Prova da incompetência de Requião | Fábio Campana

Prova da incompetência de Requião

Requião saiu de campo e imediatamente evoluíram as negociações para extinguir a multa que o Paraná pagava todos os meses por conta de imbróglio estabelecido na privatização do Banestado.

Foi aprovada no Senado a resolução que extingue a multa. Houve negociação, é óbvio. Para garantir a aprovação, o Paraná abriu mão do artigo 2º da proposta e em vez do Paraná ter ressarcida a multa já paga, este montante será abatido da dívida.

Tudo bem, como dizem as almas parvas da caterva requianista, mas o Paraná ficou mais rico que ontem com a derrubada da multa. Ora, pois, bastou que o governador Orlando Pessuti, do PMDB, se entendesse com o senador Osmar Dias, do PDT, com o ministro Paulo Bernardo, do PT, para que a articulação funcionasse.

Isso prova a incompetência de Requião. E mostra o quanto o paraná perdeu nesses anos de bravatas, autoritarismo, personalismo, nepotismo e patrimonialismo que caracterizaram o governo do ex-Requião.

Agora, ao contrário da maioria dos paranaenses, que comemora o fim de uma multa mensal de R$ 7 milhões, o ex-governador Requião e sua inútil caterva desdenham o feito de seu ex-vice no twitter.

Ora, pois, nenhuma surpresa. É do caráter do ex-governador, que com seu estilo agressivo, personalista, bravateiro, chinfrim, condenou o Paraná a pagar essa multa por muitos anos sem propor solução inteligente como esta que ontem funcionou. Os méritos principais são de Orlando Pessuti e Osmar Dias.

Aguardemos agora as reações do Itaú, que ainda pode recorrer à justiça, e de Roberto Requião, que não pode mais recorrer a nada.

Outra questão que poderá provar a incompetência de Requião para governar, com seu estilo atrabiliário e bravateiro, é o da redução do pedágio.

Por ordem do governador Orlando Pessuti, a Secretaria dos Transportes deve concluir, nas próximas semanas, estudo técnico e jurídico que vai servir de base para negociação da redução das tarifas de pedágios no Paraná.

Se a iniciativa for bem sucedida, Pessuti vai demonstrar que a redução da tarifa do pedágio não era bicho de sete cabeças e só encruou porque nos últimos sete anos Requião se recusou ao diálogo.


12 comentários

  1. Pepe Deodato
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 9:58 hs

    Lelo… acorda guri… ainda é tempo
    Ainda tem idiotas que votarão no home prá senador.
    Se o pmdb do Paraná tem compromisso com o povo, deve barrar a candidatura do maria loca para senador. Vai fazer o que lá em Brasilia??? Comprar encrencas para o nosso querido Paraná.

  2. Pepe Deodato
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 10:12 hs

    O LELO DEVE SER
    UM DOS ELEITORES DO MOREIRA PARA PREFEITO E AGORA VAI TRANSFERIR VOTO PARA O REIKLOCO.
    SERÁ QUE REIKLOCO CONSEGUIRÁ OS DOIS POR CENTO DO MOREIRA?
    PARA O BEM DO PARANÁ EM BRASILIA,
    QUALQUER OUTRO É MELHOR

  3. CHICO BENTO
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 10:23 hs

    MEUS QUERIDOS SERÃO 02 VAGAS PRO SENADO EM 2010.
    PODE VOTAR NA GLEISE E EM MAIS 1.

    ACERTE O VOTO.

  4. CLAUDEMIR
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 10:27 hs

    GRAÇA AO PESSUTI E TODOS OS SENADORES DO PARANA FOI RESOLVIDO PARABENS PESSUTI AGORA SÓ FALTO ELE ABAIXAR O´PEDAGIO DAI SIM A MARIA LOUCA VAI FICAR VERDE DE RAIVA

  5. Jacarezinho
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:08 hs

    Dos 53 comentários, 3 pró ex-governador…João de Lara, Mamalo ( que atacou de inglês tipo tze buqui on tze teibou) e Lelo: Todos prá dentro. Tá na hora de dormir. E não se esqueçam de lavar os pés e passar o Polvilho Antisséptico Granado por causa do chulé. E isso que dá soltar doidos no pátio pro banho de sol. Um descuido, eles pulam o muro e se mandam prá primeira lãrausi do outro lado da rua.

  6. quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:16 hs

    Senhores..foi uma pena que levaram 7 anos pra ver o atraso que essa criatura trouxoepro Paraná..uma vergonha…ainda estamos longe de onde deveriamos estar, mas já estamos andando…esses 7 anos nunca serão recuperados, pois as empresas que não vieram, os bilhões em discussão, as inicativas que não existiram são irrecuperáveis…mas como tudo na vida, é hora de recomeçar…

  7. MORCEGO NOTURNO
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 13:00 hs

    AO JOBALO: O SEM CULTURA MORCEO DORME DE DIA KEKEKEKEKEKEK E A NOITE ESTA ATENTO PARA VER AS MARACUITAIS DOS “DIAS”. TA COM MEDO DE PERDER UMA BOQUINHA SEU SANGUE SUGA.

  8. Estatística
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 14:25 hs

    Quem usa costumeiramente da prepotência, do L’Etat ce Moi, da violência quer o que de volta? Carinho, amor, dedicação e, principalmente VOTOS?

    FAÇA UM POLÍTICO TRABALHAR: NÃO O REELEJA (nem deixe mudar de poleiro eleitoral).]

  9. Pedagio
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 15:04 hs

    O grupo de Concessão de pedágios Ecorodovias tem em seu site um prospecto de sua situação financeira e na pagina 418 fala das pendengas com o Estado do Paraná.
    “28. INFORMAÇÕES SOBRE O CONTRATO DE CONCESSÃO DA CONTROLADA ECOVIA CAMINHO DO MAR S.A. E RODOVIA
    DAS CATARATAS S.A. – ECOCATARATAS
    ……O litígio estende-se pelas seguintes principais frentes: encampação das
    concessões, desapropriação das ações de controle, tentativa de caducidade dos contratos,
    negativa de reajuste de tarifa nos anos 2003 a 2007, tentativa de nulidade de aditivos
    contratuais vigentes e consideração de dados contábeis em detrimento de dados contratuais
    regulares. Em todas as frentes de litígio restam, por ora, vitoriosas as concessionárias do
    Estado do Paraná, seja por decisões liminares, seja por sentenças ou também por recursos
    em instância superior. Ou seja, os contratos de concessão não foram atingidos. Os reajustes
    tarifários contratuais dos anos de 2003 a 2007, sistematicamente negados pelo Estado do
    Paraná, foram implementados e estão vigentes, parte deles por meio de liminar confirmada
    em todas as instâncias, parte já através de sentenças de mérito. Houve ainda, em 2007, a
    edição de leis estaduais para a concessão de isenções tarifárias a categorias determinadas de
    usuários das rodovias. Tais leis foram consideradas, em sede de liminar, indevidas. Tanto a
    Concessionária Ecovia Caminho do Mar S.A. como a Rodovia das Cataratas S.A. –
    Ecocataratas buscam, por meio de ações judiciais na Justiça Federal, ter reconhecidos em
    seu favor eventos que desequilibraram os contratos de concessão de cada uma dessas
    concessionárias, mas que foram omitidos ou não reconhecidos pela atual Administração
    estatal. Caso reconhecidos, tais eventos conduzirão ao direito de restabelecimento da
    dimensão original das equações econômico-financeiras dos contratos,seja por aumento de
    tarifa ou redução de obras, seja por aumento no prazo da concessão, ou seja por
    compensação pecuniária direta do poder público, podendo ocorrer também a combinação
    dessas possibilidades.”
    Esse documento é de março deste ano coincidencia hein?
    link: http://www.ecorodovias.com.br/SiteEcoRodovias/pt-BR/Default.aspx

  10. OSSOBUCO
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 16:12 hs

    Tudo bem, Requião é incompetente, mas e o Lerner? Não foi o Lerner que implantou esses pedágios com preços exorbitantes, para mim o Lerner, além de incompetente, usou de má-fé ao conceder preços tão elevados aos pedágios do PR.
    Lerner é o culpado!

  11. O PROFETA
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 19:37 hs

    ANOTE:

    REQUIÃO DANÇOU

  12. Carlos Eduardo
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 20:01 hs

    Internet tem que tomar cuidado com que se le, cada um fala o que quer, não tem ninguém independente, todos tem interesse em algo…

    Não sei qual o seu interesse, quem sabe se deixar ele bem claro posso entender melhor seus escritos…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*