Oposição quer saber dos móveis que sumiram do escritório de Brasília | Fábio Campana

Oposição quer saber dos móveis que sumiram do escritório de Brasília

Os deputados da Oposição querem saber que fim levaram os móveis e equipamentos que estavam no escritório de Representação do Paraná em Brasília antes da reforma promovida pelo ex-secretário especial Eduardo Requião, irmão do ex-governado Roberto Requião.

Os parlamentares estranharam as justificativas do ex-secretário, que levou embora todo o mobiliário quando deixou o cargo, alegando tratar-se de doações. Quanto aos equipamentos, Eduardo Requião informou que foram cedidos em comodato pela produtora pertencente à mulher dele.

Para obter esclarecimentos sobre os móveis adquiridos por Requião assim que assumiu o comando do escritório e também para saber o que foi feito do mobiliário utilizado pelos secretários que o antecederam, a bancada da Oposição vai apresentar um pedido de informações na sessão plenária do próximo dia 16.

De acordo com o vice-líder da bancada, deputado Douglas Fabrício (PPS), o sumiço dos móveis está mal explicado. “É tudo muito estranho. Se já existia um escritório montado, não dá para entender a necessidade de equipá-lo todo novamente com gasto exorbitante de mais de R$ 600 mil e depois carregar os móveis embora”, disse.

O deputado Valdir Rossoni (PSDB) foi mais além, sugeriu que se peça um inventário de tudo que existia no escritório com as respectivas notas fiscais. “O escritório do Governo do Paraná em Brasília ficou depenado porque o irmão do ex-governador se intitulou o dono desses móveis que deveriam estar no patrimônio do governo. Já pensou se a moda pega e todo secretário resolver limpar o gabinete quando deixar o cargo?”, questionou.


26 comentários

  1. quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 17:56 hs

    Se quiserem saber onde foram parar os armarios posso dar uma dica

  2. fichalimpa
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 17:57 hs

    Nem cadeira velha eles deixaram….kkkkkk……

  3. Lelo
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 18:12 hs

    E eu quero saber onde está a dinheirana que os Deputados roubaram do povo!!! Acho que esses pilantras deveriam primeiro olhar para seus próprios rabos…Não tem moral para cobrar nada de ninguém…

  4. PAULO
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 18:27 hs

    MAIS DÓLARES NAS GAVETAS?????????

  5. anonimo
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 18:44 hs

    é só saber quem compra moveis usados,se por acaso nao comprou

  6. Austragésilo Penaforte
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 18:48 hs

    Lamentável, não? E estes se dizem representantes do povo paranaense. Que falta fazem homens públicos da estirpe de Ney Braga, Jayme Canet, Wilson Moreira, entre outros que deixaram saudades.
    Os políticos de hoje gostam mesmo é de misturar o público com o privado e chamar de seu. Na cara dura.
    O povo precisa repensar o seu voto nas eleições de outubro próximo.

  7. FILET MIGNON
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 19:00 hs

    Elemetar meu caro Watson…
    Estavam faltando gavetas nos guarda-roupas para guardar dólares… O arresto do mobiliário do Escritorio de Brasília, veio reforçar a LOGISTICA DE ARMAZENAMENTO, sem dúvida, o METRALHA II aprendeu muito bem sobre armazenamento quando Superintendente do Porto em Paranaguá….
    KKKKKKKKK

  8. FILET MIGNON
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 19:02 hs

    Em tempo…
    Caro cumpanhero LELO…
    Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!
    Entendeu LELO?

  9. ronaldo
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 19:02 hs

    O Povo do Paraná tambem quer saber !!!!!!!

  10. CLOVIS PENA --
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 19:07 hs

    Basta um pouco de memória para lembrar de casos de desaparecimento de bens públicos em final de governo de passado não muito distante.
    Deu em nada.

  11. Teo
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 19:10 hs

    ESSA FAMILIA REQUIÃO ENVERGONHA O PARANA INTEIRO!
    FORA REQUIÃO E SEUS NEPOTES!

  12. KKKK
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 19:19 hs

    TÃO NO APÊ DO BOB EM PARIS…

  13. Linco
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 20:09 hs

    Essa familia Requião faz deixar o governo Lerner um Mosteiro de Freiras Enclausuradas!

  14. Tchê
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 20:11 hs

    Mais DENUNCIAS com a Familia Requião , mas são uns tralhas ….

  15. Hanibal
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 20:28 hs

    Doações??

    Então se foram doações para pessoa física, não deveriam estar declaradas na Receita Federal, tanto na declaração do doador quanto na do beneficiado.

    Se foram doações ou comodato para o estado do PR não deveriam estar documentadas e registradas na contabilidade pública.

    Ademais, serviu pra que o tal escritório e a (certamente milionária) correspondente despesa que onerou o bolso do contribuinte?

  16. paranaense
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 20:32 hs

    SERA QUE CABEM OS MOVEIS DENTRO DO ARMARIO COM FUNDO FALSO.
    O HOMEM É MAGICO, FAZ O SALARIO DELE CRESCER.
    COM O SALARIO DE SUPERINTENDENTE ELE COMPROU IMOVEIS NO VALOR ACIMA DE R$. 600.000,00, COMPROU IMOVEIS NO RIO DE JANEIRO ETC ETC ETC.. SE ELE FICA MAIS OITO ANOS,ELE SERA O HOMEM MAIS RICO AQUI DE PARANAGUÁ.
    EU NÃO ACREDITO MAIS NA JUSTIÇA DA TERRA , SO ACREDITO NA JUSTIÇA DE DEUS. TENHO CERTEZA QUE ELE VAI PAGAR MUITO O QUER ELE FEZ PARA OS PORTUÁRIO.
    E O VAGABUNDO AINDA FALAVA QUE OS PORTUÁRIOS QUE ROUBAVAM, SE EU SOUBESSE QUE ROUBASSE NÃO DAVA CADEIRA, TAMBEM IA ROUBAR JUNTO COM O NANA METRALHADORA.
    A FAMILIA REQUIÃO É MAIS FAMOSA NO MUNDO DOS CRIMES.

  17. CAMPOS GERAIS
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 20:33 hs

    PERGUNTAR NÃO OFENDE…..E OS CAVALOS DA GRANJA CANGUIRI, ONDE FORAM PARAR TAMBÉM ?
    AFINAL, SE ERAM PROPRIEDADE PARTICULAR DO ROBERTO, NÃO PODERIAM ESTAR NA GRANJA DO GOVERNO, COM ALTOS GASTOS PARA A MANUTENÇÃO…AGORA, SE ERAM DO GOVERNO, NÃO PODERIAM TER SIDO LEVADOS PELO ROBERTO….DE QUALQUER SORTE, HA COISA ERRADA AÍ QUE MERECE UMA BOA OLHADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO….SURRUPIAR OS SEMOVENTES PÚBLICOS É PECULATO….

  18. Ricardo
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 21:03 hs

    Se Eduardo conseguiu esconder a soja de um silo inteiro, alguns móveis de escritório é fichinha.rsss

  19. Tuku Nare
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 21:59 hs

    O 1000TAO, CONTOU PRA TODO MUNDO NO BOTECO DO VIA-JAN-DAO…….
    que ele sabe onde foram parar os moveis, mais nota nem ai com essa piazada….
    da Alp, QUE TAMBEM NAO SABE FALAR ONDE FOI PARA O DINHEIRO…….e
    ficam de frutrica com o irmao do Reyquiao.

  20. Anônimo
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 23:00 hs

    Pergunte para os diretores da Sanepar, Copel, APPA e demais financiadores do Escritório de Representação… Na verdade, deveriam chamar a polícia para perguntar para o próprio Eduardo Requião onde foram parar os móveis, solicitar mais informções…
    Paisinho de merda, bando de hipócritas: ladrão de galinha vai apodrecer na cadeia enquanto um bando de pseudo moralistas desprovidos de ética fazem o que querem sem se importar com o fato de poderem ser punidos…

  21. O caçador de corupto
    quinta-feira, 12 de agosto de 2010 – 7:31 hs

    É isso ai! os moveis é patrimônio público foram doados para o Estado, se alguèm levou para casa, terá que devolver e/ou resarcir, além disso tem que ser processado pelo Ministério Público!
    Temos que moralizar, pois estão achando que o estado é a casa da sogra!

  22. Fora Pessutti!
    quinta-feira, 12 de agosto de 2010 – 8:53 hs

    Outra perguntinha que não quer calar: onde foram parar os adesivos que identificavam os carros do Estado e que foram retirados dos mesmos pelo assessor que ficou chefiando o escritório depois da saída do Eduardo? Sim, os carros do estado estão sem identificação…Será que é porque são usados para fins particulares? Com a gasolina paga pelo estado?

  23. aposentado
    quinta-feira, 12 de agosto de 2010 – 10:29 hs

    Lelo vc.tem razão agora ladrão quer explicação de ladrão, seria para troca de experiências.”Se gritar pega ladrão não fica um meu irmão”, como diz a música.
    Não reeleja ninguém , assim até os novos aprenderem o caminho, da roubalheira, já é tempo de nova eleição e trocamos todos de novo.
    Estamo vigilantes.Se cuidem tigrada.

  24. aposentado
    quinta-feira, 12 de agosto de 2010 – 10:33 hs

    Fabio que tal vc. fazer uma enquete, nós internautas deveríamos apostar onde serão encontrados os próximos dolares(roubados).
    Já apareceram em cuecas , meias, armários, paraisos fiscais etc.
    Façam suas apostas senhores.

  25. INVESTIGADOR
    quinta-feira, 12 de agosto de 2010 – 13:49 hs

    Uma avaliação do valor real dos imoveis que a domestica devolveu ao irmão do governador, depois de ter sido “devidamente convencida” por meios não muito ortodoxos, assinando declaração de compromisso para devolução, pode demonstrar que jamais ela conseguiria comprar tudo aquilo com apenas os 180 mil dolares declarados.

    Sem contar os veiculos comprados e estravagancias do tipo pagar cirugias plásticas para algumas amigas, brindar com presentes de TVs e celulares a um montão de gente, o valor pode revelar que o rombo no armário foi muito maior.

    Quem souber do valor de mercado dos tais imóveis, que se manifeste. Não há segredo e o processo é publico. É hora de fazermos a limpeza geral, mas começar pelo fundo falso do armário já é uma grande sacada.

  26. Charles M Tayllerand
    quinta-feira, 12 de agosto de 2010 – 16:57 hs

    Será que os 100 milhões que evaporaram da Assembléia legislativa estão escondidos nesses móveis velhos?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*