Lula negocia para assumir a ONU ou o Banco Mundial | Fábio Campana

Lula negocia para assumir a ONU ou o Banco Mundial

Kennedy Alencar Folha de S. Paulo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou articulações com outros líderes mundiais para definir seu futuro após deixar o cargo. Gostaria de virar secretário-geral de uma renovada Organização das Nações Unidas ou de presidir o Banco Mundial.
A Folha apurou que Lula já tratou dos dois temas com outros presidentes e primeiros-ministros. O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, também fala com diplomatas estrangeiros.
A avaliação de Lula, Amorim e alguns líderes mundiais é que o brasileiro conquistou cacife político que o credencia a assumir um posto internacional de relevo.
Não interessaria a Lula virar secretário-geral da ONU no atual formato, muito dependente dos EUA e dos outros vencedores da Segunda Guerra Mundial -Reino Unido, França, Rússia e China.
Mas, se for aprovada uma reforma da ONU, a começar pelo Conselho de Segurança, Lula trabalhará para disputar a secretaria-geral.
O Brasil, hoje membro rotativo do CS, quer uma cadeira permanente. O obstáculo é que essa mudança dificultaria o poder deliberativo do órgão, pois seria preciso buscar consenso entre mais países.
Lula defende ainda mais poder para a FAO (Organização da ONU para a Agricultura e Alimentação), que considera pouco aparelhada para combater a miséria na África.
Na Europa, três líderes endossam a postulação de Lula para secretário-geral: o presidente de governo da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero, o premiê de Portugal, José Sócrates, e o presidente da França, Nicolas Sarkozy.
“Lula tem capital político tão importante no mundo que seria um grande desperdício não aproveitá-lo”, disse o premiê de Portugal. Das potências emergentes, ele conta com a simpatia do premiê Manmohan Singh (Índia).
Diversos presidentes da América do Sul já sugeriram a Lula seguir esse caminho, de Hugo Chávez (Venezuela) a Cristina Kirchner (Argentina). Chávez disse à Folha que, se Lula quiser ser candidato a secretário-geral, terá o seu “apoio entusiasmado”.
Há atritos na relação entre o Brasil e os EUA, mas, na opinião do governo brasileiro, eles poderiam ser superados para o petista ir para a ONU ou o Banco Mundial.
“Se a ONU continuar assim, vamos ter problemas sérios”, disse Lula na quarta sobre a articulação dos EUA para aprovar sanções contra o Irã: “É preciso mudar, mas quem já está sentado na cadeira não quer mudar”.
O Itamaraty acha que o presidente Barack Obama teria, no mínimo, disposição de conversar sobre o tema.
Existem óbices, no entanto, para que Lula ocupe essas posições. O atual secretário-geral da ONU, Ban Ki Moon, tem mandato até o final de 2011 e pode ser reconduzido.
Do ponto de vista de Lula, a presidência do Banco Mundial permitiria o financiamento de projetos nos países pobres. Ele já disse que montará um instituto no Brasil, a exemplo de seu antecessor. Empresários brasileiros procuram um prédio na zona sul de São Paulo para ser a sede.


30 comentários

  1. domingo, 23 de maio de 2010 – 17:21 hs

    <>

    A menção à presidência de uma ONU reformada é crível, sendo um cargo político e também porque ela reside no limbo, mas do Banco Mundial foi bem risível, pelo menos enquanto o cargo seguir assim, ‘meritocrático’.

  2. Jorge Vasli
    domingo, 23 de maio de 2010 – 17:41 hs

    Impressionante a cara-de-pau desse Lulalelé. Tá se achando, cria factóides e, mais impressionante ainda, a imprensa faz repercutir suas maluquices. O cara é o verdadeiro macunaíma encarnado e estamos ajudando a torná-lo herói. O cara não é o cara e se acha o cara. Está na hora de levar esse país a sério. Tudo tem limite. Acabou a sorte dele. Se esses PTralhas continuarem a governar o País, isso aqui vai virar a terra do Nunca e não do Futuro.

  3. cade o tubarao??
    domingo, 23 de maio de 2010 – 17:56 hs

    Daqui 4 anos volta para presidente ……Liçao de vida para aqueles que creticam Lula…..um simples cidadao ,..tornou-se um presidente da republica,…..um grande homem.

  4. aldo osmaren
    domingo, 23 de maio de 2010 – 18:17 hs

    COM TODO RESPEITO AO PRESIDENTE LULA, MAS É BRINCADEIRA UM, ANALFABETO QUERER DIRIGIR UM ORGÃO INTERNACIONAL TÃO IMPORTANTE, FALTA-LHE ESTUDO, SABER FALAR, E NÃO PISAR NO TOMATE COMO FOI A ATUAÇÃO DELE LÁ NO IRÃ POIS DEIXOU UMA GRANDE PACELA DA POPULAÇÃO ENVERGONHADA PELA PALHAÇADA QUE FEZ LÁ.

  5. Zangado
    domingo, 23 de maio de 2010 – 18:24 hs

    Vou consultar meu Nostradamus … Será que estamos perto ?

  6. Tiago
    domingo, 23 de maio de 2010 – 18:35 hs

    Agora dá para entender o investimento em propaganda internacional. Este molusco é um sem noção. O mínimo exigido para uma função dessas é superior completo. Sonha Lula,sonha…

  7. CABEÇÃO DE AMPÉRE
    domingo, 23 de maio de 2010 – 18:59 hs

    Depois desta notícia, estou vendo que realmente tem que ter cara de pau ou ser malandro….É o começo do fim.

  8. joice
    domingo, 23 de maio de 2010 – 21:12 hs

    Presidente do Banco Mundial, adorei vou ganhar o cartão bolsa familia internacional e quero morar na Italia.

  9. Parreiras Rodrigues
    domingo, 23 de maio de 2010 – 21:15 hs

    21 de dezembro de 2012 chega já. Mas enganam-se os que pensam que o mundo acaba duma vez, ou em quarenta dias. Tá se acabando aos nacos. E essa pretensão do Lula mostra que os maias estavam certos.

  10. anônimo
    domingo, 23 de maio de 2010 – 21:24 hs

    Não tem a mínima noção, preparo, entendimento e sequer sabe o que significa um cargo deste. Deve estar sob efeito do chá de maconha, ou do SANTO DAIME. Esse bosta no mínimo esta delirando pois sabe que não vai eleger a dilma, é caso de internação urgente num manicômio. Imagina o banco mundial lançar programas mundiais de bolsa: familia, camisinha, celular, sem teto, sem carro, sem terra, sem computador, sem plano de saúde, sem isso sem aquilo. Só na cabecinha deste IDIOTA que está afundando o Brasil, esperem para ver o que va iacontecer com o pais pós Lula.

  11. RST
    domingo, 23 de maio de 2010 – 21:30 hs

    Depois que ele botou o Obama no bolso, no acordo do Irã, ele pode tudo. Só os recalcados e preconceituosos é que nunca vão admitir que O Cara está fazendo história.

  12. domingo, 23 de maio de 2010 – 21:35 hs

    Lula só aceitaria ser secretário geral dá ONU se esta instituição fosse completamente renovada e passasse a representar a nova confluência de forças que existe no mundo de hoje e que ele ajudou a construir.

  13. Anônimo
    domingo, 23 de maio de 2010 – 21:36 hs

    Vai ser o fim da picada. Um sujeito que mal sabe quem descobriu o Brasil (precisa dar a ele alternativas para acertar: Pedro Alvares Ca….. 1- bral, 2- brel, 3- bril 4, – brol, 5- brul) e pouco sabe para o que serve a ONU. Além do que, mal fala o português e divide o mundo entre “uzpobri” e “uzricu”. De banco, só conhece banco de praça, onde coçava o saco antes de descobrir que é mais fácil coçar o saco sendo dirigente de sindicato. É o fim.

  14. Celso
    domingo, 23 de maio de 2010 – 21:40 hs

    Segundo as más línguas, dizem que se de fato Lula for
    presidir o Banco Mundial, levará consigo para o assessoramento
    de primeiro escalão: José Dirceu, Delubio, Ricardo Berzoine, entre
    outros mais chegados.

  15. emerson Palhares
    domingo, 23 de maio de 2010 – 21:51 hs

    Sempre deixei bem claro que não tenho nada contra o PT, pois tenho vários companheiros vereadores, deputados e amigos militantes e simpatizantes do PT, mas acho que o Lula não sabe fazer nada, e não dúvido que ele tenha um ponto no ouvido que recebe as informações cada vez que ele abre a boca ! é inegável afirmar que ele tocou fundo no problema da população que é a fome, porem qualquer pessoa de bom senso sabe que é inaceitavel que um páis que exporta alimentos para o mundo inteiro ainda tenha gente passando fome, enfim Lula no meu entendimento fez um acordão com os mais sabidos do cenário politica ou seja : me ajudem a acabar com a fome , que vocês podem fazer o que quiser com o resto ! Acho que o Lula tem um baita coração mas lá no fundo ele é um presidente de faxada !
    desculpe a todos que se sentirem ofendidos, mas simplismente é o que eu penso !

  16. RST
    domingo, 23 de maio de 2010 – 22:08 hs

    23 de maio de 2010 às 13:44
    Bresser: O Irã e o império decadente

    O Irã e o império decadente

    Luiz Carlos Bresser Pereira*, na Folha de S. Paulo, em 23/05/2010

    Há algum tempo, o establishment mundial recebeu com um misto de irritação e descrença a notícia de que o presidente Lula se dispunha a intermediar a questão do Irã.

    Na semana passada a diplomacia brasileira alcançou um êxito histórico em Teerã ao lograr que o governo nacionalista islâmico do Irã aceitasse o acordo sobre a troca de urânio pouco enriquecido por urânio enriquecido a 20% nos mesmos termos que as grandes potências e a AIEA(agência atômica da ONU) haviam proposto há seis meses.

    Não obstante, alegando que o acordo não assegura que o Irã não utilizará o restante do urânio em seu poder para se tornar potência nuclear, os EUA conseguiram convencer as demais grandes potências a levar ao Conselho de Segurança da ONU a proposta de novas sanções ao Irã. E adicionaram mais uma “razão”: assim, evitam que seu aliado Israel bombardeie o Irã. Significa isso que o acordo de Teerã fracassou?

    As razões para ignorar o acordo bem pensado e realizado não se sustentam. A recusa dos EUA de continuar a negociação a partir dele deixou mais uma vez claro que seu objetivo principal não é evitar que o Irã tenha a bomba, mas é desestabilizar seu governo.

    Desde a Revolução Islâmica de 1979, os EUA vêm procurando derrubar o governo nacionalista iraniano. Primeiro, porque o regime seria fundamentalista; depois, porque ameaçaria Israel.

    Nesse sentido, suas ações não se limitaram ao “soft power” e à diplomacia, mas foram militares. Em 1981, financiaram uma guerra mortífera do Iraque de Saddam Hussein contra o Irã, que durou quase dez anos e terminou com a derrota da coligação americano-iraquiana.

    Agora, depois de haver invadido e submetido seu antigo aliado, voltam- se de novo contra o regime dos aiatolás e de seu boquirroto e autoritário presidente, Mahmoud Ahmadinejad.

    Mostram, assim, coerência em sua política imperial de controle político-militar do Oriente Médio. O fato de a China ter concordado em assinar o pedido de mais sanções significaria que não usará seu poder de veto no Conselho de Segurança? É possível, mas não é provável. A China assinou o pedido para, neste momento, não aumentar seu contencioso com os EUA, que já é grande.

    Por isso, é bem possível que o acordo de Teerã e as reações que está provocando levem os chineses, que não têm interesse em que os EUA e a Europa aumentem ainda mais seu poder no Oriente Médio, afinal a recusar seu voto às sanções.

    Os EUA são um império em decadência que tenta ser imperial em uma fase da história mundial na qual os impérios não fazem mais sentido.

    Os dois últimos grandes impérios foram o britânico e o soviético. Fracassaram por diferentes razões, mas principalmente porque hoje mesmo países mais atrasados são membros plenos da ONU e não aceitam a dominação imperial.

    Não obstante, os EUA insistem em terem bases militares espalhadas em todo o mundo para “legitimar” a imposição de sua vontade. Sabemos, porém, que não é com armas, mas com bons argumentos e com concessões mútuas que haverá paz entre as nações.

    *LUIZ CARLOS BRESSER-PEREIRA, professor emérito da Fundação Getulio Vargas, ex-ministro da Fazenda (governo Sarney), da Administração e Reforma do Estado (primeiro governo FHC) e da Ciência e Tecnologia (segundo governo FHC).

  17. VLemainski-Cascavel-PR
    domingo, 23 de maio de 2010 – 22:19 hs

    Será que o Silva em determinados momentos não sonha ser Deus?…
    É a velha história daquele que nunca havia comido mel. Quando come se lambuza todo…

  18. Robert
    domingo, 23 de maio de 2010 – 22:20 hs

    Lula é o cara, mesmo.

    Se ele governou o Brasil por 8 anos, conduzindo o país numa virada para tornar-se uma potência mundial, não tem cacife para chefiar a ONU ou o banco Mundial????

    Ah! A getalha que lê Diogo Mainardi, os teleguiados da mídia (aqui no Paraná essa Gazeta de merda), não aceitam que Lula não sabe falar inglês. Como pode, um peão nordestino?????

  19. Tina
    domingo, 23 de maio de 2010 – 22:32 hs

    Tubarão,bem se vê que vc é analfabeto igual a ele!!! Por isso nem vou lhe “creticar”.

  20. língua de krocodilo
    domingo, 23 de maio de 2010 – 23:53 hs

    Deus é Mais!

  21. escobar
    segunda-feira, 24 de maio de 2010 – 8:53 hs

    Não é transformando um simples cidadão em presidente que mudaremos nossa história, a mudança ocorrerá quando transformarmos toda população em grandes cidadãos.

  22. Silvano Andrade
    segunda-feira, 24 de maio de 2010 – 9:03 hs

    cambada de invejosos…

    como se curso superior fosse o passaporte para ser um grande líder…

    Lula com certeza será o melhor de todos.

    Não defendo o Lula por precisar dos programas sociais do governo federal, sou estabilizado financeiramente, não preciso de ninguém para nada.

    Defendo o Lula porque o cara é o cara.

  23. Iran1951
    segunda-feira, 24 de maio de 2010 – 10:15 hs

    Para assumir um banco, penso ser necessário saber a tabuada, no mínimo até o sete!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  24. Mister M
    segunda-feira, 24 de maio de 2010 – 10:51 hs

    Como pode isso? O cara foi a Cuba e se negou a atender minimamente a um pedido de um preso político.

  25. segunda-feira, 24 de maio de 2010 – 10:57 hs

    E quem diria que havia preocupação com a paz e harmonia internacionais quando da aproximação de Lula para formular “acordos” com o presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad…

    Tudo não passava de uma tentativa frustrada de se projetar almejando cargo na ONU ou Banco Mundial… Olha a pretensão do LuLLaLá… ou LuLLeLé como disseram em outro comentário… rsrsrs…

    Enganar a maioria da nossa população, ignorante e paupérrima, é muito diferente de aplicar um golpe no mundo inteiro… O líder PTralha exagerou hahahahahaha…

  26. jobalo
    segunda-feira, 24 de maio de 2010 – 11:10 hs

    Todas as pessoas que nao tem nocao de ridiculo, ou seja para os petistas cha de simancol, ou se quebram ou se dao bem ate um certo ponto , parece que o lula chegou ao final , como e que um ser desprezivel , almeja um cargo que em primeiro lugar tem que ter curso superior em segundo lugar tem que saber pelo menos o portugues, sem falar no ingles. A midia deve estar ganhando muito, para comungar com essas barbaridades.

  27. INACREDITÁVEL
    segunda-feira, 24 de maio de 2010 – 14:23 hs

    É EVIDENTE QUE ELE PODE CONSEGUIR TUDO ISSO COM O DINHEIRO DO POVO BRASILEIRO, POIS NO BRASIL É QUE NÃO ESTÁ SENDO APLICADO O ABSURDO DE DINHEIRO QUE É RECOLHIDO COM OS IMPOSTOS ABSURDOS QUE PAGAMOS, AFINAL A ONU COMO QUALQUER OUTRO ORGANISMO INTERNACIONAL PENSAM QUE O LULA ESTÁ FORRADO DE VERDINHAS. OS OLHINHOS SÃO SÓ CIFRÕES $$$$$$$$$$$ TRISTE ISSO

  28. Oseiasvc
    segunda-feira, 24 de maio de 2010 – 15:33 hs

    Não acho um sonho impossivel, mas o nosso presidente está longe dos requisitos exigidos para assumir um gargo dessa magnitude, um cara que não resolveu nem os problemas do Brasil, quer resolver os problemas do mundo!!!!!!!!

  29. AMP
    segunda-feira, 24 de maio de 2010 – 23:32 hs

    Em debate na TV nas eleições de 2002, LULA disse a seguinte frase, da qual sempre me recordo quando leio algo relacionado a sua história política, “Quero ensinar muita gente nesse país que pensa sabe governar a governar”. Após oitos anos de governo, ele, de fato, cumpriu com o que disse. Eu não votei no LULA em 2002, mas ele me convenceu e votei nele em 2006. Agora LULA busca fazer história no mundo e entrar, de fato, para a história mundial como um HOMEM que lutou contra a pobreza e fome. Sinceramente, algo inadimissível nessa terra tão bela e produtiva.

  30. Maria Vitoria
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 0:19 hs

    Seria cômico se não fosse trágico. Um Presidente que sequer concluiu o ensino médio, não fala outra língua a não ser um português, “pobre” para não dizer outra coisa, almejar ser ou presidente do banco mundial ou secretário geral da ONU. Alguém de seu sequito, ou quem sabe um acessor inteligente , se é q há, (desde q não seja o Amorim ou o assessor p/ assuntos internacionais), possa soprar no ouvido de sua majestade e pedir cautela em sua megalomania. O Brasil não merece passar pelo vexame de ter um presidente “que se acha”. Ele critica tanto Fernando Henrique e agora quer criar um Instituto também; pena q não se disponha a imitá-lo no estudo, na leitura, na discrição e acima de tudo no bom senso. O melhor seria ele se recolher em algum recanto com espaço p/ as suas festas juninas, futebol c/ os bajuladores, churrascos regados c/ muita cahaça nacional e passar os filmes de suas viagens q fez pelo mundo as custas do povo, principalmente os pobres. E agradecer muito pela chance de ter viajado tanto, o que é impossível para um trabalhador honesto que cumpre jornada de 8 horas diariamente de segunda a sexta. Senhor Lula, por favor nos poupe. Menos!!!!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*