Justus comemora reenquadramento de funcionários da Assembleia | Fábio Campana

Justus comemora reenquadramento
de funcionários da Assembleia

O deputado Nelson Justus comemorou a finalização do trabalho de reenquadramento dos funcionários da Assembléia Legislativa. “Fico feliz porque fui eu quem iniciou este processo, que sofreu na pele o desgaste de implantar medidas moralizadoras na casa e que foi atacado durante semanas. Sobrevivi a tudo isso para confirmar que estava no caminho certo, no caminho da transparência e da modernização do nosso Legislativo”.

O presidente da Assembleia comemorou, durante sessão plenária, a conclusão do processo de reenquadramento de funcionários da Casa, que teve início no último dia 3. Com o trabalho em dia, ele confirmou que divulgará na próxima segunda-feira (31) a lista de funcionários da Assembleia, como foi estabelecido anteriormente.

A lista será publicada no site da Assembleia, que tem o endereço eletrônico www.alep.pr.gov.br e na imprensa oficial. “Acredito que a divulgação da lista, tornando público o processo de reenquadramento de funcionários, representará um passo derradeiro”, disse Justus. Para o parlamentar, a medida que faz parte de um projeto de transparência da Casa, iniciado em 2007, quando assumiu a presidência da Assembleia pela segunda vez, ajudará na implantação de uma nova Assembleia Legislativa do Paraná.

Nelson Justus agradeceu o empenho dos deputados na definição do novo quadro de funcionários e anunciou que a conclusão do reenquadramento, que aconteceu no último dia 18, abre caminho para mais um passo: de construção de um novo organograma, definindo atribuições e funções para cada diretoria e seus servidores. Para esse trabalho a Assembleia firmará uma parceria com a Secretaria de Estado da Administração.

O presidente comemorou o andamento das ações previstas em seu projeto. “Quando assumi esta Casa iniciamos esse trabalho e sabíamos que seguiríamos num caminho sem volta, um caminho que busca o avanço, a modernidade. Agora falta muito pouco”, disse.

Balanço – Ainda durante a sessão plenária dessa segunda-feira, o deputado Durval Amaral fez um balanço sobre o processo de reenquadramento de funcionários da Assembleia. Ele lembrou que o trabalho resultou na redução de quase 40% no número de funcionários comissionados, o que equivale a 640 postos de trabalho. Hoje, o novo quadro de pessoal conta agora com 1.034 trabalhadores com cargos de provimento em comissão.

Isto significa que a Assembleia preencheu apenas 63,28% dos cargos a que tem direito, como prevê a Lei n.º 16.390/10 que transforma os cargos do quadro do Poder Legislativo do Estado e define o número de trabalhadores para cada gabinete e setores da Assembleia.

“Esse enquadramento é resultado de muito esforço, da vontade de renovar, corrigir e dar respostas objetivas à sociedade”, disse Amaral, que coordenou o processo de reenquadramento, que teve início no último dia 3. Para o parlamentar, os resultados propiciarãor, em conjunto com outras medidas, no renascimento de uma nova Assembleia Legislativa do Paraná.

Seguindo critérios do Ministério Público (MP) e atendendo recomendações da sociedade, o deputado lembrou que a nova lista de funcionários da Assembleia traz informações que tornam o processo de contratação totalmente transparente. “A partir de agora essa lista trará o nome do servidor, o cargo que ele ocupa, a simbologia desse cargo, o nome de quem o nomeou e a data dessa nomeação”, explicou.

Durval Amaral também destacou que a contratação de servidores na Assembleia deve respeitar critérios rigorosos. Entre eles está o recadastramento de servidores anualmente, a exoneração dos funcionários comissionados a cada quatro anos, a apresentação de certidão negativa de antecedentes criminais, não possuir parentes em cargos de chefia e estar em dia com o Fisco.

Repercussão – O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB) falou da importância da divulgação da lista de funcionários e lembrou que o trabalho de recadastramento e reenquadramento dos servidores – o que ele chama de medidas moralizadoras – foi anunciado pela Mesa Diretora já no ano passado.

Ney Leprevost (PP) também elogiou o empenho do deputado Durval Amaral no desenvolvimento do projeto de reenquadramento de funcionários da Casa. “Estamos construindo um novo alicerce para a Assembleia, importante para a recuperação da confiança da sociedade”, disse.


32 comentários

  1. Valddecir Balduino
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 7:54 hs

    A falsidade deste homem é tanta que chega me impressionar. Será que ele acha que o povo é idiota? Pior que somos porque votamos num nada como esse.

  2. terça-feira, 25 de maio de 2010 – 8:05 hs

    Justus, toma vergonha nessa tua cara, se fosse tão “transparente”, teria feito por conta própria, e não esperado sair o escandâlo na tv, rádio e jornal. E que não se engane o “Zé Povão” pq o outro lado, que denunciou, também não é santo, e se fez a denúncia, é pq tem algo a ganhar, pois a muitos e muitos anos, muita gente sabia o que acontecia naquela casa, abram o olho !

  3. ofaxineiro
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 8:10 hs

    Cara de pau….Perderam a noção da realidade…olhem pela janela e vejam se o povo está rindo….

  4. Marcos Calonga
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 8:17 hs

    Mas o correto mesmo seria que todo mundo fosse ENQUADRADO!?!?!

  5. Jorge Vasli
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 8:26 hs

    Nada que essa madalena arrependida faça agora vai cicatrizar as feridas abertas na moralidade da Assembléia Legislativa do Paraná. Não é justo que a mesa diretora ainda não tenha sido devidamente enquadrada e algemada, o que só posso atribuir às amarras do compadrio, disseminadas por todas as esferas, inclusive federal.

  6. Antonio
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 8:31 hs

    Pede pra sair, é mais bonito..a pressão ta grande e vc tem culpa no cartório.

  7. Capitão Gancho
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 8:53 hs

    Essa turma não tinha que ser reenquadrada, e sim enquadrada na lei, Lei de crimes contra a fazenda.
    Cambada de corruptos!
    Jaguarada!

  8. Alessandro T
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 8:56 hs

    Vai continuar sendo uma festa, agora legalizada.
    Essa farra ia acabar se os parlamentares tivessem que pagar, do próprio bolso, o salário dos assessores, como é o caso da maior parte dos juízes estaduais.

  9. Praça PM
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 9:02 hs

    Folha de maio não inclui 5% de aumento ao funcionalismo
    Governo estadual teme desrespeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal com o reajuste. Sindicatos tentam conseguir folha suplementar para que data-base seja cumprida

    Diários Secretos Servidores nas bases

    Cargo tido como inconstitucional vai para sanção de Pessuti
    Projeto regulamentando o cargo de assessor parlamentar foi aprovado para “moralizar” a Assembleia, mas abre brechas ao não definir quem controlará o trabalho deles

    E para o funcionalismo, ÓÓÓÓÓÓÓÓÓ

  10. PÉZÃO DO SUDOESTE
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 9:03 hs

    Me engana que eu gosto, JUSTUS. Você é cara de pau, falando que já resolveu os problemas dos funcionários da Assembléia. Necessita-se de mais explicações, e muito mais explicações. Com certeza estáis rezando que inicie a copa do mundo, para nós os eleitores esquecer de tudo…..Não vamos esquecer.

  11. Leite Quente
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 9:18 hs

    ELE AINDA TEM CORAGEM DE COMEMORAR ALGUMA COISA DENTRO DA ASSEMBLEIA, CREIO QUE A UNICA COISA QUE ELE DEVE COMEMORAR E A HORA DE SUA SAIDA PORTA FORA DA ALP.

  12. Borduna
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 9:54 hs

    E o nome de quem recebeu o produto do reoubo dos laranjas, vai falar quando?

  13. jacob
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 10:00 hs

    Ele ficou feliz. Agora ele poderia nos deixar feliz renunciando a presidencia e ao mandato.

  14. Zangado
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 10:08 hs

    Isso só foi conseguido porque houve questionamento social e denuncias publicas, caso contrário, prevaleceria a “trans-parência” que Justus queria implantar, vale dizer, a “aparência” porque a “trans” seria da trampolinagem escondida.
    Pede pra sair, seria mais do que justus …

  15. heracleto
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 10:15 hs

    O JUSTUS NÃO TEM NADA QUE COMEMORA E SIM SENTIR VERGONHA DA SITUAÇÃO DA ASSEMBLEIA EM QUE ELE COLOCOU.

  16. ESTRELA CADENTE
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 10:16 hs

    Quer dizer que está tudo as mil maravilhas. Isto é passar o atestado de trouxa ao povo paranaense.
    É JUSTO ROUBAR ?

  17. Jose Carlos
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 10:16 hs

    Há pessoas que sequer enrubescem diante das circunstâncias e vagam como se nada houvesse acontecido… coisas da roça paranaense…

  18. Tina
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 10:23 hs

    Mas é muito cara de pau!

  19. Pitaco
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 10:24 hs

    O Deputado se engana ao falar de modernização e de moralização, pois isso não se faz simplesmente com burocracia. De pouco adianta perfumar a podridão, é preciso mudança!!
    Quebrar o coronelismo que impera na Assembléia do Paraná há tantos anos, e que envergonha o nosso estado e a nós cidadãos. Essa nossa classe política é ultrapassada e enraizados os favores e interesses próprios. Fora!!!!!!!!!!

  20. manoel
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 11:15 hs

    O Nelson Justus, já devia estar fazendo companhia com Bibinho faz tempo e na cela ao lado o Sergio Monteiro.

  21. TUKU NARE
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 11:23 hs

    esse justo e um santo, ha se nos tivesse HOMENS TRANSPARENTES, como
    esse em nossa Patagonia, nossa terrinha ficaria livre de toda maracutaia.

  22. Silvano Andrade
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 11:46 hs

    Este injustos tem que levar umas sapatadas na fachada, no estilo à la bush…

  23. CWB
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 11:56 hs

    É MUITA CARA DE PAU, NÃO É NÃO???
    NÃO FICA NEM VERMELHO!!!!

  24. Borduna
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 13:16 hs

    E a mesa diretora não vai ser reenquadrada, ou melhor, enquadrada

  25. observando
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 14:42 hs

    O rosto, rosto não; a cara desse cidadão não inspira confiança.
    Retrata a época em que se confiávamos, em que vivíamos esperança.
    A cara é o saldo de que os deputados merecem. Já que os pares não lhe tiram o poder, um dia, por mais que demore o dia dele vai chegar. Viva a democracia, viva a renovação.
    Louvo para gente como você Fábio, saia candidato.

  26. Reinaldo Sérgio Gomes
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 14:58 hs

    Segundo 4 especialistas ouvidos pela Gazeta do Povo, o cargo de “Agente Político” constante do Projeto de Lei que regulamenta a função, é inconstitucional. (GP 25.05.2010, pag.18). A ALEP considera o projeto legal. Incrivel como não conseguem andar dentro da legalidade. Seria vício?

  27. ´é
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 16:14 hs

    É………..

    ESSE NELSON JUSTUS É UM CARA DE PAU. VEM AGORA FALAR QUE É O MORALIZADOR.
    PRECISOU O MUNDO DESABAR EM CIMA DELE PARA O DISTINTO DEPUTADO PERCEBER O QUE ESTAVA OCORRENDO NA ADMINISTRAÇÃO DELE E AINDA VEM COM ESSA CONVERSA MOLE.

  28. papai noel Paulo Duarte
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 18:09 hs

    Prezados leitores deste e de outros Blogs politicos, eu conclamo aos senhores(as) para que nesta eleição de 03 de outubro de 2010 sejam cabos eleitorais pelo alerta politico, pois sabemos que Nelson Justus se elegeu com 44.430 votos e se cada um de nós, lembrarmos a sociedade que aquela casa sempre teve suas falcatruas, mas que a cada nova diretoria que assumia a direção da ALEP. tornavam-se cumplices das robalheiras la existente, ninguém nunca quis moralizar aquela casa, agora vem o Santo Justus, homem integro!!!!, demais, diga-se de passagem, Alexandre Curi, joven inexperiente, com curriculum invejavel, com boas lições que aprendeu com o querido vovô, e também o nosso querido Rossoni, quanta gente boa em uma só mesa, para tomarem dificeis decisões. Pois bem o apelo é para que a campanha tenha como slogam ” Nelson Justus, Alexandre Curi e Rossoni merecem longas férias, não votem neles, deixem-os descasarem, faça como eu”. se juntos fizermos uma boa campanha, eles tiraram longas férias.

  29. cidadao paranaense
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 19:07 hs

    O QUE SERA QUE ESTA POR TRAS DISSO TUDO?

  30. Sidinei Freitas
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 21:27 hs

    Pensar que muitos acreditam que o povo pode fazer algo contra estes senhores é acreditar em “mula sem cabeça”, somente a pressão da mídia faz com que promotores, juízes, OAB e outras organizações façam alguma coisa, todo o dinheiro desviado servirá para compra de voto, é assim que funciona no país todo.
    Este país rico de povo tão pobre se forma como? e colocando policiais mau pagos para prender pobre iguais a eles, enquanto isto um único Senhor “desarmado” bem vestido com formação acadêmica leva todo o dinheiro que poderia servir para pagar bem os policiais, dar condições dígnas para professores e local descente para crianças e adolecentes estudar.
    Pessoas como o Sr. Nelson justus estão espalhadas por todo o Brasil, porque os outros Deputados não pediram o afastamento ? eles não estão lá para fiscalizar, ou se levantar o tapete não fica um “limpo”. Eu ainda acredito na Polícia Federal sem acordo…Depois a “Injustiça” solta mais pelo menos sai na foto de algemas.

  31. bico doce
    terça-feira, 25 de maio de 2010 – 22:04 hs

    Esse justus é um tremendo gozador. E nós os palhaços.
    Lança um edital de concurso público que daí a coisa começa a ficar transparente, pois continua embaçada quando não obscura.

    Não reeleja político ruím se não a vítima vai ser você!

  32. Professor
    quarta-feira, 26 de maio de 2010 – 0:13 hs

    UM CIDADÃO passava pela assembléia quando começou a ouvir:”safado, sem vergonha, vagabundo,corrupto,prevaricador,incompetente,ladrão…”Assustado perguntou a um segurança quem estava brigando e o segurança calmamente respondeu:” não é briga não,estão fazendo a chamada…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*