Caso Carli faz um ano, ainda sem punição | Fábio Campana

Caso Carli faz um ano, ainda sem punição

Da Gazeta do Povo, foto de Antônio Costa

De repente, a frase “190 km/h é crime” se espalhou em adesivos pela cidade. Tratava-se de um silencioso protesto ruidoso. O ex-deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho, embriagado, havia acabado de se envolver em um acidente que causou a morte de dois jovens.

De acordo com as primeiras notícias, o velocímetro do carro de Carli teria travado nos 190 km/h. A empresária Cristiane Yared, mãe de Gilmar Rafael Yared, um dos rapazes mortos, entrou em cena. Ela não se calou e se tornou símbolo da luta contra a violência no trânsito e a impunidade. Hoje, quando a tragédia completa um ano, Cristiane e familiares de outras vítimas de violência prometem fechar o trânsito no local do acidente.

Para o evento, haverá carro de som, padre, pastor e cantor. “Vamos fazer um momento de oração e um manifesto pela segurança, pedindo que providências sejam tomadas”, diz Cristiane. “Toda a população está convidada”, afirma. A família de Carlos Murilo de Almeida, o outro jovem que também morreu no acidente, também deve participar do ato.

Busca por justiça não deixa tempo para luto. Embrenhada em uma luta por Justiça para outras vítimas da violência no trânsito e para colocar o assassino do filho na cadeia, a empresária Cristiane Yared mal conseguiu viver o luto pela morte de Gilmar Rafael Yared. “Você acaba se envolvendo com a dor dos outros. Quando você começa a chorar, o telefone toca”, conta.

Leia a matéria completa

Junto com o evento, será lançado um movimento que deve percorrer todo o país na tentativa de recolher 1,3 milhão de assinaturas pedindo que o Congresso Nacional aprecie um projeto de lei que torne expressa no Código de Trânsito Brasileiro a previsão de que o homicídio causado por motorista embriagado é doloso (intencional). A ideia é evitar que a falta de previsão expressa acabe gerando impunidade.

Passado exatamente um ano do acidente, Fernando Ribas Carli Filho continua a responder o processo em liberdade. Não passou um dia sequer na prisão. Encerrado o inquérito policial, Carli Filho foi denunciado por homicídio com dolo eventual (quando o agente assume o risco de produzir o resultado) e,  com isso, o caso foi enviado ao Tribunal do Júri.

“Bom menino”

Em fevereiro, as testemunhas passaram a ser ouvidas em juízo. De lá para cá, foram realizadas três audiências, mas ainda há depoimentos a serem tomados. Três testemunhas “abonatórias” foram convocadas pela defesa – elas não presenciaram o acidente, só têm a missão de falar sobre o caráter de Carli. Como não moram em Curitiba, precisarão ser ouvidas por meio de um mecanismo moroso chamado “carta precatória”.

“A defesa arrolou uma série de testemunhas não presenciais para dizer que o Carli Filho é um bom menino. Meu filho é que era um bom menino, que não tinha uma gota de álcool no sangue”, critica Cristiane. Uma das testemunhas será ouvida em Cuiabá (MT) na próxima sexta-feira; outra, em Joinville (SC), no dia 24; e a terceira, em São Paulo, em 3 de agosto.

Rapidez

O assistente de acusação e advogado da família das vítimas, Elias Mattar Assad, pediu que o juiz não espere esses depoimentos e designe desde já a audiência final para ouvir o ex-deputado e decidir se Carli Filho vai ou não a júri popular. “A lei prevê que o juiz não precisa esperar as cartas precatórias para o processo andar”, explica Assad. No pedido, o advogado também solicita mais rapidez, uma vez que a legislação brasileira prevê que esta fase processual deve durar até 90 dias. Para o jurista Luiz Flávio Gomes, o processo está mesmo atrasado. “Às vezes atrasa um pouco, mas não tanto. Os juízes, em geral, têm observado esse prazo da lei”, diz.

A expectativa de Assad é que essa audiência final seja marcada para o fim de agosto ou setembro, e que o juiz decida mandar Carli Filho a júri popular. “É uma marcha inexorável. Esse caso será um divisor de águas e deve definir se casos assim são de competência do Tribunal do Júri ou não”, diz Assad. Na opinião de Gomes, o caso é mesmo para júri popular. Mas, antes que isso seja definido, o jurista acredita que a defesa levará a discussão até Brasília, no Supremo Tribunal Federal. O advogado de Carli Filho, Roberto Brzezinki Neto, foi procurado pela reportagem, mas informou, por meio de sua secretária, que não falaria sobre o caso.

Serviço

O culto ecumênico em alusão ao primeiro ano do acidente ocorre no local da colisão, no cruzamento das ruas Monsenhor Ivo Zanlorenzi e Paulo Gorski, no bairro Mossunguê, às 20 horas.


17 comentários

  1. Borduna
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 12:20 hs

    Esse cara nunca será punido. É Rico, jovem, bonito e principalmente de “boa” família. ´É esse o critério que judiciário usa pra absolver..

  2. Manobrista
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 12:34 hs

    Não da pra entender e aceitar como o Carli pai tem coragem de lançar o seu outro filho Bernardo para candidato a deputado estadual, isso é vergonhoso para Guarapuava e para o Paraná. O Carli pai só sabe falar do tal dos 200 anos de Guarapuava que segundo ele está preparada para o futuro. Será mesmo prefeito? Uma cidade que mês a mês, segundo o Caged é record em desemprego. Outro exemplo é a rodoviaria inaugurada em 1992, na primeira gestão do Carli como prefeito até hj não funciona como uma rodoviaria de verdade. Vejam esse video produzido em 2009:
    http://www.youtube.com/watch?v=ZlgcBIj3KmQ

  3. Ditão
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 13:08 hs

    As imagens dos pontos de radar que foram apagadas, dá margens a inferências tais como o envolvimento de pessoas ligadas a outros políticos ou gente muito influente. Certamente o Carli vai aguentar a parada sozinho por que sabe que a impunidade é um fato consumado em nosso cotidiano. E, se for verdade que existiu outro veículo envolvido e as imagens foram “deletadas”, os interesses destes que não querem aparecer também vão ajudá-lo a sair ileso. Vamos cair na realidade. Para acobertar-se alguém que participava do evento, o que se pode imaginar é que só pode estar ligado à empresa que controla os radares ou a alguém que a contratou.

  4. Capitão Gancho
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 13:09 hs

    Vergonha Nacional!
    Impunidade, corrupção, despreso e falta de escrúpulos.
    Desde o ano pasado os Paranaenses vêm assistindo a capítulos espúrios dos personagens que “frequentam” a Assembléia Ilegislativa do Paraná.
    O líder da casa como couro de “pipa” num puxa e frouxa, vai não vai, solta não solta.
    A justiça no caso carli, continua “carlada”, ninguém fala nada…

    VERGONHA DE SER PARANAENSE NESSE MOMENTO.

    VERGONHA NACIONAL, VEXAME PARANAENSE…

    Essa jaguarada tem que ir para cadeia, corja de assassinos e ladrões.

  5. Curitiboka
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 13:38 hs

    190 Km/h é Crime. A imprudência tem Limite!!

  6. izabel
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 13:51 hs

    Política, sujeira, sujeira e sujeira, gente mau caráter governando nosso país, estados e cidades.

    Judiciário, uma vergonha, um zero, uma nada, só gente ganhando salário de marajá pra nada. Um lixo mesmo esse nosso país está.

  7. Lamentavel
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 14:07 hs

    Caro manobrisata (animal), essa nao e uma mateira para ser discutida como POLITICA, trata-se de um acidente horrivel, aonde familias sofrem ate hoje… nao devemos partir para o lado politico e usar este espaco para esse tipo de opiniao, acredito que devemos usar este espaco para tentar confortar as familias, e desejar muita forca neste que sem duvida foi o pior ano de toda as suas vidas.

    Podemos futuramente usar esse espaco para discutir a politica de guarapuava, mais nao quando a materia trata do sofrimento dessas familias.

    As familias, meu forte abraco e tudo vai se resolver da melhor forma possivel…

    Um abraco…

  8. paranormal
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 14:44 hs

    Pera ai , processo penal anda mais rápido do q trabalhista, que é bem mais simples
    eu não quero compara processos mas tem q se ter paciencia, o juiz é de curitiba e não d guarapuava, há d se ter paciencia e não apenas q eu não fui julgada isso é normal não se deve querer privilegios, mas com ctz vai vir a punição

  9. salete cesconeto de arruda
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 16:16 hs

    Calma!
    DEUS EXISTE!
    A roda da vida anda girando bem rápido.
    Nada de desespero.
    Apenas não desmobilizem a luta…

  10. Noroeste
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 16:27 hs

    Essa mãe é uma guerreira!
    E que neste dia das mães a dor intensa que esta cidadã ira sentir não será somente a perca de seu filho, também a dor do descaso quanto a punição deste homicida!
    Parabéns Cristiane, vc é um exemplo de coragem!

  11. rozane sachet
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 17:38 hs

    É mais um criminoso desfrutando da impunidade e mães chorando a saudade que jamais terá fim.

  12. Maicon José
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 18:53 hs

    2010 eh o ano da Cris Yared!!!!
    Vamos lutar por justiça em curitiba e em brasilia!!!
    estamos com vc Cris!!

  13. Eu mesmo
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 19:29 hs

    A RPC REDE GLOBO QUE LANÇOU ATÉ NO FANTÁSTICO O CASO DO FUNCIONÁRIO DA PREFEITURA QUE DIRIGIA UM CARRO CHEIO DE IRREGULARIDADES, COM O CARLI FILHO, QUE MANDOU ATÉ MESMO O CACO BARCELOS FAZER UMA REPORTAGEM SOBRE O CASO EM GUARAPUAVA, DE REPENTE SE CALOU. A REPORTAGEM NUNCA FOI AI AR. E RECENTEMENTE A REFERIDA EMISSORA ESTÁ VEICULANDO INÚMERAS PROPAGANDAS DA PREFEITURA EM QUE O PAI É O PREFEITO.
    A RÁDIO CULTURA, PERTENCENTE À DIOCESE DE GUARAPUAVA, QUE JAMAIS SE CALOU DIANTE DAS BARBARIDADES DAS ADMINISTRAÇÕES MUNICIPAIS, AGORA FAZ UM JOGUINHO DE BOA VIZINHANÇA COM A OUTRA RÁDIO, QUE PERTENCE AO CARLI E SUA FAMIGLIA, POIS VEICULA, A EXEMPLO DA RPC, PROPAGANDAS DA PREFEITURA. O ÚNICO VEÍCULO DE COMUNICAÇÃO QUE CONTINUA A MOSTRARA A VERDADE É UM PORTAL DE NOTÍCIAS, A REDESUL. ATÉ MESMO AS RÁDIOS DE UMA FAMÍLIA TRADICIONAL DE GUARAPUAVA POR SER ADVERSÁRIOS DO PREFEITO FAZ A POLÍTICA DA BOA VIZINHANÇA.
    ESTE CARÁTER FEUDAL DA POLÍTICA DE GUARAPUAVA INFESTA O PARANÁ E O JEITO CALA BOCA IMPOSTO PELO ALCAIDE, DESTRÓI OS ARGUMENTOS, ATRASA, ATRAPALHA E CALA A JUSTIÇA, QUE ESTÁ CADA VEZ MAIS DESACREDITADA, DESMORALIZADA POIS SEUS EXECUTORES GANHAM MUITO ACIMA DA MÉDIA DE OUTROS TRABALHADORES E PRODUZEM MUITO POUCO.
    GUARAPUAVA É O MAIOR MUNICÍPIO DO SUL DO BRASIL, O MAIS CENTRAL DO PARANÁ E UM DOS MAIS SUBDESENVOLVIDOS DO ESTADO.
    EXPLIQUEM, ELEITORES QUE ELEGERAM QUEM AÍ ESTÁ.

  14. Mamalo
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 20:47 hs

    SEU NOME É CRISTIANE, SEU SOBRENOME DEVERIA SER CORAGEM!
    QUE NESTE DIA DAS MÃES, UM VENTO SUAVE BALANCE SEUS CABELOS E VOCÊ SINTA UM AROMA DE FLORES PRÓXIMO DE TI, ENTÃO SINTA-SE ABRAÇADA POR SEU MENINO E POR TODAS AS MÃES QUE SÃO SOLIDÁRIAS NA DOR E TORCEM PARA QUE SEJA FEITO JUSTIÇA…
    GRANDE ABRAÇO E QUE MARIA, QUE É MÃE TAMBÉM TE CONFORTE…

  15. Manobrista
    sexta-feira, 7 de maio de 2010 – 22:11 hs

    Lamentavel, vc deve é puxa saco dos Carli, e por isso a palavra animal cabe a vc mesmo, nao prestou atenção no que eu disse no começo? Volto a repetir o que eu havia dito:
    “Não da pra entender e aceitar como o Carli pai tem coragem de lançar o seu outro filho Bernardo para candidato a deputado estadual, isso é vergonhoso para Guarapuava e para o Paraná”, para um bom entendor meia palavra basta, lamentável se vc for bom entendedor perceberá q o Carli Pai depois de todo o ocorrido há 1 ano atrás ainda quer insistir em lançar seu outro filho candidato dep. estadual. Preste mais atenção

  16. Lua
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 18:03 hs

    O assassino AINDA está impune, POVO BRASILEIRO cuidado! logo ele pega outro possante carro e usa-o como arma matando alguém a mais de 190km, bêbado e com carteira cassada. Quem será a bola da vez? você? sua família? ninguém está a salvo enquanto esse elemento anda á solta! o papai dele( prefeito de guarapuava ) acha que a tragédia foi um “mero acidente”, que frieza… sem comentários. E se a sociedade de Guarapuava realmente está envergonhada com o que o deputado aprontou em Ctba deve responder á altura nas urnas: jamais votem neles, nem no pai nem nos filhos, que nao ganhem votos nem em quermesse de igreja!

  17. Lua
    segunda-feira, 16 de agosto de 2010 – 18:13 hs

    olhem bem as fotos do estado dos corpos das vítimas! cena do mairo horror! eu diria que se nao fosse causado pelo carro do “elemento” diria que foi causado por um tiro de canhao ou uma bomba de terrorista! o ex deputado trucidou os jovens, desgracou 2 famílias, acaso é pouco??? rezem pra que nunca um deputado da vida bêbado e com a carteira cassada voando a mais de 190km nao acerte numa curva da vida QUEM você mais ama! respeitem a dor das famílias, a justica quem deve paga e quem merece recebe, cedo ou tarde a justica virá!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*