Justiça determina prisão de vereador acusado de estupro | Fábio Campana

Justiça determina prisão de vereador acusado de estupro

Conhecida da estudante que teria ajudado no crime, mentindo para a adolescente para convencê-la a ir a um motel, também foi presa e requerida na ação penal

Está foragido da Justiça o vereador Vanderlei Roberto Silva, da Câmara Municipal de Palmas, vulgo “Cabrito”. Ele foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná em junho do ano passado pelo estupro de uma adolescente de então 14 anos. À época, o MP-PR também conseguiu a prisão preventiva do vereador, mas ele obteve um recurso judicial e ficou detido por apenas cinco dias.

Na última semana (27), porém, os desembargadores da 5ª Câmara do Tribunal de Justiça do Paraná reconheceram, à unanimidade, a necessidade da prisão, restabelecendo, assim, os efeitos da preventiva. As Polícias Civil e Militar de Palmas já estão de posse do mandado de prisão, mas desde ontem Cabrito não é visto na cidade. Uma conhecida da menina, Iotânia Ferraz de Campos (ou “Tânia”), que teria ajudado o vereador a cometer o crime, levando a garota ao motel onde foi praticada a violência, também requerida na ação penal, já está presa.

A denúncia foi proposta pela promotora de Justiça Danielle Garcez da Silva, que hoje foi intimada da decisão do TJ-PR. A prisão agora só pode ser questionada junto aos tribunais superiores. Como resume a Promotoria em seu pedido de preventiva:

“Eleito pelo povo palmense, detentor de elementos aptos a influenciar a opinião pública e conhecedor da engrenagem de uma Câmara Municipal, e certamente das leis, o denunciado infringiu todos os postulados da ética, da moral e das normas. Optou pelo caminho do crime, crente na impunidade, vez que acreditava que praticaria um delito contra os costumes, contra a liberdade sexual, aliás, o pior deles, o estupro, e que permaneceria impune. Desta senda, tem-se que a ética e a moral são indissociáveis do ser humano. Percebe-se, claramente, a conduta criminosa do denunciado VANDERLEI ROBERTO SILVA, vulgo “Cabrito, para, mesmo sendo casado, conseguir satisfazer sua lascívia à custa de uma adolescente de apenas 14 (quatorze) anos de idade e que ainda era virgem, com o auxílio de sua comparsa, a denunciada IOTANIA FERRAZ DE CAMPOS.”


5 comentários

  1. nome aos bois !!!
    terça-feira, 1 de junho de 2010 – 14:24 hs

    Esse vereador é filiado ao PSDB !!! e ocupava a vice-presidencia de palmas….

    se fosse um vereador de outro partido a enfase da manchete na midia seria sobre o vereador do partido tal, mas como é do partido dos tucanalhas nada é mensionado.

    mas a verdade deve ser dita ele é do PSDB!

  2. eumesmo003
    terça-feira, 1 de junho de 2010 – 14:28 hs

    Qual o partido dele alguém sabe?

  3. "Cabrito" vai virar Ovelha !!!
    terça-feira, 1 de junho de 2010 – 15:12 hs

    Certamente está sendo preparada uma COMISSÃO (nome sugestivo, não?) que não deixará faltar companhias para as noites que passará na prisão…

    Vai ficar muito “popular” na comunidade carcerária !!!

  4. Da CIC
    terça-feira, 1 de junho de 2010 – 15:23 hs

    O Partido da menina…

  5. fernando
    sexta-feira, 10 de setembro de 2010 – 9:44 hs

    Segundo comentários da população de Palmas que conhecia a garota, a menina não era mais virgem, saia a tempo com outros parceiros vários segundo populares, ele se ferrou por que tinha inimigos politicos que provavelmente convenseram a menina a registrar queixa uns 6 meses depois do ocorrido, é o que eu sei.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*