Reajuste de aposentados deve ser condizente com a realidade, diz Vargas | Fábio Campana

Reajuste de aposentados deve ser condizente com a realidade, diz Vargas

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na última terça-feira, 04/05, o reajuste de 7,72% para as aposentadorias da Previdência Social acima de um salário mínimo. O índice corresponde à inflação acumulada pelo INPC que mede a variação de preços da cesta de consumo das famílias de baixa renda, com salário de um a seis mínimos, entre os dias 1º e 30 do mês de referência. Abrange nove regiões metropolitanas do País (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém, Porto Alegre e Curitiba), além do município de Goiânia e de Brasília.

O deputado André Vargas é defensor da tese de quanto mais o governo puder dar melhor será, fazer o melhor possível para as pessoas, mas argumenta que é preciso ponderar as necessidades com a realidade possível do governo. “O reajuste concedido para o salário mínimo pelo Governo Lula é muito acima da inflação e já supera os 300 dólares. Na época do Fernando Henrique nunca chegou a 100 dólares. Portanto, os aposentados que recebem um salário tiveram um ganho. Pretendemos dar um ganho maior para os que recebem mais que um salário”, reforça.

No entanto, Vargas alerta que o reajuste aprovado pela Câmara é máximo que é possível conceder e ainda será analisado pelo Presidente da República. “Um porcento que se concede aos aposentados, significa 1 bilhão a mais nas contas públicas. Estamos ainda num processo de articulação, a votação ainda vai ao Senado, mas temos que ter muito zelo para fazer o que é possível pagar”, alerta.

Segundo ele o reajuste inicial seria em torno de 4,5%, teria portando a soma da metade do PIB, que equivale a 6,14%, “no entanto nós conseguimos chegar a 7,72%, agora precisamos da aprovação do Senado, algo, além disso, é demagogia, é querer prometer sem poder cumprir, como muitos deputados estão tentando fazer, provavelmente por se tratar de um ano eleitoral”.

O defende ainda uma política de recuperação das aposentadorias e não apenas uma disputa política. “Vi deputados do PSDB, cujo ex-presidente Fernando Henrique chamou os aposentados de ‘vagabundos’, defendendo reajuste de 10% e 12%. Isso não é razoável”, defende.

Hoje, a aposentadoria por tempo de contribuição pode ser requerida após 35 anos de contribuição para homens, ou 30 para mulheres. O valor da aposentadoria resulta do cálculo das médias dos maiores salários de contribuição a partir de julho de 1994 – entram no cálculo apenas os 8 maiores em cada 10 salários de contribuição.

Vargas lembra ainda que o governo ainda garante assistência para aqueles que nunca contribuíram, o chamado benefício continuado para as mulheres com mais de 60 anos e homens com mais de 65 anos, mesmo para aqueles que nunca fizeram contribuição com a previdência.

Fator Previdenciário – Também foi aprovada ainda outra emenda à MP 475 que acaba com o fator previdenciário a partir de 1º de janeiro de 2011. O fator previdenciário é o dispositivo que altera o valor da aposentadoria ao considerar idade e tempo de contribuição para o cálculo do benefício.


14 comentários

  1. Zangado
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 18:08 hs

    Enquanto isso o governo adota a política da “baixa da folha de pagamento” para “atender” os aposentados e pensionistas do serviço público federal, vale dizer, espera que eles morram na fila de espera de seus reajustes, já defasados de 14 anos.

    Não reconheceu a paridade entre eles e os da ativa no tocante à gratificação por desempenho, obroigando-os bater às portas da Justiça, que deu-lhes ganho de causa e agora não implantam o direito. Isso é política petista quando no governo, bem diferente de quando estavam do lado de fora.

    O Ministério Público Federal deveria dar atenção a este ilícito, a esta prevaricação, ofensiva, inclusive, aos direitos do idosos.

    O PT no governo tornou-se companheiro da Morte para administrar o serviço público !

  2. JULIA DE PRANCHITA
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 18:20 hs

    E aí PTzada, se vocês estivessem na oposição, o que diriam ?
    ´Queremos ver as desculpas que a Boneca Barbie e o nobre presidenteg vão dar ao povo brasileiro. Porque no passado, resolviam tudo, agora que estão no poder, é bom sentir as dores, quero meu aumento……..ou vou aumentar a campanha pro SERRA

  3. PERCI LIMA
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 18:34 hs

    ESSE DEPUTADO NÃO DEVE TER VERGONHA NA CARA PARA VIR COM UM CONVERSA MOLE DESSAS. ELE SABE, E MUITO BEM, QUE O QUE ESTÁ QUEBRANDO O BRASIL É A FALTA DE MORAL DOS POLÍTICOS COM SEUS SALÁRIOS ABSURDOS E A CONTRATAÇÃO DE MILHARES DE CARGOS COMISSIONADOS, CUJA MAIORIA SÓ SERVEM COMO CABOS ELEITORAIS DELES.

    ALIÁS, NÃO SÓ DELES, COMO OS DAS ASSEMBLÉIAS E CÂMARA DE VEREADORES DE TODO O BRASIL.

    O QUE PODE QUEBRAR A PREVIDÊNCIA É O DESVIO DE RECURSO DA PREVIDÊNCIA PARA ATENDER OUTROS PROJETOS DO GOVERNO BRASILEIRO.

    ESSA MISÉRIA QUE ESSES DESAVERGONHADOS PREGAM COMO UMA DAS CAUSAS DE POSSÍVEL QUEBRA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL É MENTIROSA E DEMAGÓGICA,

    ESSES DEFENSORES DO PRESIDENTE LULA, QUE MENTIU NAS ELEIÇÕES PASSADAS QUE IRIA REVER ATOS DO FHC E NÃO O FEZ, TAMBÉM É UMA ATITUDE MENTIROSA E DEMAGÓGICA DO SEU LULINHA PAZ E AMOR.

    CRIEM VERGONHA NESSA CARA DESLAVADA SEUS POLÍTICOS SAFADOS, OS ROUBOS PERPETRADOS NO CONGRESSO E NO SENADO DA REPÚBLICA POR SARNEY, RENAN CALHEIROS, DANIEL DANTAS,SEVERINO NÃO SEI DAS QUANTAS ET CATERVA, ISSO SIM É PASSIVO DE QUEBRAREM O BRASIL TODO, NÃO SÓ A PREVIDÊNCIA.

    OLHA A GORDURA DESSE DEPUTADO, O ANDRÉ VARGAS, AÍ ESTÁ O DINHEIRO DOS POBRES COITADOS DOS APOSENTADOS, ENERGIZANDO ESSE PORCO GORDO DESGRAÇADO E MENTIROSO.

    E TENHO DITO.

  4. Calunga
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 18:42 hs

    Essa petezada não esquecem o FHC. A inveja que o PT tem do FHC e muito maior da inveja que o Requião tem do Lener. Os tempos são outros, deixem de olhar pelo retrovisor e aprovem logo esse aumento(que ainda é ridículo) porque os aposentados vão dar o troco.

  5. salete cesconeto de arruda
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 19:04 hs

    Julia

    Esqueceu que o FERNANDO HENRIQUE DO PSDB NOS CHAMOU DE VAGABUNDOS?
    E ainda não percebeu que o Serra está sendo o nosso PILATOS?
    Mas que coisa…

  6. Borduna
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 19:13 hs

    Vão jogar tudo no colo do,Lula. Tá saindo mesmo.

  7. antonio francisco da silva
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 19:17 hs

    estranho,muito estranho? A turma do Demo e do tucanato defendendo os aposentados,quando eles estavam no governo diziam sem qualquer serimonha que o “problema” da previdencia era os aposetando o então presidente FHC chamou-os de “vagabundos”.Veja Só! A raposa eo gambá unidos na proteção ao galinheiro

  8. João
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 20:01 hs

    Eh! partidinho de vagabundos e corruptos. Venha a nós e ao vosso reino nada?

  9. JULIA DE PRANCHITA
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 20:52 hs

    Cai fora salete, se fazendo de bonitinha. Pergunto-lhe por que até agora o Lula não acabopu com o fator prevbidenciário que o FHC criou ? A resposta ´e simples, ser estilingue é tão bom, agora ser governo é outra coisa. Dinheiro não se cria, não se copia, se transfere,,,,,,,,,,,,,,,,cai na real

  10. lapeano
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 22:26 hs

    Deputadinho de merda, quando oposição era um cachorro irracional…Tinha que ser dado reajuste, mesmo que quebrasse o país…. Agora, vem com uma conversa mole de que não pode. Vá se fud…..Salete, vc parece e é vagaba..

  11. jose
    quinta-feira, 6 de maio de 2010 – 23:05 hs

    salete, comenta aí o que tua candidata fala:

    ” Dilma evita comentar reajuste de aposentados

    ANDREZA MATAIS
    SOFIA FERNANDES
    da Sucursal de Brasília

    A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, esquivou-se de comentar sobre o possível veto do presidente Lula ao reajuste de 7,7% aos aposentados, aprovado ontem pela Câmara dos Deputados. “Eu nunca fiz isso e nunca farei considerações a respeito de atos do presidente”, afirmou. “

  12. Alberto
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 6:25 hs

    Mas o cara vai comparar 300 dólares agora com 100 dólares lá atras? Ele está levando em consideração o quanto vale o dólar no mundo hoje? O poder de compra? A paridade? O índice Big Mac ou qualquer coisa assim? Fala para despreparados, fala “como” despreparado mas no fundo é mais um dos “300 picaretas que o Luis Inácio falou…”

  13. Marcos Calonga
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 8:24 hs

    No mínimo falta de vergonha na cara, desse e de todos os políticos.
    Se precisam economizar, então parem de roubar o $$ público!
    Dizer que aumentar este salarinho de fome não é possível, não passa de DEMAGOGIA, uma especialidade dos nossos políticos de M….
    Dinheiro para viagens de parentes têm!
    Dinheiro para roubarem têm!
    Dinheiro para esconder na cueca, na meia, nos bolsos, nas bolsas, têm!

  14. Pedro Vigário Neto
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 14:32 hs

    – Condizente com a PQP;

    – Parem de roubar. Parem de desviar. Parem de contratar gente para ser ASPONE (Assessor de Porra Nenhuma). Coloquem gente competente para administrar o País;

    – Algumas regrinhas básicas de boa administração e vai sobrar dinheiro para pagar aposentadorias JUSTAS, melhorar SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA PÚBLICA, etc;

    – E você que anda votando na quadrilha, vê se acorda. NÃO REELEJA NINGUÉM. Vamos começar tudo de novo. Vamos tentar;

    – Tô de saco cheio.

    Abraço.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*