Um alegre evento periférico | Fábio Campana

Um alegre evento periférico

Borges da Silveira, ex-deputado federal, ex-ministro da Saúde de José Sarney, hoje empresário, fez de seu aniversário alegre acontecimento periférico da política nativa.

Borges ofereceu festa no Clube Curitibano para extensa lista de convidados ilustres. Mas não compareceram as figuras referenciais da política paranaense, apenas os personagens periféricos.

Assim, reinou no acontecimento o governador Orlando Pessuti, que demonstra estar em boa forma física, apesar do peso, para aparecer em todas as festas a que é convidado. Nem Osmar Dias, preferido de Borges, pintou no pedaço. Em seu lugar, Abelardo Lupion, do DEM.


5 comentários

  1. Sabrina
    quinta-feira, 22 de abril de 2010 – 1:03 hs

    O que soube é que a festa era para amigos de vida não para politicos do momento.

    O que não sabia era que ele preferia o Osmar, talvez seja pela idade… Mas logo ele vai ver que o Beto é muito melhor que o Osmar!!!

  2. ´DES TUCU NARE
    quinta-feira, 22 de abril de 2010 – 1:33 hs

    Por essa e por outras que o Pessutão começa aparecer no quadro sucessório. Em reunião de politicos quem não aparece é porque não quer se comprometer ou porque sabe que não é bem visto. Vai daí que Pessutão, mais uma vez, deitou e rolou e dançou sob a trinada voz do velho Jair rodrigues que com mais de 70, esnoba saude e vigor fisico porque ainda é o mesmo serelepe no palco.
    Pessuti circulou com Dona Regina e não havia quem não o quizesse cumprimentar. Requisitado como o aniversariante para fotos era só sorriso e abraços, arrancando atenção e simpatia das centenas de ilustres convidados. Periférico coisa nenhuma. Dos presentes ali estavam protagonistas que mesmo não sendo candidatos, sabem mexer com os pauzinhos e decidirem eleições e pelo que deu para perceber, muita agua ainda vai rolar na definição do quadro de candidaturas.

  3. CLOVIS PENA --
    quinta-feira, 22 de abril de 2010 – 6:51 hs

    Assim Pessuti, que já nomeou Tércio Albuquerque, volta a conviver com o clima do passado recente em que se fazia uma boa política no Paraná. Hoje, a crise de candidaturas internas nos partidos e entre os partidos paranaenses mostra o limbo que reina nos comandos partidários.
    Com prudência e pensando grande, os comandos do PMDB estadual podem mostrar uma perpectiva que a população do Paraná deseja. Falei OS comandos.

  4. norton
    quinta-feira, 22 de abril de 2010 – 10:43 hs

    esse borges e um periferico!

  5. Lapa
    quinta-feira, 22 de abril de 2010 – 10:47 hs

    O Borges já esta em campanha para eleger seu filho Leandro-vice-prefeito- da Lapa para Deputado Estadual.E o Furiati, Prefeito da Lapa é titio do garoto.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*