Gleisi com Lula, Dilma e Osmar em Foz do Iguaçu | Fábio Campana

Gleisi com Lula, Dilma e Osmar em Foz do Iguaçu

Nesta quarta e quinta-feira (1º e 2 de setembro), a candidata ao Senado pelo PT Gleisi Hoffmann visitará Foz do Iguaçu. A agenda terá início na quarta-feira (1º), às 9h, com um encontro de mulheres na ACIFI (Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu). Às 10h30, Gleisi atenderá a imprensa, no mesmo local.

A partir das 17h, a candidata fará uma caminhada pela Avenida Brasil, com concentração na Praça do Mitre.

À noite, a candidata participará do Ciclo de Encontros Regionais para o Fortalecimento da Equidade de Gênero, que contará com a presença do presidente Lula, da ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Nilcéia Freire, além da ministra da Secretaria da Mulher do Paraguai, Gloria Rubín. O encontro será realizado às 20h, no Hotel Golden Tulip Internacional Foz.

Já na quinta-feira (2), ainda em Foz do Iguaçu, Gleisi participará do grande comício da coligação com o presidente Lula. A candidata à presidência Dilma Rousseff (PT), Osmar Dias (PDT), que concorre ao Governo do Estado, também confirmaram presença no evento, que acontecerá na Praça da Bíblia a partir das 19h.


14 comentários

  1. Buemba buemba
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 18:38 hs

    Vão fazer um tur nas cataratas? para Osmar só resta isso!!
    Foi se aliar a essa PTzada da envasão de terras, do mensalão, das mentiras, dos 10.000 empregos e tudo mais, é isso que dá!!

  2. Buemba buemba
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 18:41 hs

    Notícia da Gazeta… receita prevê 72 bilhões a mais de receita, é isso que a ptzada sabe fazer, aumento da carga tributária para a rrecadar mais e dar vale creche, vale escola, vale gáz etc etc e ganhar votos para a Dilma, pois quem não precisa disso é intruido não voto na Dilma guerrelheira!!

    É TIPO, FAZER BONITO COM CHAPÉU DOS OUTROS, LULA ADORA ISSO!!

  3. francisco ferdinando
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 18:43 hs

    QUADRILHA!

  4. Elias Pereira
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 19:16 hs

    Ótimo. No dia seguinte as pesquisar dirão
    que osamarzinho caiu 3 pontos.
    O Lula é um tremendo pé frio.
    Sai fora dessa, Osmar!

  5. DILMA,e LULA e as MENTIRAS
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 20:45 hs

    EVO, O PROTEGIDO DE LULA, DILMA, MARCO AURÉLIO E DIRCEU, CONTINUA A DIRIGIR ENTIDADE DE COCALEROS
    A Rádio CBN entrevistou ontem a professora Jimena Costa, da Universidad Mayor, de La Paz, na Bolívia. Ela foi convidada a falar sobre a afirmação do pré-candidato tucano, José Serra, que apontou uma obviedade: o governo boliviano é conivente com o tráfico de cocaína para o Brasil. Ontem, vocês viram que Dilma Rousseff, Marco Aurélio Garcia e José Dirceu ficaram muito chateados com a afirmação de Serra e saíram em defesa do governo boliviano — na verdade, do aliado Evo Morales. Dilma até chegou a dizer que uma declaração como aquela não era “coisa de estadista”!!!

    Pois bem. Leiam trechos do que disse Jimena Costa, que estuda o assunto. Conforme este blog vem informado, a produção da folha de coca, da pasta da coca e da cocaína refinada cresceu enormemente sob o governo Evo. E Jimena informa duas coisas que eu realmente não sabia — e me penitencio por isso:
    1 – mesmo na Presidência da República, Evo Morales continua a liderar a entidade dos cocaleros;
    2 – só 3% da produção de folhas de Chapare vai para o chamado uso tradicional: mascar. Os outros 97% se transformam em cocaína, a maioria “exportada” para o Brasil.

    Não obstante, o Babolorixá de Banânia lhe deu a Petrobras de presente, cedeu à chantagem no caso do preço do gás e molhou a sua administração com financiamento do BNDES. Ou seja: O BRASIL PAGA PARA, NA PRÁTICA, O GOVERNO DA BOLÍVIA METER COCAÍNA NO NOSSO TERRITÓRIO. Seguem trechos da entrevista:

    AUMENTO DA PRODUÇÃO
    Bom, é temerária acusação de que o governo é cúmplice do narcotráfico. O que acontece realmente na Bolívia é que não tem havido uma política séria para combater o narcotráfico.(…). Oficialmente, conhecemos, e esta é uma declaração tanto de quem dirige a unidade de luta contra o narcotráfico como da Organização das Nações Unidas, de que há 30% de aumento de produção de coca somente em Cochabamba, não se conhecem outras áreas. Mas há o aumento de produção da folha de coca. Sabemos que, hoje, na Bolívia, não somente se produz cocaína com a folha boliviana, mas também com a peruana. Se transformou em um centro de coleta e produção de cocaína.

    EVO CONTINUA A LIDERAR ENTIDADE DE COCALEROS
    O problema maior sempre é a ausência de números oficiais. E problema é que não há uma decisão de encarar o problema com seriedade. Em parte porque o presidente da República não renunciou ao cargo de secretário executivo da Federação de Cocaleros de Chapare.

    SÓ 3% PARA MASCAR
    Apenas 2% ou 3% da produção de folha de coca de Chapare vai ao mercado legal e segue para o consumo tradicional, o que implicaria que 97% vai para a produção de cocaína (…). A imprensa local nos mostra dados de que o problema do aumento da produção de cocaína na Bolívia é muito importante e que, ao mesmo tempo, por fazer parte do Movimento Cocalero, o presidente da República não pode abrir uma frente [de confronto] com a sua própria base. A erradicação não é séria. Ao contrario: tem aumentado oficialmente o número de áreas legais para a produção [folhas] de coca.

    CONSUMO E PRODUÇÃO DE COCAÍNA SE ALASTRAM
    Um problema muito profundo é também de aumento de consumo local, e creio que é uma das maiores dores de cabeça do governo boliviano, porque as notícias são semanais, e estamos chegando a um extremo. Durante este ano, uma comunidade inteira bloqueou caminhos e acelerou os conflitos, solicitando sua incorporação, sua anexação, a um município vizinho em que existe a autorização de produção de chá de coca. A comunidade disse que é mais rentável produzir coca do que produzir outra coisa (…). No ano passado, você viu a notícia de uma comunidade na qual todos os habitantes eram produtores de cocaína, colhiam coca e, em suas casas, produziam cocaína. Haviam mudado as técnicas: antes, eram todas de maceração. Com isso, supomos que são técnicas colombianas: com lavadoras de roupas e microondas para a cristalização. Quero dizer que há ai uma situação muito mais preocupante do que havia há cinco anos. E não estão tomando as medidas que realmente podem enfrentar o problema.

    Voltei
    É isso aí. Agora falta Lula sair em defesa do “meu (dele) querido Evo”.

  6. DILMA,e LULA e as MENTIRAS
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 20:50 hs

    DILMA, A QUE NÃO ANDA COM AS PRÓPRIAS PERNAS GANHA RODINHAS DE VERDADE..

    O Dilmamóvel em primeira mão para os leitores do Blog.

    Foi só Serra avisar que ela não anda pelas próprias pernas que a campanha resolveu o problema: Dilma ganhou um Dilmamóvel, blindado contra o povo e contra as varizes. O Globo informa que o carro alegórico da candidata será aberto e permitirá que ela vá acenando para os eleitores e populares, sendo seguida a pé por aliados. O novo estilo de corpo a corpo sem corpo a corpo será inaugurado nesta sexta-feira no Rio de Janeiro. – Nestas caminhadas tem sempre um exército de militantes, jornalistas, fotógrafos, candidatos. Ninguém nem vê o candidato. Então vamos colocá-la num jipinho ou uma pequena caminhonete para ela ir acenando e o povo andando ao seu lado. No Rio vai ser assim – disse o presidente do PT, José Eduardo Dutra.

    Foraaaaa, DILMULETA
    JOSÉ SERRA PRESIDENTE – MELHOR PARA O BRASIL

  7. CAÇADOR DE PETISTAS
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 20:52 hs

    TENHO MUITO MEDO da “doutora” Dilma?

    VOU CONFESSAR: Morro de medo de Dilma Rousseff.
    Esse governo que tem muitos acertos, mas a roubalheira do governo do PT e o cinismo descarado de LULA em dizer que não sabia de nada nos mete medo.
    Não tenho muitos medos na vida, além dos clássicos: de barata, rato, cobra.

    Desses bichos tenho mais medo do que de um leão, um tigre ou um urso, mas de gente não costumo ter medo.
    Tomara que nunca me aconteça, mas se um dia for assaltada, acho que vai dar para levar um lero com os assaltantes (espero). Não me apavora andar de noite sozinha na rua e, não tenho medo algum das chamadas “autoridades”, só um pouquinho da polícia, mas não muito.

    Mas de Dilma não tenho medo; tenho pavor.

    Antes de ser candidata, nunca se viu a ministra dar um só sorriso, em nenhuma circunstância. Depois que começou a correr o Brasil com o presidente, apesar do seu grave problema de saúde, Dilma não para de rir, como se a vida tivesse se tornado um paraíso.
    Mas essa simpatia tardia não convenceu.
    Ela é dura mesmo.

    Dilma personifica, para mim, aquele pai autoritário de quem os filhos morrem de medo, aquela diretora de escola que, quando se era chamada em seu gabinete, se ia quase fazendo pipi nas calças, de tanto medo.

    Não existe em Dilma um só traço de meiguice, doçura, ternura.
    Ela tem filhos, deve ter gasto todo o seu estoque com eles e não sobrou nem um pingo para o resto da humanidade.
    Não estou dizendo que ela seja uma pessoa má, pois não a conheço; mas quando ela levanta a sobrancelha, aponta o dedo e fala, com aquela voz de general da ditadura no quartel, é assustador.

    E acho muito corajosa a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira, que enfrentou a ministra afirmando que as duas tiveram o famoso encontro. Uma diz que sim, a outra diz que não, e não vamos esperar que os funcionários do Palácio do Planalto contrariem o que seus superiores disseram que eles deveriam dizer. Sempre poderá surgir do nada um motorista ou um caseiro, mas não queria estar na pele da suave Lina Vieira.

    A voz, o olhar e o dedo de Dilma, e a segurança com que ela vocifera “suas verdades”, são quase tão apavorantes quanto a voz e o olhar de Collor, quando ele é possuído. Quando se está dizendo a verdade, ministra, não é preciso gritar; nem gritar nem apontar o dedo para ninguém. Isso só faz quem não está com a razão, é elementar.

    Lembro de quando Regina Duarte foi para a televisão dizer que tinha medo de Lula; Regina foi criticada, sofreu com o PT encarnando em cima dela – e quando o PT resolve encarnar, sai de baixo. Não lembro exatamente de quê Regina disse que tinha medo -nem se explicitou-, mas de uma maneira geral era medo de um possível governo Lula..

    Demorei um pouco para entender o quanto Regina tinha razão.
    Hoje estamos numa situação pior, e da qual vai ser difícil sair, pois o PT ocupou toda a máquina, como as tropas de um país que invade outro. Com Dilma seria igual ou pior, mas Deus é grande..
    Eles não falaram em 20 anos? Então ainda faltam quase 13, ninguém merece.
    Seja bem-vinda, Marina Silva. Tem muito petista arrependido que vai votar em você e impedir que a mestra sem mestrado, Dilma Rousseff, passe para o segundo turno.
    Outra boa opção é o atual governador José Serra que já mostrou seriedade e competência. Só não pode PT, Dilma e alguém da “turma do Lula”.

  8. olho no olho
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 21:09 hs

    Afff…não deu certo comício em curitiba, agora vão tentar em foz. Vão encher de paraguaios, pois os paranaenses não estão nem aí pra esta dilma.

  9. Bruno
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 21:36 hs

    “A não ser que haja um terremoto no céu, um tsunami no Paranoá ou um maremoto em Mato Grosso, a campanha já acabou”, completou o vice-presidente do PSB, Roberto Amaral.
    Esse pessoal está cantando vitória antes do jogo acabar, será que não sabem que política e futebol termina só após o apito final?

  10. Folha
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 21:58 hs

    Em uma reunião com os comandos do PT e do PMDB, o candidato do PDT ao governo do Paraná, Osmar Dias, cobrou nesta terça-feira mais empenho dos peemedebistas para reverter a vantagem de Beto Richa (PSDB) nas pesquisas de intenção de votos.

    Segundo Dias, o problema estaria no engajamento dos deputados do PMDB que estão fazendo corpo mole. “Vim pedir empenho do PMDB. A questão está nos deputados que estão fazendo corpo mole.

    As reclamações foram dirigidas ao presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, e o presidente do PMDB, Michel Temer, candidato a vice na chapa presidencial de Dilma Rousseff (PT).

    Na tentativa de acalmar Dias, os partidos confirmaram o comício com o presidente Lula em Foz do Iguaçu (PR) na quinta-feira. A presença de Dilma ainda não foi confirmada.

    Segundo pesquisa Datafolha divulgada semana passada, Richa, ex-prefeito de Curitiba, oscilou um ponto percentual para cima e agora tem 47% das intenções de voto.

    Dias (PDT) continua com 34% das intenções de voto, mesmo índice da pesquisa anterior, dos dias 9 a 12 de agosto.

  11. terça-feira, 31 de agosto de 2010 – 22:41 hs

    A Família de SERRA é ameaçada pela Turma da Campanha da dilmá.

    Quebraram o sigilo de Dona Mônica , mulher de SERRA e de Verônica ,filha de SERRA

    CRIME GRAVÍSSIMO
    Acho que seria caso de IMPUGNAÇÃO DA CANDIDATA.

    (claro que os BANDIDOS, vão querer processar as vítimas como de costume)

  12. quarta-feira, 1 de setembro de 2010 – 2:24 hs

    O PT JÁ NASCEU CORROMPIDO !

    Os escândalos que atingiram recentemente o DEM em Brasília e o PT na época do Mensalão são resultado de uma degradação da moral e da intelectualidade nacional que vem ocorrendo há duas décadas no País, analisa o filósofo Olavo de Carvalho. “Se o Brasil ficar assim mais cinco anos, ele não se levantará nunca mais”. O filósofo concedeu esta entrevista exclusiva ao Jornal de Brasília por telefone, de Richmond, no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, onde mora desde 2005. Na Academia, Olavo de Carvalho é considerado um crítico impiedoso das esquerdas brasileiras. Para ele, o Partido dos Trabalhadores enganou a sociedade.

    “O prestigio do PT cresceu pelo discurso de combate à corrupção. Mas a máquina de corrupção do partido já estava sendo montada há muito tempo”. Nessa avaliação, ele aponta que, no quadro partidário atual, o eleitor não tem opção, pois faltam candidatos que consigam ou sejam interessados em representar os anseios do povo brasileiro, que “é profundamente conservador, sobretudo no aspecto social”.

    Da mesma maneira, ele considera que há um monopólio de pensamento político no Brasil. “Isso não pode acontecer num país”. Os desafetos de Olavo de Carvalho o classificam de direitista convicto ou até reacionário, rótulo que ele desdenha. “Qual é o problema de ser de direita? É proibido? Não tem sentido você proibir a direita e ao mesmo tempo falar em pluralismo democrático. Em todos os países, há esquerdas e direitas. Agora, com quem vou debater isso no Brasil? Com pessoas indignas, cuja obra intelectual é zero? Imagine se eu vou querer que essas pessoas me respeitem ou me reconheçam!”

    Nos EUA, o filósofo ocupa o tempo com um curso de Filosofia a distância que tem adesão de vários alunos brasileiros. Ele também está preparando uma publicação sobre o pensador Mário Ferreira dos Santos.

    * * *

    O PT durante anos brandiu a causa da ética. Ao chegar ao poder foi desgastado pelo escândalo do mensalão. O DEM passou a levantar a mesma bandeira, mas foi tragado com o caso de Brasília. A defesa da ética tem alguma maldição?

    Em primeiro lugar, o prestígio do PT cresceu pelo discurso de combate à corrupção, mas a máquina de corrupção do partido já estava sendo montada enquanto isso acontecia. Tanto que foi organizado um serviço de inteligência privado do PT, que ficou conhecido como PTPol. A coisa foi denunciada pelo governador Esperidião Amin (Santa Catarina), mas nada se investigou depois. Em 1993, quando houve aquela famosa CPI da Corrupção, a máquina já estava montada, já fazia três anos que o PT fundara o Foro de São Paulo, associando-se a organizações de traficantes e seqüestradores como as Farc (Força Armadas Revolucionárias da Colômbia) e o Mir chileno ao mesmo tempo em que, em público, pregava a moral e os bons costumes. Todo aquele combate aparentemente moralista era para encobrir o esquema. O PT foi o partido que mais enganou a população, pois ele já nasceu corrompido. Em segundo lugar, a decadência moral dos partidos acompanha a decadência geral do Brasil, que se aprofundou muito nos últimos 20 anos.

    Para o senhor a desmoralização partidária é então resultado de um processo mais amplo?

    A decadência não se dá apenas no aspecto moral, ela aconteceu intelectualmente. Nossos estudantes invariavelmente tiram os últimos lugares nos testes internacionais, abaixo de gente que vem de países muito mais pobres. Note que a produção de trabalhos científicos no Brasil aumentou bastante nos últimos anos. Mas as citações de pesquisas internacionalmente diminuíram muito, mostrando que a produção nacional tem cada vez menos valor para o progresso da ciência no mundo. A produção de trabalhos científicos tornou-se mera empulhação quantitativa para facilitar a caça às verbas. Compare o Brasil dos anos 50 a 70 com o atual. Tínhamos então uma infinidade de escritores e pensadores de nível mundial. Hoje, “intelectual” é o Jô Soares, é o Luís Fernando Veríssimo, é o Emir Sader. É comparar Atenas com a Baixada Fluminense. No campo moral, até se você usar como referência líderes de esquerda do passado como Carlos Marighella e Luiz Carlos Prestes, não há qualquer menção de que eles tivessem se envolvido com negociatas, com corrupção. Tanto que recentemente houve o episódio de a filha do Prestes negar-se a receber qualquer indenização do Estado, porque para ela isso mancharia a imagem do pai. Até os esquerdistas eram mais decentes naquele tempo. Agora, esse pessoal que está aí, descaradamente, assalta os cofres do Estado. Eles também apelam à violência. Veja as mortes dos prefeitos de Santo André e de Campinas.

    Há luz no fim do túnel em outras legendas partidárias?

    Os outros partidos são cúmplices. Hoje não se pode falar de esquerda e de direita, o que se tem é um sistema único. Destruíram o quadro partidário do Brasil.

    O senhor defende que a polarização entre direita e esquerda ficou no passado?

    O Brasil não tem uma direita há muito tempo. Nas últimas eleições presidenciais, os discursos de todos os candidatos eram semelhantes. O Partido Democratas foi inspirado na esquerda americana. Portanto, não pode ser considerado exemplo de partido conservador.

    Como o senhor classifica o eleitor brasileiro? Desinformado e provinciano ou consciente, engajado, universalista?

    O povo brasileiro é profundamente conservador. Sobretudo no aspecto social. É maciçamente contra o aborto, o feminismo radical, as quotas raciais, o gayzismo organizado. No entanto, não há político que fale em nome do povo: estão todos comprometidos com os lobbies bilionários que protegem esses movimentos.

    Então a seu ver, falta hoje no quadro partidário quem traduza ou represente politicamente o pensamento da sociedade?

    Não há candidato que defenda os valores em que o povo acredita. Aí fica esse vácuo. E a nossa suposta direita está mais interessada em comer dinheiro do governo. Se só há candidatos de esquerda, então o eleitor vai votar em quem? Durante as eleições, os candidatos camuflam o seu radicalismo, mas depois de eleitos, quando se sentem firmes no poder, tiram a máscara. Na eleição seguinte, o contingente de eleitores novos não sabe o que se passou e confia de novo em candidatos que já enganaram a geração anterior.

    Por que os brasileiros votam em pessoas, em lugar de partidos?

    O discurso dos partidos não é nítido. Numa eleição na Inglaterra, por exemplo, você tem uma direita e uma esquerda bem definidas. Você sabe quem é quem. Aqui nos Estados Unidos ninguém ignora que a Hillary Clinton é de esquerda, que o Glenn Beck é de direita, tal como todo mundo sabia que Ronald Reagan era de direita e Jimmy Carter era de esquerda. Apesar disso, nas últimas eleições, os americanos parecem que copiaram o Brasil: a postura dos democratas e dos republicanos foi igual, os candidatos ficaram jogando confete um no outro.

    Há algum otimismo de sua parte quanto ao futuro do quadro político brasileiro, o senhor acredita em melhoras?

    Poder melhorar sempre pode. Mas depende da ação humana. O nível de coragem política diminuiu assustadoramente no Brasil. As novas gerações são muito covardes. Se o Brasil ficar assim mais cinco anos, ele não se levantará mais. Veja o caso do filme que foi lançado sobre a biografia do Lula. Se aqui o governo financiasse um filme sobre a vida do Obama, isso daria em impeachment. No Brasil, a realização do filme do Lula não gerou nenhum protesto organizado. A reação está vindo do povo, que não vai ver o filme no cinema.

    No seu modo de ver, como se dará à disputa entre a ministra Dilma Rousseff (PT) e o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), nessas eleições presidenciais?

    Os dois candidatos vão promover um campeonato de esquerdismo. Como o Serra tem alguns aliados conservadores, talvez ele venha com um discurso mais moderado, e sua eleição dê uma folga para que a direita possa se reconstruir, se ainda houver nela alguém interessado mais nisso do que em bajular a esquerda e participar do banquete de verbas públicas.

    Para o senhor a ausência de discursos e de programas de direita empobrece a política brasileira?

    O que o Brasil tem é um unipartidarismo disfarçado. Fui contra a exclusão da esquerda, durante o regime militar, como hoje sou contra a exclusão da direita. A normalidade do sistema deve estar acima das preferências partidárias, mas a esquerda se colocou acima do sistema, engoliu o Estado e o transformou em instrumento do partido. Note que nem mesmo os militares fizeram isso: no Parlamento, na mídia e nas cátedras universitárias havia mais esquerdistas naquele tempo do que direitistas hoje. Os milicos foram autoritários, mas não totalitários. Hoje estamos caminhando para o totalitarismo perfeito e indolor.

    Fonte: http://www.olavodecarvalho.org/textos/100131entrevista.html

  13. quarta-feira, 1 de setembro de 2010 – 10:29 hs

    Lugar ideal,é um dos poucos redutos eleitorais do sr.Osmar,tem mais paraguaio do que brasileiro,tiro no pé minha gente….rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs…

  14. DILMA - VIDA DE BÂNDIDA
    quarta-feira, 1 de setembro de 2010 – 12:33 hs

    COMPARE LULA X DILMA, LEMBRANDO QUE LULA NÃO É CANDIDATO.

    1945 – LULA: nasceu família pobre nordestina 1947-DILMA: família milionária de minas gerais 1952-LULA: a mae pega pau de arara e migra para são Paulo 1952-DILMA: fez escola no finissimo colégio Isabela Hendrix de BH 1959-LULA: entra SENAI e cursa torneiro mecânico 1959-DILMA: estuda no luxuoso colégio SION de BH 1964-LULA: lula tornbeiro mecânico sofre acidente e perde o dedo 1964-DILMA: ingressa no POLOP organização terrorista Que pregava implantar o comunismo 1968-LULA: filia-se ao sindicato dos metalúrgico do ABC 1968-DILMA- Filia-se ao COLINA grupo terrorista armado que executou vários assaltos a bancos em MG 1969-LULA: entra para o sindicato dos metalúrgico do ABC 1969-DILMA: perseguida pela policia foge para o rio , já liderava a violentíssima VAR PALMARES Organização terrorista do pais, roubam o cofre do ex gvernador ADEMAR DE BARROS em US$ 2 milhoes , e é procurada por todo brasil 1972-LULA deixa seu trabalho na Villares para tornar-se líder sindical 1970-DILMA; é presa em são Paulo, iria de encontro a outros terroristas de posse de metraladoras e granadas 1973-LULA inicia romance com Mirian Cordeiro com quem tem a sua filha Lurian 1973-DILMA: sai da cadeia e para se reunir ao seu segundo marido também terrorista que estava preso em rio grande do sul Entre 1973 a 1985 Lula lidera greves no abc, Lula é preso, funda o PT é candidato a prefeitura de são Paulo, luta pelas diretas já ao lado de Ulisses e é elito deputado constituinte Dilma só reaparece 12 anos depois como militante do PDT de Brizola e é colocada no cargo de secretraria municipal em porto alegre, DILMA CONHECE LULA somente em 2002, nunca foi eleita para nenhum cargo publico, o seu passado é um buraco negro, sem fotos e sem registros QUEM É A VERDADEIRA DILMA? QUEM NÃO TEM PASSADO DE AMOR AO BRASIL NÃO PODE GARANTIR FUTURO AO NOSSO PAIS

    JOSÉ SERRA – PRESIDENTE, PARA GARANTIR A DEMOCRACIA NO BRASIL

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*