Governo fará corte adicional de R$ 10 bi no Orçamento | Fábio Campana

Governo fará corte adicional de R$ 10 bi
no Orçamento

Da Agência Estado

Os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Planejamento, Paulo Bernardo, anunciaram hoje a decisão do governo de fazer um corte adicional de R$ 10 bilhões no Orçamento de 2010. Segundo Mantega, com o corte inicial já feito, de R$ 21,8 bilhões, a redução total no orçamento para este ano corresponde a cerca de 1% do Produto Interno Bruto (PIB). Mantega destacou que esta é uma medida anticíclica para que o crescimento da economia seja sustentável e equilibrado.

Mantega e Paulo Bernardo vão viajar para a Espanha na próxima segunda-feira e devem apresentar o corte adicional ao orçamento ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Vamos buscar o aval do presidente”, afirmou Mantega.

Foto: Rodrigo Paiva/ Folha Imagem


6 comentários

  1. Carlinhos
    quinta-feira, 13 de maio de 2010 – 16:32 hs

    DEU NO BLOG CONEXÃOBRASÍLIA DO ANDRÉGONÇALVES
    Serra e o coice em Miriam Leitão
    Repercutiu o dia todo a patada que o presidenciável José Serra deu na jornalista Miriam Leitão hoje pela manhã. O tucano ficou irritado com uma pergunta banal sobre a autonomia do Banco Central.
    Mostrou uma “finesse” que muito se comenta nos bastidores de Brasília. Bem parecido com a de Dilma Rousseff, que ficou nervosa ao comentar o apagão que atingiu o país no ano passado e soltou o famoso “não é apagão, minha filha!” para uma jornalista (y otras cositas más).
    Em matéria de decidir quem é mais estourado, será uma disputa realmente polarizada. Pena que Ciro Gomes (PSB) não será candidato. Ah, e Roberto Requião (PMDB), hours concours nesse ramo.
    Segue abaixo a transcrição do trecho da entrevista, ao vivo, na CBN:
    Miriam Leitão – O senhor respeitará a autonomia do BC?
    José Serra – A questão dos juros, a questão do câmbio… Ninguém, em sã consciência, pode defender a posição de que, quando há condições para baixar a taxa de juros, o BC não baixa, está certo. Isso não significa infalibilidade. A questão do tripé famoso que veio do governo passado que, se não me engano, fui eu até que apelidei de tripé (câmbio flutuante, responsabilidade fiscal e meta de inflação) veio para ficar. Não baixar os juros num contexto que não tinha inflação simplesmente foi um erro. As pessoas que conhecem melhor, mesmo dentro do mercado financeiro, sabem disso. Agora, se alguém se assusta porque eu acho que a taxa de juros deve cair quando a inflação está caindo, quando tem quase deflação, é porque tem uma posição muito surpreendente do ponto de vista dos interesses do Brasil. Por outro lado, a mesa da economia brasileira, que estava no chão, eu ajudei a erguer. Todo mundo que me conhece sabe que eu não vou virar a mesa coisa nenhuma.
    ML – Mas a dúvida é exatamente esta. Quando o senhor fala que foi um erro do BC, se por acaso o senhor for presidente …
    JS- Espera um pouquinho.
    ML – Deixa eu completar a minha pergunta.
    JS – Espera um pouquinho. O Banco Central não é a Santa Sé. Você acha isso, sinceramente, que o Banco Central nunca erra? Tenha paciência.
    ML – Governador, deixa eu fazer a minha pergunta.
    JS – Agora, quem acha que o Banco Central erra é contra dar condições de autonomia e trabalho ao Banco Central? Claro que não. Agora, de repente, monta-se um grupo que é acima do bem e do mal, que é o dono da verdade e que qualquer criticazinha já vem algum jornalista, já vem o outro e ficam nervosinhos por causa disso. Não é assim. Eu conheço economia, sou responsável, fundamento todas as coisas que penso a esse respeito. E, a esse propósito, você e o pessoal do sistema financeiro podem ficar absolutamente tranquilos que não vai ter nenhuma virada de mesa.
    ML – Governador, deixa eu fazer a minha pergunta que eu não consegui completar. A questão não é se o BC é infalível, ninguém é. Mas se o senhor, quando se deparar com um erro do BC, caso seja presidente, ficará apenas com sua opinião ou vai interferir. A questão não é a taxa de juros.
    JS – Imagina, Miriam, o que é isso? Mas que bobagem. O que você está dizendo, você vai me perdoar, é uma grande bobagem. Você vê o BC errando e fala: “Não, eu não posso falar porque são sacerdotes. Eles têm algum talento, alguma coisa divina, mesmo sem terem sido eleitos, alguma coisa divina, alguma coisa secreta tal que você não pode nem falar: Ó, pessoal, vocês estão errados”. Tenha paciência”.

  2. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 13 de maio de 2010 – 17:01 hs

    Ué: A sede do Governo brasileiro é em Madrid. Sabia não…E prá que ir até lá prá pegar um aval? Não confiam no sedex 10?

  3. quinta-feira, 13 de maio de 2010 – 17:41 hs

    Esse gesto é para o povo que acredita nesse governico

  4. quinta-feira, 13 de maio de 2010 – 20:32 hs

    Eles já sentiram que a Dilma sifu,já era,o sapo barbudo já está negociando um asilo político,pois, a hora que descobrirem o rombo que,como diz o Duce ,estes FDP estão deixando,vai ser fod…
    Ou o pior ,toda esta grana vai acabar indo pra campanha,para salvar a chapéuzinho vermelho de sifud…,mas, acho também que é meio a meio…Queria saber o quanto está indo pra fora do país quando a dona Marisa vai junto ne$ta$ viagen$, sim porque,quem pede a cidadania italiana a ela ,aos netos e aos filhos,o que poderemos entender,um filho que era varredor de bosta dos bichos do zoo de uma cidade do interior de São Paulo e hoje tem mansões,fazendas,pô se eu ganho quinhentão a mais ,lá vem o IR me encher o saco,e o Zé Mané ,phode???????Nós temos que pedir ao sr.José Serra que apresente ao povo brasileiro todas,mas,todas as trambicagens desta turma,apenas isto para madarmos,através de ação popular, prender o sapo barbudo ,sua mulher e seus filhos.
    Isto me lembra aquele ditadorzinho cuja mulher tinha mais de mil pares de sapato,vamos nos atentar e não deixar a Dilmavez ganhar alguma coisa,senão o rombo aumentará,nós,os trouxas vamos pagar, e haverá uma revolta neste país,então já vamos cortar o mal pela raiz….

  5. bettonn
    quinta-feira, 13 de maio de 2010 – 23:13 hs

    Será que a aliquota do imposto de renda eles vao mexer?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????
    BEM QUE A ALIQUOTA MAXIMA FOSSE UNS 5 % O POVO AGRADECERIA!!
    SONHO MEU, SONHO TEU, SONHO NOSSO .

  6. sexta-feira, 14 de maio de 2010 – 9:34 hs

    Pois é..quando tem crise, o problema é ela, quando a economia avança, o problema é esse avanço..ai tem que cortar 10 bilhões…no minimo ridicula essa afirmação….Infraestrutura não causa infração, mandem 3,5 bilhões desse corte que queremos fazer a primera linha do metrô em CTBA..e o Afonso Pena..e o Aeroroporto de Foz..e as estradas no nosso interior aí que estão lastimáveis…e as ferrovias pra exportar a soja, seja do PR ou do MT…e quem sabe saneamento basico….então sei, o corte não será nessas áreas, mas em outras, mas, e o dinheiro cortado, vai pra onde………lametável um país como o nosso, carente sim de infra, ter uma noticia dessa, esperava ler: o Brasil investe mais 10 bilhões em infraestrutura….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*