Ricardo Barros reclama da postura dos petistas | Fábio Campana

Ricardo Barros reclama da postura dos petistas

Do Paraná Online

De volta à Câmara dos Deputados, de onde se licenciou há quatro meses, o presidente estadual do PP, Ricardo Barros, retomou as articulações eleitorais criticando a postura das direções nacional e estadual do PT.

Barros disse que, na condição de dirigente de um dos partidos da base aliada do presidente Lula, não recebeu, até agora, uma proposta oficial de aliança para as eleições deste ano.

Ao contrário do PSDB, que já o procurou para expor as bases de um acordo para apoiar Beto Richa para governador e José Serra para a presidência da República, comparou o presidente do PP.

Enquanto o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, tem mantido contatos constantes com o PP, o PPS e o DEM, Barros reclama que nem a direção estadual do PT nem o presidente nacional do partido, José Eduardo Dutra, manifestaram a intenção de ter o PP numa aliança ao governo junto com o PDT.

Barros disse que, quando se reuniu com a ex-presidente estadual do PT Gleisi Hoffmann, no ano passado, ouviu “não” às duas condições apresentadas pelo partido, que são a indicação de um candidato ao Senado e a aliança na disputa proporcional.

“Ela disse que não tinha coligação e que o PT não abre mão da vaga ao Senado. E até hoje, essa posição não mudou”, afirmou o dirigente do PP. O presidente Lula terá muita dificuldade no Paraná para compor o palanque da ex-ministra Dilma Rousseff na campanha à presidência da República, avaliou o dirigente do PP. “Ninguém quer abrir mão de nada. Todo mundo quer ficar com o filé mignon”, criticou Barros.

Além do projeto do PT de lançar Gleisi ao Senado, o PMDB também quer ter candidato ao governo e ao Senado, o PDT não abre mão de ir para a disputa com o senador Osmar Dias, e assim por diante, disse Barros. Barros não quis revelar a proposta que recebeu do PSDB.

“Eles estão levando em consideração os interesses do partido que está sendo chamado para conversar. No PT, não tem ninguém fazendo esse trabalho”, comentou.

Livre

Por enquanto, a direção nacional do PP ainda não definiu seu lado na disputa nacional. Embora participe do atual governo, representado pelo ministro das Cidades, Márcio Fortes, o PP poderá ficar neutro na eleição presidencial, disse Barros.

Nesse caso, o partido seria liberado nos estados para fazer suas próprias alianças, acrescentou o presidente estadual do PP que desde já se sente livre para conversar com o PSDB e outros partidos.

Ontem no início da noite, Barros esteve ontem com o governador Orlando Pessuti, pré-candidato do PMDB à sucessão estadual. Pessuti já manifestou o desejo de ter o PP como um dos partidos que integrariam uma aliança de apoio à sua candidatura.


14 comentários

  1. wal
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 22:00 hs

    que o capeta o leve para o inferno

  2. TUKU NARE
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 22:17 hs

    Olha deputado isso e conversa pra boi dormir. Tu tens falado com a dona CIDA
    sobre as incorreçoes da AL. tens comentado alguma coisa na regiao de Maringa
    ou rpc CULTURA nao tem passado ai o Jornal Estadual.

  3. ESTRELA CADENTE
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 23:04 hs

    A política do Paraná está virando o autentico samba do crioulo doido. Até parece a apuração do desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro. É porrada para todos os lados.

  4. ficou feio
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 23:25 hs

    BARROS…..
    O NOME LEMBRA LODO, SUJEIRA….
    LEMBRA PREFEITURA DE MARINGA…..
    LEMBRA?

  5. antonione
    terça-feira, 27 de abril de 2010 – 23:41 hs

    o que será que deseja o PP de Ricardo Barros e o que será que já acertou com o PSDB? A base do acordo é programática? Ele que torne pública estas iformações já que está na base de apoio ao PT.

  6. AOS PETISTAS
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 0:08 hs

    AOS PETISTAS:

    O que o Lula fez até agora não foi mais do que obrigação, depois de todo terreno semeado pelo PSDB. FHC teve 6 fortes crises internacionais. Lulla só teve 1.

    Mesmo assim, FHC fez o plano real, (que o PT votou contra)a lei de responsabilidade fiscal, (que o PT votou contra), o início do Bolsa família, as avaliações das universidades, alunos e professores, (que o PT votou contra), as privatizações, que tiraram nosso país do atraso, vide telefonia, (que o PT votou contra), o PROER, (que o PT votou contra) e graças a ele o Brasil passou com segurança pela crise de 2008.

    Eu poderia ficar a tarde toda aqui escrevendo sobre a preparação administrativa do Brasil nos 8 anos de FHC, mas vocês petistas são cegos, ou pior, são maldosos mesmo, por considerar que FHC só fez coisas ruins e Lulla é o responsável por tudo de bom.

    Isso não é verdade!!! O PT apenas tocou um projeto que já estava pronto e tocou num período de bonança internacional. O que Lula fez foi discurso vazio para uma população subdesenvolvida e pobre que sempre gostou de populismo barato.

    Seja honesto com vc e honre as calças que vc veste e reveja os depoimentos de Delúbio Soraes, Marcos Valério e Silvio Pereira na CPI. Qualquer pessoa decente sente nojo daquilo.

    Vc e os petistas dizerem que aquilo foi uma “manobra da direita” é no mínimo falta de respeito com a inteligência alheia.

    O PT que nasceu com propósitos sérios, se transformou com o passar do tempo num agrupamento de pessoas que desejam se aproveitar do aparato público através do uso de cargos públicos. Os próprios sindicatos são na sua maioria uma forma desse grupo se aparelhar e ampliar seu poder político financeiro sugando a credibilidade inocente de pessoas sem informação.

    Os atos criminosos do MST, o silêncio da UNE, o apoio as ditaduras Cubana e Iraniana, a compra nefasta dos aviões franceses, o apoio ao assassino Césari Batistti, as tentativas de controlar a imprensa.

    Essas e outras situações patéticas e até criminosas apenas mostram que Lulla apesar de sua popularidade ainda comete erros terríveis. Agora, imagine os radicais do PT com controle sobre o governo de Dilma Russef.

    Teremos uma séria possibilidade de sobre um discurso social e popular, iniciar um processo de Venezualização do Brasil. Jogando brancos contra afro-descendentes, pobres contra ricos, empregados contra desempregados, sul contra o nordeste.

    A base da democracia é a alternância de poder. Chegou a hora.

    Lula controla o PT, mas Dilma não controla o PT.

    Serra é PAZ. Serra é progresso.

  7. PartiDo pré pago
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 1:44 hs

    Será que o Ricardo ainda não percebeu q o gov está cançado d forma q o PP se coloca como aliado? Na base do toma lá, da cá?

    Será que alguém realmente quer o partido do MALUF, BELINATI, JANENE, FERNANDO CARLI, BORBA, RUSSOMANO? HEIN, HEIN?

  8. de olho
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 9:32 hs

    Ta certo o Ricardo, o PT quer tudo no Pr. senado apoio a Dilma, e em coligações tem que abrir mão, e olha a surpresa que vem ai
    este Ricardo vai ser senador, o homem trabalha.

  9. MERCES
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 9:40 hs

    O DEPUTADO RICARDO BARROS nosso futuro SENADOR tem que ficar do lado de quem vai GANHAR , BETO RICHA GOVERNADOR e SERRA PRESIDENTE . o quadro é este minha gente .

  10. José
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 9:57 hs

    O Paraná precisa de um político jovem como esse para renovar sua política. Barros foi um empreendedor na prefeitura e fará muito bem ao Estado.

  11. piada pronta
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 10:07 hs

    o PT nao quer? claro que quer. Alias já pagou o detalhe da reclamaçao é que atrasaram um prestaçao ai o RB esperneou. Coisa de gigolo que espera a prostituta chegar com a ferias do dia.

  12. Borduna
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 11:18 hs

    Se o PP for mesmo um partido e não uma sigla de aluguel, esqueçam o PT. Não se bandeiem pro lado do PSDB. Ou seria uma sigla de aluguel e vai pra que dá mais….? Mostrem que são um partido. Lancem candidato próprio pra governador. Alianças? só em segundo turno….

  13. PDT - INTERIOR
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 11:40 hs

    ALGUÉM DO PP DE MARINGÁ, PODERIA FALAR COM O DEP. RCIARDO BARROS SOBRE O QUE ELE ACHA DO SEU PARTIDO NA CIDADE DE CORNÉLIO PROCÓPIO APOIAR O BETO (PSDB). O AMIN HANNOUCHE VAI COORDENAR A CAMPANHA DO BETO NA REGIÃO. PERGUNTO: COMO FICARIA VOCE DA BASE ALIADA DO PT, FIRME CANDIDATO AO SENADO JUNTO COM O SENADOR OSMAR (CANDIDATO A GOVERNADOR), CONSENTINDO QUE ESTE SUJEITO (AMIN) JOGUE CONTRA SEUS PRINCÍPIOS IDEOLÓGICOS? CADÊ A FIDELIDADE PARTIDÁRIA RICARDO BARROS? AGORA FICA CHORAMIGANDO DIZENDO QUE O PT NÃO O APOIE. O PAU QUE FERE CHICO FERE FRANCISCO. É UMA QUESTÃO DE COERÊNCIA. QUEREMOS VER O QUE VOCE VAI FAZER TAMBÉM EM RELAÇÃO AO TEU COMPANHEIRO AMIN. PÔ, O CARA É MAIS SUJO DO QUE PAU DE GALINHEIRO. VIVA O FUTURO GOVERNADOR DO PARANÁ. RICARDO SE QUER SER SENADOR TRABALHE, COLEQUE ESTA CORJA DE BANDIDOS NA RUA.

  14. PATO BRANCO
    quarta-feira, 28 de abril de 2010 – 13:58 hs

    E ISSO AI RICARDO VEM PARA A VITORIA DE UMA ESTRUTURA POLITICA QUE CONTINUARA LEVANDO O PARANA E O BRASIL A SERIO E COM DESENVOLVIMENTO DESDE O GOVERNO ITAMAR,,RICARDO O TEU LUGAR E NO LADO DE QUEM TRABALHA,,,,, SERRA PRESIDENTE,,,,,,,,BETO GOVERNADOR,,,,,,FRUET E RICARDO SENADORES

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*