Vitória do PV não é impossível, diz Marina | Fábio Campana

Vitória do PV não é impossível, diz Marina

Da Agencia Estado, por Angela Lacerda

A pré-candidata à Presidência da República, Marina Silva (PV), afirmou hoje em Caruaru, no agreste pernambucano, não ser muito provável, mas não ser impossível, uma vitória do PV, um partido pequeno com poucos recursos, na eleição de outubro.

Segundo ela, a candidatura do PV já está quebrando a maneira de fazer política e observou que o PT e o PSDB precisam ter maturidade para restabelecer o diálogo e perceber que existem questões importantes e estratégicas para o Brasil que não podem ser negligenciadas, como o desenvolvimento com preservação ambiental.

Para a senadora, é preciso garantir uma governabilidade mínima no Congresso buscando um arco de alianças que não tenha o “viés fisiológico”. Ela observou que o PSDB quis ser sozinho (na presidência) e ficou refém do DEM, enquanto o PT quis governar sozinho e ficou refém do PMDB. Lembrou, então, uma citação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sobre quem vai “liderar sozinho para governar o atraso”. “Não precisamos liderar o atraso”, afirmou ela para uma plateia majoritariamente formada por alunos e professores da Faculdade do Vale do Ipojuca (Favip), no auditório da Rádio Difusora de Caruaru.

Marina cumpriu uma extensa agenda na cidade, que teve seu momento de festa ao receber homenagem de artesãos no polo de artesanato da Feira de Caruaru, a maior do Nordeste. Viu a apresentação de bandas de pífanos e forró, do grupo de bacamarteiros, além de receber de presente uma escultura em barro reproduzindo uma família de retirantes, confeccionada por Antonio Rodrigues da Silva, 58 anos, seguidor fiel da escola do Mestre Vitalino.


8 comentários

  1. ILUSÃO
    sexta-feira, 2 de abril de 2010 – 10:19 hs

    Com todo respeito mas TADINHA. Vai faltar pique, pegada, força, punch, jabs. Esse país não é para principiantes e ingênuos. Enfim, mesmo que seja o novo não cola. Isso de “novo” não impressiona mais. Lula foi o novo. Agora, até êle, não é mais.

  2. bacamarte
    sexta-feira, 2 de abril de 2010 – 11:22 hs

    Marina Presidente em 2010, se o PV não atrapalhar!!!

  3. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 2 de abril de 2010 – 13:17 hs

    Marina Morena da Silva, a oportunidade imperdível do Brasil consolidar-me como nação desenvolvimentista, solidária, cristã, justa e aliada da Natureza!

  4. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 2 de abril de 2010 – 13:18 hs

    …consolidar-SE

  5. Diego
    sexta-feira, 2 de abril de 2010 – 14:03 hs

    Acho que ela vai ter mais votos que as pesquisas mostram. Meu voto é dela e de muitas outras pessoas com uma consciência política que não vêem um futuro nas mãos de PSDB e PT.

  6. LEAD
    sexta-feira, 2 de abril de 2010 – 16:27 hs

    Gosto da Marina Silva, acho que é uma alternativa boa para o primeiro turno, para sedimentar os votos dos descontentes, aqueles que não acreditam mais no FHC nem no LULLA. No entanto, a Marina Silva foi usada e abusada pelo Lulla e quando não deu mais caldo foi cuspida fora do Governo. A transversalidade do meio ambiente, pregada por ela no início do Governo Lulla não passou de um conto de fadas. Ninguém levou a sério, e muito menos o chefão que logo depois liberou tudo, abriu espaço para os ruralistas defenestrarem as florestas, para as monsantos da vida ganharem rios de dinheiro com o conto do vigário que é a soja transgênica, isso entre muitas outras lorotas ambientais. E usou a Marina para acalmar os ambientalistas de plantão. E pior de tudo, a Marina Silva ainda morre de amores pelo patrão Lulla!!! O que dizer? O que fazer?

  7. Túlio
    sexta-feira, 2 de abril de 2010 – 19:19 hs

    Aqui no Parana “ganha” com certeza pois tem “gente seríssima ” em seu quadro. Melo Viana e Rasca Rodrigues.

  8. Parreiras Rodrigues
    sábado, 3 de abril de 2010 – 16:40 hs

    Comentário mais descabido o do TÚlio. O que ânus tem com a calça se a cueca está no meio?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*