PF prende 31 por tráfico de aves | Fábio Campana

PF prende 31 por
tráfico de aves

Da Folha de Londrina

A Polícia Federal (PF) já prendeu 31 pessoas até o meio-dia desta quarta-feira (30), durante a Operação São Francisco, de combate a crimes ambientais. Entre os presos, estão dois diretores de administração e fiscalização do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), um coronel da Polícia Militar que já comandou a Força Verde e um assessor do Tribunal de Contas do estado. A PF não divulgou o nome dos acusados.

No início da manhã, três pessoas, consideradas líderes da quadrilha, já haviam sido presas em São José dos Pinhais. Entre eles estava Marcio Rodrigues, de 49 anos, considerado o maior traficante de aves do Brasil. Outras três pessoas foram presas em Maringá e Cianorte, no Noroeste, e em Londrina, no Norte do estado.

As prisões ocorreram mediante mandado expedido pela Vara Federal Ambiental da Capital. Em todo o estado, já foram apreendidas centenas de animais silvestres. A PF conta com a ajuda do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para catalogar os animais. Em Cianorte, foram apreendidas aves de aproximadamente 60 espécies.

Investigações

A PF investigou o caso por oito meses. Para a operação, foram expedidos 32 mandados de prisão e 42 para busca e apreensão, que estão sendo cumpridos em residências, empresas e repartições públicas. Também foram decretados o sequestro dos bens de uma empresa e de uma pessoa física e mandados de prisão e de busca e apreensão para cumprimento no exterior, com apoio da Interpol.

As buscas e prisões estão sendo realizadas em Curitiba, São José dos Pinhais, Londrina, Maringá e Foz do Iguaçu, no Paraná; Florianópolis, em Santa Catarina; e em São Paulo, Ribeirão Preto, Araraquara, Piracicaba, Campinas e Capivari, em São Paulo.

Diretores do IAP e ex-comandante da Força Verde estão entre os detidos

De acordo com as investigações da PF, a quadrilha traficava, principalmente, aves da fauna brasileira, que eram vendidas no exterior por altos preços. Além disso, espécies da fauna de outros países eram importadas ilegalmente para venda no mercado clandestino.

Os animais que forem encontrados vivos em cativeiro vão ser apreendidos pelo Ibama e vão ser encaminhados para um centro de triagem de animais. Se houver viabilidade técnica, os animais que foram trazidos ilegalmente para o Brasil vão ser devolvidos para seus países de origem.

Operação

A Operação São Francisco foi deflagrada para a repressão de crimes ambientais, especialmente para os maus-tratos de animais, tráfico internacional de espécies das faunas nativa e exótica, de receptação, formação de quadrilha, falsificação de sinais públicos, tráfico de influência, crimes contra a ordem tributária e de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.


4 comentários

  1. amigo pm
    sexta-feira, 16 de julho de 2010 – 18:12 hs

    É lastimavel neh senho coronel justamente o senhor que nunca quis saber os argumentos dos policiais que foraum acusados neh para o senhor quando falavaum que um pm era corrupto o senhor vinha moendo neh!! agora vem com essa conversinha ora meu querido que isso
    rsss
    A vantagem sua é que é oficial e jamais sera punido normal da pm do parana
    mais foi bom mesmo assim

  2. ESTAMOSDEOLHO
    quinta-feira, 29 de julho de 2010 – 10:41 hs

    SE A MODA PEGA, SERIA FÁCIL COMBATER OS CORRUPTOS;
    TEM SOLDADOS E CABOS, COM PATRIMÔNIOS ACIMA DE QUALQUER CORONEL, SERÁ GUARDANDO DOLARES NA CUECA TAMBÉM. SÓ SERÁ RESOLVIDO A QUESTÃO, UMA FAZENDO UMA DEVASTAS NO PATRIMÕNIOS DE TODOS AGENTES PÚBLICOS, (POLÍTICOS, MILITARES, PROFESSORES, ENFIM, EM TODOS OS LADOS EXISTEM CORRUPTOS) É O PAIS DE FAZ DE CONTA. ONDE ESTA O PODER JUDICÍARIOS QUE É MUITO TÍMIDO COM RELAÇÃO A CORRUPÇÃO NESTE PAIS.

  3. sidinei
    terça-feira, 5 de outubro de 2010 – 12:12 hs

    Por que não aparece foto do Marcio Rodrigues na imprensa? Por que ele ja esta em liberdade?

  4. Celso Silva
    terça-feira, 15 de novembro de 2011 – 16:54 hs

    Putz, acusações feias.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*