Olympio de Sá Sotto Maior Neto é reconduzido ao cargo | Fábio Campana

Olympio de Sá Sotto Maior Neto é reconduzido ao cargo

Governador, prefeitos, deputados e outras autoridades compareceram hoje à posse de Olympio de Sá Sotto Maior Neto no cargo de procurador geral de Justiça do Paraná. Ele foi eleito para ser reconduzido ao cargo em votação realizada em fevereiro e obteve 89% dos votos válidos.

Em seu discurso, o governador Orlando Pessuti disse que “ com este Ministério Público, estamos tendo a oportunidade de fazer aquilo que chamo de discriminação positiva”.

O prefeito Luciano Ducci (foto) afrmou: “Temos certeza que ele agirá com a mesma postura, com seriedade, competência e compromisso para promover o bem comum da sociedade paranaense”.

Olympio também é o atual presidente do Conselho Nacional de Procuradores Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG). Em seu discurso ele destacou projetos estratégicos desenvolvidos pelo Ministério Público e a satisfação de atuar novamente no cargo. O Ministério Público é uma instituição independente que cuida da proteção das liberdades civis e democráticas.


13 comentários

  1. aldo
    quinta-feira, 8 de abril de 2010 – 15:38 hs

    Que tristeza a minha e a de muitos paranaenses ver essa solenidade. Um homem que deveria zelar e fiscalizar a constituição, mas que seus atos demonstram a conivência e a omissão com ela e a democracia.Pena, Pena

  2. pior
    quinta-feira, 8 de abril de 2010 – 16:58 hs

    perdemos nós pela recondução, visto que ele já disse na mídia que não quer pedir o afastamento do “in” Justus e da trupe que esta por trás das ocorrências na Assembléia, por que será? Acho que esse tambêm devia ser um cargo em que o povo votaria e duvido que ele voltaria visto já no início dos casos ele se mostrar muito passivo.

  3. Beto
    quinta-feira, 8 de abril de 2010 – 17:11 hs

    Esse lentíssimo….

    Essa lesma lerda…

  4. Lampedusa
    quinta-feira, 8 de abril de 2010 – 17:30 hs

    Cuando io ‘o escrito Il Gattopardo non pensava che la storia se repiteva cosi tanto … bisogna che tuto cambia … ma non cambia … porca miseria …

  5. Ibn Aziz
    quinta-feira, 8 de abril de 2010 – 17:37 hs

    Vozinha fina e tísico esse não vai fazer nada. Tem um monte de parentes na Assembléia, vai enrolar (como vem apregoando) até as eleições deste ano e depois…Tchau!
    Uma lástima pra nós e bom para os bandidos.

  6. ZE
    quinta-feira, 8 de abril de 2010 – 18:15 hs

    he a assembleia..
    como fica..
    os cargos dos parentes la atrapalha as investigaçoes.

  7. TUKU NARE
    quinta-feira, 8 de abril de 2010 – 19:11 hs

    DR. Olimpio esta na hora do passar a limpo esse ministerio, para que ele seja
    realmente PUBLICO, QUE SEJA CORTADA TODA AS LIGAÇOES FUNESTAS
    que esse ministerio tem com os poderes constituidos, fazendo (feedback) E
    e que o MINISTERIO PUBLICO ESTADUAL, CUMPRA OS SEUS DEVERES
    CONSTITUSIONAL, e tenha junto a populaçao o respeito que deve merecer.

  8. Cap. Nascimento
    quinta-feira, 8 de abril de 2010 – 20:16 hs

    Para que serve o Ministério Público mesmo?

  9. Lorena Meyers
    quinta-feira, 8 de abril de 2010 – 20:41 hs

    Que concidência!

    Hoje, após varrer a sala, reconduzi minha samambaia ao seu suporte na parede.

  10. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 7:41 hs

    Hoje, a Gazetona cobra mais empenho do MP no caso dos fantasmas e dos desmandos na Assembleia.
    Aguardamos para as próximas horas as medidas contra a Vice prefeita, aquela que recebia o salário do marido morto. É só pedir a prisão da estelionatária e forçar um pouquinho que ela entrega o esquema.
    Chamar para depor o Hermas Brandão, o Justus e o Alexandre Curi, além dos diretores da casa. BEM, não vai dar, um dos diretores é irmão do Olympio…
    Ficar o MP dependendo da boa vontade do Justus e do pessoal da Asembleia, não me parece, processualmente falando, muito frutífero.
    Como dia a Gazetona, uma Busca e Apreensão dos Diários Oficiais e dos pagamentos realizados pela Assembleia, seria muito mais eficiente.

  11. Marcos Calonga
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 8:58 hs

    “Discriminação positiva”! O que é isso? Até onde eu sei toda e qualquer discriminação é prejudicial; e considerando que o MP está protegendo a AL, então os discriminados mais uma vez somos nós, o povo!!!

  12. SIBILLA
    sexta-feira, 9 de abril de 2010 – 12:40 hs

    O Baia cú, e o cara de Camelo. Dois sem votos que assumem poderes na República. Um porque era vice de um moleque irresponsável, que prometeu e não cumpriu que ficaria os quatro anos porque foi eleito. O outro porque está mancomunado com os poderosos do Centro Cívico, como diz o Promotor Faraj. Este País precisa mesmo é ser repensado.

  13. Maria Antonia
    terça-feira, 2 de outubro de 2012 – 23:18 hs

    Que nojo!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*