Nota Oficial da Assembleia sobre invasão do Ministério Público | Fábio Campana

Nota Oficial da Assembleia sobre invasão do Ministério Público

A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná lamenta a invasão das suas dependências por parte do Ministério Público.

Referida medida é fruto de extremo excesso já que a Assembléia está colaborando de maneira inequívoca com todas as investigações em curso comandadas pelo Gaeco de Londrina.

O estado de exceção que está sendo imposto lembra os tempos anteriores à redemocratização do Brasil.

Os excessos cometidos colocam em risco a democracia, as instituções legalmente constituídas e o estado de direito. Estão previamente condenando e suplantando o direito ao contraditório e a ampla defesa.

1 – quanto ao pedido de afastamento do diretor de pessoal, a Mesa Diretora já definiu e informou ao Ministério Público acerca da instauração de sindicância bem como o afastamento do diretor até que referido procedimento administrativo seja encerrado.

2 – quanto às prisões de pessoas que foram ou são funcionários do Legislativo, a Mesa Diretora reafirma que decisões judiciais devem ser cumpridas.

3 – a Assembléia Legislativa vai continuar colaborando com todas as investigações comandadas pelo Ministério Público.

4 – no que compete a administração do legislativo estadual, uma sindicância já foi concluída e encaminhada ao Ministério Público, processos administrativos já foram abertos e estão em curso. Outras sindicâncias estão em andamento. Os resultados serão enviados para as instituições competentes.

A Assembléia Legislativa do Paraná lembra que iniciou um processo de transparência e corte de gastos em 2007 quando da posse da nova Mesa Diretora. Tal processo tem permitido um maior controle do Legislativo Estadual por parte da sociedade paranaense.

Neste momento de crise é preciso respeito às instituições e ao devido processo legal, sob pena de que a implantação de tribunais de exceção, comandados por setores que tiveram os seus interesses confrontados e que agem de maneira questionável, com o objetivo de apagar marcas do passado, coloque em convulsão a sociedade e a democracia paranaense.

Curitiba, 8 de maio de 2010

Diretoria de Comunicação da Assembléia Legislativa do Estado do Paraná


50 comentários

  1. Borduna
    sábado, 8 de maio de 2010 – 17:09 hs

    É preciso esclarecer o que a nota quer dizer com “APAGAR MARCAS DO PASSADO”. O MP ESTARIA AGINDO EM CAUSA PRÓPRIA? Se essas marcas exitem por quer a ALEP já não às publicou?

  2. Ticiana
    sábado, 8 de maio de 2010 – 17:19 hs

    Qualquer coisa menos ditadura. Não conheci a outra e não quero nunca conhecer isso. Estudei bastante o tema e é evidente que nossa liberdade duramente conquistada está em perigo. Mas PQP.

  3. Observador
    sábado, 8 de maio de 2010 – 17:25 hs

    A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA ESTA COLABORANDO? SO A MESA DIRETORA DA AL ACREDITA NISSO. PARABENS A RPC E AO GAECO. O POVO PARANAENSE APOIA SIM AÇÕES QUE VENHAM DESVENDAR OS CRIMES ADMINITRATIVOS E FINANCEIROS PRATICADOS CONTRA A POPULAÇÃO E CONTRA A DEMOCRACIA. ESTA SIM FERIDA PELOS ATOS QUE VEM SENDO PRATICADOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, ONDE A IMPUNIDADE É INCENTIVO AOS DESVIOS, ROUBOS E PRATICAS CONDENÁVEIS. VAMOS ACABAR COM OS CARGOS COMISSIONADOS DE PARAQUEDAS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.

  4. salete cesconeto de arruda
    sábado, 8 de maio de 2010 – 17:30 hs

    É verdade que já houve um incêndio na Assembléia Legislativa do Paraná?!

  5. observando
    sábado, 8 de maio de 2010 – 17:46 hs

    “Excesso de liberdade é anarquia”
    É perguntar ao povo se lamentam a “invasão”
    NÃO VOTEM NOS MESMOS.

  6. eleitor expectador
    sábado, 8 de maio de 2010 – 17:55 hs

    Nota Oficial da Assembleia sobre invasão do Ministério Público . “Os excessos cometidos pelo MP colocam em risco a democracia, as instituções legalmente constituídas e o estado de direito. Estão previamente condenando e suplantando o direito ao contraditório e a ampla defesa.”

    Minha humilde opinião: A Democracia, as instituições constituidas e o estado de direito já foram colocados em risco e estão indo pro brejo se é que já não foi não pelos ditos ” excessos” cometidos pelo MP, mas sim por gente sem compromisso com a sociedade paranaense que a anos vem metendo a mão no jarro, usando muitas vezes pessoas humildes, pobres, desprovidas de saber, e tudo isso com a conivencia de muitos outros que ainda não apareceram os nomes, quem sabe Deputados dito honestos, mas nós eleitores expectadores esperamos ansiosos que nos próximos capitulos o Ministério Publico nos apresente o demais atores deste infeliz filme da vida real.

  7. Abigail Barbosa
    sábado, 8 de maio de 2010 – 18:29 hs

    Por que ninguém fala do incêndio que a salete mencionou?

    Fico mais tranquilo em saber que o MP está na história do que a RPC.

    O MP pelo menos tem só uns 15 fantasmas lá dentro.

    A RPC deve ter tido uns 200 nos tempos do Anibal!

  8. Do interior
    sábado, 8 de maio de 2010 – 18:36 hs

    Ameaça à democracia são estes canalhas e ladrões que roubam o NOSSO dinheiro. Sim, “senhores ladrões”, este dinheiro que vocês ROUBARAM é do cidadão. Estas pessoas que roubam, não são dignas de serem chamadas de “servidores”, ou “deputados”, nem de “gente”. São VERMES, que vivem sugando o povo do Paraná.
    Não estou dizendo que os que foram presos são deste naipe, mas os verdadeiros cuplados, sim.

    É fácil acabar com isso. PROIBIR A REELEIÇÃO DE DEPUTADO.

  9. ROBERTO
    sábado, 8 de maio de 2010 – 18:36 hs

    Com todo respeito Mesa diretora: essa nota oficial não me convenceu em nada.Penso que se faz necessária a exoneração de todos que pertencem a Mesa Diretora. Com essa ação do MP, a democracia com certeza está ganhando.

  10. cascavelense
    sábado, 8 de maio de 2010 – 18:41 hs

    senhores deputadecos:
    essa nota oficial é hahahahahahhahahahha – é muita engraçada…hahahahha

  11. carlos
    sábado, 8 de maio de 2010 – 18:53 hs

    que vergonha a onde esta a democracia o estado de direito asim´vamos pedir a ditadura respeito a casa de leis

  12. TUBAROES
    sábado, 8 de maio de 2010 – 19:21 hs

    OS TUBAROES……..BASTA SE APROXIMAR DA NHAC QUE A COISA CONTAMINA…AQUELA HISTORIA …..SO CAI PEIXE PEQUENO…….OS BAGRINHOS………CADE OS TUBAROES????????PELO JEITO O SENHOR JUSTUS NAO SABIA DE NADA ,,,,HUMMMMMM…,JA SEI …DEVE SER A IDADE AVANÇADA…..TADINHO!!!!!!!! NAO SABE DE NADA MESMO…..

  13. Divanir
    sábado, 8 de maio de 2010 – 19:36 hs

    Muito vergonhoso esta nota da ALEP, pedir respeito às intituições que se quer tiveram respeito com o povo paranaense. Pra começo de tudo o Presidente da ALEP deveria, se tivesse um pouco de conciência, afastar-se de seu cargo, para o MP poder trabalhar com liberdade, do contrário tem que ser desta forma mesmo.

  14. Zangado
    sábado, 8 de maio de 2010 – 19:42 hs

    Esse último parágrafo realmente é antológico. Deve ter sido copiado de algum almanaque revolucionário de quinta categoria. Os deputados, “donos” da Casa da Vergonha, nestes últimos anos jamais se deram respeito a si mesmos E aos seus mandatos populares, de que são retratos indeléveis a não punição do deputado fura-catraca e do mutirão para atender a vontade personalíssima do governador para nomear um nepote ao Tribunal de Contas. Até agora apanharam segundo e terceiro escalão e alguns laranjas. Estamos à espera do enquadramento do PRIMEIRO ESCALÃO !

  15. Noel Eugenio
    sábado, 8 de maio de 2010 – 20:00 hs

    Democracia não é sinonimo de corupção, essa Mesa Diretora em Pais serio com certeza seria todos enforcados. e dinheiro devolvido aos cofres Publicos.

  16. Vitorio Sorotiuk
    sábado, 8 de maio de 2010 – 20:13 hs

    Excessos do Ministério Público? Risco a democracia, as instituções legalmente constituídas e o estado de direito? Esse risco existe quando há desvio de dinheiro público sem precedentes de forma continuada e sistêmica. Após esse manifesto da Assembléia Legislativa só cabe ao seu Presidente e Primeiro Secretário, os responsáveis diretos, apresentarem-se expontaneamente à prisão.
    Há um silêncio na maioria dos deputados e em grande parte das expressões políticas do Estado do Paraná sobre os acontecimentos. Alguns, como o ex-governador Roberto Requião, chegou ver naquilo que são crimes como irregularidades sanáveis q

  17. Vitorio Sorotiuk
    sábado, 8 de maio de 2010 – 20:17 hs

    O perigo à democracia existe quando aqueles que são responsáveis pelos destinos políticos silenciam, acobertam, amaciam ou se adaptam.
    Não há que se comparar a ação do Ministério Público, com ordem judicial, na ivestigação de crimes, com operações políticas que visem dificultar a expressão política dos representantes do povo.
    Vitorio Sorotiuk

  18. Lelo
    sábado, 8 de maio de 2010 – 21:00 hs

    Vamos ficar de olho porque poderá haver um outro incêndio!

  19. Alex
    sábado, 8 de maio de 2010 – 21:02 hs

    Usar o argumento de “colocar em risco a democracia” pra fazer um monte de falcatruas, só a ALEP, mesmo!
    O Nelson Justus e o probo Alexandre Curi estão devendo uma série de explicações à sociedade. Até o momento estão de bico calado, esperando o tempo passar pra ver se essa “onda” passa. Estão contando com o esquecimento de todos. Se tivessem sido mais “democráticos”, a casa não estaria passando por esse vexame de ser “ocupada” pelo Gaeco.
    E antes que eu esqueça, a “nota oficial” é assinada pela diretoria de comunicação e não pelo presidente da casa. Ou a diretoria de comunicação ficou ofendida com a invasão ao ponto de achar ruim tudo isso, ou o Justus não tem peito nem pra emitir uma nota oficial.
    Tá valendo menos que o cocô do cavalo do bandido!

  20. Eleitor do Paraná
    sábado, 8 de maio de 2010 – 21:03 hs

    Quem faz parte dessa diretoria de comunicação da ALEP?
    è bom mencionar seus nomes na nota oficial,para conhecermos mais alguns desse time vergonhoso,comuniquem a verdade e não mentiras.QUE A VERDADE SEJA VISTA,DOA Á QUEM DOER.

  21. Anônimo
    sábado, 8 de maio de 2010 – 21:56 hs

    O Paraná sendo passado a limpo. É uma prerrogativa do MP, apurar desvio de recurso publico.

  22. Austragésilo
    sábado, 8 de maio de 2010 – 23:11 hs

    Se o Ministério Público tomou tal medida é porque, obviamente, não está conseguindo, pelas vias normais, as informações necessárias. Se assim fosse, não usaria das prerrogativas da lei (1);

    O ‘extremo excesso’ citado pela nota é utilizado através das vias judiciais quando há cerceamento de informação. Se o juiz autorizou é porque aceitou o argumento do Ministério Público. O que quer dizer que está tendo dificuldade para esclarecer os fatos pelas vias normais.

    ‘Estado de exceção’ diz a nota. Mas não é verdade. Aliás, nos últimos anos às autoridades federais prenderam inúmeros empresários usando dos mesmos métodos e em nenhum momento os nobres deputados levantaram a voz para dizer que cometiam abusos, excessos e violência contra a sociedade. Por que só agora que mexe com os brios daquela Casa, o abuso está sendo cometido?

    A bem da verdade a democracia e o respeito ao cidadão vem sendo colocados em risco, sempre que nossas autoridades legislativas, legislam em causa própria, esquecendo-se que ali estão a serviço do cidadão, do eleitor que é quem paga os salários dos parlamentares – através do imposto recolhido, e mal utilizado pelos governantes, cujos problemas crescem, a cada dia, na prestação do serviço público indispensável, oriundos dos desvios das verbas públicas. Não se está tirando o direito à defesa dos envolvidos, mas buscando provas dos crimes que são notórios.

    Finalizando, o Jornal Nacional destacou, nesta noite de sábado, a dificuldade que o Ministério Público vem tendo para ter acesso à documentação. Portanto, está mais do que claro, que os dirigentes da Assembléia Legislativa do Paraná falam uma coisa em público – dizem que estão contribuindo com o MP – e, na verdade, pelo jeito, sonegam informações. Senão, nada disso estaria acontecendo, não é mesmo?

    Austragésilo Penaforte

  23. Luciano
    sábado, 8 de maio de 2010 – 23:13 hs

    Parabéns ao Ministério Publico. O que coloca a democracia em risco é a corrupção e a impunidade.

  24. Malabarista
    sábado, 8 de maio de 2010 – 23:53 hs

    Os membros do Ministério Público não se subordinam a ninguém. São autonomos. São acima do bem e do mal. Quem deu essa autonomia constitucional para eles foram os deputados federais e senadores. Não há o que lamentar sobre a “invasão”. Não houve. O que na realidade existiu, foi o cumprimento de um Mandado de Busca e Apreensão, expedido pelo Poder Judiciário, órgão competente para tal ato. Prevalece, no caso o “Indubio pro societá”.Não é favor nenhum o presidente da assembléia e demais deputados “colaborarem com as investigações”, é sim um dever de ofício, que jamais será olvidado. É esdruxulo e chega a provocar frouxo de risos, a pretensa esperança do presidente da assembléia de ser avisado sobre a busca e apreensão ou qualquer outro ato investigatório que vise a buscar a verdade real sobre os desvios milionários de dinheiro que ocorriam dentro da casa do povo , a nossa Assembléia Legislativa, que deveria ser o exemplo à sociedade que pelo voto direito elegeu homens(sentido generico) para mandato eletivo e representativo constitucional. Agentes politicos que são, tem por dever de prestarem depoimento sobre tudo o que sabem a respeito dos fatos, não podendo se socorrerem da investidura parlamentar para subtrairem as suas oitivas.. O Ministério Publico, quarto poder, continuará em seu mistér, o de buscar a verdade real, apresentando ao Poder Judiciário, a autoria e materialidade dos fatos. Faltou vergonha na cara do Presidente da Assembleia do Paraná, a expedição dessa nota pública de desagravo pela atitude e exercicio constitucional dos membros do Ministério Público do Paraná.

  25. Mamalo
    domingo, 9 de maio de 2010 – 0:07 hs

    RESPEITO À INSTITUIÇÃO ???
    QUEM JOGOU NA LAMA O RESPEITO À INSTITUIÇÃO FOI A PRÓPRIA AL…

  26. domingo, 9 de maio de 2010 – 1:08 hs

    Isso se dá por conta da impunidade. Um Prefeito, ou um deputado para serem julgados por roubo, leva no mínimo 10 anos. Existe um caso de um Juiz que matou um Procurador do MP há vinte anos atrás…e até agora não foi julgado. Tiro de pistola 45!!! uso exclusivo de exército!!!! E tem Deputado, que encontra palavras para falar do Governo Militar…AI 5 neles e cadeia…na época não se perdoava isso…não existia privilégios…simplesmente eram destituídos e seus bens confiscados…Hoje….é um carnaval com o dinheiro público…Quando o TCE e a Receita Federal irão realmente assumir suas funções….Órgãos desacreditados…..é uma pena….mas a democracia é isso…Nossos Deputados colocam seus apadrinhados em altos escalões dessas Instituições e é isso que dá….mais roubos….não há quem pare…O MP luta, o GAECO luta…, mas caem nas mãos do TJ, inchado de apadrinhados políticos e a coisa cai no esquecimento…

  27. Vigilante do Portão
    domingo, 9 de maio de 2010 – 1:32 hs

    A corrupção e o roubo de dinheiro público, é que acabam com a Democracia.
    A Assembleia está escondendo os Diários Secretos, aqueles sem número, mandou para o MP apenas os certinhos.
    Na verdade, o Justus e Cia. NÃO QUEREM que investiguem nada.

  28. domingo, 9 de maio de 2010 – 2:02 hs

    (RPC) pagou seus funcionários com dinheiro da Assembleia?
    Os “Filhos de Francisco e o tiro no pé do pai já falecido”
    Receitas de valores e “atos secretos” entre RPC e os cofres públicos têm que ser apurados
    E, é claro, com igual vigor como deverão ser apurados os da Assembleia reclamados pela RPC

  29. Gilmar
    domingo, 9 de maio de 2010 – 8:25 hs

    Abigail, não va no papo da Salete, acho que ela ta fumando o cigarrinho que o Gabeira gosta. O incendio que teve na AL foi a 20 anos atras.

  30. Aldair Patricio
    domingo, 9 de maio de 2010 – 9:08 hs

    A que ponto chegou o sentimento de impunidade de todos dentro da Assembleia. Todos, sem excessão, da mesa diretora, são responsaveis ou coniventes com a roubalheira.Dá-lhes MP, Justiça, Lei, porque nem consideração merecem. Esta nota é o retrato da palhaçada. Sugestão: Este blog poderia iniciar uma campanha para não reeleger nenhum pedutado da AL.

  31. Lorena Meyers
    domingo, 9 de maio de 2010 – 9:59 hs

    É o cúmulo.

    Do jeito que está, não é ataque a uma Instituição. É tentativa do Poder Público de retomar a Instituição que quadrilhas subtraíram da sociedade.

    Quem redigiu a nota chama a nós todos de palhaços.

  32. araucária
    domingo, 9 de maio de 2010 – 10:00 hs

    Engraçado essa nota oficial que pra mim é pifia.

    Voces viram que quando se tem medo de algo não aparece nome de ninguém. Quando a coisa é boa todos querem por o nome nos documentos…mas quando algo não tem explicação, simplesmente assinam “diretoria de comunicação”…diretoria de coisa e tal…Ora essas diretorias não têm titulares…deem nome aos bois.

    Nossa democracia está mesmo ameaçada mas é pelos desmandos dos mandatários da AL, não pelo MP, que inclusive está de parabéns.

  33. Dagmar Servia
    domingo, 9 de maio de 2010 – 10:22 hs

    Nota oficial da ALEP. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    São uns cara de pau mesmo. Ditadura, kkkkkkkkkk, eles não sabem o que é isso.

    Ditadura para eles e cortar as inúmeras safadezas que cometiam, nomeando uma porção de gente no interior e aqui na capital, para não trabalhar, quando não recebiam e repassavam a maior parte do salário para o bolso deles.

    Parabens ao MP que começou a acabar com essa bandalheira, cambada de sangue-sugas.

    O Jocelito combate o MP por pura picuinha, pois desrespeitou a Lei e foi indiciado por eles. Porque a Lei é diferente para eles e para nós pobres mortais ela sempre funciona?

    Eu não sabia de nada, o analfabeto mor lá de Brasília fez escola, essa é a máxima dentro da ALEP e principalmente da Mesa Diretora que se tivesse vergonha na cara tinham renunciado todos sem exceção, mas vergonha na cara é coisa que político jamais vai ter, ainda mais no que diz respeito a dinheiro.

    Viva a impunidade, viva o foro privilegiado, é fácil fazer filho na mulher dos outros.

  34. PÉZÃO DE AMPÉRE
    domingo, 9 de maio de 2010 – 11:13 hs

    A Diretoria de comunicação social da Assembléia é cara de pau mesmo………dizendo que já montou sindicância……..conversa pra boi dormir………..pode ter ocorrido exageros……..mas infelizmente se o ministério público não agir de forma contudente, fica o dito pelo não dito…….querem se fazer de anjinhos ainda esta cambada da assembléia……….olha se foi o aníbal khiyry, mas ficaram genes e resquicios dele…….

  35. Curitibana Revoltada
    domingo, 9 de maio de 2010 – 11:25 hs

    Ditadura!!!!!!!!!

    É o que vivemos na atualidade. A democracia é para os poucos que gastam aleatoriamente nosso dinheiro. Quando será iniciado a investigação dos Deputados????????? Alguém pode informar de onde surgiu as furtunas dos Deputados???? vamos apenas citar um…. De quanto era a Declaração de imposto de Renda do Romanelli antes de ser deputado???? Hoje gira em quanto?????

  36. salete cesconeto de arruda
    domingo, 9 de maio de 2010 – 11:31 hs

    Abigail
    Percebeu quem é o GILMAR?
    Se preocupa comigo e com o GABEIRA que agora está no NINHO DOS TUCANOS – e não se preocupa com o incêndio RECENTE na Assembléia..
    Deve ser o mesmo joaozinho e mais alguns que usam o mesmo codinome.
    Que tal – eles que ENTENDEM tanto de leis – falarem um pouco de como as EXCELÊNCIAS não viram nada disso e de como os CRIMES VIA INTERNET SÃO PEGOS E PUNIDOS?!
    Estariam contribuindo para melhor debate.
    Sei. Estão com MEDO DO GABEIRA. Acabou o troca troca atrás do BIOMBO.
    Parabéns por não te esconderes atrás de BIOMBO feito muitos dos covardes. Evidente que alguns usam apelidos por causa desses arapongas que ainda se escondem no NINHO. Mas o OVO da serpente já está PODRE.Com o apoio do GUERRILHEIRO – QUERIDO GABEIRA
    ao Serra – pelo menos dessa corja – o PSDB – se livra!

  37. nelson
    domingo, 9 de maio de 2010 – 12:07 hs

    PARABÉNS AO MINISTÉRIO PÚBLICO DO PARANÁ, QUE CUMPRE A SUA MISSÃO DE DEFENDER A POPULAÇÃO E AS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS SEM MEDO DE INTIMIDAÇÕES E AMEAÇAS DAQUELES QUE DEVEM PRESTAR CONTAS À JUSTIÇA, DOS SEUS ATOS ILÍCITOS.

  38. domingo, 9 de maio de 2010 – 16:14 hs

    olá, meus parabéns a ação do ministério público essa casa estava pricisando disto, porque a grande maioria deste deputados são corruptos, e tratandes porque não compri o que falam, mas será que o ministério público não vai pegar nenhum deste deputado corrupto que tem ai?…..o ficha limpa esta chegando e nós eleitores vamos dar o troco nsses corruptos.

  39. SYLVIO SEBASTIANI
    domingo, 9 de maio de 2010 – 16:33 hs

    Um caso escraboso deste, que a imprensa nacional está permanentemente levantando, divulgando e vêm a Assembléia Legislativa do Paraná, distribuir à imprensa, uma Nota Oficial, sem assinatura, apenas da “Diretoria de Comunicação da Assembléia Legsltiva do Paraná”. Existe?Levantando isso, porque a Coordenação da Gráfica tem um cargo em comissão de simbologia DAS-2, quando os Gabinetes das Vices-Presidências, das 3a.,4a. e 5a. Secretarias NÃO TEM ! Já sei: A Gráfica que coordena os “Diários Secretos”.

  40. Paulo Gaio
    domingo, 9 de maio de 2010 – 18:27 hs

    SALETE….. TENHO POR VOCE GRANDE ADMIRAÇAO….AGORA JA NAO SEI …..CHAMAR O FUMEIRO DO GABEIRA DE QUIRIDINHO….,AI O BICHO PEGA.

  41. PONTO
    domingo, 9 de maio de 2010 – 18:55 hs

    À que ponto chegou a AL! Nada que saia daquelas dependências sob forma de explicações, notas, murmúrios e etc consegue convencer. Vira tudo em chacota. Na verdade a sociedade paranaense, cansada de tantos desvios de conduta de muitos parlamentares, está pouco se lixando se alguns preceitos democráticos estão sendo deixados de lado. O que essa sociedade quer é uma investigação rigorosa, profunda, que esmiuce à tudo e à todos e, se para isso, algumas regras precisarem ser quebradas que se quebrem. Cansados que estamos, DANEM-SE. Enfim, revirem tudo, invadam tudo, quebrem tudo, e prendam que precisar mesmo que ainda esteja de pijamas nessas manhãs frias.

  42. Laertes
    domingo, 9 de maio de 2010 – 18:59 hs

    A dona salete está com fixação no Gabeira.

    Até em matérias que nada tem a ver sequer com a política nacional ela acha um jeito de trazar o Gabeira, biombos, cueca lilás, e por aí vai.

    Seria alguma paixão mal resolvida?…hehehe

    Brincadeirinha, dona salete. Continue escrevendo. Já és figura folclórica por aqui.

  43. Luiz
    domingo, 9 de maio de 2010 – 19:30 hs

    O Ministério Público está apenas cumprindo sua função constitucional. Já os integrantes da Assembléia optaram pelo pior nível de bandidagem que é o roubo do dinheiro público, que está fazendo falta na saúde, na segurança pública e na educação.

  44. ICENCIO NA ALE
    domingo, 9 de maio de 2010 – 19:52 hs

    O “incêndio” foi mais ou menos em 1997 e nao foi por acaso, queima de arquivos. Inclusive para esconder todas as contratações irregulares que a Constituiçao proibiu 5 anos antes e depois de 1988. Todos os 500 sem concurso, sem competência mensurada, só apadrinhados: esposas, sobrinhos, filhos, mulheres, ex-mulheres e até mesmo suas amantes. E tem mais: tem ate mulher de candidato a governador que consta na lista de funcionários e nao trabalha, porem, recebe. Imaginem quanto ela nao recebe, se um tal de Toca “segurança” do Bininho ganha mais de 15 mil reais por mes! Queremos saber quem sao as pessoas que fazem dessa area de comunicaçao da Assembleia, quem sao os responsáveis pelas informaçoes escritar e veiculadas na imprensa, tem de ser dado nome a eles também! O Ministerio Publico tem mais é que mandar fechar a ALE e botar uma auditoria caprichada lá dentro desde 1982. E daqui para frente era bom que o Legislativo fosse acompanhado mes a mes para nao deixar mais que o dinheiro continue sumindo. Falar nisso: onde está o Diário com o nome dos exonerados? Nome a nome! E onde está o Diário com o nome dos recontratados? Tem funcionários que entrou na ALE com 15 anos de idade… Ministério Público quando vces vao mexer nessa lista dos ditos “funcionários efetivos”. Tem gente que estava no jardim e faz parte dos 500 de carreira! Quando vai ser apurado essa falcatrua. E o Hermas quando vai ser averiguado também? Tem muito peixe fora dessa rede e o tempo passa e tudo vai se ajeitando. Os fantasmas tiraram inclusive licença prêmio de 3, de 6 meses … o Protocolo da Casa que o diga! Filas e filas… fora as licenças de saúde… MP do Parana… se duvidar o segundo incêndio pode ser mais arrasador ainda.

  45. "Ops: É INCÊNDIO Campana"
    domingo, 9 de maio de 2010 – 19:58 hs

    Errei ao escrever INCENDIO no comentário que fiz, por favor, Campana, se puder arruma lá!

  46. Cidadão
    domingo, 9 de maio de 2010 – 21:21 hs

    Prezados eleitores paranaenses lanço aqui um modo de dar uma banana a estes deputados estaduais é só não votar em ninguem que hoje esteja hoje com cargode deputado na Assembleia do Paraná, indepentende de partido. Pois nenhum deles saiu em defesa desta roubalheira que houve na nobre casa, que mais parece a casa da mãe joana.

  47. SABER VOTAR
    domingo, 9 de maio de 2010 – 22:50 hs

    PERA AI CIDADAO….OS DEPUTADOS SAIR EM DEFESA DA ROUBALHEIRA???…..EU ACHO QUE VOCE CHEGOU ATRAZADO COM AS NOTICIAS……FAZ TEMPO QUE CERTOS DEPUTADOS SAEM EM DEFESA DE ROUBALHEIRAS…..

  48. sergio
    segunda-feira, 10 de maio de 2010 – 2:19 hs

    NÃO À REELEIÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  49. tata
    segunda-feira, 10 de maio de 2010 – 9:15 hs

    Excesso cometido de roubalheira, isso sim !

  50. LEAD
    segunda-feira, 10 de maio de 2010 – 10:46 hs

    Até hoje estou à procura do resultado das investigações da OPERAÇÃO GAFANHOTO, denunciada pela mesma GAZETA DO POVO, em 2008, e mantida em SEGREDO DA JUSTIÇA! Esqueram-se todos daquilo?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*