Pessuti pode baixar a tarifa do pedágio | Fábio Campana

Pessuti pode baixar a tarifa do pedágio

Do Documento Reservado

A saída de Luiz Fernando Delazari do comando da Secretaria de Estado da Segurança, deve dar azia e má-digestão no ex-governador Roberto Requião. O sangue deverá ferver, a ponto de provocar um ataque de nervos, quando o governador Orlando Pessuti anunciar, provavelmente na segunda-feira, um acordo com as concessionárias que administram as rodovias pedagiadas no Estado para baixar o preço das tarifas, o que Requião não conseguiu durante sete anos de governo e o que rendeu dezenas de ações na Justiça estadual e federal.

Mais polido no trato com empresários, Pessuti poderá, com isso, dar um grande salto na sua caminhada rumo ao Palácio Iguaçu, já reformado, em 2011. A negociação vem se arrastando há alguns meses e a contrapartida é aumentar a validade da concessão em troca de outras obras importantes para o Paraná como, por exemplo, a duplicação de Cascavel a Foz do Iguaçu. É claro que as ações e atitudes do atual governador devem passar pelo crivo do ex, já que Requião é o líder nato e dono do PMDB. Qualquer deslize de Pessuti, que não lhe agrade, haverá pressões, do tipo aliança com outro partido para alijá-lo do processo sucessório efetivo. É ver para crer.


26 comentários

  1. Tulio
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 11:15 hs

    O Pessutao, começou a politicagem, vão baixar um pouco e dai prorrogam o contrato para mais 30 anos? Tem que baixar mas sem prorogação de contrato, ai sim acredito em voce, fora isso é mera politicagem, pra ganhar alguns votinhos na eleição. Duvido que as concessionaris aceitem baixar sem nada em troca.

  2. Andre
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 11:22 hs

    Começa mal Pessutao. Vai entregar as rodovias pra esses lobos por mais quantos anos? No prejuízo eles não vão ficar. To começando a ficar com medo Pessutao. A propósito e a dona Maristela, quando sai?

  3. sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 11:24 hs

    Senhores….tomar que seja verdade..mas não acredito muito não..agora uma coisa é fato, se o Pessutão não o fizer, o Beto o fará….vamos aguardar…

  4. LUIZ
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 11:30 hs

    Mais uma conta pro povão pagar lá na frente. Até voce Pessuti? Mais quantos anos vao dar pras pedagieras? Quanto elas vão dar de ¨¨contribuição¨¨ pra tua campanha?

  5. Urtigão
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 11:48 hs

    Só faltava essa. O Pessuti voltar com essa historieta requentada do pedágio.
    Governador, o senhor tem mais coisa séria pra fazer. E a gente tá mais escaldado do que gato assustado…

  6. Julio
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 11:56 hs

    Lembro que na epoca eleitoral o Jaime Lerner tambem fez isso e deu no que deu.

  7. TUKU NARE
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 11:58 hs

    Quem sao os felizardos que ganharam as concessoes originais…………………….
    quem sao os propietarios atuais dessas concessoes…………………………………..
    Quanto ja foi arrecadado………………………………………………………………………
    Quais os investimentos realizados………………………………………………………….

    ………………….. PESSUTAO , va de leve para que o tiro nao pela culatra………..

  8. Lerry
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 12:04 hs

    Prorrogar o contrato não é o problema. Ao final dos contratos atuais, novos ou os mesmos empresários serão os responsáveis pelas rodovias. Isso é fato.
    Por outro lado, passada mais da metade dos contratos de concessão, abrir mão de obras importantes não é o caminho certo. Elas já foram deixadas para o final dos contratos por irresponsabiliade eleitoreira anterior.
    Essa é mais uma mostra de que os políticos paranaenses, assim como os do restante do País, só atuam em causa própria. Enquanto isso, um projeto de desenvolvimento do Paraná não é sequer pensado. É lamentável.
    Fazendo política eleitoreira, o meu voto ele não tem!!!

  9. Alemão
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 12:23 hs

    iSSO SÓ VAI ACONTECER SE O REIQUIÃO DEIXAR NÉ? JÁ DEU PRA PERCEBER QUE TEREMOS UM FANTOCHE NO GOVERNO.

  10. sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 12:43 hs

    Arre égua !!! Mais um demagogo a caminho…Fora Pessutti !

  11. affonso
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 13:24 hs

    O PEssuti poderá baixar o pedágio aos valores das concessões novas, e aí sim, com duplicação de Curitiba a Foz e Curitiba a Maringá, aumentar o prazo de concessão.

  12. sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 13:57 hs

    A NOSSA FAMILIA SEMPRE VAI AO LITORAL PARANAENSE, E TODA A VIDA NOS COMENTAMOS A QUALIDADE DA ESTRADA DAS PRAIAS…É UM ESPETÁCULO, SEGURAS, BEM SINALISADAS…..MAS PODERIA SER UMS 40.% MAIS BARATO O PEDÁGIO,,,POIS MESMO ASSIM A CONCESSIONÁRIA GANHARIA MUITOS MILHÕES……

  13. Jango
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 14:04 hs

    Baixar tarifa é medida simplista, não acredito que possa ser somente isso. Se nós tivessemos – veja que se não fosse o “se” brilharia um pouco essa República – as ditas autoridades de controle público (sobretudo o Ministério Público estadual) positivas e operantes, uma auditoria isenta seria efetuada para apurar as reais condições desses contratos de pedágio e suas execuções pelas concessionários e pelo Estado. Porque as tarifas resultaram tão onerosas para a sociedade. Deveria támbém ser apurado o passivo judicial milionário, resultante de uma centena de ações judiciais que se seguiram ao mote eleitoreiro “pedágio – baixa ou acaba”. – aventura judicial sem precedentes prestes a arrombar os cofres públicos em mais de 300 milhões. O pedágio não acabou, não baixou, mas aumentou e apresenta esse passívo judicial como fruto de todos esses fatos lamentáveis. Até que ponto é lícito a um governo por renitência aós contratos ou animus litigandi quanto à questão deixar um passivo judicial dessa monta e não ter nenhuma consequência, não ser apurada nenhuma responsabilidade ? Essa resposta compete às ditas autoridades de controle público e à própria sociedade através de seus organismos de cidadania. E essa resposta não foi dada ainda, mas o imbroglio do pedágio está aí e passivo judicial crescente será cobrado. Vai ficar por isso mesmo ? Autoridades desapercebidas e sociedade otária ? É isso que temos em nosso Estado ?

  14. Borduna
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 14:18 hs

    Não Faz. Se fizer, alija Bob Req da eleição pro senado. Portanto, vamos ver quem manda mais, se o governador ou o ex. Aposto no ex. que vai “mandar” Pessuti só negociar isso após as eleições de outubro. Aposto R$1 x 10. Quem tem fichas?

  15. heracleto
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 14:21 hs

    A MESMA FORMULA DE JAIME LERNER, PRORROGAR CONTRATO DIMINUIR OBRAS, ALONGAR O PERIODO DAS OBRAS QUE RESTAREM E ABOLI O ATENDIMENTO AO USUARIO – SOCORRO. ESSE É O PESSUTÃO, VAI SER O GOVERNO DA MEDIOCRIDADE.

  16. fabiola
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 15:09 hs

    O Pessuti é um excelente político, e acredito no governo dele.
    André, a Maristela deve sair junto com a dona Fernanda, aliás vc sabe quando ela sairá???

  17. Andre
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 15:45 hs

    Fabiola, eu não sei quando a dona Fernanda vai sair ,ou se vai sair, o que eu sei que o trabalho dela é VOLUNTARIO, OU SEJA SEM RECEBER UM TOSTÃO DOS COFRES MUNICIPAIS, ao contrario da dona Maristela, não é querida?

  18. Michel
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 15:52 hs

    Hummm, acho que a Fabiola é uma “aspone” da vovozinha Maristela e ta com medo de perder a boquinha . FORA VOVOZINHA.

  19. Magno
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 15:56 hs

    Pro Parana vai ser pessimo. Vamos dar as concessionárias mais algumas décadas de arrecadação e vamos libera-los das responsabilidades das duplicações, acho que é tudo o que eles sonham. Mas por outro lado se isso acontecer sepulta a eleição do insano a senador.

  20. sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 17:15 hs

    Na verdade, na verdade..que não se abaixe o pedágio e sim que se façam as duplicações necessárias…temos uma frota de 4,7 milhoes de veiculos no estado, esse número não ira diminuir e sim aumentar, as estradas aos poucos vão ficar mais carregadas….que se cumpra o previsto no contrato, estradas duplicadas no estado inteiro pra ontem….

  21. MOREIRA
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 18:02 hs

    O REQUIÃO NAO É LIDER E MUITO MENOS DONO DO PMDB…
    ASSIM COMO NAO POSSUI MAIS LEGITIMIDADE PARA MANDAR E DESMANDAR…PORTANTO…SR. GOVERNADOR PESSUTI, FIRMEZA E RETIDÃO!

  22. Fredique
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 19:26 hs

    É A TÁTICA LERNISTA. BAIXA PEDÁGIO EM VÉSPERA DE ELEIÇÃO!
    QUE VERGONHA HEIN, PESSUTI?

  23. Xisburge
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 19:54 hs

    Vão faze que nem o Requião, que baixou 30% as tarifas em troca de não duplicar as BRS???

    Isso ninguém sabia né Sr Requião. Safado e sem vergonha, na época ngm percebeu mas agora veio a tona!!!

    Pesquisem que vcs vao ver que é verdade.

  24. Alemão
    sábado, 10 de abril de 2010 – 15:30 hs

    Tá na cara porque é que ele parou de falar em baixar o pedagio.Sem-vergonha e salafrário esse requião.

  25. Reinoldo Hey
    domingo, 11 de abril de 2010 – 10:46 hs

    Pessutti, sente na cadeira e não faça nada, PELO AMOR DE DEUS!!!

  26. MARCELO
    sexta-feira, 4 de junho de 2010 – 23:06 hs

    AH !!! ENTAO AGORA VAMOS ACREDITAR EM PAPAI NOEL , 7 ANOES, CINDERELA ,, EITA BANDO DE POLITICOS !!! SEMPRE FAZENDO O POVO DE OTARIO ………

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*