Nos 35 anos da Aerp, Beto defende diálogo e transparência com a imprensa | Fábio Campana

Nos 35 anos da Aerp, Beto defende diálogo e transparência com a imprensa

O candidato da Coligação Novo Paraná ao Governo do Estado, Beto Richa,
afirmou para proprietários de rádios do Paraná, na segunda-feira (2), que seu governo terá um diálogo aberto e transparente com os meios de
comunicação, com respeito, sem grosserias e truculências. “Os paranaenses não querem controle da imprensa. Defendo um governo transparente, que dê o espaço crítico aos jornalistas. No meu governo, haverá o diálogo aberto, franco e sincero”, afirmou Richa, durante as comemorações de 35 anos da
Associação de Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp).

O presidente da Associação Brasileira de Emissores de Rádio e Televisão
(Abert), Daniel Pimentel Slaviero, acrescentou que é preciso evitar qualquer controle da imprensa. “As ideias de alguns partidos que defendem o controle da mídia, por interesses ideológicos e partidários, devem ser
rejeitadas por todos os brasileiros. A sociedade quer governantes modernos, como Beto Richa, que aceitem críticas”, disse Slaviero.
Em seu discurso, Richa afirmou que as pessoas estão cansadas de gestões administradas com “truculência e falta de diálogo”. Para o presidente da Aerp, Cezar Telles, o setor quer que o próximo governante do Paraná tenha
um diálogo direto com a sociedade. “O futuro governador tem que ouvir e conversar com todos os paranaenses e as rádios podem ajudar neste processo”, disse Telles.


2 comentários

  1. Pina
    terça-feira, 3 de agosto de 2010 – 16:53 hs

    O DIREITO DE OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SEREM PARCIAL.(Gazeta do Povo e Grupo RPC)
    Embora politicamente ela nem saiba fazer isso. Ser parcial ou imparcial dada a sua incapacidade de ser analista política ou de contratar analistas políticos. Ao criticar a passeata de lançamento de campanha do Serra em Curitiba foi de uma infelicidade a toda prova. Suas análises chegaram bem perto do que poderia fazer o Doático, e não foi pior porque ninguém supera o áulico do Requião. Mas a Gazeta tem uma responsabilidade social a cumprir e um nome a zelar, mesmo que as verbas federais possam abalar a sua credibilidade. Realmente esse tipo de imprensa faz lembrar a existente em todo o Norte/Nordeste. Beto Richa demonstra seu equilíbrio e lucidez, diferente de Requião e Osmar que já deram provas de destemperos!

  2. Duval Simões Araújo-Londrina
    quarta-feira, 4 de agosto de 2010 – 9:58 hs

    Falando nisso, o Eduardo Pimentel deverá abocanhar uma cadeira na assembléia. Representa a juventude e renovação, que o Paraná tanto quer e ao mesmo tempo tem a bagagem da experiência de seu avô ex-governador Paulo Puimentel. Deve ser dois mais votados em Curitiba e metropolitana.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*