Na Faep, Beto Richa recebe Plano Diretor para o Agronegócio | Fábio Campana

Na Faep, Beto Richa recebe Plano Diretor para o Agronegócio

O candidato da coligação Novo Paraná ao Governo do Estado, Beto Richa, recebeu na manhã desta segunda-feira (5), em Curitiba, o Plano Diretor para o Agronegócio, proposto pela Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep). “O interior, onde 70% da população dependem do agronegócio, está estagnado”, afirmou o presidente do Sistema Faep, Ágide Meneguette. Além da Federação da Agricultura, compõem o Sistema Faep o Senar Paraná e o Sindicato Rural.

“O agronegócio deve ser prioridade para o Governo do Paraná, uma vez que é a base de nossa economia”, afirmou Beto. “Precisamos de uma gestão competente, dinâmica e vigorosa, que possa garantir uma estrutura de governo com mais qualidade e força para dar as respostas que a sociedade espera.”

Ao receber o documento, Beto afirmou que o Paraná precisa de um novo jeito de governar, com austeridade no uso dos recursos públicos, uma administração moderna e com espírito democrático. “Se não formos competentes na gestão dos recursos públicos, o governo não terá dinheiro para fazer os investimentos necessários que promoverão as transformações que a sociedade anseia.”

O economista Antonio Poloni, assessor da presidência da Faep, avalia que o Paraná parou no tempo. “A participação do Paraná no valor bruto da produção agropecuária do Brasil vem caindo ano a ano”, observou Poloni, ao informar que a participação paranaense era de 17,9% em 2002 e foi de 13,9% em 2008. As razões do declínio estão ligadas ao baixo investimento em infraestrutura e à falta de ações integradas do Governo do Estado de apoio à agroindústria. “Se resolvermos alguns gargalos de infraestrutura, por exemplo, podemos nos tornar mais competitivos no exterior”, disse Poloni, lembrando que o Paraná também vem perdendo mercado externo nos últimos anos.

FOMENTO AO SETOR PRODUTIVO

A saída para esta estagnação, de acordo com o setor produtivo, depende do fomento à produção de maior valor agregado e do aumento da renda dos produtores rurais. “São duas questões cruciais para retomar o desenvolvimento”, disse Poloni. Para executar essas diretrizes, o Sistema Faep propõe a criação da Agência de Desenvolvimento do Agronegócio, uma entidade de direito privado e diretamente vinculada ao governador, para gerir os instrumentos de política agroindustrial que o Estado dispõe e vier a criar. “Essa Agência tem que ser ágil, ter mobilidade e uma equipe de técnicos de alto nível para atuar na atração e fomento para novos empreendimentos. O Paraná precisa retomar a sua capacidade de planejamento”, disse o assessor do Sistema Faep.

Beto afirmou que todas as propostas apresentadas serão analisadas pela equipe técnica que trabalha na elaboração do Plano de Governo. “Tudo que foi colocado aqui é importante e viável para o Estado. São boas propostas e vamos analisar para incorporá-las ao nosso Plano de Governo, que será registrado em cartório para que a sociedade paranaense possa acompanhar e fiscalizar nossa gestão.”


22 comentários

  1. NÓIS DO INTERIOR
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 15:41 hs

    Agora somos todos BETO.

    Depois que o Osmar se aliou com o PT.

  2. Anderson Flores
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 15:48 hs

    A Agricultura terá que contar com o apoio do Beto Richa, pois se for depender de Osmar e do MST do PT e das cachorras do PMDB nada vai sair só de propostas!
    O Paraná do Fururo e da Agricultura conta com a posição e apoio de Beto Richa!

  3. caminhoneiro alerta
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 16:00 hs

    Anderson Flores tudo o que você falou é verdade.Veja o desrespeito o governo pede para plantar trigo e depois de plantado baixa o preço eos agricultores do Paraná ficão com o prejuizo eo seu Osmar que é do lado do homen de Brasilia não fala nada.É realmente está na hora de mudar é Beto governador do nosso Paraná.

  4. alex ribeiro
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 16:12 hs

    esse sim vai ser o nosso representante;nao o vendido do ex representate Osmar

  5. Fazendeiro
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 16:16 hs

    Osmar perdeu o bonde,não vai a lugar nenhum.

  6. Junior
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 16:33 hs

    A AGRICULTURA É BETO… Osmar se vendeu por 30 moedas pra um partido que entrega as terras nas maos desses bandidos do MST

  7. segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 18:06 hs

    Paraná é Beto Richa

    Osmar que fique com MST/PT

  8. ILDO BALDO
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 18:11 hs

    GENTEM ESSE BETO É DA TURMA DO LERNER
    E OS AGRICULTORES SABEM QUE O O LERNER E SUA CORJA ACABOU COM OS AGRICULTORES DO PARANÁ
    POIS O SUJEITO NÂO ENTENDEM NADA DE COSTRUÇÂO DO QUAL TEM DIPLOMA EM AGRICULTURA NÂO SABE DESTINGUIR SE É AROS OU FEIJÂO
    AI DEVE SER SIM O OSMAR E O ZUCCKI ESSES CONHECE E RESPEITAM OS TRABALHADORES RURAIS
    O RESTO É HISTORIA

    O BETO MESMO ENTENDE BEM EM PRIVATIZAÇÔES E ACABOU

  9. caminhoneiro alerta
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 18:35 hs

    Anderson Flores você está certo.Olha o desrespeito com o produtor rural o governo manda plantar trigo o produtor planta e depois de plantado vem o governo e baixa o preço minimo deixando o produtor com o prejuiso.Eo seu Osmar que é do lado do homen la em Brasilia não fala nada.Por isso é hora de mudar Beto governador por um novo Paraná.

  10. Anônimo
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 18:53 hs

    Às duas questões enunciadas pelo Dr. Poloni como necessárias ao retorno de índices de produtividade agropecuários crescentes em nosso estado,deve-se somar a questão da segurança ao patrimônio produtivo.O governo que finda – Requião , Pessuti – incentivou o terrorismo no campo por meio dos vândalos do MST, permitiu a destruição de propriedades rurais produtivas e suas sinergias, instalou o caos e a desconfiança na área agrícola.
    Evidentemente não há como incrementar produtividade agrícola
    sob tais condições.Devemos corrigir o “status quo” elegendo canditados dignos e com perfil legalista.

  11. Alcântara
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 19:33 hs

    Que bom que todos os paranaenses estão procurando “demitir” Osmar, o candidato malabarista que depois de uma bolada acabou pendendo para uma coligação com PT e PMDB.Estas pessoas que acima se manifestaram mostra que nós agricultores precisamos de apoio e não de acordos com pessoas e partidos que incentivam as invasões em todo Brasil,de pessoas como Pessuti que fala bonito mas não agrega, só enrola e ainda o caal se faz de coitado que não tem nada a ver com a reportagem da VEJA,chega pessoal,chega de MST,Requião,Pessuti, de enrolation e td aquela corja.Estou com meu colegas acima e vamos fazer um NOVO PARANÁ.

    abraço a todos

  12. paulo
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 19:52 hs

    valeu agid valeu faep eu como agricultor estou com o beto nao com mst que nem o vendido que so usou os agricultores do parana pra se promover crie vergonha na cara osmar

  13. Anônimo
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 21:01 hs

    É to vendo só a turma da Secretaria de Abastecimento da Prefeitura, Norberto, Malucelli, Vera Zardo, Gusi, eu outros tantos todos do Jaime…………. vai ser uma maravilha, teremos como consultor o Poloni o Hermas Brandão …………. vai ser uma festa………

  14. Bicudo
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 21:01 hs

    É to vendo só a turma da Secretaria de Abastecimento da Prefeitura, Norberto, Malucelli, Vera Zardo, Gusi, eu outros tantos todos do Jaime…………. vai ser uma maravilha, teremos como consultor o Poloni o Hermas Brandão …………. vai ser uma festa………

  15. caminhoneiro alerta
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 21:10 hs

    Anderson seu comentario está certo.O governo federal manda platar trigo eos prudutores rurais planta ai ele baixa o preço minimo deixando os agricultores do Paraná com o prejuizo.E o seu Osmar que é do lado do homen la de Brasilia não fala nada em defesa dos produtores do Paraná.É por isso que devemos mudar com Fruet senador Beto governador e Serra presidente o Paraná pode muito mais.

  16. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 21:26 hs

    Aos que hoje acusam Beto de candidato da capital, ele responde que quando prefeito os mesmos o acusam de pé-vermelho. Pronto, matou a crítica vazia e besta.

  17. Andre
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 21:38 hs

    Osmar juntou-se com os bandidos do MST…viagem sem volta…

  18. jorge
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 21:41 hs

    Ágide nosso presidente, espero que a FAEP tome uma postura
    de orientação onde politicos que se unem ao PT e MTS como Osmar Dias não recebam votos dos agricultores. Estou cançado de traição. Osmar você é um taraira.

  19. curioso
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 21:44 hs

    Junior: me diga o nome de um conhecido teu que perdeu as terras para os bandidos do MST.
    Não vale amigo do primo do cabelereiro da tua mulher.

  20. Renovaçao
    segunda-feira, 5 de julho de 2010 – 23:29 hs

    O Beto Richa e o melhor e mais bem preparado para ser o Governador do Parana e competente e representa toda a sociedade do Parana,politica empresarial estudantil e do setor produtivo e principalmente as pessoas que mais precisam de açoes de boas politicas publicas do Governo.Se posiciona de maneira firme e nao se vende por promessas vinda do Governo Federal por ministerio;estou falando do Osmar Requiao Pessuti e de quem ta mamando no governo que e a Gleisi

  21. Lelo
    terça-feira, 6 de julho de 2010 – 0:05 hs

    Ele sabe o que é um Plano Diretor?

  22. aposentado
    terça-feira, 6 de julho de 2010 – 10:53 hs

    O Beto escolheu bem seu vice, mas se tivesse escolhido o Ágide, estaria também muito bem servido.Mas com certeza estará junto nesse empreitada de que é de fazer do nosso Paraná um estado de respeito.
    Chega desses enganadoras que parecem piás moleques brigando em festa, estou falando dos dois cabeças brancas.
    Cuidado Beto tem um que está querendo colar em você e é traira ele e os seus criadores de gafanhotos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*