Osmar e Beto "duelam" por prefeitos indecisos | Fábio Campana

Osmar e Beto “duelam” por prefeitos indecisos

Do Abraão Benício no Bem Paraná

Os dois principais candidatos ao governo do Paraná – Osmar Dias (PDT) e Beto Richa (PSDB) – estão dedicando as primeiras semanas de campanha para rodar o Estado em busca do apoio dos prefeitos. Tanto a coligação do pedetista como a do tucano estimam que cerca de 60 dos 399 prefeitos ainda estejam indecisos.

No papel, os partidos da chapa encabeçada por Dias (PDT/PSC/PT/PMDB/PR/PC do B/PT do B) comandam 232 municípios. Do outro lado da trincheira, os 14 partidos aliados de Richa reúnem 153 prefeitos.

Tudo isso em tese, já que na corrida eleitoral nem sempre a filiação partidária prevalece. Os dois lados trabalham para atrair administradores municipais do time adversário e as dissidências acontecem.

A direção estadual dos tucanos já chegou a recomendar ao prefeito de Chopinzinho, Vanderlei José Crestani (PSDB), que se afaste do partido durante a campanha. Crestani desagradou os correligionários ao formalizar apoio à candi datura de Osmar Dias.

Do outro lado, o prefeito de Castro e presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), Moacir Fadel, já anunciou que apoiará o ex-prefeito de Curitiba. Em São José dos Pinhais, o prefeito Ivan Rodrigues (PTB), apesar de seu partido integrar a coligação de Beto Richa, está na lista dos aliados de Osmar Dias.

Em Tijucas do Sul, José Altair Moreira é do PP, que integra o time de Richa, mas também está trabalhando pelo senador pedetista. Já o prefeito de Almirante Tamandaré, Wilson Goinski, é do PMDB, que está coligado com o PDT, mas manifestou apoio ao candidato tucano ao governo. Já o prefeito de Goioerê e presidente da Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão (Comcam), Luiz Roberto Costa (DEM); e o prefeito de Quarto Centenário, Oswaldo Changai (PSB) estão com Osmar. A coligação do pedetista afirma que 21 dos 25 prefeitos da Comcam já aderiram ao projeto.

Essa “infidelidade” além de tornar a disput a incerta, ainda dá margens a todo tipo de avaliações distintas. O candidato a vice-governador, deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB), garante que o grupo já conta com o apoio de cerca de 300 prefeitos. “Nossa folga é muito grande. Nos últimos oito anos, os prefeitos foram apoiados por um governo estadual do PMDB e federal do PT. Eles sabem dos benefícios que receberam para seus municípios. Nossa aliança reúne hoje cerca de 300 prefeitos”, afirma.

Pressão — Um dos coordenadores da campanha de Richa, o deputado estadual Valdir Rossoni (PSDB), garante que o grupo já rompeu a barreira dos 160 prefeitos aliados. “Já temos um pouco mais que os 153 prefeitos da coligação. Acho um número muito bom, já que somos uma candidatura de oposição. O governo do Estado e o ministro Paulo Bernardo estão pressionando”, comenta.
O candidato do PP ao Senado, deputado federal Ricardo Barros, garante que o fato de Richa estar na frente nas recentes pesquisas divulgadas pode fazer a diferença. “Política é um fato local. O fato do Beto estar na frente nas pesquisas deve atrair os prefeitos indecisos. Em dois anos, teremos eleições municipais e os atuais prefeitos têm que estar posicionados”, avalia.


13 comentários

  1. Ioio
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 10:41 hs

    É o indeciso batalhando pelos indecisos….. isso não vai dar certo…

  2. Carlos Toledo
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 11:00 hs

    A mais pura cegueiras é pensarem que só prefeitos conquista vótos para Governador haja visto que a lambaça eas rejeições são enormes na mairia dos municipios Parana arcaico e atraso este ponto de vista pois só ganha eleição que se alia com o povo sera que não aprederam com o Lula pois ele o Presidentefala a mesma lingua do povo apesar de eu nunca ter votado nele tenho que reconhecer que ele botou o resto no bolso.

  3. anonimo pcps
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 11:02 hs

    OS PREFEITOS ESTAO ESPERTOS COM OSMAR DIAS,. VAO DE BETO E JOSÉ SERRA.

  4. JUCA DE AMPÉRE
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 11:15 hs

    Olha, o que tem prefeito apoiando os dois candidatos, são bastantes. Cada dia abraçam um. Aprenderam com os cachorros grandes, a serem malandros. Vão enrolar até o fim, depois irão para o lado que estiver em melhores condições de ganhar a a eleição.

  5. gerson
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 11:47 hs

    os prefeitos nao sao bobo vao ir todos de beto pois no ortigao nao da de acredita nem se que decizao ele tem e ate o fim da eleiçao ele eo req vao acabar indo pro tapa e beto no primero turno com mais de 60% dos votos

  6. Pedro Paranaguá
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 12:31 hs

    Prefeitos do interior sabem que Osmar conhece cada região de modo particular e não apenas em época de eleição como algum traíra ou garoto propaganda de creme dental e pasta TRIN pra engomadinhos!
    Já disse e repito,Osmar só perde quando o Beto Indio da Serra diferenciar um Pé de Banana de um Pé de Café!

  7. Tuku Nare
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 12:45 hs

    O BETO vaiter que esperar uma nova oportunidade, pois na minha pesquisa o Osmar
    sera seguramente o futuro governador.

  8. Borduna
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 13:23 hs

    É isso aí, um verdadeiro troca-troca onde o eleitor entra com o…….

  9. Fernando Loyola
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 15:07 hs

    Na prática, no entanto, 140 prefeitos já estão com Osmar Dias e 160 fechados com Beto Richa.
    Não é por nada, mas os milhões de reais da campanha do Osmar Dias não vão comprar os prefeitos de “bem” do Paraná.

  10. Duval Simões Araújo-Londrina
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 15:21 hs

    Prefeitos são fundamentais para eleições que não despertam muito interesse do eleitor comum, ou seja de deputados e senadores em municípios de médio e pequeno porte. Para presidente e governador a coisa é diferente e a influência do prefeito não é grande a ponto de influenciar o resultado. Beto deve cuidar de sua campanha no rádio e TV e de alguma forma neutralizar um pouco a mídia paga pelos governos estadual e federal no rádio e TV (Grupo RPC/Gazeta, Massa, Bem Paraná, Hora H e Diário Popular, salvo engano meu) flagrantemente a favor da candidatura oponente. A coligação de Osmar, por ser sem afinidades e compromissos futuros, logo entra água, pois deputados irão cuidar da sua horta, assim como os candidatos ao senado Requião e Gleise, pois o risco é eminente de serem derrotados.

  11. Marcos Pop
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 15:42 hs

    Beto e coligados só se preparem com o dinheiro que o PT costuma despejar na na campanha nos últimos dias para tentar comprar a eleição.
    Fiscalizem e denunciem pois o TRE do Paraná é confiável.

  12. Jacarezinho
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 17:38 hs

    …e tem alguns na moita, que tem recursos pendentes no Governo.

  13. Jacarezinho
    terça-feira, 27 de julho de 2010 – 22:25 hs

    Que a Justiça Eleitoral, o Ministério Público, atentem bem para as movimentações financeiras do ex-prefeito de Cruzeiro do Oeste, o filho do Zé Dirceu, candidato a federal. Inflacionou o mercado. Uma grana preta prá vereador de cem votos prá cima. Prá prefeito, a grana chega esverdear.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*