Pesquisa faz de Lula 'pivô' da eleição do continuísmo | Fábio Campana

Pesquisa faz de Lula ‘pivô’ da eleição do continuísmo

Do blog Josias de Souza na Folha Online

Ao ratificar a vantagem do tucano José Serra sobre a petista Dilma Rousseff, agora de dez pontos percentuais, o Datafolha reforça uma evidência incontornável.

O protagonista da sucessão de Lula é, por ora, o próprio Lula. Mesmo privado pela Constituição de frequentar a cédula de 2010, o presidente é o pivô da eleição.

No topo da pesquisa, com 38%, Serra tornou-se um candidato sui generis. Representa a oposição. Mas não se opõe a Lula.

Na segunda colocação, com 28%, Dilma tenta provar-se capaz de caminhar com as próprias pernas. Mas não logrou livrar-se de seu vício. É “lulodependente”.

A sucessão é guiada pelo signo da continuidade. Dilma leva à vitrine o que foi feito. Serra aferra-se à cantilena de que pode fazer mais.

Para compreender o que está por vir, o observador deve prestar atenção a um dado periférico da pesquisa.

O Datafolha informa, desde dezembro, que há na praça algo como 14% de eleitores que reúnem três características básicas.

Declaram que, com certeza, votariam no candidato apoiado por Lula. Não são, ainda, eleitores de Dilma. Nem sabem que ela é candidata.

O grosso desse eleitorado está assentado no Nordeste. É gente pobre, com pouco ou nenhum acesso à informação.

Pois bem, suponha-se que esses eleitores, ao tomar conhecimento da existência de Dilma, optem por votar nela. A candidata de Lula vai a 42%.

Foi precisamente com esse percentual de votos (42%) que Lula prevaleceu sobre Serra no segundo turno de 2002.

Em 2006, Lula bateu o tucano Geraldo Alckmin, também no segundo round, com 44,5%.

Não é por outra razão que Serra joga suas fichas no estreitamento de relações com Aécio Neves, o grão-duque do tucanato de Minas Gerais.

Serra pretende retirar das urnas de São Paulo e de Minas, os dois maiores colégios eleitorais do país, os votos que lhe faltarão no Nordeste.

Convém observar, de resto, o destino de Ciro Gomes, pseudocandidato do PSB. O Datafolha informa que Ciro (9%) virou uma espécie de sub-Marina Silva (10%).

Não são negligenciáveis as chances de que Ciro seja empurrado para fora do tabuleiro. Para onde vão os seus votos?

O Datafolha informa que, sem Ciro, Serra sobe quatro pontos. Vai a 42%. Dilma sobe dois (30%). Marina também escala dois (12%). Juntas, teriam 42%.

Ou seja, se a eleição fosse hoje, Serra teria, sozinho, o mesmo tamanho de Dilma e Marina somadas. Daí o protagonismo de Lula.

Para seduzir os 14% que se dispõem a votar no nome indicado pelo presidente superpopular, o “oposicionista” Serra terá de operar uma mágica: vender a ideia de que é mais continuísta que a própria Dilma.


26 comentários

  1. ▄▀▄†Ψ REQUEIJÃOΨ†▄▀▄™
    sábado, 17 de abril de 2010 – 15:31 hs

    Gostei do termo “eleição do continuísmo”, pois se aplica para os dois candidatos mais populares da midia marrom,

  2. porrete de lapacho
    sábado, 17 de abril de 2010 – 16:03 hs

    é ,parece que o MULA mancou, ao impor a terrorrista candidata. a eleição vai fazer o ilusionista corrupto e cachaceiro, cair na real e na sua insignificância, de onde nunca devia ter saído

  3. Carlos Toledo
    sábado, 17 de abril de 2010 – 16:06 hs

    Pelo andar da carroagem, esta claro que o melhor caminho para o Senador Osmar Dias caso aGleisi insista em disputar o Senado, é ir arrumando um jeito de estar presente nos 399 municipios do Parana ,assegurando de quatro a seis partidos para lhe dar um minimo de tempo no horario eleitoral, e sem bobiar, não deixando um municipio sem estar presente durante as elições no primeiro e segundo turno que é só partir para o abraço e tomar posse em 01 janeiro de 2011.
    Osmar Dias tem uma das principais aliança, que é a maioria dos eleitores que votaram nele 2010, queiram ou não os adversarios, em 2006 ele foi decretado a ser o Governador com quase 50% do eleitorado e com todo mundo que falamos é a mesma coisa do que escrevo aqui, o resto é baléla.

  4. Jota
    sábado, 17 de abril de 2010 – 16:26 hs

    CARLOS TOLEDO, você e o OSMAR tem o mesmo defeito: imaginar que os votos de 2006 foram dele. divida por quatro.

  5. antonio pilarzinho
    sábado, 17 de abril de 2010 – 16:33 hs

    O que eu não tenho visto nas pesquisas é um crescimento do serra, ao contrario da sua adiversaria

  6. Esses Demotucanos
    sábado, 17 de abril de 2010 – 16:37 hs

    DATAFOLHA ENLOUQUECE
    54% dos eleitores não sabem em quem votar em 2010
    Diretor do Datafolha lembra que quadro eleitoral deve mudar com início da campanha
    54% dos eleitores não sabem em quem votar em 2010

  7. Parreiras Rodrigues
    sábado, 17 de abril de 2010 – 16:38 hs

    Eventos passados mostram que prestígio não se transfere. Explico: Campana candidato pede o meu voto e eu garanto-o. Lá pelas tantas Olha Parreiras, não sou mais candidato porisso aquilo outro mas quero o seu voto pro Vanderley Cardoso. Necas, meu camarada…respondo, Fábio é Fábio e Vandeco é Vandeco.
    Requião não faz sucessor talis qualis um ex-prefeito da minha cidade de Santa Isabel do Ivaí que faleceu dias atrás.Também foi eleito três vezes mas nunca emplacou sucessão. E Lula quer saber lá de dona Dilma presidente?

  8. Calunga
    sábado, 17 de abril de 2010 – 16:55 hs

    Serra no 1º turno.

  9. Borduna
    sábado, 17 de abril de 2010 – 17:13 hs

    Também gostei do “continuísmo” que âmbos representam. Voto renovação e mudança. Voto MARINA.

  10. salete cesconeto de arruda
    sábado, 17 de abril de 2010 – 17:30 hs

    Esse Lula é mesmo o cara! Já pensou se ele copiasse o PSDB e seus aliados?
    TERIA O TERCEIRO MANDADO – NO TAPETÃO!
    Mas Lula é DEMOCRÁTICO.
    E Lula sabe que DILMA/ESTRELA – a que teve coragem de ficar – lutar e até de pegar em armas – contra os MONSTROS da dita que virou MOLE – será a primeira presidentA do Brasil.
    Enigma:
    Se Serra fosse eleito com que base governaria?
    A do Arruda “COMPRE UM CARECA E LEVE DOIS”?
    Para os esquecidos: ESSE ARRUDA NÃO É DOS MEUS!
    Pronto!
    Vai aumentar o número de comentários na casa do Fábio. Legal! Aumenta também os patrocinadores e leitores de todo o Brasil. Estou sempre divulgando o que diz o Fábio.

  11. CLOVIS PENA -- Continuismo
    sábado, 17 de abril de 2010 – 17:41 hs

    O continuismo no Brasil, infelizmente, é alimentador de nichos de corrupção que desviam verbas e anulam um importante avanço no atendimento às necessidades básicas da população.

  12. Esses Demotucanos
    sábado, 17 de abril de 2010 – 18:29 hs

    [Marco Aurélio Mello] [http://maureliomello.blogspot.com] [Vinhedo – SP] [jornalista]
    Edu, o plano é o seguinte: as pesquisas servirão para endossar a fraude nas urnas eletrônicas. Pode achar que eu estou delirando, mas tenho indícios fortes de que um plano nesse sentido está em curso. Ainda não tenho como provar. Ainda.

  13. Ronaldo
    sábado, 17 de abril de 2010 – 20:52 hs

    Datafolha tá mais pra datafraude ou dataserra, esta pesquisa está tão furada quanto a anterior, e não dá pra dizer que foi erro metodológico, é fraude mesmo. Globope tambem não é confiavel, tanto a folha quanto a globo estão empenhadas na campanha do Serra.

  14. Rst
    sábado, 17 de abril de 2010 – 20:53 hs

    MÍDIA – O exemplo do governo Obama deve ser seguido.
    Delcídio Amaral acerta o discurso: imprensa que age como partido de oposição precisa ser tratada como partido de oposição

    “Os meios de comunicação estão do lado do Serra. Eles são contra a tendência de consolidação de oito, dez anos, do PT na presidência. Vão lutar com todas as armas contra. Farão uma guerra duríssima contra nós (PT)”.

    Essa fala acima foi do Senador Delcídio do Amaral (PT/MS) em um encontro de petista do Mato Grosso do Sul, neste sábado, na Câmara Municipal de Três Lagoas.

    Acertou em cheio no discurso. Precisa manter na prática: imprensa que age como partido de oposição precisa ser tratada como partido de oposição.

  15. Ponta Grossa
    sábado, 17 de abril de 2010 – 22:15 hs

    Vhade Retro, Dilmônio… Está chegando a hora do exorcismo da encapetada Dilma, a candidata IN do PT, do Lula. Como bem disse a coluna Sigiloso de um dia desses, IN de inócua, intragável, inadmissível, inapta, inescrupulosa, inservível, intrometida, inautêntica, insipiente, invejosa, insignificante, insolente, inábil, incompatível, indecorosa, incerta, instável, incompatível, incongruente, inadequada, inerte, infiel, incapaz, inapreciável, inaplicável, inabilitada, inassimilável, ineficiente, inferior, inconveniente, intojada, infame, invocada, insana, inapropriada, indecente, inidônia, inabilitada, inafiançável, incompleta, injusta, incompreensiva, inaproveitável, incômoda, inclassificável, incompetente, indolente, ingrata, infrene, infodível, infernal, indigna, inconcebível, incivilizada, inepta, indesejavel, inamável e INFELIZ. Vhade Retro, Satanás; Vhade Retro, Dilmônio !!!

  16. sábado, 17 de abril de 2010 – 23:21 hs

    Dilma Rousseff: Compromisso com o futuro
    O Brasil é um país sedento de novas ideias, ávido por políticas públicas inovadoras que atendam às suas maiores carências. Quem aspira ao poder deve exibi-las, desde já, em vez de se preocupar apenas em depreciar o que está sendo feito. O salto para o futuro, em construção no presente, exige que se desatem alguns nós que nos prendem ao passado.

  17. Armando Mattos
    domingo, 18 de abril de 2010 – 8:29 hs

    Vamos dar risada destes petralhas imundos. Chorem petralhas vagabundos, vão ter que trabalhar agora.

    Vivem as custas do governos seus vagabundos.

    Esta candidata não decola, é um pedra que afunda…

    Choreemmmm

  18. Serra é CONTRA Lula
    domingo, 18 de abril de 2010 – 10:23 hs

    Essa ´”ESTÓRIA” de que Serra não é oposição à Lula só dura até o inicio dos Programas Eleitorais da TV,
    O Vampiro Brasileiro vai ser chamado à dar sua Opinião.
    As madames dos Jardins Paulistas exigem uma “Posição Clara” de seu candidato.
    E aí SERRA uma pá de cal
    DILMA vez por todas
    na DEMOTUCALHA

  19. Calunga
    domingo, 18 de abril de 2010 – 10:33 hs

    A petezada sempre se divertem antes das eleições. Chega de passar vergonha com esse presidente.

  20. vanderlei curitiba- tingui
    domingo, 18 de abril de 2010 – 12:32 hs

    o serra e o favorito oito anos de governo serra o pt o partido que ja fui filiado por dez anos sai do poder me descipicionei muito com o pt em 2004 quando começou a cpi do mensalao e conseguirao tirar a culpa do mentor primcipal que e o lula adeus pt nunca mai no poder para o bem do democracia e do brasil

  21. domingo, 18 de abril de 2010 – 13:53 hs

    Como ex PeTista entendo o DESESPERO e INFERNO ASTRAL em que os capachos estão vivendo.

  22. Santino
    domingo, 18 de abril de 2010 – 14:23 hs

    Para esse tal de Calunga e Demotucanalhas afins, passar vergonha com esse presidente é ter o Brasil sendo reconhecido lá fora como o único país que menos sentiu a última crise econômica mundial. É ter pela primeira vez na história, o seu presidente sendo de fato respeitado e ouvido por todos os chefes de estados dos países de primeiro mundo. É ter pela primeira vez na história, o Brasil como o mais importante entre os países emergentes. É ter mais de vinte milhões de brasileiros sendo transferidos da linha de pobreza para à classe média, os quais fizeram com que aumentasse em 31% a venda de passagens aéreas internas e em 11% as externas. Essa mesma nova classe média, passou a comprar bens de consumo como carros, eletrodomésticos e eletrônicos, os quais fizeram com que a economia do Brasil crescesse. É esse mesmo presidente que segundo vocês só nos faz passar vergonha que fez através do programa de agricultura familiar, os pequenos agricultores passaram a ter uma nova perspectiva de vida, permanecendo no campo. Para aqueles que se lembram de como o país era antes de Lula, jamais quererá que as coisas mudem de rumo. Àqueles que se esqueceram, então que votem em Serra.

  23. salete cesconeto de arruda
    domingo, 18 de abril de 2010 – 20:12 hs

    A Folha erra muito.
    Errou na ESCOLA DE BASE.
    Errou na eleição da Erundina.
    ENTÃO O MAIS LÓGICO é confiar em VÁRIOS INSTITUTOS QUE APONTAM NA MESMA DIREÇÃO – empate técnico. Até por Serra ter estado em todas as mídias possíveis – percebe-se que está ESTAGNADO.
    Dilma – por sua vez – tem ainda o voto dos JOVENS E MULHERES que não se acovardam diante de CRIMINOSOS FARDADOS. O idealismo desse eleitorado vai andar com ela. Questão de tempo. Assim que a VERDADEIRA história da mocinha QUE NÃO FUGIU DA LUTA se tornar pública – anotem:
    VAI DAR DILMA.
    Ah!
    Dilma tem o Lula!
    Já Serra – coitado – ficou com o príncipe que virou sapo.

  24. domingo, 18 de abril de 2010 – 21:33 hs

    Mentir ou mentir

    Mary Zaidan

    O não às privatizações, que tanto sucesso fez nas eleições de 2006, é hoje uma zona de risco perigosa para a pré-candidata Dilma Rousseff. Ao entoar essa mesma cantilena, a ex-ministra não só se apresenta com um discurso envelhecido, surrado e ultrapassado, como expõe de maneira cruel o seu patrocinador.

    Ainda assim, ela insiste. E toda vez que o faz falta com a verdade. Bate na falsa tecla de que seus adversários só não venderam a Petrobras, a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil e Furnas porque a “sociedade reagiu”. E, sem qualquer constrangimento, diz que ela e o governo Lula são radicalmente “contra as privatizações”, como se elas não tivessem ocorrido também nos últimos sete anos.

    O mais absurdo nessa discussão estéril – onde quem perde é o país – é tratar privatização como pecado capital, diante do qual o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o PSDB têm de se penitenciar. Se fosse, o presidente Lula também teria pecado. E por diversas vezes.

    Além de concessionar por 25 anos mais de 2,6 mil quilômetros de estradas federais e 720 quilômetros da Ferrovia Norte-Sul, Lula passou para operadores privados as hidrelétricas de Santo Antônio e de Jirau e a linha de transmissão de energia que liga Porto Velho (RO) a Araraquara (SP). Vendeu para o Bradesco os bancos do Estado do Ceará e do Estado do Maranhão.

    Para as rodovias, Lula inaugurou um modelo de concessão social – comemoradíssimo à época – com pedágios baixos, mas sem garantias de investimentos. O grupo espanhol OHL arrematou cinco dos sete lotes concessionados, incluindo filés mignons como a ponte Rio-Niterói, a Fernão Dias e a Régis Bittencourt. Essas duas últimas, como mostraram reportagens recentes, em estado lastimável.

    Tal como feitiço virando contra o feiticeiro, a Ferrovia Norte-Sul foi parar nas mãos da Vale, a mesma ex-estatal que o presidente acusa de ter sido vendida na bacia das almas.

    O governo Lula desenvolveu ainda um arrojado projeto de privatização dos aeroportos que seria muito bem-vindo devido à ineficiência da Infraero e à escassez de recursos para as urgentes reformas que a maior parte deles necessita.

    O revés do plano foi não ter saído do papel antes do ano eleitoral. Afinal, transferências para a livre iniciativa de operações públicas acabariam por enterrar o discurso antiprivatista.

    Vencido, o ministro da Defesa Nélson Jobim, até então um entusiasta do projeto, não inventou desculpas para a desistência: “Durante este ano eleitoral não haverá concessões, deixa aí para o próximo governo tratar do assunto”. Ainda assim, manteve a excepcionalidade para o aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na região de Natal (RN), que deverá servir de teste para a modelagem sugerida pelos técnicos de Lula.

    Ou seja, ressuscitar o não às privatizações em 2010 beira a desfaçatez. É optar por uma crítica feroz a algo que o governo de seu padrinho fez e continuará a fazer. Mas a ex-ministra parece não enxergar a inconveniência do tema para ela e, em especial, para o seu chefe. Parece também não perceber que ela não é Lula, hábil em criar constrangimentos ao adversário, e nem José Serra é o assustado Geraldo Alckmin de 2006.

    Ao insistir nessa lengalenga Dilma ajusta a sua saia muito além do suportável. Melhor seria abandonar o bordão, a não ser que prefira escolher entre mentir ou mentir.

  25. Rst
    domingo, 18 de abril de 2010 – 22:40 hs

    Como o Datafolha manipulou as amostras para aumentar o número de Cidades pesquisadas no Estado de São Paulo
    18 de abril de 2010
    Quando Dilma reduziu para 4% sua diferença para Serra na pesquisa de fevereiro de 2010, o Datafolha, misteriosamente, mudou seu plano de amostragem, aumentando as cidades paulistas que compõem a amostragem de 25 para 55.

    Nas demais estados, onde José Serra não é popular, como no Rio de Janeiro e em Minas Gerais, o número de cidades pesquisadas continuou praticamente o mesmo, com variações mínimas.

  26. CAÇADOR DE PETISTAS
    segunda-feira, 19 de abril de 2010 – 11:29 hs

    ETA PETEZADA

    E AI SALETINHA, AINDA CONTINUA COM O MESMO PENSAMENTO?

    QUE MAL LHE PERGUNTE SALETE MAS, QUEM É MESMO A DILMA?

    O QUE ESTA SENHORA CONTRIBUIU PARA A ESTABILIDADE ECONÔMICA DO BRASIL?

    O QUE DIULMA REPRESENTOU PARA A CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA?

    NÃO ME VENHA DE CONVERSA FIADA ALEGANDO QUE ENQUANTO OS OUTROS FUGIRAM DILMA FICOU.

    DILMA FICOU PORQUE REALMENTE NÃO REPRESENTAVA NADA, DILMA FICOU PORQUE NÃO TINHYA RESPONSABILIDADE COM A DEMOCRACIA DO BRASIL.

    DILMA É UM CÂNCER.

    DILMA ASSALTOU BANCOS, DILMA ORGANIZOU SEQUESTROS, DILMA FORMOU QUADRILHA.

    ESA É A FACE DE DILMA E NÃO ADIANTA FUGIR OU TENTAR ESCONDER SALETE.

    ACORDA BRASIL.
    FORA DILMÔNIO.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*