Paraná registrou 254 acidentes em estradas federais no feriado | Fábio Campana

Paraná registrou 254 acidentes em estradas federais no feriado

O Paraná foi o segundo estado em número de acidentes durante o feriado de Páscoa. Perdeu só para Minas Gerais, que tem a maior malha rodoviária do país. Foram 254 acidentes nas rodovias federais paranaenses e 11 mortes.

Os números cresceram em todo o país. O feriado registrou alta de 34 % no número de mortes nas estradas federais em relação ao ano passado.

A Polícia Rodoviária Federal atribui o aumento da violência nas estradas à imprudência de motoristas que desrespeitaram a lei seca. A chuva forte também foi apontada como fator dos acidentes.


2 comentários

  1. Raquel
    terça-feira, 6 de abril de 2010 – 10:15 hs

    ISTO É QUE É GESTÃO:
    Rodoanel deixa Bandeirantes vazia às 17 horas
    Terceira via mais travada de SP registrou trânsito 75% abaixo da média ao longo do dia, segundo a CET; no pior horário, lentidão chegou a 3,3 km
    06 de abril de 2010 | 0h 00
    Leia a notícia
    – O Estadao de S.Paulo
    A Avenida dos Bandeirantes, na zona sul da capital, viveu situação inusitada ontem. No horário de pico da tarde, houve oscilação de períodos com pistas desertas e outros com filas de 3 quilômetros – metade da extensão da via. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o índice de congestionamento ao longo do dia foi 75% abaixo da média, reduzindo também a lentidão em toda a cidade.

    A avenida, que liga a Marginal do Pinheiros à Rodovia dos Imigrantes, é vista como a principal beneficiada com a inauguração do Trecho Sul do Rodoanel, na semana passada. Às 17 horas, não havia nenhuma fila de carros, mas alguns espaços desertos – o que, segundo especialistas, poderia ser reflexo do novo ramal do anel viário. Cerca de duas horas depois, a chuva trouxe de volta o congestionamento, com filas de até 3,3 km – mais da metade de sua extensão.

    Reflexos. A média de congestionamento em São Paulo, entre 7 e 19 horas, foi 18,9% inferior. Às 14 horas, a queda foi superior a 50%. A partir das 17h30, a taxa voltou a subir até praticamente se igualar, às 19h30, aos níveis anteriores à inauguração do Trecho Sul do Rodoanel.

    Nesse horário, a Marginal do Pinheiros registrava o maior congestionamento, com mais de 11 km de lentidão. Ela também havia sido apontada como uma das grandes beneficiadas com o novo trecho do anel viário.

    No balanço do dia, a Marginal do Pinheiros teve redução de 46% na lentidão e a Marginal do Tietê, 64%.

    SERRA PRESIDENTE

  2. Gunther
    terça-feira, 6 de abril de 2010 – 14:32 hs

    Muito bom culpar a chuva.

    Mas por coincidência, eu que viajei, observei que não havia polícia rodoviária na estrada (BR 116 Curitiba -Porto Alegre), justamente em dias de intenso movimento quando deveriam reforçar a presença.

    Só se via um ou outro guincho da concessionária do pedágio do Lula, que não faz nada na estrada além de construir as praças de pedágio. A estrada continua exatamente como os militares a deixaram e ainda temos que pagar pedágio e se precisar de polícia, esqueça. Reclame com o Bispo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*