Joel Malucelli compra o Diário Popular | Fábio Campana

Joel Malucelli compra
o Diário Popular

Do blog do JJ

De fonte digna do maior crédito: o empresário Joel Malucelli acaba de comprar o jornal Diário Popular, que perdeu seu comandante Abdo Aref Kudri no ano passado. Os valores não foram revelados, mas a negociação foi fechada, assegura minha fonte, que comenta que “a compra vale pelo título”, já que a sede é acanhada (embora bem localizada) e o parque gráfico do DP é muito antigo.

Joel Malucelli é dono da TV que retransmite a Band em Curitiba, assim como das emissoras curitibanas que retransmitem a BandNews e a CBN. Com o jornal, se este se posicionar profissionalmente no mercado, forma um bom grupo de comunicação para o mercado curitibano – que é liderado com a RPC (Rede Paranaense de Comunicação) com jornais, TVs, rádio e web. O GPP (Grupo Paulo Pimentel), que era mais forte com as retransmissoras do SBT (vendidas para o Ratinho, que montou a Rede Massa), se limita agora ao jornal Tribuna do Paraná, com alguma expressão, e O Estado do Paraná, que foi grande, mas hoje é o quinto jornal do mercado paranaense, segundo o IVC.

O mercado de jornais, em Curitiba, tem um enorme potencial para ser explorado, se o negócio for tratado com profissionalismo (de jornalismo, de marketing e de publicidade) e algum investimento inicial em estrutura e equipe.

Hoje, as circulações diárias dos jornais curitibanos auditados pelo IVC não chegam a ridículos 68 mil exemplares diários em média – o que é insignificante para um mercado de mais de 2 milhões de habitantes na capital paranaense e de mais de 3 milhões só na sua região metropolitana.

Vamos aguardar o pronunciamento oficial do empresário, pois Curitiba precisa – mesmo – de um novo panorama no setor de jornais diários.


6 comentários

  1. Carlos Robertson
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 11:51 hs

    Com os dados do IVC em Curitiba, 68 mil exemplares, percebemos o quaão mal informada é a população. Por esse motivo que não se criam novas alternativas políticas e você passa uma vida votando nas mesmas famílias e pessoas. Além do mais a imprensa em sua grande maioria é tendenciosa, parcial e chapa branca, dificultando o acesso à informação de qualidade. Que merda!

  2. Qualidade e equipe
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 12:21 hs

    Parabéns Joel se o jornal tiver qualidade e uma equipe boa, como vc tem nos demais ramos que administrar, tem tudo para ser um sucesso!!!

    Já era hora de alguem acabar com um monopólio da informação que nada contribui na democracia e sim criava uma ditadura de um grupo (RPC), com muito poder de negociação no Estado, Judiciário e Ministério Público…

    Agora algumas verdades aparecerão…. Joel seja independente de verdade e não no discurso como um grupo tem sido…

  3. Eduardo Gomes
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 13:50 hs

    Mas ele tem emissoras no interior não tem?

  4. antonio carlos
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 16:30 hs

    Perdoem-me, mas excetuada a Gazeta do Povo, pelo menos na Capital, os demais jornais não tem expressão alguma. Podem fechar as portas que não farão a menor falta. Um aviso, não sou leitor da Gazeta, que só leio na rede. E olha lá. ACarlos

  5. RAIMUNDO FUENTES
    quarta-feira, 11 de agosto de 2010 – 16:30 hs

    …..DESEJO TODO SUCESSO DO MUNDO….O EMPRESÁRIO E BANQUEIRO É VISIONÁRIO ,MUITO TRABALHADOR E TEM
    AQUELE 1% DE SORTE QUE TODOS PRECISAM….MAS VALE
    PENSAR…..PARTICIPEI DE UM GRANDE CONGRESSO COM
    INVESTIDORES DO PLANETA…..O MAIOR INDICE DE RISCO
    ESTAVAM EM JORNAIS E REVISTAS…DE INFORMAÇÃO DIÁRIA
    OU SEMANAL….UM EXEMPLO PRATICO….RESIDO EM UM
    EDIFICIO DE CLASSE MÉDIA NO BIGORRILHO….68 APTOS…..
    APENAS SEIS (6) ASSINATURAS DA GAZETA DO POVO……
    E UMA(1) DA FOLHA DE SÃO PAULO…….VALE PENSAR…!!!!!
    RAIMUNDO FUENTES.-

  6. Paulo Cruz
    quinta-feira, 12 de agosto de 2010 – 10:11 hs

    Falaram de todas as redes mas, esqueceram de mencionar a RIC TV, a que mais cresceu nos últimos três anos, em audiência, confiabilidade e qualidade de transmissão.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*