Pessuti tem pré-acordo para baixar pedágio em 30% | Fábio Campana

Pessuti tem pré-acordo para baixar pedágio em 30%

Negociação prevê prorrogação de contrato, fim de ações judiciais e duplicação de trechos mais importantes

Do Ivan Santos no Jornal do Estado

O governo do Estado já tem um pré-acordo com as concessionárias do pedágio que prevê a redução em pelo menos 30% nas tarifas atuais, em troca da prorrogação do contrato de concessão, que inicialmente venceria em 2017. Os termos do acordo prevêem ainda o fim das ações entre o governo e as empresas que operam o serviço, e a duplicação de trechos prioritários, como os corredores rodoviários entre Apucarana a Ponta Grossa; e entre Medianeira, Cascavel e Ponta Grossa.

Caso seja concretizado, o acordo – junto com o fim da multa do Banestado aprovada ontem pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado (veja matéria nesta página) – pode se tornar outro grande trunfo para impulsionar a pré-candidatura do governador Orlando Pessuti (PMDB) ao governo nas eleições de outubro. Nessa hipótese, Pessuti marcaria pontos junto ao eleitorado ao ter sucesso naquilo que seu antecessor, o ex-governador Roberto Requião (PMDB), fracassou depois de sete anos de mandato no cargo.

Oficialmente o governo, através do secretário de Estado dos Transportes, Mário Stamm Júnior, confirma apenas que está – a mando de Pessuti – realizando estudos técnicos e jurídicos para servir de base para negociação da redução das tarifas de pedágios, sem detalhar quais seriam os termos de um possível acordo. Fontes ligadas ao governador, porém, informaram à reportagem do Jornal do Estado que as conversas preliminares com as concessionárias já estão bem adiantadas e em vias de chegar a uma conclusão nos próximos dias.

Não por acaso, Requião está extremamente irritado com Pessuti e por conta das negociações com as concessionárias ameaça inclusive não apoiar a candidatura de seu sucessor ao governo. O ex-governador disse isso em reunião com os deputados da bancada do PMDB na Assembleia Legislativa na última terça-feira, dizendo-se inconformado com a postura conciliadora do novo governador em relação ao pedágio. Eleito em 2002 sob o slogan do “abaixa ou acaba” contra o pedágio – Requião se negou durante os sete anos no cargo a conversar com as empresas que operam o serviço. O resultado foi que as tarifas não só não baixaram, como continuaram sendo reajustadas anualmente por decisão da Justiça.

Segundo as fontes governistas ouvidas pelo JE, a avaliação de Pessuti é que a negociação – mesmo que à custa de uma prorrogação das concessões – é a única forma de conseguir baixar as tarifas, e ao mesmo tempo livrar o Estado de eventuais passivos, já que na disputa judicial até agora o governo tem sido sistematicamente derrotado. Por outro lado, para as concessionárias o acordo também seria favorável, já que evitaria o risco de uma revisão das tarifas pela Justiça, e garantiria a concessão por mais um período ainda não definido.

Adiamento — A possibilidade do acordo já causou reações na Assembleia Legislativa, onde o deputado estadual Reni Pereira (PSB) apresentou projeto para alterar o contrato de concessão, proibindo a sua prorrogação. Pelo contrato atual, a concessão inicial de 25 anos poderia ser prorrogada por igual período, o que a estenderia até 2042.

Ontem, Pereira cobrou a votação do projeto, que está parado na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia. “Vai baixar de que maneira? Vai prorrogar quanto?”, questionou ele ontem. O deputado afirma que a prorrogação abriria caminho para que as concessionárias adiassem ainda mais as obras de duplicação e melhorias das rodovias, já postergadas para o final do período de concessão do atual contrato, depois que o governo Jaime Lerner baixou unilateralmente as tarifas em 1998 e foi obrigado a recompô-las por ordem da Justiça.


39 comentários

  1. marcelo... povo de foz
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:04 hs

    Isto mesmo pessuti….mostra para estes caras o que é governar o parana de verdade…..

    Sem precisar se vender ou acordos por debaixo do pano……
    decisões politicas…

    diferente da maria louca…….

  2. José Diniz
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:06 hs

    Com todo respeito, eu sempre achei o Pessuti fraco como liderança política. Porem, estou revendo esse conceito. Em minha opinião, ele se fez de morto nesse tempo todo pra não levantar a ira do Requião. Enquanto era esnobado pelo Requião ele se organizou e, muito bem. Agora começa a desatar os nós que o Requião deixou ainda mais amarrados. Caso consiga mais essa vitória, pode disputar de igual pra igual com o Osmar e o Beto. Pessuti, se alguem te chamar de laranja, eu discordo. Acerola até pode ser, pois vale por dez laranjas. E, você hoje demonstra que tem bala na agulha, pois em poucos dias resolveu aquilo que o Requião não resolveu em quase oito anos. E, mais, resolveu sem brigar!!!

  3. Sabrina
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:09 hs

    Negócios futuros são de alto risco. E quanto maior o risco maior o lucro ou o prejuízo. Vamos torcer pelo lucro. Embora ache que não deveriam se compromenter tão além dos seus mandatos…

  4. Observador
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:12 hs

    Pois então.
    Só espero que depois das eleições não seja aumentado em 60%.
    Outra coisa, desoneração a custa de redução de investimentos é fácil.
    Isso deve ficar bem esclarecido para que não haja troca de favores.

  5. Caio S
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:21 hs

    Acho uma grande conquista. Parabéns ao Pessuti, ele está saindo do anonimato e se fortalecendo. Logo, logo entrará de vez, com chances, na disputa.

  6. quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:24 hs

    Na verdade..acho que grande parte da população prefeira que se fizessem as obras de duplicação…o valor é discutivel, mas a obra fisica não….que se iniciem as obras, isso sim é necessáriuo o mais rápido possível…

  7. CELIO RIBEIRO
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:27 hs

    MAS PRORROGAR OS CONTRATOS???? ISSO É INADMISSIVEL, QUEM JA AGUENTOU 13 ANOS, AGEUNTA MAIS 7 E ESSA EXPLORAÇÃO TEM DIA E HORA PARA ACABAR.
    AGORA VIR COM ESSA CONVERSA DE ABAIXAR E PRORROGAR OS CONTRATOS, ME PARECE UM BELO ACERTAO PARA POR NO “RABO” DO POVO DE NOVO.
    MUITO PERIGOSO, AINDA MAIS PARA QUEM TEM SO 8 MESES DE GOVERNO.

  8. Marcos Pop
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:31 hs

    E tem uns que acham que Pessuti não sai candidato. KKKKKKK

  9. Parnanguara e fã
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:36 hs

    Um comentário honesto que merece ser repercutido:

    E o Pessutti dá mostras mesmo de que deveria estar governado o Estado há muito mais tempo. Não só conseguiu fazer e mais fará em meses o que o outro não fez em anos, como também teve o desprendimento de limpar a trilha se livrando dos “maus companheiros”, aqueles que o nosso admirado Sergio Botto se referiu quando deixou o governo

  10. Rudy
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:41 hs

    Na minha modeta opinião não tem que prorrogar contrato nenhum. As concessionarias só tão cortando o mato, não duplicaram nada. Não tem porque prorrogar contrato, agora falta pouco pra mamata acabar.

  11. Polêmico
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 11:54 hs

    Sou da opinião que a duplicação deve ser feita pelas concessionárias e com recurso próprio sem aumento do pedagio e sem prorogação do contrato e ainda com uma redução de 50% do valor cobrado hoje isto é possivel pois o lucro mensal só no trecho Cascavel Foz gira em torno de 5 milhões por mês.

  12. Calunga
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 12:07 hs

    Não voto no Pessuti mas reconheço que ele está fazendo um bom governo. Parabéns.

  13. quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 12:11 hs

    por que mais prorrogacao,por que simplesmente nao baixar precos o que por sinal e feito em todos os produtos e servicos ,e lei de mercado, o monopolio tem ser extinto de vez,isto ate esta parecendo renegociacao com banco aumenta o prazo e “baixa “o preco da prestacao, e quem sempre sai na pior o consumidor,o preco do pedagio esta provado quem tem muita gordura,o goveno veem o momento eles veem a longo prazo, e sao sabedores que se economia se comportar do jeito que esta se comp.quando vencer os atuais contratos ,fatalmente em uma licitacao correta os precos virao a cais em de 70por cento ,PESSUTI NAO FACA MEDIA ELEITORAL DEIXE ESTE ONUS PARA O PROXIMO GOVERNO!!

  14. Prego de Caixão
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 12:19 hs

    O Requião já está dizendo no twitter que o pedágio estadual não pode ser maior que o federal.
    O federal custa R$1,20, mas é do modelo Dilma de Concessão (uma merda que a gente vai ver em breve, porque não garante melhorias reais).
    O Bufão é sempre assim: vê como fracasso cada evidente progresso do Pessuti.

  15. Marcia M da Silva
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 12:23 hs

    Vem ai mais um golpe é 30% para não ficar igual ao do lerne
    que foi de 50% para ganhar às eleiçoes.

    (veneno que o justo, honesto e sábio grego Sócrates foi obrigado a beber, assim como as empreiteiras e seus agentes públicos estão nos obrigando a conviver com as concessões rodoviárias que se transformaram em corrupção oficial. Bordar o Brasil de pedágios é a meta das empreiteiras, estruturadas em concessionárias de rodovias)
    Eng° Karl Machado.

  16. TUKU NARE
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 12:41 hs

    O pessutao deveria mesmo mostrar que e capaz, tornando publico onde e invesstido o a dinheirama com a arrecadaçao do IPVA.

  17. quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 12:44 hs

    prorrogação?
    nunca!
    .
    só otario p cair nessa conversa das concessionarias.
    pedagio PR-SC: 1,10
    pedagio 277: 12,70 – 30% = burrice

  18. Usuario de Rodovias
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 12:52 hs

    Parabens Governador, administrar e exatamente isso que o Sr. esta fazendo. Nao como outro que so falava e esbravejava.

  19. Mão na cumbuca
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 13:15 hs

    Atenção paranaenses, esse papo de negociação não cheira bem. O que as concessionarias querem é aumentar o prazo do pedágio em troca de promessas que jamais serão cumpridas.
    O mais interessante nesse papo furado é que a equipe do DER/SETR é praticamente a mesma, somente o Secretário é outro, então por que a fórmula mágica surgiu somente agora?
    Essa negociação está obscura, tem cheiro de neo-liberais no ar! Olha a turma do Lerner voltando aí gente! Prorrogar o prazo para que até nossos netos continuem pagando essa maracutaia do pedágio, é uma verdadeira vergonha.
    Ou será que tem mai$ coi$a$ por baixo do tapete? Não existe milagre, portanto olho vivo Ministério Público!!!!

  20. salete cesconeto de arruda
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 14:17 hs

    Cada dia gosto mais de VICE!
    De repente dá uma sensação de que CURITIBA E PARANÁ voltaram a ter governo…
    Será que só eu estou sentido isso?
    Talvez seja a CERTEZA de que a RODA DA VIDA ESTÁ GIRANDO RÁPIDO.
    Fez? PAGA!
    E paga caro…
    Pior do que ficar pobre – para um político – deve ser perder o PODER!

  21. Estatística
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 14:30 hs

    Perguntinha para a qual ainda não obtive resposta:

    Quem mantém a Estrada da Graciosa, o acesso a Morretes e ao porto de Antonina? As duas estradas favoritas dos veranistas: Alexandra – Matinhos e 277 – Praia de Leste? O DER ou a Concessionária?

    Motorista de caminhão que vai descarregar e carregar em Paranaguá dificilmente vai tomar banho de sol em Caiobá.

    O estado poderia tirar esses “penduricalhos” da concessão das BRs e cobrar seu próprio pedágio. Podem ter certeza que o pedágio nas BRs baixaria e muito.

    FAÇA UM POLÍTICO TRABALHAR: NÃO O REELEJA (nem deixe mudar de poleiro eleitoral).]

  22. sidnei
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 14:37 hs

    Ele so ta fazendo isso pro povao vota nele pra ele ganha o governo e depois vai aumentar tudo denovo com o amiguinho dele la o requiloco

  23. justiceiro
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 14:46 hs

    REIquião disse textualmente: Ou a tarifa baixa ou o pedágio acaba.
    Na verdade só subia e REIquião só vivia esbravejando de raiva.
    As concessinárias sabem perfeitamente que existem muitas formas de baixar o pedágio e ter lucros ainda maiores. É o chamado acôrdo.entre as partes.
    A prorrogação dos contratos de concessão é uma delas pois isso evitará que uma nova licitação ponha em risco a perda das concessões em vigor, após o seu término.
    Com acôrdo, não haveria problemas quanto as novas obras de duplicação a serem realizadas que depois de prontas continuaria valendo para o segundo contrato (sem licitação) e sem a preocupação de novas obras que poderiam ser incluídas. na licitação.

  24. MUNDO DA VOLTA....
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 15:00 hs

    MAS DAI NÃO SERÁ FEITO MAIS NADA DE INVESTIMENTO.???

  25. Ed
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 15:46 hs

    Nada contra o Pessuti; eu até gosto dele, mas, porque ele só vem falar isso agora que é candidato? Por que ele não inflamou a idéia antes de ser governador? Se ele tivesse feito isso a população iria ficar ao seu lado e contra o Requião. Ah! mas ele não era o governador! Mas era o vice. Veja como o José de Alencar muitas vezes se posiciona! Eu acho que isso é mais uma artimanha para conseguir decolar na campanha. Fica mais barato fazer caminhos alternativos do norte e do noroeste para o sul e sudoeste e gelar o pedágio do que comprometer o futuro das finanças do Estado com o intuito de ganhar uma eleição! É a mesma tática do Requião!.

  26. OSSOBUCO
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 16:07 hs

    Baixar 30% é muito pouco! Tem que seguir os preços de concessão do governo federal que são muito mais baratos!

  27. Don Quixote
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 16:21 hs

    SÓ 30 % ? ELES AUMENTARAM 50 % DE EXTRA C/ AVAL DO LERNER. AGORA VAI SOBRAR UNS 20 % PARA DISTRIBUIR AOS CANDIDATOS DO ESQUEMA NESTA ELEIÇÃO. VAI TER RECURSOS PRA CAMPANHA DA TURMA DO PMDB.

  28. quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 16:21 hs

    la vem chuncho. renovar o contrato aumentando o tempo de concessao? esse e acordo caracu, as concessionarias entram com a cara e o governo (povo) com o resto

  29. ESTRANHO COMPORTAMENTO
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 16:59 hs

    ESPERO QUE PESSUTI NAO SEJA UM TRAIDOR …. ,CASO ELE SEJA ELEITO GOVERNADOR VOLTAR A SE UNIR COM BOB REQUE…..ESTOU VENDO ESSE TIPO DE COMPORTAMENTO COMO MANOBRA POLITICA……..ESTRANHO..,..FICARAO TANTO TEMPO JUNTOS E AGORA SAO DOIS INIMIGOS.?……….MUITO ESTRANHO…….TUKU NARE,TEM RAZAO……POR QUE PAGAR IPVA, SE O PEDAGIO E COBRADO………MOSTRA AI PESSUTAO QUE E MACHO E ACABE COM ESSA VERGONHA …TERAS MUITOS VOTOS…OBS. ANTES DAS ELEIÇOES,…PORQUE DE PROMESSAS,… O POVO ESTA DE SACO CHEIO.

  30. Julio
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 17:17 hs

    Salete, concordo com voce, mas pra coisa ficar boa mesmo falta só mais um vice assumir, o JOSÉ ALENCAR, este sim é uma pessoa de carater.

  31. Rafael Zaleski
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 18:14 hs

    Dalhe Pessutão!!!!

  32. LINGUASOLTA
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 18:25 hs

    Se ele conseguir concretizar está negociação. Acredito que a vantagem política conquistada com está ação, será o trampolim que dará o impluso necessário para o exito de sua candidatura ao governo do estado em 2010. Depois destas notícias sobre a anulação da cobrança que o Itaú movia contra o estado e agora está redução importante na tarifa dos pedágios e as melhorias nas estradas. Ele sairá com força para a disputa. E os demais que começem a recolher os seus burros.Pois o eleitorado paranaense saberá reconhecer este feito do Governador Pessuti.
    E tem mais, agora nós temos um GOVERNADOR, antes nós tinhamos um BOBO DA CORTE, que achava ser o pai dos pobres.
    Deve tar se roendo de inveja do Pessuti.
    Pessuti vá a igreja e se benza, pois a inveja do ex é grande..

  33. Zangado
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 18:49 hs

    Que Deus nos ajude haja um acordo, desde que seja bom para todos e resolva este nó do qual o ex-inquilino do Canguiri fez a maior das massarocas.
    Agora, isso vai colocar embaixo do tapete ou fazer tabula rasa do passivo judicial milionário – mais de 300 milhões – que será cobrado do erário público – dinheiro do povo, já premido pela tarifa exorbitante ?
    Sem responsabilização do responsável ou responsáveis pelo prejuízo público ?
    Isso também está embutido no acordo ?

  34. Orgânica
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 20:00 hs

    Por que somente 30%? É muiiiiito pouco! O Lerner conseguiu 50% em troca de muitos favores, todos sabem.
    E mais: por que ligar Ponta Grossa a Apucarana? Prá Londrina nada???? Seremos obrigados a continuar trafegando pela PR 445, de muitas curvas e mortes só porque é rodovia estadual?

  35. Austragésilo
    quinta-feira, 29 de abril de 2010 – 20:20 hs

    É isso aí. Política de competência e sem alarde. Administra a coisa pública com responsabilidade.
    O bom político é aquele que usa o verbo e a verba com sabedoria, sem tirar o olho do social.
    Pessuti mostra que está mais do que preparado para dar tacadas certeiras em prol do Paraná – até então estagnado.
    Está revertendo às situações polêmicas que herdou e mostra ser um Chefe-de-Estado à altura da necessidade do povo paranaense, cujos problemas gritam nos quatro cantos do Paraná, por solução emergencial e que adormecia na gaveta do esquecimento ou do desinteresse político.
    Bons ventos sompram e mostram que Orlando Pessuti teve paciênia de Jó para sair da saia justa em que foi colocado, tantas vezes, na qualidade de vice, pelo mandatário de então e de plantão, cuja verborragia escorria estado afora…
    Agora temos uma luz – ou seria um farol – e o Paraná não está mais à deriva. No leme tem comandante preparado.
    O Paraná agradece e dará o retorno nas urnas em outubro próximo.

  36. LUIZ CARLOS
    sexta-feira, 30 de abril de 2010 – 11:31 hs

    E ISSO AI PESSUTI, GOVERNE PARA O POVO, QUE VIT[ORIA FOI ESSA DO FIM DA MULTA DO SAUDOSO BANESTADO, VEJO A MAO DE DEUS NESTA VITORIA DO PARANA COM O FIM DA MULTA, SABE QUE ESTOU ACHANDO DESIGNEOS DO CEU EM TEU FAVOR , QUE DEUS TE ABENOE , MAS NAO ESQUE;A REQUIAO NUNCA MAIS, OU SEJA NAO SE MISTURE, VOCE ESTA VENDO AI LERNER ATRASOU O ESTADO 20 ANOS ( SO FALTOU VENDER O TERRITORIO PARANAENSE COM TUDO DENTRO ) SALVE SALVE A COPEL E AGORA ESTA DE VOLTA TRANSVESTIDO DE BETO, POR QUE O BETO E APOSTA DELE EM OUTUBRO, OU SEJA E A VEIA PARA QUE ELE POSSA SUGAR O SANGUE DO POVO DO PARANA.

  37. De novo NÃO
    sexta-feira, 30 de abril de 2010 – 17:25 hs

    Rezo para que Pessuti não repita o golpe de Lerner: alterar os contratos para baixar temporariamente a tarifa às vésperas da eleição e depois descer o porrete denovo, deixando todos os ônus para os usuários – que ficaram sem muitos dos benefícios que originalmente eram responsabilidade das concessionárias, em especial duplicações, tão necessárias na ligação com o oeste do Paraná.

  38. Roman
    segunda-feira, 10 de maio de 2010 – 10:52 hs

    Essa história de abaixar as tarifas em troca de prorrogação do contrato é momentânea. Os reajustes anuais ultrapassará isso depois de alguns anos. Pessut esta herdando a idéia trágica que Lerner deixou em seu governo no Paraná. Daqui a sete anos tudo isso acaba, mais da metade do tempo ja foi percorrído e outra licitação pode causar benefício e desoneração ao povo, agora, seu Pessut quer estragar isso em seis meses. Isso não é progresso, é retrocesso, privar as pessoas de circularem dentro de seu estado com preços inacessíveis a população que não tem condição de pagar. É muito claro, nessa situação, o interesse eleitoreiro. Espero que todos percebam isso. a seis meses das eleições, o desespero pela ganância de ocupar um cargo alto se torna prejudicial ao povo que é causado por um político que, visivelmente, não tem condições de estar afrente de tal pleito.

  39. Giancarlo
    segunda-feira, 30 de agosto de 2010 – 0:03 hs

    Eu não to acreditando no que leio de comentários neste site.
    Reduzir 30% para aumentar por mais 25 anos de “exploração”?? E tem gente achando isso um ótimo negócio???
    Quando foi que a justiça conseguiu segurar os aumentos anuais que são concedidos a esses BANDIDOS do pedágio? Vocês realmente acham que baixar 30% para renovar por 25 anos essa M… é um mau negócio para esse bando de sanguessugas???
    ACORDA PARANÁ!!!!
    R$ 12,75 para ir para o litoral?? Não dá 150 Km…
    O pedágio para SC não custa os 30% que estão querendo baixar…
    PALHAÇADA!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*