Vox Populi: Dilma 'sobe' e fica a três pontos de Serra | Fábio Campana

Vox Populi: Dilma ‘sobe’ e fica a três pontos de Serra

Josias de Souza na Folha Online

Veio à luz neste sábado (3) uma nova pesquisa eleitoral. Foi feita pelo Vox Populi. Traz dados diferentes da sondagem do Datafolha, divulgada há seis dias.

Tomado pelo Vox Populi, José Serra dispõe de 34% das intenções de voto. Lidera, mas Dilma Rousseff, com 31%, vem na sua cola.

Nessa nova pesquisa, a diferença entre os dois é de escassos três pontos percentuais. Quase nada se considerada a margem de erro: 2,2 pontos.

O Datafolha atribuíra a Serra um percentual um pouco maior: 36%. E acomodara Dilma em patamar bem abaixo: 27%. Diferença de nove pontos.

Os dois institutos divergem também quanto ao movimento dos candidatos. No Datafolha, Serra subira quatro pontos. Dilma descera um.

No Vox Populi, Serra mantém o mesmo percentual que amealhara em janeiro. E Dilma é quem sobe quatro pontos.

As divergências, por expressivas, não podem ser escamoteadas pela maleabilidade estatística. Alguém errou.

Se tivesse de optar por um dos institutos, o signatário do blog ficaria com o Datafolha, dono de histórico que o recomenda.

A propósito, vão abaixo duas notas veiculadas, também neste sábado, na seção Painel, editada pela repórter Renata Lo Prete, na Folha:

– Prancheta 1: Chama a atenção, no questionário de pesquisa Vox Populi sobre a sucessão presidencial com campo em 30 e 31 de março, a inclusão de pergunta relativa aos cargos que os candidatos já ocuparam, quebrando o fluxo das respostas espontânea e estimulada sobre intenção de voto. Esse tipo de procedimento é conhecido por distorcer resultados.

– Prancheta 2: Para completar, as opções diante do nome de José Serra (PSDB) estão incompletas. Há apenas “governador” e “governador de São Paulo”.

Você está em dúvida sobre em quem deve acreditar. Relaxe. Pense assim: erros em previsões eleitorais são sempre explicáveis.

O problema é que os institutos se guiam por métodos rigorosamente científicos. E o eleitor teima em votar leigo

.


9 comentários

  1. Mutuka
    domingo, 4 de abril de 2010 – 7:45 hs

    Isso já é empate técnico.
    Na próxima pesquisa, Dilma estará 5 pontos a frente.
    Vitória no 1º turno !

  2. pedro
    domingo, 4 de abril de 2010 – 8:55 hs

    tenho dito os tucunos e o demos nao tem militancia sao partidos das elites cavalos paraguaios la e ca.

  3. PABUFE
    domingo, 4 de abril de 2010 – 9:23 hs

    É PESQUISA “ACERTADA” ?

  4. domingo, 4 de abril de 2010 – 9:40 hs

    pedro,
    É verdade os tucanos não tem militancia, tem admiradores. Nada é pago para se admirar, torcer e votar ao contrário da Seita que depende de boquinha e portanto é obrigado a torcer pois não pode ter opinão própria. Age como manada, isto é , como massa de manobra.

  5. ▄▀▄†Ψ REQUEIJÃOΨ†▄▀▄™
    domingo, 4 de abril de 2010 – 10:35 hs

    Realmente, tucunos e o demos são partidos das elites eles precisam comprar as pesquisas (Vox Populi, DataFolha) para parecer estar na frente.

    Enquanto isso essas indústrias de mentiras (Vox Populi, DataFolha) fazem o PT avançar para pressionar um pagamento volumoso do DEM-P$DB em troca de bônus de porcentagem.

    O ônus fica com o povo que paga tudo isso, inclusive as propagandas políticas com as cara ridículas de políticos nojentos.

  6. Centro
    domingo, 4 de abril de 2010 – 10:48 hs

    A “militancia” petista hoje só são pelegos de sindicato. A Gleisi só tinha gente paga nas ruas, que na hora de votar votavam BETO!!!!!

  7. Nelson
    domingo, 4 de abril de 2010 – 11:44 hs

    Agora é só começar a campanha.
    Na proxima pesquisa Dilma estara na frente, queiram os tucanos-demos, ou não.

  8. Carlos
    domingo, 4 de abril de 2010 – 14:42 hs

    Estas pesquisas ainda pouco representam.

    Ainda é muito cedo para as pesquisas começarem a refletir a consolidação das intenções de votos.

    A partir de agora o Serra não terá mais a visibilidade que tinha como governador de SP e muito menos a Dilma será a “estrela” do PAC e não estará colada 24 horas por dia a imagem do Lula.

    A Dilma vai tentar puxar o debate para a discussão do passado, já que para ela o “futuro”, a sua vitirine é o PAC e este significa a defesa da continuidade, e nisto incluído as taxas de juros e demais políticas econômicas do atual governo, o que é o calcanhar de Aquiles no atual governo, já o governo é obrigado a fazer a defesa, mas que o próprio Lula assume que é uma continuidade das desenvolvidas pelo governo FHC.

    O Serra luta para desvencilhar da imagem colada pelo partido ao FHC, pois este pelas crises que enfrentou foi extremamente recessivo. Ele virá com um discurso diferenciado da pauta recessiva neoliberal implantada pelo FHC e continuada no governo Lula, mas sendo que neste ela assume uma outra forma pelo fato do quadro político econômico mundial já passava por um período desenvolvimentista, o que apesar das políticas econômicas conservadoras fez a economia desenvolver um pouco mais.

    Ao Serra compete tentar romper com o passado apontando para o desenvolvimentismo e para isto fará um discurso hibrido, uma mistura da pauta econômica heterodoxa keynesiana do CEPAL com a manutenção de algumas medidas ortodoxas que estão sendo aplicadas desde o governo Sarney.
    O Serra tentará de todas as formas estabelecer o debate direto com a Dilma, assim a afastando da proteção do governo.

    A respeito do governo Lula, o Serra deverá a princípio estabelecer não o choque frontal, mas sim a crítica pontual propositiva. A função do embate direto ficará a cargo do PSDB e das demais direções dos partidos aliados.

    A partir de julho, quando a imagem da Dilma e a do Serra já tiverem descolado dos palanques de inaugurações, começará o verdadeiro debate propositivo. A partir deste momento a imagem estará focada somente nos dois.

  9. ADMIRÁVEL
    domingo, 4 de abril de 2010 – 16:31 hs

    Serra encontrou a solução para seus problemas.
    Um Tucano Paranaense chamado Carlos.

    Eis a fórmula para ganhar a eleição, resta apenas combinar com os eleitores.

    Pelo menos os comentários feitos pelo Carlos tem uma virtude. Deixam transparecer honestidade de propósitos. Nada daquilo que se pode considerar como “Tucanalha.”

    Mas, convenhamos, é o tipo de raciocínio que só serve para alimentar ilusões.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*