FHC: 'É tempo de PT e PSDB reavaliarem diferenças' | Fábio Campana

FHC: ‘É tempo de PT e PSDB reavaliarem diferenças’

Josias de Souza na Folha Online

Em artigo veiculado em vários jornais do país, neste domingo (2), Fernando Henrique Cardoso volta a tratar da sucessão presidencial de 2010. Anota que “o embate entre PSDB e PT já dura 17 anos”. E acrescenta: “É tempo de reavaliar as diferenças e críticas recíprocas”.

FHC insinua no texto que Lula e o petismo recorrem à demagogia como tática eleitoral. Sem citar nomes de candidatos, sugere que é Dilma Rousseff quem representa o risco de retrocesso, não José Serra.

“Época de campanha eleitoral é propícia à demagogia”, escreve o ex-presidente da República. “Pode servir também para a construção de um país melhor se os líderes políticos tiverem grandeza”.

FHC recorda que PSDB e PT digladiam-se pelo poder “desde o governo Itamar, quando iniciamos o Plano Real”. A propósito, o ex-ministro da Fazenda de Itamar lembra que “os mais destacados economistas do PT” foram contra.

Cita Maria da Conceição Tavares, Paul Singer e Aloizio Mercadante. Diz que eles “martelaram a tecla de que se tratava de jogada eleitoreira”. Mais: “Não quiseram ver que se tratava de um esforço sério de reconstrução nacional”.

Para FHC, “a mesma cegueira” impediu que seus opositores enxergassem méritos nos programas de saneamento bancários baixado em sua gestão. Menciona o Proer e o Proes –o primeiro, voltado para as casas bancárias privadas. O segundo, aos bancos estatais.

FHC faz referência também à Lei de Responsabilidade Fiscal. Anota que, quando a editou, foi “duramente criticada pelo PT”. Hoje, escreve FHC, a lei “é indiscutida, embora nem sempre aplicada com o rigor necessário”. Enxerga no silêncio o “amadurecimento do país”.

O antecessor de Lula diz que as inovações econômicas adotadas em sua administração são, hoje, “patrimônio comum”. Entre elas “o sistema de metas para controlar a inflação” e “o câmbio flutuante”. Ferramentas que resultaram de “penoso aprendizado”.

Na área social, FHC insinua, de novo, que Lula não fez senão dar sequência a políticas que ele iniciara. Cita: “Aumentos reais do salário mínimo, desde 1993; implementação, a partir de 1997 das regras ditadas pela Lei Orgânica de Assistência Social…”

“[…]… Por fim, as bolsas que, com nomes variáveis, vêm sendo utilizadas com êxito desde o ano 2000”. Como que decidido a inserir o seu nome na certidão de nascimento da política social em vigor, FHC anota:

“Esses programas, independentemente de que governo os tenha iniciado ou melhorado, tiveram o apoio de todos os partidos e da sociedade”. Depois de realçar as semelhanças, FHC pôs-se a destacar as diferenças que separam o seu período da era Lula.

Escreve que, “sob pretexto de combater o neoliberalismo”, recorre-se agora à “idolatria ao ‘capitalismo de Estado’”. Vê prosperar sob Lula um certo “horror à forma liberal de capitalismo e à competição”.

“Prefere-se substituir as empresas por repartições públicas e manter por trás delas um partido”. Tenta-se repetir no Brasil, segundo FHC, o mesmo que fizeram “os partidos totalitários na Europa, os populistas na América Latina e as ditaduras militares”.

FHC tenta retirar do seu peito a marca de “neoliberal” que seus rivais grudam nele. “Na prática, o neoliberalismo nunca prevaleceu no Brasil”. E quanto às privatizações? FHC as defende. Mas retira de sua cabeça a coroa de rei do processo. Escreve que a “maré” coisa começou bem antes.

Foi “iniciada no governo Sarney (empresas siderúrgicas médias), prosseguida com Collor e Itamar (Embraer e a simbólica Siderúrgica Nacional).” Prosseguiu “em meu governo (telecomunicações, Rede Ferroviária Federal e Vale do Rio Doce)”.

O resultado, segundo FHC, foi que “passaram a crescer [as empresas] e o Tesouro a receber impostos em quantidade maior do que os dividendos” das ex-estatais. Quanto à Petrobras, ao Banco do Brasil e à Caixa Econômica, escreve FHC, nenhum governo “jamais” cogitou privatizá-las.

Deu-se, segundo ele, o oposto. Sob sua gestão, foram “dotadas da liberdade necessária para agirem como empresas”, sem ingerência política. Na sequência do artigo, FHC lança uma questão que traduziria o que está em jogo em 2010:

“Prosseguiremos nesta trilha, mantendo as agências regulatórias com a independência necessária para velarem pelos interesses do investidor e do consumidor, ou regrediremos?

FHC fustiga Lula, autor da tese da eleição plebiscitária. Diz que seu sucessor “se envaidece” “de que o BB ou a Petrobras atuem como global players”. Escreve que, embora o critique, Lula “não retrocedeu em qualquer privatização”.

Mais: mimetizou práticas que, antes, tachava de neoliberais: “Começou a fazer concessões das rodovias, cogita fazer o mesmo com os terminais aéreos, chega a simular um leilão para a concessão de Belo Monte, com o cuidado de dar (pra inglês ver, é verdade) a maioria do controle a empresas privadas”.

Se é assim, pergunta FHC, “por que não deixar de lado a ideologia e o uso da pecha de neoliberal para desqualificar os avanços obtidos dos quais é usufruidor?” Acha que o debate eleitoral deve “concentrar-se” na “preparação do país para enfrentar o mundo atual, que é da inovação e do conhecimento”.

No último parágrafo, a derradeira pergunta. E, embutida nela, a insinuação de que Dilma é o verdadeiro risco de volta ao passado, não Serra: “Queremos um capitalismo no qual o Estado é ingerente, com uma burocracia permeada por influências partidárias e mais sujeita à corrupção, ou preferimos um capitalismo no qual o papel do Estado permanecerá básico mas valorizará a liberdade empresarial, o controle público das decisões e a capacidade de gestão?”

– Serviço: Pressionando aqui, você chega à íntegra do artigo de FHC, veiculado no sítio da Zero Hora, que antecipa no sábado a edição de


24 comentários

  1. Cristiano
    sábado, 1 de maio de 2010 – 20:01 hs

    FFKHC por favor se coloque na condiçõa de ex- e deixe os eleitores decidir essa parada, cada vez que abre sua ladainha prejudica seu candidato.

  2. ▄▀▄†Ψ REQUEIJÃOΨ†▄▀▄™
    sábado, 1 de maio de 2010 – 20:28 hs

    “O resultado, segundo FHC, foi que “passaram a crescer [as empresas] “

  3. Osmar Santos
    sábado, 1 de maio de 2010 – 20:42 hs

    Quem leva FHC a sério??? Só o Josias e o Fábio….

  4. JUSTO
    sábado, 1 de maio de 2010 – 20:42 hs

    OBRIGADO FERNANDINHO! SUA CONTRIBUIÇÃO NOS DARÁ VITÓRIA NO PRIMEIRO TURNO. É FALTA DE RESPEITO FALAR “POR QUE NÃO TE CALLAS” PARA PESSOAS IDOSAS. DEIXEM ELE FALAR. NÃO ABRO MÃO DE DEFENDER ESSE DIREITO DO NOSSO MOÇO-PROPAGANDA.

  5. salete cesconeto de arruda
    sábado, 1 de maio de 2010 – 20:43 hs

    Pô Fernando!
    Vai cuidar das tuas princesas.
    O cara – depois que virou sapo – ficou chato!
    Nhem…nhem…nhem…
    Dilma/ESTREL não compra MANDATO!

  6. Eleitor
    sábado, 1 de maio de 2010 – 21:12 hs

    Cristiano. FHC não pode se manifestar só por ser ex? Isso é censura. Todos podemos nos manifestar, caso contrário nem você e nem eu poderíamos dar opinião. Mesmo com as opiniões de FHC e Lula quem vai decidir são os eleitores, ou o Lula vai votar por você? Os eleitores só podem decidir se puderem ouvir opiniões de diversas fontes. Se FHC deve se calar então Lula também deveria se calar e parar de fazer campanha pela Dilma.

    Lula apenas continuou o que outros começaram, só não enxerga quem não sabe ler, basta ver os discursos de FHC quando tinha o PT na oposição e os discursos de Lula depois que assumiu o governo: são iguais. Leiam e comparem ou continuem na ignorância.

  7. Caio S
    sábado, 1 de maio de 2010 – 21:36 hs

    Brilhante como sempres.

    A história fara justiça e veremos FHC como o melhor presidente que o Brasil já teve.

  8. João Luiz
    sábado, 1 de maio de 2010 – 22:04 hs

    Cristiano, voce deve ser daqueles que estava nas fraudas quando FHC foi presidente, pois as glórias do PT foi pegar o barco direcionado para o rumo que iamos navegar, daí o sucesso do Lula.
    Sem os programas de governos anteriores, vale lembrar aqui a abertura de mercado de Color de Melo, independente de sua inesperiência politica, do Presidente Itamar Franco que erdou o mandato após o impeachment de color e FHC que foi ministro da fazenda de Itamar e Presidente por oito anos, que diga se de passagem botou o trem no trilho ou o barco para navegar com rumo definido.

    PT pegou o bonde andando e levou sorte com as consequências globais.

    Então meu caro Cristiano as vezes é preciso sim ouvir os EX, principalmente considerando a cultura e experiencia de FHC.

    Em tempo: Não sou politico e nem filiado em partido algum, até porque amanhã tenho que levantar cedo para trabalhar e ganhar meu pão e lembre-se indepemdente de quem ganhe uma eleição nós mortais temos que correr atrás do nosso R$$$ para nossa sobrevivência

    Grato

    Joâo Luiz

  9. JOVEM CONSCIENTE
    sábado, 1 de maio de 2010 – 23:14 hs

    Depois que o PT transformou a UNE nesta pelegada que mendiga verba para viver sob as asas dos petistas e calou-se ante as barbaridades dos mensaloes da vida….sómente uma VOZ COM AUTORIDADE MORAL DO FHC, PARA MOSTRAR A REALIDADE E NÃO A ENGANAÇÃO DA FARTA E ABUSIVA PROPAGANDA PETISTA.

    É só o FHC falar, que a petezada treme e o Lula, no seu inimaginável complexo de inferioridade com o fhc, vomita baboseiras e solta bravatas.

    Como disse o CAIO, com o passar do tempo a serenidade da historia – não a influencia do poder – vai dimensionar a imensa distancia entre a grandiosidade das mudanças institucionais para transformarem a nação e a pequenez do assistencialismo e populismo mediocre do analfatebo presidente que não ´lê jornal e nem sabe falar corretamente o nosso idioma.

  10. PAULO
    domingo, 2 de maio de 2010 – 3:14 hs

    CHMAR FHC DE BRILHANTE É, NO MÍNIMO UMA FIGURA DE SAUDOSISMO.
    ELE “FOI” BRILHANTE QUANDO DEFENDEU O QUE TODAS AS FORÇAS DEMOCRÁTICAS DEFENDIAM. E SÓ!
    DEPOIS, FOI UMA DECEPÇÃO.
    SÓ NÃO VENDEU O RESTO DO PAÍS POR FALTA DE TEMPO E PELA VIGILÂNCIA DOS BRASILEIROS!
    AGORA, VAMOS E VENHAMPOS, ESTÁ NA HORA DO PROVECTO PROFESOR SE RETIRAR A UM DOS SEUS MUITO BEM MONTADOS REFUGIOS, ESCREVER SUAS MEMORIAS E SE CALAR!
    MAIS NADA ELE PODE ACRESCENTAR, TUDO QUE ELE FALE OU FAÇA,. DAQUI P/ FRENTE, PODERÁ, E SERÁ, USADO CONTRA ELE!
    A SENILIDADE POLÍTICA É MUITO TRISTE!
    JANIO, GOLBERI, REQUIÃO… TODOS ELES SENTIRAM OS EFEITOS DANOSOS DO DESMANDO INTELECTUAL E POLÍTICO.

  11. ILDO BALDO
    domingo, 2 de maio de 2010 – 9:53 hs

    AS DIFERENÇAS ENTRE PSDB E PT É CLARO O PSDB VENDEU TUDO O QUE O BRASIL TINHA E FALIU COM O PAIS
    O PT RESTRUTUROU O BRASIL QUE VOLTOU A CRESCER FORTEMENTE REABILITOU O POVO COM EMPREGO CURSOS TECNICOS FACULDADES FEDERAISE ESTADUAIS
    O CONSUMO AUMENTOU E O POVO ESTA FELIS ISTO COM O GOVERNO LULA QUE COM CERTEZA VAI DEIXAR SAUDADES SE POR VENTURA O PSDB GANHAR
    NO CASO FHC AINDA ONTEM ESTAVA BEM ATIVA UMA DAS SUAS MAIORES BANDEIRAS LA NO RIU DE JANEIRO QUE É
    TRABALHAR INCANSAVELMENTE PARA A LIBERAÇÂO DA MACONHA
    ESSE É SEU MAIOR FEITO
    POS PRESIDENCIA

  12. zeca
    domingo, 2 de maio de 2010 – 10:08 hs

    Na questão das eleições presentes eu diria que Lula é tão EX como o FHC. Ele não é candidato e então, não deveria se manifestar em prol da Dilma da mesma forma que nosso amigo Crstiano acha que FHC não deve se manifestra em prol de Serra. E o que é pior: ele está na midia muito mais que FHC. Usa a máquine em favo de sua canditada.

  13. Santino
    domingo, 2 de maio de 2010 – 12:10 hs

    Pô João Luiz. Muito se vê que você é realmente entendido de política.Você temque entender que o Brasil não foi governado apenas por oito anos de FHC. Mas, sim por toda a sua existência, o Brasil foi governado pelo mesmo grupo. Por que só agora vocês vem dizer que o que o Lula fêz, é o que o FHC iniciou? Por que não fizeram antes, ao longo dos 500 anos de governo. FORA DIREITA, CHEGA. AGORA É LULA, AGORA É DILMA.
    “DILMA LÁ, GLEISI CÁ”.

  14. Silvano Andrade
    domingo, 2 de maio de 2010 – 12:27 hs

    Cala a Boca velhaco, submisso do capital estrangeiro, lambe botas da rainha DA inglaterra.

  15. domingo, 2 de maio de 2010 – 13:26 hs

    A beira dos 80 anos FHC ,está lúcido, coerente e só nos dá orgulho, diferente dos analfabetos mau feitores que estão no poder e não dizem nada com nada. Isso mata os petistas de inveja e raiva , primeiro porque não entende o nível de FHC e segundo por sofrerem da doença da frustação/inferioridade.

  16. Troiano
    domingo, 2 de maio de 2010 – 16:30 hs

    Veremos a quem a história dará razão daqui a alguns anos: ao estadista Fernando Henrique ou ao porcalhão do Lula!

  17. Troiano
    domingo, 2 de maio de 2010 – 16:32 hs

    Como tem comentários idiotas aqui. Esses sanguessugas do PT só veem o proprio umbigo. Vão perder a mamata, PTzada.

  18. salete cesconeto de arruda
    domingo, 2 de maio de 2010 – 18:40 hs

    FHC o príncipe que virou sapo – as princesas que o digam
    Lula o sapo que virou príncipe – O MUNDO QUE O DIGA!

  19. Pé vermelho
    domingo, 2 de maio de 2010 – 19:28 hs

    Acho que o comentário do FHC é pertinente. Enquanto PSDB e PT se digladiam, são obrigados a fazer concessões ao PMDB, PTB, PP e congêneres. É notório que a chegada do PT ao poder o fez mudar de posição, agora muito mais liberalizante e a favor do mercado, concessão feita, justamente, para agradar a “direita” (ou o José Alencar é socialista?). Até mesmo pela escolha do Meirelles (banqueiro com carreira internacional e eleito deputado pelo PSDB) para o BC, ou do Palocci como ministro (privatizou o sistema de telecomunicações de Ribeirão).
    Pensem antes de criticar e revejam a história….

  20. Lelo
    domingo, 2 de maio de 2010 – 20:20 hs

    Ele só esqueceu de reconhecer a filharada! E olhe que ele não é nenhum analfabeto. Chega de preconceito…e mais vergonha na cara FHC!

  21. Luciano Paranista
    segunda-feira, 3 de maio de 2010 – 1:50 hs

    Meu Deus do ceu vamos com o FHC tem inveja do LULA como ninguém mais da moral a ele hoje em dia para aparecer ele tem que atacar o presindente que foi considerado o politico do ano por revistas mundiais.
    FHC pena que não tem mais a revista MAD senão pode ter certeza vc viraria figurista la com certeza com essa DOR DE COTOVELO que tem do LULA.
    E outra agora vi que o povo do PSDB não quer que a campanha seja para o povo escolher qual foram melhor os oitos anos do PSDB ou os oitos anos do LULA acredito que não tem como comparar todos sabem que estamos vivendo nosso melhores anos com um pais crescendo e tendo um presidente reconhecido mundialmente o que o FHC não conseguiu ser!

  22. TRABAIADÔ
    segunda-feira, 3 de maio de 2010 – 8:20 hs

    NAO ADIANTA OS PETISTAS TENTAR ALTERAR A HISTÓRIA PASSADA DO BRASIL

    FHC FEZ O MAIOR FEITO QUE UM PRESIDENTE JÁ FEZ NESTE PAÍS.

    SOLUCIONOU DE FORMA DEFINITIVA E DURADOURA O ENORME PROBLEMA INFLACIONÁRIO DO BRASIL.

    E AO MESMO TEMPO TEVE AO SEU LADO A GRANDE MULHER D/ RUTH, QUE IMPLANTOU OS PROGRAMAS DE AJUDA AOS MAIS POBRES, SEM FAZER DISSO UM DESCARADO ARDIL ELEITORAL.PQ ELA TINHA O VERDADEIRO SENTIMENTO DE SOLIDARIEDADE, COISA QUE NAO VEJO EM NENHUM PETISTA.

    ENQUANTO ISSO LULA MANDA PENDURAR MEDALHAS NA SUA INUTIL MARISA, DEVE SER EM AGRADECIMENTO POR ELA AGUENTA-LO NAS SUAS INTERMINAVEIS BEBEDEIRAS, LULA, CALA-TE, ÉS UM PÉSSIMO BRASILEIRO, PQ NAO FALAS COM CORREÇAO O PORTUGUES, E ABRES A BOCA SÓ P/ TE AUTOELOGIAR E DESMERECER TUDO QUE JÁ TINHA DE BOM NO BRASIL, ANTES DE SERES PRESIDENTE.

    VAIS SER DESMASCARADO, PELO SEU PROJETO FURADO DE ELEGER A BANDIDA PRESIDENTE.

  23. baicharelazinha
    segunda-feira, 3 de maio de 2010 – 11:40 hs

    Ex-Presidente, vivendo no bem merecido ostracismo, porque não fez nada e não é de nada, nem tem ter a tão inabalável moral que tanto pregou, já que depois de viúvo apareceram os filhos não reconhecidos. é uma vergonha que tenha a audácia de se manifestar

  24. O que é isso Companheiro!!!
    terça-feira, 4 de maio de 2010 – 4:32 hs

    Unica coisa que o FHC fez foi filhos e ainda fora do casamento porque como presidente foi muito mal unicos que gostavam dele era o povo do FMI!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*