No JN, Marina nega ter sido conivente com mensalão | Fábio Campana

No JN, Marina nega
ter sido conivente
com mensalão

Do José Roberto de Toledo

Marina Silva (PV) deixou o bom comportamento de lado, driblou as interrupções dos entrevistadores e acabou falando mais do que Dilma Rousseff (PT) no Jornal Nacional. A senadora falou durante 9 minutos e 14 segundos, cerca de 30 segundos a mais do que a petista na entrevista da véspera.

Em parte, isso se deveu à atitude da candidata. Ela foi interrompida pelo menos nove vezes pelos entrevistadores, William Bonner e Fátima Bernardes. Mas sempre que isso ocorreu ela não parou de falar, assegurando intervenções mais longas e conseguindo completar seu raciocínio.

Na única vez que levou a interrupção até o fim, Bonner acabou dizendo que “devolveria” 30 segundos à candidata, que aproveitou a oportunidade. Essa nova atitude de Marina, mais incisiva do que no debate da Band, lhe rendeu mais tempo e lhe permitiu concatenar melhor as ideias. Ela conseguiu, por exemplo, conectar o problema ambiental a temas de interesse popular, como educação e saúde.

A principal falha da senadora foi demorar muito tempo para perceber que deveria olhar para a câmera, ou seja, para o telespectador, em vez de olhar para os entrevistadores. Ela só passou a se dirigir diretamente ao público a partir de quase nove minutos de entrevista. Até então, o que se via era o perfil de Marina, sempre que ela respondia uma pergunta.

José Serra (PSDB) deu sorte no sorteio. Por ser o último a ser entrevistado, poderá tentar evitar todos os erros que suas rivais cometeram, como não olhar para o público. Mais do que isso, o tucano sabe que compensa mais não se deixar interromper. E, se for interrompido, pode usar o precedente da entrevista de Marina e reivindicar 30 segundos a mais de entrevista.

Não é a primeira vez que Serra dá sorte na hora de definir a ordem de quem responde e quem pergunta primeiro. No debate da Band, ele foi o primeiro a perguntar em dois blocos, o que lhe permitiu dirigir suas três perguntas à principal adversária, Dilma Rousseff.


21 comentários

  1. Da Poltrona
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 9:26 hs

    Marina se esforça, mas, falta muito. É uma lutadora. No época do mensalão, quis ser pragmática, isto é, não estou envolvida portanto vou ficar no meu canto e continuar no cargo tentando colocar suas ideias na área ambiental, mas a área ambiental, em qualquer overno – federal, estaduais ou municipais, são meros apêndices, mais ou menos salientes . Engoliu sapos para permanecer no cargo, mas para uma “ambientalista” engolir sapos é uma incongruência.

  2. ANALISTA
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 9:55 hs

    Na medida em vai falando, lamentavel, mas a aurea de boa mocinha e politicamente correta, vai aos poucos sendo desfeita por ela mesma. A humildade e competencia que tenta passar, ante a arrogancia e inexperiencia explicita e esnobe da candidata terrotista do PT, não está sendo suficiente para caracterizá-la como uma decidente como é o caso do vellho petista Plinio de Arruda Sampaio, que rompeu com o PT, extamente pela mudança de rumos éticos e ideológicos que o tetismo se perdeu

  3. MDV
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 10:23 hs

    NOSSA A MARINA É MAIS PREPARA EMOCIONALMENTE
    QUE A DILMA, A DILMA PARECE UM JOGADOR DE XADRES
    FRIO E CALCULISTA.A MARINA FINA ALEGRE,EDUCADA…
    E ALÉM DO MAIS SEM O TEMPO TODO FALAR DO LULA
    O TEMPO TODO.

  4. nelson
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 10:34 hs

    Vamos ver como vai de comportar o casal do jornal nacional, hoje, com o candidato tucano. Conforme forem feitos os questionamentos, poderemos verificar se houve ou não má vontade e parcialidade com as candidatas DILMA e MARINA. Será que o Serra vai dar “sorte” ?

  5. Cleia
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 11:03 hs

    Ela está querendo “tirar o dela da reta”.
    Saiu de um partido e foi pro outro que é pior ainda, lembra dos fantasmas que eles queriam empurrar lá na Câmara de Curitiba e que o Galdino espantou?
    Fora mentirosos!
    Fora pv
    Fora fantasmas!
    Vote,
    Dilma 13
    Gleisi 131
    Galdino 45.021

  6. araucaria@
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 11:28 hs

    Como combater a corrupçao?O q ela falou??Alguem lembra?

  7. Ricardo
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 11:35 hs

    Gostaria muito de ver a Marina no Governo caso o Serra ganhe. Eu acho que ela está surpreendendo, visivelmente melhor que a Dilma em qualquer debate ou entrevista com ela. Esse negócio da ex-guerrilheira ficar o tempo todo falando o nome do molusco já ta dando nojo….

  8. Telespectador
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 11:54 hs

    A Marina soube evitar melhor as interrupções chatas dos jornalistas. Gostei muito do que eu vi na televisão. A tentativa do Bonner de quebrar a imagem da Marina, dizendo que ela foi conivente com o mensalão, não colou.

    Viva a Marina Silva, futura presidente do Brasil!! Que Deus abençoe essa candidata! A esperança ressurge!!

  9. joao APENAS UM CIDADÃO
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 12:03 hs

    Todos que ficaram no PT depois do mensalão não tem desculpas…ou fizeram parte…ou o que é pior…foram coniventes…sempre falei que os petistas dão de dez a zero no Maluf…Explico: quem vota no Maluf, vota consciente que está elegendo um ladrão…porém já com o PT foi diferente: passaram vinte anos fora do poder se vestindo de policiais, e quando lá chegaram nos assaltaram na maior cara dura. Portanto, acho que são piores que todos os políticos ladrões que já tinhá-mos(incluindo o próprio Maluf). Veja que você ser assaltado por alguém que está fazendo o seu trabalho(Maluf), é completamente diferente de ser assaltado por alguém que está vestido com o uniforme de Policial…e foi exatamente isso que aconteceu após o PT assumir o Poder…e tenho dito.

  10. RST
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 12:17 hs

    Bonner, Homer e o plano de Mr. Burns…
    Mauro Carrara

    Então, ao fim da reunião, o editor pornográfico Ali Kamel cravou os olhos no apresentador e disparou a pergunta-reprimenda:

    – Você entendeu? Entendeu mesmo?

    – ‘Xá cumigo – respondeu em tom gabola o publicitário William Bonemer Júnior, mais conhecido como “jornalista” William Bonner, âncora do Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão.

    Horas depois, o velho meninão global começava, ansioso, a cumprir sua missão na primeira entrevista com os principais candidatos à presidência da República.

    De cara, tentou afobadamente rotular a candidata situacionista de “malcriada”, distorcendo uma declaração do presidente Lula.

    Aí, tomou sua primeira invertida. A ex-ministra apontou, na lata, a contradição do discurso oposicionista. Afinal, Dilma é forte e determinada ou é fraca e tutelada?

    Percebendo a primeira falha do script kameliano de detratação, Bonner tentou atabalhoadamente interromper a resposta de Dilma. Não conseguiu.

    Em seguida, repetiu a estratégia oposicionista de condenar o apoio eleitoral de forças políticas conservadoras.

    Como vale tudo para manchar a reputação de Lula e de seu partido, Bonner decidiu avacalhar com antigos aliados da família Marinho, gente que retransmite o plim-plim para vários Estados, especialmente no Nordeste.

    Sem traquejo de repórter, escancarou a tentativa de ganhar a resposta pronta:

    – Onde foi que o PT errou? Ou melhor, quando foi que o PT errou?

    Mais uma vez, no entanto, não obteve sucesso. Afinal, o próprio casal entrevistador havia defendido a necessidade de um mandatário capaz de estabelecer essas alianças.

    Por fim, o despreparado repórter Bonner mostrou-se também um péssimo analista econômico.

    Com a cola na mão, desfilou os batidos argumentos tucanos destinados a desvalorizar a experiência brasileira.

    Tratando de crescimento econômico, tentou comparar o Brasil à Bolívia e ao Uruguai.

    Depois, exibiu sua desinformação (ou má intenção), ao desconsiderar os números da Rússia, especialmente durante a crise 2008-2009, e estabelecer uma comparação imprópria com o desempenho brasileiro.

    Mais uma vez, tomou uma lição de bom senso, educação e honestidade da “temível” candidata vermelha.

    Pior: foi desautorizado em público pela própria esposa, que com as mãos lhe passou um “cala a boca” humilhante.

    Dilma passou com honras no teste eleitoral da emissora que conspira todos os dias contra o governo Lula, e também contra o povo brasileiro.

    William Bonner, ao contrário, expôs a milhões e milhões de brasileiros a índole golpista da corporação à qual serve caninamente.

    Deve ter recebido uma bronca da Fátima, que ao menos entende alguma coisa de ser repórter.

    E, segundo se sabe, Kamel lhe passou um sermão de 15 minutos, com direito a aulinha de interpretação. Vai ter que ajoelhar no milho.

    Vejamos como Bonner, aquele que confessou falar para o telespectador Homer Simpson, se sairá diante de José Mr. Burns Serra, o candidato de casa. Façam suas apostas!

  11. quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 12:58 hs

    Marina é laranja da DilMÁ.

    Uma pena mas o capital falou mais alto e a mocinha virou
    bandida $$$$$$$$$

    SERRA NELLES !!!!!!!!!!!!!!!!

  12. Borduna
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 12:59 hs

    Cléia, você critica Marina por ela querer tirar o dela da reta do mensalão. Logo depois, vc se declara votante no 13 do PT. Mais coerência, por favor;…..ou vc é mensaleira beneficiária do esquema.

  13. Eduardo
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 15:14 hs

    Equivoca-se o comentarista ao afimar que a candidata Marina errou ao nao olhar para a camera quando respondia as perguntas.
    É de extrema arrogância e deselegância (típico de políticos) falar olhando para a camera e nao para o interlocutor. Quem fez a pergunta nao foi a camera, mas o entrevistador que está ali do lado. Se a pergunta viesse de algum cidadao, ai sim, a resposta deve ser dirigida à camera.

  14. OSSOBUCO
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 16:32 hs

    Quero ver o Bonner perguntar para o Serra se ele foi conivente com o Eduardo Azeredo (PSDB-MG), pai do mensalão tucano e criador do Marcos Valério!

  15. OSSOBUCO
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 16:33 hs

    Para Serra, no DF, sobrou a “ficha meia-boca”

    Brasília, o sonho de José Serra, é um pesadelo para o tucano.
    Primeiro perdeu seu provável vice, o ex-governandor José Roberto Arruda, a quem, como ele próprio dizia, permitir “votar num careca e levar dois”. Devorado pelo escândalo do panetone, Arruda hoje é pior do que mau-olhado.
    Depois, para ter um palanque em Brasília, Serra aliou-se ao ex-padrinho de Arruda, Joaquim Roriz. Este, como todos sabem, caiu no ficha-suja e perdeu o registro de candidato.
    Sobrou a candidata Maria de Lourdes Abadia, ex-vice de Roriz, que tinha uma condenação por suposta compra de votos. O TRE do Distrito Fedral, numa decisão sui-generis resolveu que Abadia pode concorrer, porque, como não foi eleita, a condenação por compra de votos – que seria a perda do mandato- não aconteceu, pois ela não foi eleita e, assim, não tinha mandato. Limitou-se, portanto, ao pagamento de multa.
    À parte esta estranha interpretação da lei – se você corrompe e ganha, é ficha-suja; se corrompe e perde, é ficha-limpa – que cria a figura do “ficha “meia-boca”, é curioso ver que Serra, no DF, saltou do fogo de Arruda para a frigideira de Roriz e, daí, para a panela em banho Maria, de Lourdes Abadia.

  16. antonio carlos
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 17:30 hs

    Seria de se espantar que ela disse sse o contrário. Ela pode ter nascido no meio da selva, mas nem por isto precisa ser burra. E nem querer fazer os outros de burros. Esta ecocapitalista não engana ninguém, caiu fora do partido do presidente, e nem foi punida por isto. Ela queria ser a indicada do presidente, agora toma ares de vestal. Coitadinha. Engana que eu gosto. ACarlos

  17. antonio carlos
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 17:33 hs

    Pensei que o alter ego do aposentado só se dedicasse ao twitter, aí está ele em ação de novo. Gente chata é assim mesmo, não sabe a hora de ficar de boca fechada. ACarlos

  18. lucca
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 17:56 hs

    Cala a boca Bonner!!!!!!

  19. REINOLDO HEY
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 18:15 hs

    CLEIA: Jumenta!!!

  20. decio maio
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 19:07 hs

    mundo marquetológico atual.. A notícia é de imbecilidade comezinha. m Vez que o moderno jornalista preocupa-se com aspecto de extrema insignificancia. Melhos sorte se tivesse reeportado-se a relevancia dos temas.

  21. Vitoria!
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 21:03 hs

    Valeu Marina voce continua sendo a pessoa mais equilibrada nesse campanha presidencial.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*