Nas Alagoas, Lula pede voto para Renan Calheiros | Fábio Campana

Nas Alagoas, Lula pede voto para Renan Calheiros

Do Josias de Souza

Candidato à reeleição, Renan Calheiros (PMDB-AL) exibe em sua propaganda televisiva uma atração especial: Lula ‘Cabo Eleitoral’ da Silva. Ele diz:

“Quando for presidenta, Dilma vai precisar de senadores que apoiem seus projetos e ajudem o Brasil a avançar no rumo certo. Por isso, aqui em Alagoas, vote em Renan Calheiros, que está com Dilma”.

É por e essas e muitas outras que o Brasil se tornou um belo ponto no mapa, ideal para erguer uma nação.

O governo virou um mal desnecessário. E a história, um conjunto de mentiras que deram certo na vida.


22 comentários

  1. Flávio Barros
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 13:06 hs

    Veja isso senhor editor:

    http://colunistas.ig.com.br/poderonline/2010/07/22/5706/

    Essa é uma peça que o PSDB deveria colocar em sua campanha.

    Isso sim é a verdade dos conchavos do petismo.

  2. quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 13:33 hs

    Lula só tem aliados bandidos, Terroristas, Mentirosos

    Taí a prova: diLMENTIRA,

    BETO e SERRA nas URNAS

  3. Buemba buemba
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 13:34 hs

    Pra ver o nível que é esse PT, Esse Renan estava envolvido em tantas maracutáias e robalheiras e agora vai o Lula lelé fazer campanha pro cara, além de Rosana Sarney e tantos outros ladrões do dinheiro público!!
    Serra devia er aparoveitar isso para desqualificar o Lula mandraque que nunca sabe de nada, ligar a figura dele ao Sarney e tantos outros que o apóiam!!
    FORA PTada…… FORA REQUIÃOZADA!!!

    FORA LADRÃOZADA!!

  4. luis tormenta
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 13:44 hs

    QUE NOJO, ESTE É O AMIGO DO OSMAR AQUI NO PARANÁ.

  5. Zé Maringá
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 14:03 hs

    quem deve paga…pois não existe almoço de graça.

  6. Ditão
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 14:09 hs

    “Quando for presidenta, Dilma vai precisar de senadores que apoiem seus projetos e ajudem o Brasil a avançar no rumo certo. Por isso, aqui em Alagoas, vote em Renan Calheiros, que está com Dilma”.

    Foi bom ele ter falado isso. Agora ele confirmou quais os planos, projetos e rumos que o Brasil vai seguir com a petralhada no poder.

    Sarney, Collor, Renan, Zé, Genu, Gushi, Delu et caterva.

    O Brasil está precisando de óculos e aparelhos de ouvidos.

    Pelas pesquisas, a “maioria” está cega e surda.

  7. Ditão
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 14:10 hs

    Esqueci do Jader Barbalho na turma acima.

  8. joao do brejo
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 14:18 hs

    é só tranqueira,ou escapa alguem dançou osmar., vamos de BETO E JOSE SERRA.

  9. quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 14:26 hs

    ADEUS Á POLÍTICA, QUE ABSURDO ESTA FOTO. E OS PTEITSATAS ACHAM NORMAL.

    A despolitização dilui divergências e converte o processo eleitoral em geleia

    PELA SEXTA vez consecutiva, fato único na nossa história, teremos a escolha do presidente da República através de eleições plenamente democráticas. Não é pouco, principalmente em um país com a nossa tradição autoritária.
    Se na eleição de 1989, os candidatos politizavam qualquer proposição, por mais simples que fosse, agora a despolitização é uma marca da campanha. Depois de cinco eleições, o processo eleitoral ficou mais pobre em debates e ideias.

    É possível que, em parte, este panorama justifique-se pela predominância do marketing político e da americanização das eleições. As pesquisas qualitativas são mais importantes, para os candidatos, do que a política stricto sensu.

    O enfrentamento ideológico foi substituído pelas propostas de gerir uma casa, como se o espaço doméstico fosse a reprodução em miniatura do país. O linguajado familiar invadiu a política. Pai, mãe e filhos substituíram os temas clássicos, o que é um claro sinal de pauperização do debate político.

    O PT é um bom exemplo. Desapareceu -e tudo indica para nunca mais voltar- o discurso classista ou ao menos de embate com os poderosos. Foi substituído por elementos pré-varguistas.
    O vocabulário da casa grande, autoritário e coercitivo, tomou conta dos seus dirigentes. E, claro, Lula foi o iniciador e maior defensor da despolitização. Como nunca suportou participar de uma discussão de princípios políticos, encontrou na fala despolitizada um campo fértil. Exemplificou dilemas do país com exemplos domésticos, comezinhos.

    Quanto mais complexa uma questão, maior a banalização. Daí foi só um passo para fortalecer a ideia de que o povo precisa de um pai, de uma mãe: “Deixo em tuas mãos o meu povo”, como diz o jingle.

    A despolitização tem o papel de eliminar as fronteiras ideológicas. Dilui as divergências, homogeneíza e transforma o processo eleitoral em uma espécie de geleia geral. Tudo parece igual. Por isso, Roseana Sarney pode vestir a camiseta do PT e o irmão uma do PV, sem que nenhum dos dois deixe de defender o interesse familiar, que apresa o Estado mais pobre do Brasil.
    A oposição não conseguiu -e teve várias oportunidades- para construir um discurso político, alçando o debate a outro patamar. Contudo, optou pelo conformismo. No fundo, admirou a despolitização. Tudo parecia tão simples. Neste trágico percurso, Lula, entusiasmado, quis levar o “método” para o mundo. Foi um desastre, como no Oriente Médio. O lulismo, como forma de fazer política, só dá no Brasil, como a jabuticaba.

    Esta é a mais pura verdade.

    Os Brasileiros precisam úrgentemente acordar para o que esta acontecendo no Brasil.

  10. SOLANGE LOPES
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 14:38 hs

    Em época de eleição os quadrilheiros se reunem.

  11. jorge vasli
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 14:41 hs

    Agora ele não poderá dizer que não sabia. Quem se alia com ladrões, corruptos, exploradores da miséria do Maranhão, Pará e Alagoas, o que é?

  12. Felipe
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 14:50 hs

    Elegendo a DILMA este povo burro e imbecil estará dando, mais uma vez, a permissão, o “aval” para o Partido dos Trabalhadores tomarem conta do dinheiro público e, além disso, nomear como responsáveis por cargos importantes, pessoas como José Dirceu, Genoíno, Delúbio Soares, Guschiken, entre outros.

    E o que poderemos falar ? NADA ! Absolutamente NADA !
    Se eles fizeram o que fizeram, pintaram e bordaram com o povo brasileiro, e mesmo assim este partido existe, está de pé e elegendo cargos importantes novamente.
    O POVO POBRE E BURRO estará elegendo assassinos do dinheiro público, sangrando a nação, em troca de um botijão de gás, de uma cesta básica. Assistencialismo barato, esmola do governo !
    O Brasil está morto. Quem viver verá.

  13. Adonai Gouvea
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 15:15 hs

    RPC e Glmob, por favor, saiam de seus casulos e comentem isso!!

    Parem de ajudar a Dilma…

  14. Brajak
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 15:16 hs

    Lula é como o agente 007: tem licença para “matar”; o povo lhe confere isso. Stallone está certíssimo: “brasileiros são esquisitos: você pode explodir o país deles e no final eles ainda te dão um macaquinho de presente” (na forma de aprovação e voto) …

  15. Ricardo
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 15:27 hs

    PRO ADONAI

    Esqueça a RPC. Ela já esta comprada pelo PT/PMDB.
    Ou vc ainda não percebeu que as reportagens tendem a desqualificar a gestão de Beto Richa em todas as suas edições.

  16. quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 16:37 hs

    A imundise, pouca vergonha tomou conta do Brasil, voce concorda?

  17. Kaká
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 19:38 hs

    Ora, se o Lula-lá está pedindo votos para o Renam Calheiros que é bandido, pilantra e criminoso do erário público, só há uma conclusão a se tirar . . .
    O Lula-lá é farinha do mesmo saco, porque se não fosse, não se uniria aos “porcos”. Capitche?
    Bom, quem é vice da Dilma mesmo?

  18. SERGIO
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 20:19 hs

    HAHAHAH……LADRÃO SEMPRE DO LADO DE LADRÃO…SE EXISTE
    FIXA A DELE É PAU DE GALINHEIRO.

  19. Prof. Luiz Gonzaga
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 22:34 hs

    que situação, isto não concordo!

  20. Pedro Malazartes
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 12:13 hs

    Podem observar: Na vida normal, bêbados, usuários de droga e malandros se atraem. Na política, a atração entre gente safada também é normal.

  21. OSSOBUCO
    sexta-feira, 27 de agosto de 2010 – 12:45 hs

    Qual a diferença entre o Lula apoiar o Renan Calheiros e o Serra apoiar o Joaquim Roriz e o Arruda?

  22. DITADOR LULA DA SILVA
    sábado, 28 de agosto de 2010 – 21:59 hs

    SR. OSSOBURRO.

    Não existe diferença. VAGABUNDO é VAGABUNDDO.. A questão é o cidadão aceitar. Você não aceita que Dilma e lula são dois vigaristas VAGABUNDOS.

    Esta é adiferença que você o os demais petistas não conseguem ver.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*