Venda de bebida alcoólica para menor pode acabar em cassação do alvará | Fábio Campana

Venda de bebida alcoólica para menor pode acabar em cassação do alvará

A Câmara de Curitiba acaba de aprovar o projeto que prevê punições mais rígidas para os comerciantes que venderem bebida alcoólica a menores de 18 anos.

Na primeira autuação o infrator receberá uma advertência, na segunda multa de R$ 1 mil, na terceira multa de R$ 2 mil e na quarta cassação do alvará.


7 comentários

  1. Vinhoski
    segunda-feira, 10 de maio de 2010 – 17:42 hs

    Na quarta vez? Muito condescendente. Tinha que apertar mais nas multas (brasileiro só obedece a lei que dói no bolso dele), algo escalonado geometricamente R$ 5 mil, R$ 15 mil e assim por diante.

    E cassar na reincidência, nada de dar quatro chances pro vagabundo ficar destruindo a piazada.

  2. Arno Bach Filho
    segunda-feira, 10 de maio de 2010 – 17:49 hs

    Mais um projeto de suma importância do vereador Tico Kuzma. Parabéns nobre vereador.

  3. Miguel Machado
    segunda-feira, 10 de maio de 2010 – 18:07 hs

    Faltou mencionar o autor da lei: Tico Kuzma

  4. Juca
    terça-feira, 11 de maio de 2010 – 0:22 hs

    Quatro colheres de chá?

    Multinha de 1.000, e depois, colher de cha de 2.000?

    Projetinho ridículo.

    Típica “punição a la brasileira”

  5. Austragésilo Penaforte
    terça-feira, 11 de maio de 2010 – 10:23 hs

    A pergunta é uma só, sem desmerecer o projeto do ilustre vereador.
    Quem vai fiscalizar se a lei está sendo cumprida?
    Serão contratados mais fiscais?
    Lei parecida existe proibindo a venda de cigarros a menos e, no entanto, é apenas mais uma lei. Pois, cigarro é vendido a qualquer um independente da idade.

  6. Estatística
    terça-feira, 11 de maio de 2010 – 11:55 hs

    Austragésilo: é muito mais recompensador contratar aspone com cargo em comissão que fiscal concursado que sabe mais que o chefe (comissionado).

    Todas as esferas de fiscalização, federal, estadual e municipal, sofrem da falta de funcionários concursados. Todas as reportagens sobre erros e falhas terminam com algo semelhante a “faltam fiscais”.

  7. Austragésilo Penaforte
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 0:15 hs

    Estatística: você tem razão. É lamentável, mas é a realidade. Enquanto isso, surgem novas leis e os problemas continuam ou, quando não, gera corrupção, suborno, troca de interesses inconfessáveis. Enfim, o jeitinho brasileiro…

    É preciso mudar. Eis a questão! Mas, quem disse que os que dominam o sistema querem mudar alguma coisa?

    Do jeito que está, tá bom! Se arrumar, estraga…
    Durma-se com um barulho desses.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*