Para a torcida do PT, Osmar não desiste | Fábio Campana

Para a torcida do PT, Osmar não desiste

Euclides Lucas Garcia da Gazeta do Povo

Dada como certa até o fim de março, a aliança entre PDT e PT para a disputa ao governo do estado começou a desmoronar diante da exigência do senador Osmar Dias de que a petista Gleisi Hoffmann fosse candidata a vice. O PT, porém, não abriu mão de que ela disputasse uma vaga ao Senado. Apesar do impasse e ainda que o acordo entre os dois partidos não se concretize, o presidente estadual do PT, deputado Ênio Verri, disse não acreditar que Osmar vá desistir da candidatura.

Para Verri, a derrota do senador na última eleição ao governo estadual por apenas 10 mil votos e os números das últimas pesquisas de intenção de voto dão um indicativo de que, dificilmente, Osmar abandonará a disputa. O petista, no entanto, não esconde o descontentamento com as dificuldades criadas pelo pedetista para fechar aliança com o PT.

“Oferecemos o apoio do presidente Lula, o tempo de televisão, 30 prefeitos e mais de 300 vereadores e pedimos muito pouco. Só queríamos a vaga ao Senado e abriríamos mão de todo o resto”, afirmou. “Tudo foi acertado em uma reunião com o presidente Lula, mas, na semana seguinte, o Osmar mudou de ideia.” Diante do quadro atual, Verri disse que o PT tentará um acordo com o PMDB ou, então, lançará candidato próprio à sucessão estadual.

Caso Osmar desista da candidatura ao governo do estado e aceite a coligação com o PSDB, é provável que ele concorra à reeleição ao Senado. Para a vice do tucano Beto Richa, o nome mais cotado é o de Zucchi. O PSDB, porém, não indicou nomes para as duas vagas que está disposto a abrir aos pedetistas na chapa majoritária.


16 comentários

  1. Rede PDT Brasil
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 12:36 hs

    EDITORIAL DA REDE PDT, NESTA QUARTA-FEIRA: O senador Osmar Dias – que é líder do PDT no Senado – apontou os problemas que mais dificultam a formação de palanque para Dilma Rousseff (PT) e viabilização de sua própria candidatura ao Governo do Paraná, neste momento: “Quando disputaram a eleição contra mim (em 2006), PT e PMDB se uniram. Agora que seria para me apoiar estão separados”. Ocorre que sem o apoio de pelo menos um desses partidos da base de sustentação do governo Lula a situação fica complicada para o senador, é verdade, mas isto pode ser revertido mais adiante no período das convenções partidárias: “Eu só penso em uma opção [ser candidato a governador] porque se pensar em outra desmobilizo todos os meus companheiros”. Quando à eleição presidencial, Osmar não se mostra precipitado quanto à posição do PDT paranaense, mesmo evidenciando qual seria sua opção pessoal: “Tenho que esperar um pouco mais para responder essa pergunta. Por enquanto, só posso dizer que conheço muito o Serra e pouco a Dilma”. As eleições presidenciais e a sucessão no Paraná voltam à pauta nesta quarta-feira em Brasília, onde se encontram lideranças pedetistas como os prefeitos Paulo Mac Donald (Foz do Iguaçu) e José Baka Filho (Paranaguá), com o senador Osmar Dias e o ministro do Trabalho, Carlos Lupi. Pelo que se vê as sucessões, tanto a federal quanto a estadual – andam como as nuvens, mudando conforme os ventos. Que rolem as águas até o último minuto (23h59 do dia 30 de junho), como afirmou há poucas semanas o senador pedetista, apesar das apunhaladas petistas e dos afagos tucanos.

  2. Calunga
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 12:42 hs

    Esse Ênio Verri está enterrando o PT no Paraná, e, por conseguinte, as candidaturas da Gleisi e da Dilma. Acorde rapaz.

  3. PARANAGUÁ
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 12:57 hs

    PTzada vcs sao incompetentes voltem para a caverna
    dara:
    serra
    beto
    osmar
    francichini
    fruet

  4. WILSON ANTONIO
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 13:22 hs

    DILMA – PRESIDENTE
    OSMAR – GOVERNADOR
    GLEISI – SENADORA

    VAMOS A LUTA!!!

  5. quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 13:27 hs

    É divertido de ver o desespero do PT. Elles se acham tãoo bons , então porque o “partido” não tem candidato próprio ?

  6. SunTzu
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 13:48 hs

    Já pensou se o Osmar Dias vira Governador? Uma decisão para trocar uma lâmpada do Palácio das Araucárias vai demorar uns 4, 5 meses; importará em reuniões com todo o Secretariado para deliberar se a lâmpada fria é melhor que a quente, se a luz azul é mais clara que a branca, se não é melhor aguardar mais um pouco, pedir um parecer detalhado para a Copel… Enfim… Será um governo acelerado…

  7. ERNESTO
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 13:59 hs

    OSMAR DIAS ,ACEITA LOGO A PROPOSTA E ACABA COM ESSA INDECISÃO!
    CONTINUARÁ SENADOR , BETO RICHA SERÁ GOVERNADOR E A ALIANÇA SERIA MANTIDA.
    APESAR DE QUE A SUA VONTADE SERIA QUE VOCE FOSSE O GOVERNADOR E O PSDB ESCOLHESSSE O VICE!
    INFELIZMENTE NÃO SERÁ ASSIM ,CONTUDO ,SE CONSIDERARMOS A PROPOSTA DO PSDB NA ATUAL CIRCUNSTANCIA NÃO É RUIM NÃO!
    SE ESPERA A TAL DA PESQUISA PARA DECIDIR PODE SER QUE PERCA NOVAMENTE O TREM DA OPORTUNIDADE QUE ESTA BATENDO A SUA PORTA!

  8. TUKU NARE
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 14:14 hs

    omar nao seja bobo, a Dilma vai se eleger, e precisa muito de gente como VC, PARA
    fazer um bom governo, pense cara.

  9. PATO BRANCO
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 14:18 hs

    o osmar nao tem palavra falava que o outro nao tinha agora eu vi quem nao tem alguen vai ter corage de vota nele pra senador

  10. muito bom
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 14:49 hs

    CADE A SALETE????? ALGUEM VIU????

    HU CADE A SALETE SUMIU!?

    Sua bola de cristal quebrou? oq passou? hahaha

    Salete cesconeto agora é salete se escondendo!!!

  11. PETISTA
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 14:54 hs

    O Ênio (fantoche do casal Bernardo) e a meia duzia que paralizou o PT no Parana a um ano, caindo no conto do ruralista Osmar Dias, deveria reconhecer que não tem condições de conduzir mais nada e deixar a direção para que, mesmo sendo tarde o PT tenha candidato próprio e possa utilizar os espaços eleitorais para fortalecer a candidatura Dilma e dizer ao Paraná o que seria um governo do PT. Aqui se planta, aqui se colhe. Fora Enio (fantoche do casal Bernardo)

  12. pedro henrique
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 15:10 hs

    oi fábio,

    é verdade o boato de que essa semana o Dr. Rosinha foi para Brasília conversar com Paulo Bernardo e a coordenação da Dilma, para acertar ponteiros de sua (Dr. Rosinha) ao governo do estado? Você tem como checar esta informação junto a suas fontes?

  13. MARIO SIGUEIRA
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 15:50 hs

    Mas está Ptzada do PT é idiota mesmo, até o escritorio virtual que avia sido montado por Osmar na N. Srª da Luz, já começou a ser desmontado hoje, sou um dos profissionais da equipe já recebemos e fomos dispensado.
    Osmar Dias é candidato ao Senado na chapa de Beto Richa.

    Para o SENADOR OSMAR DIAS a corrida ao Governo do Estado acaba aqui.

    Estamos tristes.

  14. Sergio Guerra
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 15:56 hs

    O PT REALMENTE NÃO CONHECE O SENADOR OSMAR DIAS.

    OU VOCEIS ACHARAM QUE ELE IRIA LEVAR TODO O DESAFORO PARA CASA.

    TEM GENTE QUE AINDA FALA

    “mas resta ainda o Pessuti”

    Resta mesmo, o Pessuti no estado é o Bobalhão da criançada. se toca PT.

    PARA PT, PMDB E DEMAIS A FESTA ACABOU NO PARANA

  15. ARNALDO
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 15:58 hs

    E AGORA PT
    E AGORA PT
    E AGORA PT

    ADEUS PT PARANA
    ADEUS DILMA

    SERRA PRESIDENTE.

  16. JUCA DE BELTRAO
    quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 17:00 hs

    E aí, seus bonzão do PT. Quem vai ser candidato ? A Lygia, já olhou no espelho e viu que não tem chance. Vai André Vargas, vai Enio Verri, Vai Gleisinha……..tão se cagando tudo….Mais uma vez, querem coligar para ter alguma tetinha, pois o café de vocês não enche nenhuma xícara……Fazem de 5 a 8% dos votos válidos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*