Dados do governo reforçam crítica de Serra à Bolívia | Fábio Campana

Dados do governo reforçam crítica de
Serra à Bolívia

Do Josias de Souza

Documentos oficiais produzidos pelo governo durante a gestão Lula reforçam a acusação de José Serra (PSDB) contra o governo da Bolívia.

O presidenciável tucano acusou o governo boliviano, na última quarta-feira, de ser “cúmplice” dos traficantes que enviam cocaína para o Brasil.

Em reação, a rival petista Dilma Rousseff disse que Serra “demoniza” a Bolívia. Mas os dados colecionados pelo governo como que corroboram Serra.

Sob o compromisso do anonimato, uma autoridade da Divisão de Controle de Produtos Químicos da Polícia Federal falou à Folha sobre o tema.

Disse que relatórios oficiais da PF informam que 80% da cocaína distribuída no país vem da Bolívia. A maior parte na forma de “pasta”. O refino é feito no Brasil.

Serra falara em algo entre “80% e 90%”. Para a PF, a evolução do tráfico revela que há “leniência” do governo boliviano. Serra usara expressão análoga: “Corpo Mole”.

A PF atribui o fenômeno a aspectos culturais, não a má-fé. A autoridade que falou à reportagem lembrou que o cultivo da folha de coca é legal na Bolívia.

O produto é utilizado de várias maneiras –de rituais indígenas à produção de medicamentos. O problema é que o excedente abastece o tráfico.

A encrenca é mencionada também em relatórios e troca de correspondências do Itamaraty. Um resumo da visão brasileira foi repassado à Câmara em 2007.

Num documento de 11 páginas endereçado à Comissão de Relações Exteriores, foram abordados os contenciosos do Brasil com a Bolívia. Entre eles a droga.

O texto é uma resposta a requerimento feito pelo deputado Raul Jungmann (PPS-PE). Anota: “Entre 2005 e 2006, a área de produção de folha de coca na Bolívia cresceu de 24.400 para 27.500 hectares”.

Informa que, sob Morales, adotou-se política dicotômica: combater o narcotráfico, mas “valorizar” a folha de coca.

Acrescenta: “A Bolívia foi suspensa, em julho de 2007, do Grupo Egmont”, entidade que reúne órgãos de inteligência de 105 países. Dedica-se à repressão da lavagem de dinheiro e do terrorismo.

Segundo o Itamaraty, foi à Bolívia uma delegação de brasileiros e chilenos. Reuniram-se com autoridades locais em junho de 2007. “Sem resultado”, diz o texto.

Sob Lula realizou-se um esforço para reativar, também sem sucesso, as comissões mistas antidrogas Brasil-Bolívia.

Em setembro de 2008, o Itamaraty enviou à Câmara outro relatório, uma atualização do primeiro. De novo, 11 páginas. Assina o documento chanceler Celso Amorim.

No tópico relacionado às drogas, Amorim escreve: a ONU “divulgou relatório que indica aumento na produção de coca na Bolívia pelo quinto ano consecutivo”.

Menciona uma evolução: a Bolívia “tem buscado reforçar sua imagem de país comprometido com a luta contra o narcotráfico (‘Cocaína cero’)…”

Mas ressalva: “…Ainda que mantenha sua política da valorização da folha de coca como expressão do patrimônio cultural”.

No mês seguinte, outubro de 2008, Morales expulsou da Bolívia os cerca de 20 agentes do departamento antidrogas dos EUA que auxiliavam no combate ao tráfico.

O pretexto foi a acusação de que o DEA (Drug Enforcement Administration, na sigla em inglês) realizava operações de espionagem contra o governo boliviano.

A Bolívia firmaria, dois meses depois, um acordo com o Brasil. Previa que a Polícia Federal passaria a atuar na Bolívia no combate ao tráfico de cocaína e de armas.

De acordo com a PF, o acordo esbarra até hoje em entraves financeiros. La Paz deseja que Brasília arque com os custos.


37 comentários

  1. Luis Gringo
    domingo, 30 de maio de 2010 – 22:36 hs

    Esta na Folha e mentira.
    Seria como acusar o Governo Brasileiro pela prostutuição de travestis na Europa.

  2. domingo, 30 de maio de 2010 – 22:53 hs

    E aí PETEZADA Mentirosa ???

    PF confirma a fala de SERRA

    Dilmentira ainda vai falar sobre crack ou vai fazer novo dossiê ?

  3. OSSOBUCO
    domingo, 30 de maio de 2010 – 22:59 hs

    O Jornal da elite Valor Econômico, trouxe matéria sobre a morosidade do Poder Judiciário para julgar casos de desvio de dinheiro para o exterior.

    Há US$ 3 bilhões bloqueados em contas bancárias no exterior que não podem voltar ao Brasil enquanto o Poder Judiciário brasileiro não julgar, em definitivo, os réus pelos desvios de dinheiro.

    Esse dinheiro é resultado de investigações de lavagem de dinheiro proveniente de crimes de evasão de divisas, corrupção, tráfico de drogas e armas, contrabando e outros e que motivaram a abertura de ações judiciais.

    Entre estes valores estão dinheiro como o do grupo Opportunity; dos demo-tucanos paulistas (da turma de José Serra e Alckmin), que receberam propinas da ALSTOM; de traficantes de armas e drogas, e outros.

    No governo Lula houve saltos de qualidade nas operações da Polícia Federal, desbatarando diversos casos. Por que o Judiciário não pode fazer como a Previdência Social, que melhorou seus sistemas e procedimentos para resolver uma aposentadoria em meia-hora? Da mesma forma o Judiciário poderia agilizar processos críticos e grandes, que envolvem grandes somas, para vir a ser julgado em meses.

    Quando a Justiça quer ter pressa, um presidente do STF fica até meia-noite de plantão para conceder um habeas-corpus à um banqueiro (Daniel Dantas) no mesmo dia da prisão.É inaceitável que o Judiciário seja moroso em causas de grande importância para o interesse geral da população. O crime organizado se move por dinheiro. Atingir o poder econômico das quadrilhas é o mais duro golpe em sua capacidade de continuar praticando crimes. Confiscar e reaver o dinheiro roubado ou produto de outros crimes, asfixia o crime organizado, cortando a fonte de suprimentos de seu poder.

    Ao contrário do que diz José Serra (PSDB/SP), não são camponeses e índios pobres bolivianos que movem o tráfico de armas e drogas. São as organizações criminosas como o PCC, sediadas em São Paulo, as más autoridades policiais e judiciárias que se deixam corromper pelo dinheiro para deixar o tráfico funcionar, e o pessoal do colarinho branco que lavam esse dinheiro. Esses, pode-se dizer, estão no topo da hierarquia, na economia do crime.

    Se José Serra, quando foi governador de São Paulo, tivesse autoridade, determinação e vontade política para combater o PCC, a Organização Criminosa não teria nem poder, nem dinheiro, para assediar, encomendar, dominar territórios e corromper bolivianos, paraguaios, peruanos, etc, controlando boa parte da logística do tráfico internacional.

    José Serra também contribuiu bastante para que as lavanderias de dinheiro sujo do narcotráfico e da corrupção funcionassem, ao apoiar a libertinagem das contas CC5 no governo FHC, que levou ao escândalo do Banestado

  4. Jaferrer
    domingo, 30 de maio de 2010 – 23:02 hs

    Estes são os mui amigos. Vamos ver qual vai ser a mentira oficial inventada para dizer que não é nada disso, que esta tudo sobre controle no país do índio cocaleiro.

  5. OSSOBUCO
    domingo, 30 de maio de 2010 – 23:13 hs

    Deu na Folha? Então é mentira! kkkkkk

  6. OSSOBUCO
    domingo, 30 de maio de 2010 – 23:23 hs

    Olha que beleza de reportagem furada da Folha (para variar) “Segundo a reportagem, sob condição de anonimato, uma autoridade da Divisão de Controle de Produtos Químicos da Polícia Federal contou que …”

    Cadê o relatório oficial da PF? Cadê os dados oficiais?

  7. Laertes
    domingo, 30 de maio de 2010 – 23:40 hs

    Engraçado, a opinião de uma pessoa da PF, é o mesmo que a opinião da PF toda?

    Mas se o $erra está mesmo interessado em combater a droga

    qual o motivo de que quando ele foi governador

    nada fez para combater as drogas nas escolas????

    Quem teve a oportunidade de fazer antes e não fez

    não é agora que irá fazer

  8. HJ PARANAGUÁ
    domingo, 30 de maio de 2010 – 23:49 hs

    O PIOR CEGO É AQUELE Q NAO QUER VER. BOLIVIA, VENEZUELA E IRÃ SAO O PIOR QUE TEM NO MUNDO SÓ O LULA NAO VE.
    FORA PT, O BRASIL PERDEU MUITO COM VCS…

    SERRA
    BETO
    FRANCISCHINI

  9. Laertes
    domingo, 30 de maio de 2010 – 23:56 hs

    Ao me deparar com essa diplomacia do candidato tucano pensei que, já que a lógica é essa, em breve veríamos Serra chamar Obama de “cúmplice do tráfico de armas para o Brasil”, pois grande parte dos fuzis utilizados pelos traficantes tupiniquins são feitos na terra do Tio Sam (o AR-15, fabricado pela estadunidense Colt, é um exemplo).

    Mas não, a lógica do discurso serrista era, na verdade, a de um bom e velho candidato conservador brasileiro: o preconceito e a submissão.

  10. xyko quadros
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 0:44 hs

    Morales (Bolívia), Lugo (Paraguai), Chávez (Venezuela), Caldera (Equador). Essa quadrilha forma o grupo de “amigos y hermanos” de Lula que, como presidente nos envolve nessa catrefa.
    Isso é Lula, isso é o PT. Tomara que mude o ciclo em outubro. As mães que recebem o Bolsa Família são as mesmas que choram o filho morto pelo tráfico…
    Precisa mais?

  11. Anônimo
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 1:48 hs

    Pela lógica da argumentação de Serra, não seria possível a exportação de cocaína a partir da Bolívia sem a conivência e/ou participação das autoridades daquele país.

    Bem, se é assim, alguém poderia dizer também que Serra é cúmplice do PCC (Primeiro Comando da Capital), da violência e do tráfico de drogas em São Paulo.

    “Você acha que toda violência e tráfico de drogas em São Paulo seria possível se o governo de lá não fosse cúmplice?” – poderia perguntar alguém, parafraseando Serra.

  12. segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 1:49 hs

    Pela lógica da argumentação de Serra, não seria possível a exportação de cocaína a partir da Bolívia sem a conivência e/ou participação das autoridades daquele país.

    Bem, se é assim, alguém poderia dizer também que Serra é cúmplice do PCC (Primeiro Comando da Capital), da violência e do tráfico de drogas em São Paulo.

    “Você acha que toda violência e tráfico de drogas em São Paulo seria possível se o governo de lá não fosse cúmplice?”

  13. Aiaiai
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 2:23 hs

    …”A PF atribui o fenômeno a aspectos culturais, não a má-fé. A autoridade que falou à reportagem lembrou que o cultivo da folha de coca é legal na Bolívia.”…

    Tá…mas então porque mandam para cá como pastas…????

    Sabendo que aqui no Brasil é proibido…

    Isso não é má-fé ???????????????????

    E o Mulão acariciando este falso indio…
    (ah!!! simmmm ele tá mandando uma “pequenina” colaboração pra campanha da Dilminha…E o Mulão quer ser presidente do banco mundial, ou fazer parte da ONU… …Tá entendido,deixa quieto!!!!)
    Finjo que não sei de nada…e vc me apóia…

  14. PAPAGAIO DEM PIRATA
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 8:25 hs

    vergonhoso esse relatório para o BRASIL, E VEJAM QUE NO FINAL DO TEXTO ELES (Boliviamos), ainda querem que o Brasil arque com as despesas de combate as drogas e tráfico dentro do terrirório deles no meio do texto o relatório menciona que o plantio da coca cresceu de 24.000 hectares para 27.000 hectares, só para um LULALÁ MESMO DAR APOIO A ESSES COCALEIROS, EM VEZ DA BOLIVIA PROCURAR INDUSTRIALIZAR E PLANTAR CEREAIS INCENTIVA A PLANTAR COCA, destruindo milhares de famílias no BRASIL e no Mundo inteiro, fora índio boliviano, e devolva a Petrobras.

  15. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 9:17 hs

    Ora, é evidente que esta profunda amizade entre Lula, Chaves e Morales vai além do interesse nacional. Estes três cidadãos tem o mesmo obetivo político que é transformar Brasil, Bolívia e Vezezuela em um único eixo socialista, isto esta escrito e combinado.

    O socialismo é um sistema de governo fracassado que coloca a democracia no fundo do lixo. José Serra tem razaão em ter esta preocupação e obrigação de colocar as claras o perigo eminente existete no Brasil da permanência desta turma petista no poder e sua ideologias falidas. Afirmo que, DILMA é ainda pior que Lula, muito pior e se levar esta eleição como pretende CHAVES, definitivamente o Brasil estará pertencendo ao eixo do mal e isso aos olhos dos paises desenvolvidos não é nada bom pois, Chaves, Morales, Fidel são vistos como perigo a Democracia.

    ACORDA BRASIL.

  16. Carlos
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 9:21 hs

    Como entender um partido que apóia a liberalização da droga e critica a Bolivia por ser produtora?

  17. Militante
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 9:28 hs

    Sobre esse comentário vale ler o outro lado – um editorial do Carta Maior, reproduzido no Página 13 – http://pagina13.org.br/?p=2356

  18. DOI-CODI
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 10:07 hs

    A miséria faz com que quase todas as pessoas que vivem nas cidades fronteiras da Bolívia sejam coniventes com o narcotráfico. Muitos trabalham diretamente no esquema, outros ganham a vida simplesmente auxiliando quem está atrás de cocaína. Para se comprar droga em Puerto Suarez ou Puerto Quijarro, cidades bolivianas na fronteira com o Brasil, basta ficar por algum tempo nas estações de trem. Logo surgem pessoas interessadas em ajudar e, é claro, faturar por indicar algum ponto de venda de entorpecente.

    Há taxistas que ganham o dobro da corrida por conhecer o caminho das pedras. De acordo com os próprios traficantes, até membros da polícia local se rendem ao dinheiro proporcionado pelo tráfico de drogas. Na Bolívia, a miséria é tão impressionante quanto as trágicas histórias vividas por pessoas que se propõem a engolir cápsulas de cocaína. No país vizinho, as ocorrências policiais revelam cenas da vida real que seriam difíceis de imaginar se não estivessem devidamente registradas. Fonte: Roberto Alexandre
    http://www.folhadaregiao.com.br/hotsites/rota_das_mulas/4.php

  19. João de Deus
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 10:11 hs

    Nossa

  20. RST
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 10:15 hs

    Em mais uma operação “casada” entre órgãos de imprensa e o candidato a ocupar a Presidência da República a partir do ano que vem José Serra, o cultivo de coca na Bolívia está sendo transformado em factóide eleitoral do qual o tucano pretende se beneficiar com seu discurso acusatório ao país vizinho.

    Não conseguirei traduzir quanto me é doloroso ver o que estão fazendo com a imagem daquele povo e daquele país que cresce, desenvolve-se, reduz a pobreza e a miséria como nunca, educa o povo e combate as drogas com sucesso crescente.

    Posso dizer bastante sobre a Bolívia porque já estive em várias partes do país, tais como Santa Cruz de La Sierra, La Paz, Cochabamba, Oruro, Potosi e Sucre, e posso garantir que o boliviano consome muito menos drogas que o brasileiro, o que, inclusive, é atestado pelo último “Relatório Mundial sobre Drogas 2009” divulgado pelo “Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crime” (UNODC, sigla em inglês) em junho do ano passado.

    Além disso, o relatório mostra que a Bolívia perde para a Colômbia e para o Peru em termos de exportação ilegal de pasta de coca e que boa parte da cocaína que entra no Brasil pela Bolívia vem desses outros países através do território boliviano.

    Hoje, domingo, a Folha de São Paulo publica uma reportagem irresponsável sob uma manchete mentirosa dizendo que a Polícia Federal “avalizaria” as acusações de Serra à Bolívia. Lendo a matéria, percebe-se que é tudo mentira. Valendo-se do mesmo recurso do grampo imaginário contra Gilmar Mendes, o jornal cita uma fonte anônima como se tivesse recebido uma declaração oficial da PF.

    E mesmo que o tal relatório da PF exista, não pode ser tomado por posição oficial da instituição, pois em organizações sem orientação político-ideológica oficial como a nossa Polícia Federal passou a ser neste governo, pode-se conseguir relatórios para todos os gostos. Só que um relatório, mesmo existindo, é muito diferente de uma conclusão oficial da instituição.

    Espertamente, então, o jornal da família Frias não ouviu a Polícia Federal sobre a “denúncia” que faria neste domingo com base em fontes anônimas, pois um desmentido dela se chocaria com a manchete que se queria colocar, de que aquela instituição teria “avalizado” o factóide eleitoral de Serra.

    Conheço muito bem o povo boliviano. É um povo de costumes muito mais recatados, sobretudo entre a população indígena. A folha de coca faz parte da cultura deles. Os bolivianos usam-na para fazer infusões com fins medicinais, como o eficientíssimo “té de coca”, quase mágico no combate aos efeitos da altitude no altiplano da Bolívia.

    Por toda região dos Andes (sobretudo na Bolívia, no Peru, no Equador e na Colômbia), a folha de coca é amplamente consumida e industrializada. Pode-se comprar chá de coca industrializado ou a própria folha até em supermercados.

    Ainda assim, o boliviano, proporcionalmente, usa muito menos drogas do que os povos de países mais ricos que importam ilegalmente da Bolívia a matéria-prima da cocaína. Consome-se menos maconha, menos ecstasy, quase nada de crack e até a própria cocaína. O boliviano não gosta de se drogar como os povos dos países mais ricos.

    Na verdade, apesar de que, sob Evo Morales, a Bolívia deixou de ser o país mais pobre da América Latina, aquele ainda é um país paupérrimo e sem recursos. É muito mais difícil para a Bolívia fiscalizar todo seu território. Nem o Brasil, com todos os seus recursos, consegue.

    O discurso de Serra vai ao encontro do discurso americano sobre impedir o milenar cultivo de coca nos Andes. É óbvio que, como nessa região se produz enorme parte da coca cultivada hoje – que, inclusive, tem fins farmacológicos no mundo inteiro –, é dos países andinos que vem a matéria-prima da cocaína.

    Cabe a cada país fazer como a Bolívia e coibir a produção, o consumo e o tráfico de cocaína, fiscalizar fronteiras, reduzir a miséria de forma a reduzir a mão-de-obra da indústria da droga, a qual se vale das populações carentes para transportar e vender sua produção.

    Como Serra fracassa miseravelmente em combater o crack em São Paulo – sobretudo na capital, onde se fuma a droga em certas regiões da cidade à vista de todos, inclusive da polícia, e o Estado não faz nada -, ele inventou essa farsa contra a Bolívia e pôs seu jornal para endossá-la valendo-se de fontes anônimas apresentadas como se fossem oficiais.

    É inútil e farsesco eleger a Bolívia como culpada pela nossa dificuldade de lidar com as drogas. Aliás, trata-se de uma dificuldade que até os países mais ricos têm, o que fez com que vários deles as legalizassem. Esse discurso só serve mesmo para um candidato como Serra, que não sabe o que dizer para convencer o eleitorado a elegê-lo.

  21. Francisca
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 10:40 hs

    Então tá. Pegou tão mal a declaração do Serra que agora os “assessores” de plantão tem que correr atrás para tentar transformar em verdade o que o tucano falou sem pensar. Me poupe! Assuma que o homem falou bobagem e pronto! É mais digno! Quer defender? Lembre os eleitores que errar é humano. Não é assim que se faz política internacional!

  22. PARANAGUÁ
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 10:49 hs

    CARO RST

    MUITO BOAS SUAS COLOCAÇOES, MAS QUEM DEVERIA GUARDAR NOSSA FRONTEIRA? POR ONDE PASSAM A DROGA E ARMAS QUE CHEGAM EM SP E NA MAIORIAS DA METROPOLES? QUEM ESTATIZOU A PETROBRAS DA BOLIVIA( ROUBO)? ACHO QUE NAO PRECISO CITAR MAIS NADA NAO ACHA?

    SERRA
    BETO
    FRANCISCHINI

  23. Francisca
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 11:17 hs

    Até parece que o tráfico de cocaína começou no governo Lula. Na época do Fernando Henrique não existia…..

  24. Jose Carlos
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 11:22 hs

    Parece que o PT tem uma agência de notícias oficial destinada aos blogs… nada como um caraminguá para defender o PT e seus programas… agora, francamente, mesmo que todas as mulehres, homens e crianças da Bolívia e adjacências masquem dezenas de folhas de coca por dia – não façam mais nada – ainda sobrariam milhões de folhas de coca para serem exportadas… ora, só caipiras e jecas acreditam que a produção de coca na Bolívia seja destinada a atender o tal hábito milenar dos Andes…. quem sabe os governo cucarachos da américa latrina implantem o bolsa-pó ou o bolsa-crack …. é uma forma de alienarem ainda mais o povo do poder exercido pelos grandes líderes “socialistas-bolivarianos” da américa latrina… viva Zapata ! viva Catena Zapata!

  25. Cepê-Tiaraju
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 11:36 hs

    Caramba. Não é que aquele papo de que o PT havia arregimentado um batalhão de micreiros para fazer sua “defesa” na Internet é verdade ?

    Os “cumpanhero” estão atentos…

  26. A A CASAGRANDE
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 11:40 hs

    COMO VOCES QUEREM QUE A CANDIDATA CONDENE OS ATOS ILEGAIS DE BOLIVIA, VENEZUELA,CUBA E OUTROS AFINS SE A ESCOLA DELA FOI ESTA , PRATICOU ATOS IGUAIS OU ATÉ PIORES DOS QUE ELES PRATICAM ATUALMENTE .
    SENHORES COBRA NÃO COME COBRA , ASSIM COMO TERRORISTA NÃO FALA MAL DE TERRORISTA

  27. Mario
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 11:42 hs

    E AÍ TUCANALHADAS QUAL É O NOME OFICIAL DA PF QUE MOSTROU ESSES ESTUDOS AOS SERRAPEDÁGIO?
    O SITE OFICIAL DA PF NÃO CONFIRMA ESSAS INFORMAÇÕES, CRIADAS PELA FOLHASERRA !! CHEGA DE MENTIRAS !!!

  28. OSSOBUCO
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 12:50 hs

    E o terrorista Serra vai fazer o que? Sequestrar o Evo junto com o Gabeira?

  29. Rock
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 12:54 hs

    Evo Morales é Indio então vamos culpa-lo por toda a droga que gira no mundo, Alvaro Uribe é Branco de familia rica então não vamos culpa-lo de nada disso, ontem mesmo o fantastico fez uma extensa reportagem sobre droga afirmando que 60 % da venda de cocaina no mundo tem origem na Colombia e dai vem um monte de Mané se fazendo de desentendido e atacam a Bolivia porque essa tem Governo de esquerda e poupam descaradamente o Uribe porque ele é um Governo de direita que vive de beija mão nos americanos, vamos parar com hipocresia e ver e comentar a verdade. Quem tiver dúvidas é so acessar o programa de ontem no Gogle do fantastico e la vai encontrar a verdade.

  30. O democrata
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 13:59 hs

    por favor,será q,alguém ligado ao PT,ou filiado ao mesmo pode me responder qual dos membros do Partido é um democrata verdadeiro.Estou aguardando uma resposta.Até breve.

  31. MULHERES DO PARANA
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 14:23 hs

    esta com toda a razão Serra,porque não acabam as plantações de cocaina e plantam arroz e feijão para aquele povo comer.

  32. Ricardo
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 14:58 hs

    VEJAM SÓ COMO ANDAM AS COISAS NO NOSSO PAÍS.
    PESSOAS AQUI DEFENDENDO O PT E SUA POLÍTICA DE “DEIXEM AS DROGAS ENTRAREM, O IMPORTANTE É Q ESTAMOS NO PODER”.
    COMO EU DISSE EM UM COMENTÁRIO ANTIGO.
    SE UM FILHO SEU ESTIVESSE NAS DROGAS, VC FARIA SEU COMENTÁRIO A FAVOR DO PT? MESMO SENDO PAGO PRA ISSO, COMO AGORA?

  33. ILDO BALDO
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 15:02 hs

    ESSE AI NUNCA PODE SER ALGUEM PARA REPRESENTAR O BRASIL POIS JÁ QUER COMEÇAR ARRUMAR BRONCA E ESTA MOSTRANDO PARA QUEM NÂO SABIA PORQUE NOS SOUBEMOS QUE É UM SUJEITO TRUCULENTO
    TALVEIS ELE N\ÂO GOSTA DO BOLIVIANO PORQUE ELE QUEIRA QUE SÓ O FHC VENDA MACONHA

  34. Francisca
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 20:43 hs

    Fico feliz em ver que a maioria dos comentários aqui reconhece a ignorância do candidato tucano e a má intenção, descarada, da folha de São Paulo em inventar uma fonte anônima na Polícia Federal. Como é que um cara, que enquanto governador foi cúmplice do PCC, pode atirar pedras no presidente da Bolívia.Cúmplice pela mesma lógica utilizada por ele para atacar Evo Morales. Ô falta de preparo viu!!! Ta se saindo muito pior do que eu esperava….

  35. OSSOBUCO
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 21:44 hs

    Plantações de cocaína é ótima, essa deve ser loira!

  36. Sandro
    segunda-feira, 31 de maio de 2010 – 23:08 hs

    Se a informação da PF for verdadeira e não mais um factóide criado pela Folha de SP, então o setor de inteligência deveria focar seus esforços na localização de tais lugares, afinal se 80% do refino é feito no Brasil, sem dúvida, se deve coibí-los energicamente ao invés de ficar apenas criticando a inoperância ou eventual “vista grossa” da Bolívia. Caso contrário, faremos o que além de reclamar inocuamente como fez o candidato Serra, invadir a Bolívia ao melhor estilo Bush? Acho que não, então deveríamos cobrar mais atuação da PF no combate ao refino e ao comércio ilegal, além de programas de recuperação de usuários. O resto é balela politiqueira da pior espécie e não nos levará a lugar algum.

  37. OSSOBUCO
    terça-feira, 1 de junho de 2010 – 11:59 hs

    E não se esqueção que o FHC é a favor da liberação da maconha, logo o Serra também!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*