'O Coração do PT de Lula bate por Chávez', diz FHC | Fábio Campana

‘O Coração do PT de Lula bate por Chávez’, diz FHC

Do Josias de Souza na Folha Online

A despeito dos êxitos que traz enganchados à biografia, FHC é um tanto mal-amado pelo PSDB. Na campanha, é mantido no almoxarifado, longe da vritrine.

No Brasil, a voz do ex-presidente soa não nos palanques, mas nos artigos mensais que leva às páginas. No exterior, em palestras e entrevistas.

Neste domingo (15), FHC se fez ouvir numa entrevista a jornal chileno. A certa altura falou do fascínio que o companheiro Hugo Chávez exerce pelos colegas latinos.

Insinuou que, Chávez, um falso esquerdista, é mais amado do que deveria. No caso do governo brasileiro, segundo ele, o sentimento se confunde com o “medo”.

No dizer de FHC, a gestão Lula se esquiva, por exemplo, de exigir que Chávez cumpra os compromissos que assumiu ao aderir ao Mercosul.

Acha que o governo Lula “tem uma indefinição a respeito dos valores que devem ser defendidos”.

Acrescenta: “O coração do Partido dos Trabalhadores, ao qual pertence Lula, bate por Chávez”.


30 comentários

  1. ALVARO
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 6:48 hs

    EXTRA EXTRA, VEJAM A FRAUDE DO DATAFOLHA NO BLOG DO LUCIO NETO

  2. Xulipa
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 8:14 hs

    Sai satanás.

  3. CLOVIS PENA --
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 8:22 hs

    Quando Fernando Henrique fala, é possível ver o limite entre o acadêmico e o profissional na política. A dinâmica da política normalmente invalida, ao menos em parte, os prognósticos calcados em teorias, mesmo quando baseados em fundamentos corretos.

    Lula, com seu bem elaborado projeto de ocupação do poder, leva uma vantagem imensa no sentido prático. Tanto que não deseja nenhum cargo visualmente importante, mas já sabe como vai comandar quem estiver no futuro em cargos importantes. Inclusive na Presidência da República.

  4. Carlos
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 8:41 hs

    E o coração do FHC e do PSDB bate poelas multiacionais.
    Depois de vender a preço de banana as estatais para multinacionais e não explicar o que fez com o dinheiro das privatizações vem falar do atual governo.
    O FHC cai fora.

  5. O Paraná perdeu mais uma
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 8:55 hs

    Lamentável a não escolha de Alvaro Dias para candidato a vice-presidente na chapa tucana. Quem assistiu ao Canal Livre, da Band, neste domingo, pode pressenciar o show que ele deu em Jose Eduardo Cardozo (o melhor quadro do PT, tavez o único). É o Paraná com complexo de tatu.

  6. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 9:19 hs

    Publica ai Campana, pois a matéria abaixo vem ao encontro da sua e da fala de Fernando Henrique Cardoso. (não me boicote pois, estamos percebendo que a imprensa no todo esta com medo de falar do passado sujo de Dilma, porque sera?).

    Dilma Rousseff e o companheiro Chávez
    por Ipojuca Pontes em 18 de julho de 2010 Opinião – Brasil

    Chávez e Dilma. Simpatias pelo ditador venezuelano são um alerta

    Durante a abertura da 2ª Cúpula América do Sul-África, realizada ano passado em Isla Margarita, na Venezuela, o ditador Hugo Chávez, com as bochechas infladas e a voz tonitruante de impostor latino, foi incisivo:

    – “Minha candidata é Dilma. Ela será a próxima presidente do Brasil. Sei que vão me acusar de ingerência, mas o meu coraçãozinho é que está falando: minha candidata é Dilma!”

    Lula, presente ao convescote amigo, lamentou ser uma desgraça Chávez não votar no Brasil, mas agradeceu o empenho do intrépido parceiro. Este, por sua vez, de braços dados com o sindicalista-presidente (fundador do Foro de São Paulo), foi ainda mais incisivo junto ao repórter de “O Globo”:

    – “Mas Lula não se vai, hein! Ele fica, assim como Néstor Kirchner, que se foi, mas não se foi”… – completou, reportando-se ao caso da Argentina, cujo governo, formalmente nas mãos de Cristina Kirchner, na prática é presidido pelo marido, Néstor, ao lado da gangue sindicalista.

    Por que Dilma Rousseff inspira tanta confiança em gente do porte de Chávez, o delirante ditador venezuelano?

    Bem, antes de tudo porque Chávez, de início fundador do “Movimento Quinta República” (considerado, então, de “extrema direita”), passou marcha a ré e, depois de ouvir Fidel Castro na ilha-cárcere do Caribe, tornou-se arauto da famigerada “Revolução Bolivariana”, um enclave cubano no seio da América do Sul.

    Com efeito, o tenente-coronel Hugo Chávez se constitui hoje, para a esquerda continental, um exemplo invejável de como conduzir o poder político para chegar ao Socialismo do Século XXI: por meio da força ou da manipulação institucional, sobejamente articulada, ele tem sabido impor ao povo venezuelano uma agenda de duras medidas revolucionárias, no entender dos seus “companheiros de jornada”, dignas da maior admiração.

    É fato: sob o tacão de Chávez, engrossado pelos bilionários dólares do petróleo, corrompem-se e dominam-se os poderes legislativo e judiciário; sufocam-se as liberdades de expressão; controlam-se sindicatos e fundos de pensões; reprimem-se nas ruas as massas insatisfeitas; desencadeiam-se perseguições férreas sobre presumíveis adversários – prendendo-os, exilando-os ou simplesmente matando-os; abastardam-se, por meio de subsídios ou ameaças fiscais, os empresários e as forças produtivas da nação.

    Ademais, para aliciar a vontade campesina com promessas alvissareiras, promulgam-se decretos de expropriações de “latifúndios improdutivos” para repasses de terras que jamais se concretizam; criam-se, com as “missões bolivarianas”, do tipo bolsa-família, práticas assistencialistas que só fazem prolongar a fome endêmica da população carente; e, por fim, para se manter as massas anestesiadas, promovem-se permanentes campanhas publicitárias tocadas por especialistas na arte de mentir em larga escala.

    Por outro lado, no plano político das relações internacionais, satanizam-se os Estados Unidos e o Estado de Israel ao apontá-los como responsáveis pelas mazelas prevalecentes nos países do chamado Terceiro Mundo.

    Cuba, Brasil, Bolívia, Nicarágua, Paraguai, Uruguai, Equador, Argentina e a própria Venezuela são países aos quais os integrantes do Foro de São Paulo julgam em condições políticas mais estratégicas para se compor a sonhada União Revolucionária Socialista da América Latina (URSAL), prevista para emergir nas próximas duas décadas – ou mesmo antes disso.

    No Brasil, em particular, as etapas para se chegar ao Socialismo do Século XXI foram claramente expressas no programa de governo da companheira Dilma, apresentado recentemente, em tom de controvérsia, à Justiça Eleitoral.

    De fato, em que pese ter causado alvoroço, o documento programático da candidata de Lula não traz nenhuma novidade, pois, como é notório, os seus itens básicos vinham sendo formulados há vários anos pelos mentores do Foro de São Paulo em parceria com a “ala mais avançada” do PT, ambos responsáveis pelo Programa Nacional de Direitos Humanos, o famigerado PNDH-3. (Aqui, vale lembrar, este documento de teor totalitário, encaminhado ao Congresso Nacional pelo Secretário Especial dos Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, foi repudiado em gênero, número e grau pela sociedade e instituições civis brasileiras).

    Mas em que consiste o programa de governo da companheira Dilma?

    De forma abreviada, o seu programa de governo, que incorpora sérias ameaças à democracia representativa (razão de ser do entusiasmo chavista), levanta, entre outros, os seguintes destaques:

    1 – Controle “social” da mídia, dando ao governo instrumentos para castigar jornalistas, interferir na programação, no gerenciamento e na propriedade das emissoras de rádio e TV.

    2 – Rever a Lei da Anistia, com o propósito de punir torturadores da era militar, excluída, no entanto, qualquer possibilidade de se penalizar subversivos e terroristas dos “anos de chumbo”, responsáveis por centenas de mortes, sequestros e atentados, hoje encastelados no aparato governamental.

    3 – Aumentar impostos para sobretaxar as grandes fortunas, no fundo uma manobra com o objetivo de garfar a poupança alheia e punir o empresário e o capital produtivo.

    4 – Abolição da propriedade privada, com a criação de uma “instância agrária superior” para impedir que juízes determinem a reintegração de posse de terras invadidas pelo bando do MST.

    5 – Legalização do aborto, em qualquer situação, por se tratar, tão somente, de um “problema de saúde”, alheio ao princípio do respeito à vida humana.

    6 – Ampliação dos poderes do Estado, com a criação de leis coercitivas e novas empresas estatais, conforme previsto pela “Revolução Bolivariana” de Chávez, cuja essência é a mesma que preside o “Estado Forte” do companheiro Lula.

    Como se vê, não há grande diferença entre o que faz e pensa o revolucionário Hugo Chávez e o que pretende fazer (e, em parte, vem fazendo) a companheira Dilma Rousseff, de formação marxista-leninista. Ambos, conforme deixam claro, querem consertar o mundo “injusto e desigual” pelas vias milagreiras do socialismo – o mesmo que levou Cuba à ruína e o povo da ilha-cárcere à miséria permanente.
    Os formadores de opinião da mídia amestrada, tal como era previsto, diante do programa radical enviado pelo PT ao TSE, no qual constava a rubrica da candidata, vêm considerando o documento surpreendente e contraditório. Eles se interrogam diante do óbvio: é de Dilma ou da ala radical do PT a autoria do programa levado à Justiça Eleitoral? Um documento que não leva assinatura, mas que é rubricado pela candidata, tem ou não tem validade? A versão radical do programa será ou não levada adiante por Dilma Rousseff, caso eleita?

    Para mim, nada disso tem muito significado, ou melhor: o seu significado é justamente o da controvérsia. Como se sabe, é da natureza socialista fazer a política do jogo duplo com o objetivo expresso de tungar a democracia. O próprio Lênin, amparado numa hierarquia fortemente centralizada, fez da ambiguidade uma estratégia política, atuando ora às claras, ora de forma dissimulada, mas sempre inversa ao que propunha ou escondia das massas. “Iludir, falsificar ou dizer a verdade” – afirmava Lênin nas suas Teses de Abril – “é o dever de todo revolucionário que, para desnortear a Duma (parlamento russo), queira conquistar e manter o poder”.

    Será que os brasileiros ainda não conseguirm entender a jogada do DITADOR LULA DA SILMA E SUA CANDIDATA BANDIDA?

    ACORDA BRASILLLL

  7. Teo
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 9:22 hs

    Fernando Henrique sera reverenciado no Brasil apenas depois de morto, da mesma maneira que aconteceu com Juscelino e Getulio Vargas, que apenas apos mortos e que se deu valor aos seus feitos e conquistas para o Brasil no periodo de seus governos.
    A estabilidade econômica com a consequente extinção ou bem proximo de foi obtida no governo de FHC, as privatizações de grandes “elefantes brancos” que pertenciam ao governo Federal tambem foi no governo FHC, tais como:(Hoteis, Siderurgicas, Telefônicas,Bancos Estaduais Deficitarios, Empresas Quimicas, Empresas de Tecidos, etc…). Portanto tal qual se faz aqui com Jaime Lerner, no Plano Nacional se faz com Fernando Henrique, na minha visão uma grande e tremenda ingratidão!!!!!!!!!!

  8. Robson, um paranaense
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 9:32 hs

    O teu coração, assim como o do Nêgo Pessôa, bate pelo Beto. Acho singelo, bonito, até emocionante. Sorte que vivemos em uma sociedade livre, onde o amor entre os homens pode ser demonstrado sem falsos pudores. Parabéns. Pena que a imprensa e os blogs, ao contrário da sociedade, não nos dão tanta liberdade assim.

  9. gilberto ibere abreu andrade
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 9:34 hs

    o ferrando brasil cardoso em uma ocasião foi chamado por glauber rocha de princepe do socialismo.e como ele estava errado.que empobrecimento
    intelectual. sem comentario.

  10. FISCAL DE REALEZA
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 9:38 hs

    OLHA BATER PELO CHAVES É RUIM MAS FOI MAIS RUIM QUANDO O CORAÇÂO DAQUELE VELHO GAGA FHC BATEU PELO BUSCHE E EUROPEUS
    ISSO DOEU NO BOLSO DE TODOS OS BRASILEIROS
    E LA SE FORAM AS EMPRESAS ESTATAIS QUE QUE ELE DOOU PARA AQUELES CANALHAS

    CALA BOCA FHC

  11. Anônimo
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 9:44 hs

    Blá, blá, blá, sai prá lá derrotado. Lula e o PT deram exemplo de democracia ao recusar a tese de nova reeleição de Lula. Acho que chavista mesmo é o FHC que chegou a comprar votos (Onaireves foi cassado por isso) para aprovar a emenda constitucional que permitiu sua reeleição.

  12. Anônimo
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 9:47 hs

    Blá, blá, blá, sai pra lá derrotado. O PT deu exemplo de democracia ao recusar a tese para nova reeleição de Lula. Chavista mesmo foi o FHC que chegou a comprar votos (Onaireves foi cassado por isso) para aprovar a emenda constitucional que permitiu sua reeleição.

  13. BIDU
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 10:12 hs

    FHC CALADO É UM POETA….TANTO QUE O SERRA O QUER BEM LONGE….

  14. jptorres
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 10:15 hs

    Dilma tecnicamente empatada com Serra na capital paulista (37 X 40). Isso segundo o DataSerra, da Falha, que sofreu mais um cavalo de pau. Essa é a reposta do povo ao FHC e tucanos afins, cujos corações batem pela Alca, venda do patrimônio público, deseducação, insegunrança…… etc….

  15. João
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 10:15 hs

    Ele pediu para esquecer tudo que havia escrito…
    Pretensão!
    Alguém já leu ou lê o que este néscio,com pinta de aristocrata escreve?
    Babão ,privatista!
    Ah…é do PSDB!

  16. antonio francisco da silva
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 10:19 hs

    dor de cortovelo ,é melhor bater por chavez que por busch,e Ariel Charom dois monstros modernos da humanidade,como o “sociólogo” fez .O PT e Dilma Agradecem.Toda vez que FHC abre a boca Serra desce.

  17. Jose Carlos
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 10:23 hs

    Uma as grandes diferenças entre nosso presidencialismo e o presidencialismo americano – o verdadeiro presidencialismo, mal imitado pelos “hermanos cucarachos del sur” – é o afastamento da cena política dos ex-presidentes, que se retiram elegantemente e discretamente para sua vida privada, esperando algum tempo até para publicar suas memórias… essa tradição tem preservado o presidencialismo americano em seus mais de 200 anos de história e evitado quarteladas e outras palhaçadas políticas, que acontecem com frequencia na américa latrina… Lula e FHC tem como característica comum o DNA cucaracho de todos os caudilhos, sejam estancieiros gaúchos, coronéis do nordeste ou doutores paulistas e cariocas… a vontade de aparecer, de cacarejar e chamar a atenção sobre si, de auto-ufanismo… nisso, todos eles são imbatíveis… essa é a trajetória impávida de nosso colosso brasileiro…

  18. PAULO
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 11:21 hs

    e o modelo do fhc de mello é o sarkozy!!!!

  19. RST
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 11:31 hs

    Noblat: Serra vai perder
    (Trecho final da coluna de Noblat no Globo de hoje).

    Alguém poderia me dizer que eu reproduzo a opinião do Noblat por conveniência. Serei obrigado a responder que… SIM! Mas não só por isso. Os leitores do meu blog sabem que tenho uma tese a respeito da necessidade de praticar a contrainformação. Haverá um momento em que a blogosfera terá força suficiente para caminhar com as próprias pernas. Por enquanto lançamos mão daquelas técnicas chinesas de usar a força do inimigo contra ele mesmo.

    Noblat se tornou um dos blogueiros políticos mais lidos do país durante o mensalão, quando seus posts pautavam CPIs no Congresso. Sua influência oscilou desde então, crescendo em épocas de crise e declinando nos períodos mais calmos.

    A posição de Noblat sempre foi explicitamente contra o governo Lula. A postura de seus escritos, ao longo dos últimos anos, foi se tornando cada vez mais arrogante, cobrando atitudes e posições de senadores quase como se estivesse dando ordens. O senador Pedro Simon chegou, certa feita, a pedir desculpas a Noblat por não ter seguido a pauta recomendada pelo blogueiro.

    Dá para notar, contudo, que o entusiasmo de Noblat arrefeceu. Surgiram outros blogs políticos muito mais interessantes, tirando o quase monopólio que o blogueiro exerceu por um tempo sobre a opinião política na internet. Seu blog hoje tem bem menos conteúdo do que há pouco tempo. Ele nem sequer se preocupa mais em fazer um clipping atualizado à noite, na hora em que saem as matérias quentinhas da redação. Apenas no dia seguinte ele reproduz, preguiçosamente, trechos das matérias da grande imprensa. Botou alguns carinhas escrevendo para ele uns textos insossos, tímidos, no máximo pegando no pé do Lula, pra variar.

    Mas ele ainda tem poder, tanto é que o Globo tomou a decisão empresarial de fornecer ao blogueiro a prévia das pesquisas encomendadas ao Ibope e ao Datafolha. Brincando com a idéia de Datapolvo, Noblat adianta o resultado principal. É o que fez, domingo, em relação ao Ibope a ser divulgado pelo Jornal Nacional nesta segunda-feira. Ele disse que Dilma estará 10 pontos à frente de Serra. Haverá ainda uma pesquisa Vox Populi a ser divulgada também nesta segunda-feira (ou talvez terça) pelo Jornal da Band. Se a vantagem de Dilma se confirmar, a candidatura Serra deverá enfrentar um processo irreversível de desmoronamento, como aliás já está ocorrendo.

    O impacto das pesquisas, neste momento da campanha, é arrasador. É impressionante como a militância reage imediatamente, fazendo festa, enfurecendo-se. Até mesmo o silêncio, quando existe, é barulhento. Quando vemos um jornalista tão comprometido partidariamente com o PSDB, e com um público formado majoritariamente por eleitores tucanos (como provam as enquetes que ele publica por lá), afirmar, em tom quase peremptório, que Serra vai perder as eleições, é evidente que isso produz um enorme desânimo para a já escassa militância tucana, mesmo entre a militância “paga”. Ninguém gosta de perder.

    Sem contar que a baixa arrecadação da campanha tucana provoca um temor enorme na rede de serviços e fornecedores, de não serem pagos. O site AmigosdoSerra, cujo aparecimento foi recebido com estardalhaço na mídia, e inclusive de maneira mentirosa, porque tratado como iniciativa espontânea, quando na verdade consistia num projeto bancado pelo PSDB, está fora do ar há semanas. Por quê? Ora, é óbvio. Houve algum calote e ou cancelamento de pagamento e a equipe responsável tirou o site do ar. Um blog não tem custo físico fixo nenhum. Por que tirar um blog do ar no meio de uma campanha? É desmobilização, desânimo.

    Caso essa história dos 4 milhões de reais que desapareceram da campanha tucana seja verdadeira, é muita cara de pau da imprensa não correr atrás de mais detalhes. É um caso típico de Caixa 2, satanizado pela imprensa como o crime mais hediondo do universo. Pois agora têm uma história nua e linda insinuando-se para eles deitada numa cama king size de uma suíte presidencial, e eles fingem ignorar a moçoila.

    # Escrito por Miguel do Rosário # Segunda-feira, Agosto 16, 2010

  20. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 14:39 hs

    FHC tem razão. Esta é a verdade que ninguem quer ver.

    O Socialismo da Dilma a fez debochar de pedintes
    Dilma debocha de um pedinte

    O candidato a vice presidente de Serra, Índio da Costa, declarou que há um envolvimento das FARC com o PT. Boa parte da imprensa caiu de porrete (Josias de Souza, da UOL, por exemplo). Cinismo, pois o fato é sabido e velho. E tentativa de suicídio. Isso só mostra o comprometimento da imprensa com o partido que tem em seu programa a corda para enforcá-la. Não é verdade então que o PT e as FARC são sócios na fundação do Foro de São Paulo? Não é verdade que Marco Aurélio TOP TOP Garcia declarou que o governo é neutro em relação às FARC?

    Não é verdade que o “padre” Olivério Medina, das FARC, circula sem peias pelos círculos petistas, a ponto de a mulher ser alta funcionária do governo federal, por ação de Dilma Roussef? A verdade precisa ser dita. O Le Monde do dia 18 deste mês traz reportagem justamente sobre o envolvimento de governos da America Latina com o tráfico de drogas. Parabéns ao Índio.

    Dilma Roussef é a mais veraz, justa e representativa da figura que Lula quer fazer, a bastonadas de populismo e ilegalidade, a mais importante e poderosa do Brasil. A imagem é a da Dilma garota, aluna do colégio chique, que ao abrir a porta de casa e deparar com um garoto de rua, num gesto de pretensa grandeza, rasga ao meio a única cédula de dinheiro que tem, dá ao pedinte uma metade, e conserva a outra. Não sei se ocorreu mesmo. Tenho minhas dúvidas. O compromisso com a verdade não é o forte da candidata. Tampouco é ela conhecida pela gentileza, pela delicadeza. Mas, se inventado, é “bene trovato”, como diriam os italianos.

    Porquê é um gesto típico do comunismo (ou “socialismo”, para usar palavra mais elegante) que ela professou com fervor, e talvez professe ainda. Porque praticar o “socialismo” é como fazer o que Dilma diz ter feito, só que milhões de vezes ampliado: um gesto vazio, estulto, que não beneficia quem recebe e prejudica quem dá. Que alegando dividir, diminui. Que toma alguma coisa que representa esforço e trabalho e o reduz a nada. Que promete e não cumpre. Que acena com um benefício que logo se consubstancia numa decepção. Uma grandeza que não existe e que apequena a outra parte. Só na roupagem uma bondade. No fundo, uma crueldade e um escárnio. Os marqueteiros acertaram em cheio. Até na figura de retórica de rasgar dinheiro como sinônimo de insanidade.

    É como fala uma das mais belas músicas do cancioneiro interiorano, o Mágoa de Boiadeiro: “Mas hoje em, dia, tudo é muito diferente/ Do progresso minha gente/ Nem sequer faz uma idéia”. A Dilma de hoje – que progresso – é milionária, e se antes tinha, como João Gilberto, uma nota só, além de um respeitável patrimônio tem agora cento e tantas mil notas só embaixo do colchão. O que não deve atrapalhar seu sono, já que, como foi revelado por ela mesma, em seus tempos de terrorismo, dormiu com fuzis e metralhadoras escondidos ali.

    JOSÉ SERRA – Presidente
    FORA PT/MST

  21. segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 15:53 hs

    depois desta declaração Dilma subiu dez pontos percentuais nas pesquias, continua falando fhc, voce é amigo do fujimori, aquele que ta preso por corrupção, do andreas rodrigues, que detonou o paraguais e outros ditadores, fala fhc, fala que a dilma gost.

  22. jose
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 17:56 hs

    A todos que comentaram e atacam FHC:

    É mentira ou verdade o que ele diz?

    Esté o problema do pt, nunca contesta a verdade, tenta sempre desqualificar quem a mostra. O pt e os petistas adoram ditaduras e se pudessem calariam a todos que são contra seus aliados como chavez, as farc, fidel entre outros.

    Duvido que o rst, o elvis, o antonio, o paulo, todos aí acima, sejam contra chavez, fidel e tantos outros ditadores todos os dias são bajulados e reverenciados pelos petistas…

    Acordem: ditadura é ditadura, seja de esquerda ou direita !!!!!!!!

  23. Perci Lima
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 18:52 hs

    ESSE BOCA DE SAPATÃO DO fhc NÃO TEM MORAL PARA CRITICAR NEM APONTAR O DEDO PARA NINGUÉM!

    XOU SATANÁS, XOU!!!

  24. walter
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 19:16 hs

    kkkk quem esse socialogazinho passado, sem nenhuma expressão internacional,ta mais pra uma louca invejosa

  25. OSSOBUCO
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 19:25 hs

    É claro que é mentira o que o FHC amestrado diz.
    O modelo dele é o Bush, quem é ele por falar por todo o PT, FHC demonstra o preconceito imbecil, idiota e simplório que as elites tem do PT. E olha que eu não sou petista, mas o que essa elite burra diz é algo que ninguém acredita, só os 5% que não gostam do governo Lula.

  26. Lelo
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 20:15 hs

    Esse cara é um chato!

  27. SOLANGE LOPES
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 21:30 hs

    Caçador de petistas. Você é um escriba de primeira linha. Os meus respeitos. Infelizmente, aquí no Brasil está se afigurando aquele velho ditado, ¨Todo povo tem o governante que merece¨. Nós porem, estamos com a nossa consciencia em paz, não vamos votar na guerrilheira.

  28. antonio carlos
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 22:45 hs

    Vou plagiar o baixinho, o Romário, o FHC calado é um poeta. FHC, por favor, talvez você até não tope o Serra, mas as tuas intervenções mais atrapalham do que ajudam. Da próxima vez que for dizer alguma coisa, ligue para os marketeiros do Serra e pergunte se pode dizer isto ou aquilo, assim você ajuda e não atrapalha. Ah mais uma coisa, o PT não existe como partido, ele até corre seríissimo risco de acabar, se o presidente sair dele, porque ele é o partido. E o partido é nada sem ele, igualzinho a muitos partidos políticos que existiram por aí, que quando o cacique morreu, eles morreram junto. ACarlos

  29. CAÇADOR DE PETISTAS
    terça-feira, 17 de agosto de 2010 – 14:15 hs

    SOLANGE LOPES.

    Obrigado pelas palavras de compreensão.
    Valho-me dizer que, não sou partidário, não recebo bolsa esmola deste governo imbecil e não sou cabedal, portanto, não devo nada a este imbecil petista e sua candidata quadrilheira. Apaenas, assim como você, venho tentando fazer com que o “resto” da população entenda o significado da palavra DEMOCRACIA e a importância do voto. Aliás, a liverdade de poder escolher livremente seus representantes conforme diz respeito a CEF art. 5º, sem a imposição que o fora da lei, Lula da Silva fem fazendo
    Se vai dar certo, não sei mas, importânte é saber que não me acovardei a esta corja de vagabundos do PT / MST.

  30. Danilo
    quarta-feira, 18 de agosto de 2010 – 12:04 hs

    Chávez é um “falso esquerdista”??? Imaginem se ele fosse verdadeiro…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*