc fala na PM é pq a PC digo denarc não prende ninguem e o mais engraçado é que falam que é especializada.
    E o tal nobre cristão fala que quem tem que ser extinta é a PM por corrupção, nos últimos meses foram os PMS que foram presos por corrupção né. Isso não é só na PM ou na PC em qualquer lugar existe corrupção.

  32. LEONARDO
    sábado, 28 de agosto de 2010 – 14:14 hs

    SO PARA LEMBRAR…..2000… A… C PI INSTALADA AQUI NO PARANA…ALGUEM AI DE CIMA LEMBRA…..NAO PRECISO FALAR MAIS NADA……OPINIAO CADA UM TEM A SUA E MERECE RESPEITO…..ADMIRO A PM ,MAS NAO SOU MILITAR…..E NAO SOU BOBALHAO….A CORRUPCAO ESTA PRESENTE EM QUALQUER LUGAR…..

  33. caca
    sábado, 28 de agosto de 2010 – 18:01 hs

    Realmente..no ano 2002 foi instalado aqui no parana a C.P.I. do narcotrafico …o parana foi destaque pelo envolvimento de policiais e delegados civis.

  34. caca
    segunda-feira, 6 de setembro de 2010 – 21:39 hs

    alguem sabe me dizer onde anda o Bisteca.

  35. Tiago Fischer Duarte
    segunda-feira, 13 de setembro de 2010 – 23:53 hs

    O descaso é grave, temos 2 mil aprovados no último concurso e somente 500 foram convocados até agora. Falta vontade política, pq esse concurso no fim das contas ainda não supre a carência de efetivo, informações dão conta que tem mil policiais civis se aposentando até fim do ano que vem.
    Pessoal vamos cobrar dos nossos governantes a reestruturação da nossa polícia investigativa.
    Sem o trabalho investigativo e científico da polícia, não tem coleta de provas, e consequentemente não temos condenação dos bandidos, será que a sensação de impunidade gera violência?!?!

  36. CLOVIS PENA -
    terça-feira, 14 de setembro de 2010 – 7:36 hs

    A esperança do povo é o próximo governo.
    Mas de nada vai adiantar promessa de campanha com belas propostas, se não houver orçamento.
    Tenho dito que está nas mãos de Pessuti, se não a solução mas a possibilidade de abreviar o impasse da falta de estrutura e dos salários dos policiais. Pode implantar o que está determinado na tal PEC, que reduz a distância salarial entre poucos dos maiores cargos e o contingente operativo da civil, por exemplo.

  37. CLOVIS PENA - E a tal PEC 64 ?
    terça-feira, 14 de setembro de 2010 – 7:39 hs

    Como está a tal PEC ? Em fogo lento na assembléia, me parece.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*