Pessuti tenta monopolizar créditos pelo fim da multa do Banestado | Fábio Campana

Pessuti tenta monopolizar créditos pelo fim da multa do Banestado

O governador Orlando Pessuti trava com o senador Osmar Dias uma batalha discreta e silenciosa para receber a maior parte dos créditos políticos pelo fim da multa do Banestado. Foi Osmar o autor do projeto de resolução aprovado pelo Senado no dia 28 de abril que desobrigou o Paraná de pagar uma multa de R$ 7 milhões mensais pelos títulos podres do antigo Banco do Estado do Paraná, mas Pessuti martela a tese que o fim da multa só foi possível porque ele se tornou governador em 1º de abril.

O senador pedetista já estava empenhado pessoalmente em uma luta contra multa três anos antes de Pessuti ter assumido o governo do Paraná, mas a um observador desatento pode parecer que a questão só foi resolvida porque Pessuti se tornou governador. “Conseguimos resolver em 28 dias, o que não foi resolvido em sete anos”, exultou Pessuti em entrevista a rádio CBN, onde enfatizou que somente depois de sua ascensão ao governo que o caso foi solucionado.

Nas sete últimas matérias produzidas pela Agência Estadual de Notícias comemorando o fim da multa, Osmar Dias é mencionado em apenas duas. E o senador pedetista aparece nessas matérias da Agência – que pertence a Secretaria de Comunicação do governo estadual – sempre em posição secundária, como coadjuvante na solução do problema da multa, ou exaltando a atuação decisiva que Pessuti teria tido na vitória do Paraná no Senado.

Um exemplo típico é a matéria de sete de abril em que Osmar Dias é citado no final do texto. Osmar aparece no texto enaltecendo a ação de Pessuti na solução do problema da multa. “Nesta sexta, em Maringá, o senador Osmar Dias, autor do projeto de resolução aprovado pelo Senado, lembrou a importância do apoio do Governo do Paraná para o fim da multa imposta ao Estado por conta de títulos podres adquiridos à época da privatização do Banestado, em 2000”, relata a matéria da Agência de Notícias.

Na seqüência a matéria da Agência reproduz um trecho selecionado de uma fala de Osmar que dá a entender que o protagonista da solução do problema da multa é Pessuti: “Foi a maior conquista do Paraná no Congresso Nacional. Tivemos um resultado fantástico graças à parceria que tivemos com Pessuti e deputados paranaenses. Essa integração permitiu que o Paraná se livrasse dessa guilhotina imposta pelo governo federal. Só tenho a agradecer a todos aqueles que ajudaram”.

Governador novo e candidato a reeleição, não é de estranhar que Orlando Pessuti faça todo o possível para faturar politicamente o caso da multa. Osmar Dias, no entanto, também deseja ter sua participação reconhecida, afinal também é candidato. Mesmo avesso as badalações o senador começou a ficar preocupado com idéia que possa aparecer no episódio, para o eleitor menos informado, como uma espécie de despachante de luxo. Por isso autorizou o partido a marcar com força sua participação decisiva no episódio da multa em uma série de eventos públicos.


19 comentários

  1. analogia
    terça-feira, 18 de maio de 2010 – 19:35 hs

    Vamos fazer uma analogia com o Futebol…

    Final de campeonato, jogo 0 a 0! O time ja deu varios chutes a gol e o maximo que conseguiu foi acertar a trave, e de raspao! 40 minutos do segundo tempo!

    o Ponta esquerda se machuca e eh substituido por um jogador um tanto quanto desconhecido… A torcida fica esperancosa, mas apreensiva!

    O “novato” entre em campo e recebe a bola, faz uma tabelinha com o armador do time, dribla os zagueiros e em menos de um minuto decide o jogo…

    De quem eh o merito da vitoria?

    Parabens Pessuti. Voce merece os meritos da vitoria!

  2. Lelo
    terça-feira, 18 de maio de 2010 – 19:39 hs

    Esse Pessuti é um oportunista sem noção! Parabéns Senador Osmar porque o mérito é só seu!

  3. Polêmico
    terça-feira, 18 de maio de 2010 – 20:02 hs

    E o Pesuti esta certo o Osmar fez o projeto mas não lutou para que o mesmo fosse aprovado e só foi aprovado por conta do empenho do Governador Pesuti junto aos Senadores.

  4. Prof Luiz Gonzaga
    terça-feira, 18 de maio de 2010 – 20:26 hs

    Sem sombra de dúvida a conquista foi da união dos políticos que sempre defenderam o paraná , daqueles que criaram esta dívida (Grupo lernista).Mas com certeza, a liderança e Carisma do Pessuti em conseguir unir estas forças fez a diferença. do contrário teria acontecido antes.

  5. olho no olho
    terça-feira, 18 de maio de 2010 – 20:44 hs

    Oras, mas tá certo o Pessutão. Afinal, se assim nao fosse, o Osmar teria conseguido resolver antes o impasse. Não se tira o mérito do Osmar, mas se não fosse Pessute o Governador, a multa ainda persistiria.

  6. Bem te vi
    terça-feira, 18 de maio de 2010 – 21:53 hs

    Méritos todos tem, mas o Pessuti foi quem juntou a bancada de deputados federais paranaenses que lutaram dentro de seus partidos pela solução do problema.Ai foi a vez do Abelardo Lupion que trouxe vários senadores do DEM, do Paulo Bernardo que conversou com o PT, do Pessuti e do Rocha Loures que conversaram com o PMDB e unidos conseguiram resolver num dia.

    Mas o maestro de tudo foi o Pessuti que conseguiu fazer todo mundo ficar junto em prol de um objetivo!

  7. Dilermando Gomes
    terça-feira, 18 de maio de 2010 – 22:11 hs

    O Pessuti entrou de gaiato nesse navio. Foi o senador Osmar Dias que resolveu essa parada, agora o gordo guloso quer faturar esse feito como se fosse dele. Se manca Pessuti, vai procurar a tua turma.

  8. jean
    terça-feira, 18 de maio de 2010 – 22:30 hs

    ELEITORES O OCORRIDO QUANTO A MULTA QUE O PARANÁ PAGAVA NO CASO ITAU, É UMA DEMONSTRAÇÃO DE INCOMPETÊNCIA ,ARROGÂNCIA E DESMANDO DO REQUIÃO. PORQUE OS INTERESSES DOS PARANENSES DEVE SOBREPOR AS VAIDADES PESSOAIS.
    E O OSMAR, E PESSUTI FIZERAM A SERIEDADE QUE A POLÍTICA PRECISA.
    PRIMEIRO LUGAR O INTERESSE POPULAR.

  9. Laurentino Souza
    terça-feira, 18 de maio de 2010 – 22:59 hs

    O Requião Doidão e o Osmar ficaram anos dando cabeçadas com essa multa. Chegou o Pessutão, maneiro, esperto, bom de papo e traçou os caras do Senado em menos de um mes. Tem mais é que comemorar mesmo. O Requião e o Osmar ainda estariam se batendo. Vai fundo Pessutão!

  10. Luis Adolfo Kutax - Contenda
    terça-feira, 18 de maio de 2010 – 23:26 hs

    A PASSOS FIRMES PERCEBE-SE O POSICIONAMENTO DO OSMAR + PESSUTI + GLEIZE ASSUMINDO PONTOS DE CREDIBILIDADE, E CRESCENDO….
    SEGUE EM FRENTE PESSUTI, DEUS ESTÁ CONTIGO…

    http://www.tribunaregionaldalapa.com.br/index.php?mod=3&id=370

  11. André Luiz
    quarta-feira, 19 de maio de 2010 – 7:37 hs

    Osmar anda numa fase de má sorte. Primeiro levou um tombo do PT, agora até o bolo fofo do Pessuti quer passar a perna no senador.

  12. JOÃO LUIZ
    quarta-feira, 19 de maio de 2010 – 8:31 hs

    Não vamos tirar o mérito de quem é devido, voces blogueiros de plantão tem que ter um pouquinho de inteligência. O Osmar tem seus méritos pois o projeto era seu, mais ele não conseguiu resolver isso ao longo dos 7 anos com Requião, já com Pessuti que é um Estadista nato e tem a cultura da união de todos em prol de nosso Paraná, foi possivel fazer algumas manobras politicas e somar um grande resultados para os dois.

    E o Beto que votou a favor da privatização do Banestado e ajudou a colocar o Paraná nessa fria o que voces dizem???

    Vamos ser justos e gratos por ter pessoas com a indole de Pessuti e Osmar que pertencem a partidos politicos diferentes mas
    tiveram a humildade de conversar e resolver em alto nível.

    Parabens aos dois, o resto bobagem de malandro de plantão, o povo sabe com quem estão lidando e irão escolher o que será melhor para o Paraná

  13. patty
    quarta-feira, 19 de maio de 2010 – 10:06 hs

    Qualquer um que imagine que a vitória foi de um ou de outro só pode ser ingênuo. Essa vitória nada mais foi do que uma decisão política, as vésperas de uma importante eleição, onde picuinhas entre políticos foram deixadas de lado tendo em vista algo maior: eleição. O que ocorreu foi um monte de puxas, que passaram para o outro lado do muro assim que o Pessuti pegou a caneta na mão…

  14. PT/FAROL/PR
    quarta-feira, 19 de maio de 2010 – 10:37 hs

    FOI VOTADO COM O APOIO DOS SENADORES FLAVIO ARNS E ALVARO DIAS (PSDB) COM O APOIO DO RELATOR ACM JR (DEM).O PROJETO ESTAVA AGUARDANDO UMA ARTICULÇÃO MENOS AGRESSIVA . NÃO ERA VOTADO PARA MANTER O DISCURSO NA ELEIÇÃO DE 2010. (QUANDO EU VOLTAR COMO SENADOR VOU ACABAR COM ESTA MULTA QUE NÃO PERMITIU FAZER OS CAMINHOS DA LIBERDADE, ESCOLAS ,HOSPITAIS,MELHORIAS NA SEGURANÇA.)

  15. Polaca Azeda
    quarta-feira, 19 de maio de 2010 – 12:18 hs

    Não dá pra entender o Pessuti é uma negação em casa
    e agora esta se achando o tal como Governador.

  16. alemão
    quarta-feira, 19 de maio de 2010 – 12:27 hs

    50% de mérito pra cada um não tá bom? No fundo foi bem assim; o Osmar começou a luta e o Pessuti reuniu as condições para continuá-la.A criança tem 2 pais.

  17. thiago
    quarta-feira, 19 de maio de 2010 – 13:00 hs

    o site do Fabio campana esta enganado, a multa era de 60 milhoes.

  18. Cigano
    quarta-feira, 19 de maio de 2010 – 16:54 hs

    Esse ano a eleição para Governador não terá um homem de pulso forte como Requião!!
    Então só vai ser festa dessa turmada
    Beto Richa Lerner se ja fazia festa na prefeitura vai arrasar com o estado
    Osmar Dias nem sei o q dizer
    E o Pessutão????
    deus me livre!!

  19. Euclides
    quinta-feira, 20 de maio de 2010 – 21:35 hs

    Por enquanto dinheiro que é bom, nada.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*