Incompetência obriga União a gerir Porto de Paranaguá, diz Rusch | Fábio Campana

Incompetência obriga União a gerir Porto de Paranaguá, diz Rusch

O líder da Oposição, deputado Elio Rusch (DEM), disse nesta quarta-feira (25), que a intenção do Governo Federal, através da Secretaria Especial dos Portos (SEP), de participar da gestão do Porto de Paranaguá comprova a má gestão administrativa pela qual passaram os portos paranaenses nos últimos oito anos.

“Dragagem que não é feita de modo integral, licenças ambientais que não existem, multas freqüentes por descumprimento de determinações da Antaq e também da Avisa. Todas essas ações foram alertas para o mal maior que poderia acontecer, e que de fato ocorreu, em julho quando o Ibama interditou as operações do porto”, lembrou. “Agora vem a notícia da participação da SEP na administração. Isso é ruim para o Paraná, pois terá menos voz na gestão dos portos”, disse Rusch.

Segundo o ministro da SEP, Pedro Brito, o porto sofrerá um programa de investimentos para que se torne mais competitivo e que a partir de agora a administração será tratada pela União.

O deputado lembrou que muitos investimentos deixaram de ser realizados pelo governo Estadual nos portos paranaenses nos últimos anos.

“A dragagem foi realizada apenas na entrada do Canal da Galheta, deixaram de lado os berços de atracação. O Cais Oeste não foi construído porque o governador Roberto Requião recusou o dinheiro do governo Federal. Alegou que faria por um custo menor e a obra não saiu do papel”, relatou.

Rusch citou ainda a questão do Terminal de Álcool que custou milhões e continua inoperante. Sem contar o embargo de alguns produtos no porto de Antonina que inviabilizou a operação do terminal.

O deputado espera que essa participação do governo Federal na administração dos portos paranaenses seja breve, pois mancha a imagem do Estado, além de gerar a instabilidade nos usuários dos portos.

“Que essa intervenção Federal seja para beneficiar a economia do Paraná. Que os nossos produtores não precisem mais exportar suas mercadorias pelos portos catarinenses e que em pouco tempo essa participação Federal seja reduzida até que o Estado volte a ter o controle total da gestão dos portos”, finalizou.


17 comentários

  1. quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 15:10 hs

    Esse Helio Rusch é um analfabeto do oeste parananesne, não sabe nada de porto, só foi ele ler fofofocas dos jornais ele já sai atacanado o porto de Paranagua. Ele tem que ler e prestar atenção no que o ministro disse ” Nunca o ministro falou em intervir no porto de paranagua é so ler a gazeta e a folha de são paulo de hoje”. O Ministro disse que vai injetar mais dinheiro no porto de paranagua e vai querer participar mais administração do porto, pois o porto sempre foi um porto fedferal com delegação estadual, o nosso porto sempre foi o melhor do mundo em exportação de grãos e importação de fertilizantes, e o segundo em conteiner e carga geral do Brasil,,porque ele não faz esse discurso na Assembléila Legislativa. O HELIO RUSCH, É UM AUTOFAGICO, bem no parana sempre foi assim todo mundo gosta de falar mau do porto de paranagua, da copel, da sanepar, porque isso porque eles não conseguiram vender nem um deles. Mas se o Beto Richa ganhar as eleições certeza que vão vender tudo de uma vez só. Que saudades do BANESTADO.

  2. Jonas
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 15:35 hs

    Sapecado..em momento algum o deputado fala em intervenção agora. A interdição foi em julho imposta pelo Ibama…o texto que li acima fala na participação do governo Federal na gestão.
    Mas há de convir que se o porto estivesse sendo bem administrado não haveria essa necessidade. Bastava o governo Federal enviar os recursos que por aqui se faziam as obras e serviços necessários. Coisa que não tem acontecido.

  3. FISCAL DE REALEZA
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 15:37 hs

    POR ELE ELIO RUSCHS ESSA INCOMPETENCIA NÂO TERIA ACONTECIDO SE NÂO FOSSE OS INCONPETENTES BETO RICHA &TERIA PRIVATIZADO O PORTO COM O LERNER

    CALA BOCA ELIO RUSCH

  4. MARIA MARIÁ
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 15:43 hs

    SAPECADO DO ASFALTO……Primeiro o sr. tem que ter conhecimentos sobre o assunto …para depois opinar…..e não ser uma Maria Vai com as outras….

  5. Bicéfalo
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 15:43 hs

    Esse tipo de intervenção eu também quero – intervenção boazinha enchendo o porto de “investimento” … espera-se que não sejam novos “dolares” no armário … pergunta-se: porque deixaram o porto secar na incompetência do portuário requiônico ? agora vão inventar o porto de duas cabeças – bicéfalo – uma estadual, outra federal … será o porto bate cabeças … o Estado (e o empresariado interesseiro) vem capactuando com a incompetência e outras mazelas deste malfadado porto, que tem seus bonús mas os seus ônus estão encobertos, mas não pode continuar assim, na base da emergência, do remendo, do canal da galheta entupindo … os administradores e outros comissionados, nesses anos todos, viajando aos quatro cantos da Terra, será que ainda não viram como funcionam os portos estrangeiros ? porque o nosso porto não pode ser melhor, basta ser melhor do que os de nossa vizinha Santa Catarina … já nos daríamos por satisfeitos …

  6. Eleição 2010
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 16:10 hs

    Claro que foi deixado de investir nos últimos anos no Porto, pois o dinheiro estava trancado no armário!
    Ou tô errado?

  7. Jacarezinho
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 16:23 hs

    O Sapecado, o Fiscal de Realeza e a Maria Maria, defendem o indefensável. Óculos embaçados, catarata, miopia, estigmatismo ou excesso de remela podem te-los impedido de ler corretamente o material dos jornais escrachando a administração portuária. Administração, eu disse?

  8. Charles M Tayllerand
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 16:28 hs

    Segundo conversas da Boca Maldita, que o Porto está largado às baratas isso está. Também, olha só a diretoria atual! Nem pode ser chamada de diretoria. Eu diria que o Porto travou mesmo nesses últimos 5 meses, em vez de 8 anos, sem querer defender ou atacar este ou aquele. No fim são todos farinha do mesmo saco. Na verdade essa “diretoria” atual, e sem seus super salários, deveriam entrar em um contêiner e se auto-exportarem para a Disneylandia para, juntamente com o Pessuteta ficarem por lá. E que uma diretoria de verdade, com profissionais altamente qualificados para trabalharem em portos seja o novo suporte para uma nova administração do Porto, a partir de Janeiro de 2011. Ainda bem que esses trastes ficam só até dezembro. Tenho pena do Porto e pena de Paranaguá que é o Berço da História do Paraná.

  9. Ricardo
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 16:30 hs

    SAPECADO E FISCAL.

    Perae….o Elio Rush disse alguma mentira?
    Q estado vcs vivem?
    Ou vcs são os internautas comicionados do PT/PMDB??

  10. Nogueira
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 18:00 hs

    ENQUANTO PANSUTI FAZ SUCESSO NA DISNEY …
    O PORTO FICA NAS MÃOS DA MINNIE INTENDENTE, DO PATETA COMERCIAL, TIO PATINHAS DO DUDU, DO METRALHA FINANCEIRO E DA MARGARIDA DE ANTONINA.
    VENHA LOGO BETO!
    EM QUATRO MESES QUE FALTAM AINDA DÁ TEMPO DOS BONEQUINHOS AFUNDAREM NOSSO PORTO!

  11. MARIA DE JESUS
    quarta-feira, 25 de agosto de 2010 – 22:30 hs

    SR JACAREZINHO…DEFENDENDO????VC TEM BOLA DE CRISTAL????FALAR QUE O BETO RICHA VAI VENDERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR …KKKKKKKK

  12. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 4:32 hs

    A verdade é que o Paraná investiu pouco, muito pouco no Porto.
    Abriu mão de Antonina, para depois, fazer aquela “negociata” envolvendo fundo de pensão.
    Não fez a dragagen, depois inventou a pataquada de “comprar uma draga”, um verdedeiro “jogo de cartas marcadas”.
    É correto dizer que o Porto travou mesmo nos últimos meses.
    Reflexo da admistração temerária dos últimos anos, entregue ao Sr. DUDU (aquele dos dollares no armário), depois comandado por amadores.
    O Lerner não entregou à iniciativa privada, nem poderia, o Porto é da União, cedido ao Paraná.
    Não sei se não seria melhor estar nas mãos dos particulares.
    Contam, os despachantes aduaneiros, que a espera de um navio ao largo chega há 20 dias. Sabem quanto custa? Pelo menos US20mil, por dia. É o custo Brasil.

    Faltou investimento, faltou gestão moderna.
    Várias vezes a marinha reduziu o calado. Depos o Ibama cobrou a licença e INTERDITOU O PORTO – que trabalha por força de uma liminar- . Teve o caso das boias. Depois o terminal IMPRESTÁVEL de alcool.

    Com tudo isso, há defensores da gestão pública e da atual administração do Port.

  13. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 4:38 hs

    Continuando…

    Acredito que as últimas medidas do governo federal, em relação ao POrto de Paranaguá, sejam uma forma de “tirar o deles da reta”.
    Há um novo governo, prestes a assumir; Não querem passar a idéia de que são CONIVENTES.
    Assim, quando o novo governo assumir e desnudar os problemas do Porto, o governo federal pode dizer: nós tomamos providências….

  14. FISCAL DE REALEZA
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 8:43 hs

    JACAREZINHO

    VOCE GOSTA DE DE LUTAR POR QUEM NÂO PRESTA TALVES VOCE SEJA IGUAL
    EU FALEI ALGUMA MENTIRA QUE O BETO O ELIO O ROSSONI
    E & LUTARAM DIA E NOITE PARA VENDER O PORTO
    E QUANDO O REQUIÂO ASSUMIU ERA QUASE IMPOSIVEL FAZER O PORTO FUNCIONAR
    AS FILAS DE CAMINHÂO SE FAZIA ATÉ 70 KM ÂO LONGO DA RODOVIA 277
    SE VOCE NÂO SABIA FIQUE SABENDO QUE ESSE GOVERNO LUTOU MAS COLOCOU EM DIA A ADMINISTRACAÇÂO DO PORTO
    TALVES MIUPIA NESSES CASOS ATÉ QUE É BOM AGORA BURICE NÂO TEM REMEDIO E LOCURA É SÓ SANATORIO
    E SE QUIZER SE TRATAR CONTRATE SEUS ALIADOS QUE PODEM SE INTERNAR TODOS

  15. PORTUÁRIO
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 11:13 hs

    TEM QUE NOMEAR O TAL DO DANIEL LUCIO DE SOUZA, CONHECIDO EM PARANAGUÁ PELA ALCUNHA DE “DANIEL FIÉL DE SOUZA”, QUE JÁ ESTEVE ATÉ PRESO NA DELEGACIA DE POLÍCIA DE PARANAGUÁ – COMENTAM QUE QUE O DITO CUJO, SAIU “ALGEMADO” DAS DEPENDÊNCIAS DAQUELE PORTO DIRETAMENTE PARA A CADEIA – E POR SER “AMIGUINHO” DO “VOVÓ NANÁ” CONSEGUIU SER “SUPERINTENDENTE”, UM “AMADOR” EM MATÉRIA DE PORTO, POIS ESSE INDIVÍDUO CAIU DE PÁRA-QUEDAS EM PARANAGUÁ, E NÃO PASSA DE UM MERO PROFESSORZINHO DE 5ª CATEGORIA, E CUMPRE SALIENTAR, QUE ESSAS AMIZADES REPENTINAS SÃO
    DUVIDOSAS.

  16. Jacarezinho
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 12:04 hs

    Maria de Jesus e Fiscal de Realeza: Colírio Moura Brasil, a receita. Pode ser encontrado em qualquer farmácia e não precisa receita.

  17. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 26 de agosto de 2010 – 13:12 hs

    Como tem gente lerda.

    Já contei que o PORTO NÃO SERIA VENDIDO.
    Está apenas CEDIDO ao Paraná, logo, o Lerner não poderia vender o Porto.

    A Idéia e estava tudo pronto, era de construir um novo terminal portuário, em Pontal, com calado de 20m. PORTO PRIVADO, já estava autorizado e havia financiamento garantido.

    O Requião, ao assumir, abortou o empreendimento.
    Mais tarde, disse que o Estado iria construir.

    Parece que o Pessuti reativou o processo e vão construir (a iniciativa privada).

    Uma coisa IMPORTANTE:

    Em SC. acabam de inaugurar um Porto igualzinho ao que iria ser construído aqui.
    Várias empresas de comércio exterior já estão se instalando, com os despachantes, as transportadoras, etc.. Serão milhares de empregos, receita, renda dinheiro circulando….
    LUCRO PARA SANTA CATARINA.
    Em tempo, o tal porto é PRIVADO!

    E o Requião é que é “inteligente”; Tenham paciência.

    É só olhar o demonstrativo da Gazetona de hoje:
    O movimento do Porto de Paranaguá, em toneladas, está diminuindo.

    Vamos FECHAR ESSE JORNAL, É MENTIRA. KKKK

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*