Serra diz que, se eleito, Bolsa Família vai ser mantido | Fábio Campana

Serra diz que, se eleito, Bolsa Família vai ser mantido

Do Josias de Souza, ilustração de Orlandeli

José Serra concedeu nesta terça (14) uma entrevista à Rádio Jornal, de Pernambuco.

Numa das primeiras perguntas foi inquirido sobre suas intenções em relação a um dos pilares da plataforma da rival Dilma Rousseff:

Vai acabar com o Bolsa Família? E Serra, em timbre peremptório: “Não só vai ser mantido como nós vamos procurar maneiras de fortalecer”.

Disse que é preciso “abrir oportunidades de trabalho para os jovens das famílias que recebem Bolsa Família”.

Repisou uma estatística que repete à exaustão: “No Brasil, na média, 20% dos jovens estão desocupados, não conseguem emprego…”

“…Acho que essa é uma coisa que precisa ser enfrentada”. Pretende “dar muita força para o ensino técnico profissionalizante”.

Como que decidido a tese de que não vai interromper programas exitosos da gestão Lula, Serra recordou sua passagem pela prefeitura de São Paulo:

“Quando eu fui eleito prefeito de São Paulo, tinha aqui, criado pela prefeita do PT, a Marta Suplicy, o bilhete único…”

“…Você pegava um ônibus, descia pegava outro, descia pegava outro… Isso demorava até duas horas, pagando uma passagem só…”

“…O que eu fiz chegando na prefeitura? Eu mantive e estendi o bilhete único para o metrô. Ou seja, o bilhete único ficou mais forte…”

“…[…] Com o Bolsa Família vou fazer a mesma coisa. Nada do que a prefeitura tinha feito e eu achava que era o que era aproveitável eu acabei…”

“…Até porque não se faz isso por picuinha política, você deixar de lado uma coisa que funciona. Você procura melhorar essa coisa. Isso eu fiz a vida inteira”.

“… […] Chega num governo, você vê como as coisas estão andando. O que está andando bem o que pode ser melhorado você melhora e bola coisas novas…”

“…Uma coisa nova que eu quero fazer é o ensino técnico profissionalizante pra muita gente”.

Lula ‘Nunca Antes’ da Silva decerto não consideraria a idéia de Serra como “coisa nova”. Ele se jacta de ser o presidente que mais abriu escolas técnicas na história.

Serra disse que pretende governar com “um olhar positivo”. Repetiu o bordão que Lula diz ser uma variação do slogam de Obama:

“Por isso é que eu disse que o Brasil pode mais. Eu acho que avançou bastante. Agora, pode avançar mais. E nos vamos trabalhar pra isso”.

Perguntou-se também a Serra se o senador Jarbas Vasconcelos, dissidente do PMDB, será mesmo candidato ao governo de Pernambuco, oferecendo-lhe o palanque.

O candidato foi lacônico. Disse ter agendado uma conversa com Jarbas para a semana que vem. Mas não soou como alguém que tenha pressa.

“A partir de agora, vamos ter seis meses pela frente. Não conversei pessoalmente com o Jarbas. Fiquei de falar com ele na semana que vem…”

“…Aí vamos ver que decisão ele toma, que encaminhamento que ele vai dar. Eu vou aceitar o que ele decidir”.

Nesse tom, arrisca-se a ficar sem palanque em Pernambuco. Jarbas já não anda lá muito animado com a empreitada. Se Serra não faz questão…

Tem vergonha de Fernando Henrique? “De forma nenhuma”, respondeu Serra. Aproveitou a pergunta para lustrar um pedaço de sua biografia.

Disse que, como ministro da Saúde de FHC, realizou “um trabalho importante”.

Discorreu sobre os programas da pasta: dos genéricos ao programa saúde da família. Disse que o ex-chefe o apoiou em tudo.

“Inclusive no enfrentamento das multinacionais, por causa das patentes de medicamentos…”

“…Nós acabamos fazendo a melhor campanha contra Aids do mundo, premiada, reconhecida internacionalmente…”

“…Sempre com a cobertura do Fernando Henrique. Como é que eu poderia rejeitá-lo? De forma nenhuma”.

Outra pergunta, feita de forma direta: Ainda há possibilidade de Aécio Neves ser seu vice? Ao responder, Serra deu a entender que a questão não está encerrada.

Afirmou que Aécio optou por disputar uma cadeira no Senado. E acrescentou: Agora, a decisão sobre o que fazer vai ser dele. E eu vou respeitar também…”

“…Quando você vai junto na mesma luta é importante que cada um defina aquilo que ele acha melhor fazer. E eu respeito…”

Serra parece ver uma porta aberta onde Aécio não vê senão fechadura. O entrevistador pediu a Serra que faça contato quando for a Pernambuco.

O candidato comprometeu-se a visitar a emissora. Solícito, declarou: “Se quiser falar mais nos próximos dias, eu estou disponível”.

Nada como uma campanha para suavizar uma personalidade arredia!


20 comentários

  1. UNIVERSITÁRIO
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 7:59 hs

    É óbvio que o Serra manterá o bolsa família, ATÉ PORQUE O EMBRIÃO DESSA BENECE FOI I NSTIUÍDA NO GOVERNO FHC, do qual Serra era Ministro.
    Realmente viver em um País tão Rico como é o Brasil e ter pessoa que condiciona o seu voto a manutenção do bolsa família é bastante lastimável.
    Deverimos estar preocupado porque uma família não consegue comer em restaurante ao menos uma vez por semana, POIS O NOSSO PAÍS É O MAIS RICO DO MUNDO. Vejos o seu espaço geográfico, costa marítima, rique na superfície e no sub solo, alto mar, beira mar. Nosso clima é invejável.
    Gente do céu, o nosso País só não é o mais rico do mundo PORQUE TEM GENTE QUE NÃO DEIXA e creio firmemente que são os governantes de plantão!!
    Vamos rogar a Deus com toda fé que nos libertemos!!!

  2. José Diniz
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 8:29 hs

    O Lula Copiou o FGH e, o Serra o Lula…

  3. Povão do Paraná
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 8:39 hs

    Há coisas que no Brasil não podem ser mudadas… O Bolsa Família, por exemplo… Os carentes não precxisam mais lutar no dia a dia para garantir o pão para suas famílias… As preocupações agora, são outras… Tipo, como enriquecer, como planejar assaltos, como tirar de quem já tem… É o Brasil do Lula q

  4. VLemainski-Cascavel-PR
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 9:06 hs

    Observem só as respostas do Serra:
    Educadas, sem prepotência ou arrogância.
    Diferente daquele “nunca antes” que afirmou que essa será a eleição mais fácil de ganhar em sua vida.

  5. Wilson
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 9:36 hs

    Quem de fato foi o primeiro a criar um Programa parecido com o Bolsa Família foi o ex-governador tucano Marconi Perillo, que foi adotado pelo FHC e rebatizado pelo Lula, que pelo menos nisto teve a honestidade de dizer que não era de sua autoria:

    http://www.youtube.com/watch?v=4vCeoPLLUn8

  6. Marcos Vinicius
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 10:07 hs

    Um a parte:

    Achei interessante a proposta, de autoria do senador Eduardo Suplicy, que prevê um benefício que atenda às despesas mínimas de cada pessoa com alimentação, saúde e educação, à todos os brasileiros.

    Exemplo parecido ocorre no Alasca, com royalties do petróleo…

  7. salete cesconeto de arruda
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 10:09 hs

    Essa é para rir!
    MEDIANOS MEDÍOCRES IRÃO PAGAR A CONTA!
    Junto com o CPMF.
    Muito engraçado.

  8. Duval Simões Araújo-Londrina
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 10:32 hs

    Se Serra quer ir bem no Nordeste tem que ter um projeto para a melhoria da qualidade de vida população, com obras de infra-estrutura para o desenvolvimento real da região. Apenas as esmolas que o PT fornece, apenas para manter o nordeste como feudo ignorante de votos, não vai resolver. Serra tem que demonstrar que pode mais e libertar o povo do nordeste das esmolas e ignorância perpétua.

  9. joão henrique
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 11:29 hs

    engraçado como agora o tão atacado bolsa-família é criação do FH e Será, digo, Serrá que vai ser presidente? – agora é uma beleza so por que dizem que foram os tucanos que criaram, ah gente se liga. Serra é igual a galera do PSDB e Dilma igual a galera do Lula, Dilma é Lula e Serra é FH e pronto final. Vão ter que esperar mais uns 16 anos, 8 de Dilma e mais 8 de Lula-volta já.
    PT saudações

  10. Do Xaxim
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 11:37 hs

    DONA RUTH CARDOSO, PRIMEIRA DAMA ATIVA POLITICAMENTE

    Dª Ruth Cardoso deixou uma história que muitos almejam a paternidade. Planejou e executou uma das mais importantes redes de proteção social que o Brasil jamais viu. Com sua inteligência, delicadeza e simplicidade, ela concebeu o programa Comunidade Solidária. Um conjunto de práticas sociais voltadas para a inclusão de forma sustentável. Entre os programas desenvolvidos pelo Comunidade Solidária, estão o Alfabetização Solidária, Universidade Solidária, o Comunidade Ativa e Capacitação Solidária.
    Quando deixou a condição de primeira dama do país, em 2002, continuou seu trabalho. Criou a ONG Comunidade Solidária, posteriormente denominada Comunitas. Os programas sociais concebidos e executados por Dª Ruth Cardoso e sua equipe deram origem aos benefícios Bolsa Escola e Bolsa Alimentação, “embriões” do Bolsa Família do atual governo Lula da Silva.
    Mas o combate à pobreza e à exclusão concebido por Dona Ruth é muito diferente do Bolsa Família de Lula. Os programas da antropóloga buscam as potencialidades dos chamados redutos carentes, otimizando os recursos empregados no combate à pobreza e à exclusão. Dona Ruth estimulava a inserção social pelas potencialidades e competências de cada comunidade promovendo a auto-estima, a solidariedade, a produção e a distribuição das suas riquezas. Lula seguiu os trilhos deixados por Ruth, mas errou no foco. Implantou um programa assistencialista que está gerando dependência e criando redutos improdutivos.
    http://www.gabinetec.com.br/lista/arquivos/backup/obs/OBS_2008_06_30.pdf

    O SERRA É A NOSSA ESPERANÇA!

  11. AFROUXOU
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 11:47 hs

    Começou bem o Vampiro Brasileiro
    Ou AFROUXOU ou é OPORTUNISTA mesmo

    PLINIO NELES

  12. quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 12:35 hs

    A campanha do Serra nem começou e já deu canseira na PTzada.
    Dá-lhe Serra !!!!!!!!!!!

  13. Osmar Santos
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 13:27 hs

    Vai manter o bolsa família, mas vai privatizar. Certamente vai dar um cartão para comprar em algum distribuidor norteamericano. Talvez no Mc Donalds……

  14. Profº Abel
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 13:34 hs

    Alguem acha que ele vai dizer que não vai continuar e inclusive ta dizendo que vai fortalecer….
    Será que ele não falou assim também com os policias dizendo que iria dar aumento, com os professores também ou irá fazer quando estado de São Paulo estava embaixo de água e ele estava lá na Europa acompanhando o sorteio da copa de 2014, por que não cuidado de seu povo.
    E como presidente????

  15. Caçador de Oligofrênicos
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 16:03 hs

    Benec com “C”, gostaria de saber qual universidade esse tucano frequenta?

  16. OSSOBUCO
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 16:04 hs

    caro jango, o Serra e o PIG estão em campanha há mais de 4 anos enão vão sair dos 30%.

  17. Laertes
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 16:10 hs

    O programa de distribuição de renda é luta antiga do senador Suplicy, os tucanos “tungaram” a idéia e fizeram uma meia-sola, ainda bem que o Lula consertou e pôs nos eixos o projetinho do PSDB.

    Convém lembrar que Criador do programa Bolsa-Escola, que deu origem ao Bolsa-Família, o senador Cristovam Buarque (PTDF) foi o criador do programa Bolsa-Escola, que deu origem ao Bolsa-Família.

  18. joão henrique
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 16:19 hs

    cara ossobuco tem razão kkkk. tucanada deve ta roendo de raiva. rapaz o serra é esquisito heim fala verdade, vi uma foto do cara segurando um fuzil, parece que ela ta extasiado, eu heim, credo em cruz. veja a foto: http://loseness.files.wordpress.com/2008/11/serra-fuzil.jpg

  19. ildo baldo
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 18:20 hs

    PARA TER VOTOS ELE VENDE ATÉ A MAE DELE
    MAS O PRESIDENTE DO PARTIDO SERGIO GUERRA FALOU QUE NO PRIMEIRO DIA O PSDB VAI CORTAR E DISSE QUE É DAR DINHEIRO PARA VAGABUNDO
    POIS ASSIM SOBRA MAIS PARA ELE S RUBAR

  20. Major Dornelles
    quinta-feira, 15 de abril de 2010 – 8:33 hs

    Para quem é contra, eles dizem somos contra. Para quem é a favor, sempre defenderam. Isso é coisa de pudim. Pudim de xuxu.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*