Requião estaria transferindo bens para terceiros | Fábio Campana

Requião estaria transferindo bens
para terceiros

Celso Nascimento, em sua coluna de hoje na Gazeta do Povo, aventa a possibilidade do ex-governador Requião estar transferindo seus bens para nomes de “laranjas” como forma de protegê-los das multas judiciais.

Requião tem muito a pagar e uma infindável relação de processos por calúnia e difamação que poderá render novas penas indenizatórias. Muitas das condenações anteriores de Requião teriam sido pagas pelo PMDB, o que é absolutamente ilegal. O que segue são notas do Celso nascimento.

Ai meus bens 1

O ex-governador Roberto Requião foi novamente – seria esta a enésima vez? – condenado pela Justiça a tirar do bolso uma boa fortuna. Desta feita para ressarcir o erário de despesas que deveriam ser pagas com recursos próprios. Tudo começou quando a revista Exame publicou irônica reportagem com o título de “O Chávez brasileiro”. Requião respondeu com uma matéria paga em outros veículos, incluindo a Folha de S.Paulo. Mas quem arcou com a despesa foram as empresas públicas Copel, Sanepar e Appa, no valor total de R$ 920 mil.

Ai meus bens 2

Ontem, a Justiça condenou além de Requião, também Rubens Ghilardi, Stênio Jacob e Eduardo Requião a dividirem a despesa – quase R$ 240 mil para cada um. A nova condenação – que se soma ao R$ 1 milhão em multas pelo mau uso da TV Educativa – faz crescerem os boatos de que o ex-governador estaria transferindo bens pessoais para o nome de terceiros. Seria isto possível?


13 comentários

  1. MULHERADA DO PARANÁ
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 11:14 hs

    REi-quião passe uns no meu nome,juro que devolverei,promessa de politico.

  2. UM PORTUÁRIO
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 11:21 hs

    O IRMÃOZINHO DESSE “QUE SAIU”, DEVE PAGAR O MAL QUE FEZ AOS FUNCIONÁRIOS DO PORTO DE PARANAGUÁ E PARA A CIDADE DE PARANAGUÁ, POIS 240 MIL REAIS É DINHEIRO QUE ELE GANHAVA POR MÊS QUANDO “TRABALHAVA” COMO CHURRASQUEIRO NA “CHURRASCARIA FILÉ DO VISCONDE”, PELO PATRIMÔNIO QUE CANTA “EM VERSO E PROSA” E DIZ POSSUIR NA CIDADE DE “MIÁMI”, É ” M I Á M I” MESMO!

  3. asdrubal
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 11:30 hs

    É o fim. Uma revista tendenciosa fala um monte de mentirar e sai numa boa.

  4. sarna
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 11:55 hs

    é só comparar as declarações de IR de um ano para o outro. E ao que eu saiba, transferência de patrimônio está sujeita a impostos de transmissão inter-vivos. Serão pagos? por quem? cadê o cartório que está oficializando estas transferências? alô alô brava equipe de jornalistas!!!

  5. Jose Carlos
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 12:17 hs

    Um bom leiloeiro para os seus equinos e estará tudo resolvido…

  6. Povão do Paraná
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 12:20 hs

    Já falamos… Ele é o Dementão Requião, mas não é burro… E falso em tudo… É inteligente falso, é político falso, é competência falsa… Mas não é burro… É louco delirante, um pouco de esquizofrenia, sujeito a surtos sazonais que se tornaram permanentes… Não passa sequer num exame psicoténico… E é mazoquista… Tudo que faz é pra sentir dor na própria carne… Essa de transferir os bens, no entanto, é, sim, atestado de asno. A Justiça pode muito bem comprovar a malandragem pelas datas… Inteligente o Dementão não é… Nunca foi… Mas, burrão, burrão, também não… Só meio asno… Bardotinho!!!

  7. Emerson
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 12:22 hs

    Sequestro e arresto. É o que o MPF e os credores devem fazer…

    Como dica, a coleção de armas, de difícil transferência a terceiros.

  8. Pepe Deodato
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 13:01 hs

    É so acionar a receita federal e a policia federal, para que os laranjas apresentem renda compatível para compra dos bens do duce. E o duce tem que provar onde guardou o dinheiro da venda dos imoveis e moveis.
    Foi o tempo em que trapaça deste tipo ficava sem punição.

  9. anonimo
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 13:45 hs

    Duce, venda os cavalinhos que estao la no haras rio verde que ja ajuda, o que faltar, fala com o Airton Pissetti, que ele completa………………..ha…..ha;…………..ha……………..

  10. justiceiro
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 17:27 hs

    Transferir bens para terceiros depois de ajuizada uma ação cível, através de venda, ou seja o que fôr, é de responsabilidade de quem adquire tais bens, pois tais negócios podem ser anulados e o comprador fica no prejuízo.

  11. Sabir
    terça-feira, 20 de abril de 2010 – 19:05 hs

    Olá ex Rei, diz um ditado árabe que: ” Se o que lhe foi dado lhe foi tomado nunca lhe pertenceu”.
    A ganância de passar o erário para traz chegou ao seu final; troque seu Psiquiatra e pessa que aumente a dose do Gardenal.
    O leme da bela nau não está mais em sua mão. Se toca, colha os frutos que plantou. Além das multas não esqueça da grana da PARANAPREVIDÊNCIA, que está faltando para os aposentados e pensionistas.

  12. Alemão
    quarta-feira, 21 de abril de 2010 – 21:03 hs

    E tem a grande falcatrua da ponta do felix. Ele e o irmão, vovô Nana, através de um decreto,consolidaram a desvalorização do porto, e depois através de laranjas, compraram-no por uma merreca. Taí mais uma vigarice dos “merda e silva”.

  13. BISPO PARAGUAYO
    quarta-feira, 21 de abril de 2010 – 23:01 hs

    Acho interessante a lógica desses socialistas. O que é dos outros deve ser dividido, enquanto os líderes vivem luxuosamente. O Lula acumula riquezas no Brasil e no exterior, se transformando inclusive em um grande fazendeiro na Argentina. O Requição possui uma grande fortuna. Cadê o socialismo? Requião, já pensou em viver humildimente, como por exemplo: dividir teus cavalinhos. (eu quero ficar com o proletário).

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*